Com a expectativa de atingir um público ainda maior do que nas duas primeiras, a Assembleia promove, nesta quinta-feira (5), das 8h às 12h, em Trizidela do Vale, a terceira edição do programa Assembleia em Ação.

Edição do Assembleia em Ação realizada em Timon

O evento, a ser realizado no Auditório Municipal Cléber Carvalho Branco, contará com a presença de prefeitos e presidentes de Câmaras Municipais das 35 cidades que integram o Médio Mearim, além de deputados estaduais e lideranças políticas da região.

O presidente da Alema, deputado Othelino Neto (PCdoB), reforçou o convite, na sessão plenária desta terça-feira (3). “Relembro os colegas que realizaremos mais um Assembleia em Ação, que, desta vez, será em Trizidela do Vale, abrangendo, inclusive, a queridíssima Pedreiras e cidades adjacentes. De antemão, agradeço a forma gentil como está sendo organizado o evento, não somente pela nossa equipe, mas com o suporte do prefeito Fred Maia e do deputado Vinícius Louro, que será nosso anfitrião, por ser o embaixador daquela região”.

Em seguida, Vinicius Louro (PL) elogiou a inciativa da Assembleia, que, segundo ele, tem gerado bons frutos para o Maranhão. Para o parlamentar, é importante que o Legislativo chegue às bases. “Nós sabemos que Trizidela do Vale é uma das cidades mais afetadas na época das enchentes, no período chuvoso, e que precisa dessa mão amiga da Assembleia e do Governo do Estado. A Assembleia em Ação trará todas as reivindicações e pedidos da população daquele município”, disse.

Wellington do Curso destacou a escolha do local. “Parabenizo a Assembleia, principalmente, por ter escolhido Trizidela para receber o Assembleia em Ação, uma região que necessita da nossa atenção e apoio, mas, também, de grande crescimento e potencial. Pode ter certeza de que será um grande evento. Quem vai ganhar com isso é a população no entorno daquela região maravilhosa”, avaliou.

Objetivo

O programa, instituído pela Resolução Legislativa 953/19, de autoria da Mesa Diretora da Casa, com o objetivo principal de promover a troca de conhecimentos e experiências entre o Legislativo Estadual e as Câmaras de Vereadores, já passou pelos municípios de Balsas e Timon, com participação significativa de parlamentares e lideranças políticas.

A intenção é superar as expectativas a cada nova edição. “Esperamos que haja uma adesão ainda maior e que esse evento se transforme em uma grande ação visando ao bom desenvolvimento do nosso trabalho no Legislativo Estadual e Municipal, para dialogarmos sobre os mais diversos assuntos de interesse do nosso Estado”, ressaltou o chefe do Parlamento maranhense, deputado Othelino Neto, que conduzirá os trabalhos.

Palestras

O ciclo de palestras terá início às 9h30, com o diretor geral da Mesa Diretora da Assembleia, Braúlio Martins, e o consultor Legislativo de Direito Constitucional, Flávio Olímpio, que discorrerão sobre a temática “Processo Legislativo”. Depois, o diretor de Administração da Alema, Antino Noleto, ministrará palestra com o tema “Eleições 2020 – As Mudanças na Legislação Eleitoral”. Logo após, haverá debate e pronunciamentos.

Programação

8h- Credenciamento

9h – Abertura

9h30 – Palestra: Processo Legislativo

10h15 – Palestra: Eleições 2020

11h – Debates e Pronunciamentos

12h – Encerramento

Senador explica deturpação midiática dos que são contrarios ao progresso do Maranhão:

Confundir concessão de serviços com privatização é ignorância ou má-fé, diz Roberto Rocha…

Repercutiu no Maranhão a notícia divulgada pela revista Veja, e replicada no estado pelos blogs O Iformante  John Cutrim, sobre o decreto do presidente Jair Bolsonaro, que qualificou o Parque dos Lençóis Maranhenses para o Programa de Parcerias de Investimento (PPI), que estuda a viabilidade de privatização para órgãos estatais.

Além dos Lençóis, dois outros conhecidos pontos turísticos brasileiros são atingidos pela medida, que, conforme a Veja, encaminha também “a desestatização dos parques nacionais de Jericoacoara, no Ceará, e do Iguaçu, no Paraná – onde estão localizadas as cataratas do Iguaçu.

Incomodados com o título da notícia – “Governo Bolsonaro encaminha privatização dos Lençóis Maranhenses” – o senador Roberto Rocha (PSDB-MA) foi um dos primeiros a reagir. “Não se trata de privatização. O texto do decreto diz “ para fins de concessão da prestação dos serviços públicos de apoio à visitação”,ou seja, para fins de concessão de serviços, apenas isso”, explicou, o senador

Diz Rocha que, apesar do título, o texto da Veja online confirma isso. “O ato é um dos primeiros passos do governo federal para ceder à iniciativa privada os serviços de visitação, proteção e gestão dessas unidades de conservação. Cessão de serviços aos turistas. Foz do Iguaçu é assim, Fernando de Noronha também, no mundo inteiro é assim. No mundo todo os Parques Nacionais recebem milhões de visitantes, que geram emprego e muito dinheiro.

Fico clara a tentativa dos que são contrários progresso do Maranhão, de confundir concessão de serviços aos visitantes com privatização é ignorância ou má-fé”, explicou o senador maranhense.

 O silêncio do populismo: Mulher, negra, jovem, pobre e policial militar.

Ela era mulher, negra, jovem e estava mais para pobre que para classe média: recebia o modesto salário em parcelas e atrasado. Marciele Renata dos Santos Alves, 28 anos, policial militar, foi assassinada em ação, no enfrentamento com uma quadrilha no Vale do Rio Pardo, RS.

O que vão dizer agora os “coletivos” que se julgam detentores de mandato para falar em nome das mulheres, dos negros e dos pobres?

Cadê o ruidoso ( e “fake”) ativismo dos direitos humanos?

Quando a vereadora Marielle Franco foi assassinada, um crime repulsivo, claro, em poucas horas, graças à mobilização frenética de certos “movimentos” e com o auxílio inestimável da extrema-imprensa, viu-se a mais agressiva tentativa de provocar comoção e de construir um mito.

Ela morreu na noite de 14/03/2018 com seu motorista, Anderson Gomes. Duas horas após o fato, segundo Rute de Aquino (O Globo, 17/03/18), “eram registrados 594 tuítes por minuto”. Até parecia que os “movimentos” estavam de plantão a espera de um cadáver. Levantamento da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV/DAPP), apurou que, das 21h de 14/03/18 (logo após o crime) às 10h30min de 16/03/18, para efeito de impulsionamento de conteúdo nas redes sociais (um truque de manipulação), foram usados 1.833 robôs nos tuítes publicados sobre a morte da vereadora.

O resultado foi considerável. Embora ninguém conhecesse a motivação nem a autoria do crime, em menos de 12 horas, já havia pessoas por todo o país que, jamais tendo ouvido falar no nome dela, se sentiam de luto e até apontavam culpados. E, claro, como esponjas, absorviam o conteúdo subliminar das “narrativas” de redes sociais.
Naqueles dias, inumeráveis crônicas e artigos lembraram o caso da juíza Patrícia Acioli, assassinada com 21 tiros numa emboscada em Niterói.

Tudo para dizer que a comoção pela morte de Marielle foi muito maior.

A juíza, nos últimos 10 de seus 47 anos, mandou para a cadeia cerca de 60 bandidos da Baixada Fluminense (inclusive policiais e milicianos).

Seu nome entrou numa lista de 12 pessoas que o crime organizado pretendia executar. Ela, sim, foi testada em sua coragem. E jamais recuou. Patricia Acioli passou à história como “juíza linha dura”.

Mas para Samira Bueno, então diretora do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, “Se alguém carregava em si toda a representação do que é a vulnerabilidade gerada pela violência, essa pessoa era ela [Marielle]”, isso porque era mulher, negra, de origem simples, “militante” dos direitos humanos e lésbica.

Patricia Acioli não era essa polivítima. Logo, não servia para, de uma só tacada, propagandear as agendas que a esquerda roubou das mulheres, dos negros, dos pobres, dos homossexuais, etc.

A comparação entre Patrícia e Marielle foi um tiro que saiu pela culatra, servindo para desmascarar o planejado “culto à personalidade” da vereadora e o propósito populista desse expediente. Cada vez mais, mulheres, negros, homossexuais e pobres do país rejeitam a credencial de vítima que a esquerda lhes oferece.

E é cada vez mais ampla a consciência de que bondade, egoísmo, dignidade, estupidez, respeito e propensão ao abuso nada têm a ver com sexo, cor da pele nem classe social.

E a isto chegamos: hoje, apesar da tremenda mobilização inicial e de o nome de Marielle seguir sendo usado a torto e a direito pela mídia amestrada, por estudantes de passeata e assemelhados, a invenção de um Che Guevara de saia não vingou.

De Marciele Renata dos Santos Alves, sabe-se que não vai interessar a “movimentos” populistas. Era uma mulher de
ação. Não incorporava o vitimismo. E deu iniludíveis provas de coragem. Como disse o governador Eduardo Leite, Marciele “Levou ao limite o seu juramento colocando a própria vida em risco para proteger a sociedade.”

Ela tem o reconhecimento e a homenagem desta coluna, porque seu exemplo ilumina e inspira. (Jornal da Cidade Online)

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Luís vem, através deste, lamentar profundamente o falecimento do jornalista Alterê Bernadino Nunes, ocorrido nesta segunda-feira, dia 02 de dezembro de 2019.

Servidor da Casa de Leis, Alterê tem uma história profissional marcada pela excelência, companheirismo e amizade.

Vereadores e funcionários da CMSL, neste momento de dor, se solidarizam aos familiares e amigos, pedindo a Deus que os confortem.

O velório, de acordo com informações da família, ocorrerá nesta terça-feira, dia 03, a partir das 9h, na casa onde Alterê residia, localizada na Rua da Saúde, número 272, Centro.

O sepultamento acontecerá no cemitério do Gavião, no período da tarde.

Osmar Filho

Presidente da Câmara Municipal de São Luís

Ocorreu no Ginásio Poliesportivo Dico Dutra, na quinta-feira (28), a primeira edição da Feira do Jovem Empreendedor Primeiros Passos, realizada pela Prefeitura de Vitória do Mearim, por meio da Secretaria Municipal de Educação.

A Feira foi a culminância das ações do Programa Jovem Empreendedor Primeiros Passos em Vitória, desenvolvido pelo Sebrae em parceria com prefeituras municipais em todo o país. Em Vitória foram apresentado os trabalhos dos alunos da Escola Municipal Maria Celeste Barros.

Mais de 400 estudantes do Ensino Fundamental foram atendidos pelo Jovem Empreendedor em oito meses de trabalhos, sob orientação de professores que receberam capacitação do Sebrae. Durante a Feira eles comercializam os produtos desenvolvidos no programa.

O evento, aberto a toda a comunidade, contou com a presença de alunos, professores e gestores de outras escolas das Redes Municipal, Estadual e Privada do município, equipes do Sebrae e secretariado municipal.

A prefeita Dídima Coelho também esteve presente e compôs a mesa de autoridades juntamente com a chefe de Gabinete Municipal, Karlyle Brandes Neto, a secretária de Educação, Edna Menezes, o gerente regional do Sebrae Wamberg Amaral, a gestora da escola Maria Celeste Barros, Degiane Fernandes, e o presidente da Câmara de Vereadores, Cristiano Falcão.

Em sua fala, a prefeita Dídima Coelho, manifestou sua satisfação com o trabalho de alunos e professores e a importância de valorizá-los. “Queremos expandir o projeto Jovem Empreendedor para mais escolas na rede municipal, pois o consideramos de suma importância na educação atual, onde precisamos ensinar empreendedorismo desde cedo às crianças. Gostaria de parabenizar a todos os nossos alunos e professores pelo excelente trabalho; e agradecer ao Sebrae, na pessoa do senhor Wamberg aqui presente, por nos permitir fazer essa parceria tão importante”, declarou a prefeita de Vitória do Mearim.

A Feira contou ainda com apresentações culturais, como a do músico Paulo Rafeal, números de  dança portuguesa e dança indígena, e ainda a presença da Miss Simpatia Maranhão, Rafaella Vale, vitoriense e aluna da Maria Celeste Barros.

A Câmara Municipal de São Luís realizou, neste sábado (30), no bairro Vila Maranhão, na zona rural, a penúltima audiência pública para debater sobre a proposta do novo Plano Diretor da cidade.

O encontro aconteceu na Unidade de Educação Básica Gomes de Sousa, localizada na Rua da Igreja, n° 100. Os trabalhos foram conduzidos pelos vereadores Pavão Filho (PDT) e Umbelino Júnior (PPS), ambos membros das Comissões Permanentes responsáveis por analisar o projeto.

A audiência contou com a participação expressiva de moradores da Vila Maranhão e áreas circunvizinhas. No evento, um dos pontos que gerou mais debate entre os presentes foi a possível redução de 41% da área rural, integrada por dezenas de bairros, atualmente.

“O debate segue um ritual que é extremamente salutar – dos vereadores ouvirem a população, referente a uma legislação que serve pra todos. Então, o ambiente é democrático e demonstra o interesse dos vereadores de ouvirem a população, para que possam avaliar seu voto”, disse Roberto Furtado, consultor do Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Maranhão (Sinduscon-MA).

“As comunidades tradicionais rurais dizem o tempo todo, que querem permanecer com seus modos de vida, que escolheram viver com suas atividades agrícolas, passadas de geração a geração, rural, pesqueira e extrativista, e é sempre compelida pra fora da área, através do processo que está aí, do plano diretor”, destacou João Batista de Amorim Neto, presidente do Conselho Comunitário de Defesa Social da Zona Rural ll.

Para o vereador Pavão filho, que já presidiu cinco audiências, contando com esta da Vila Maranhão, a Câmara cumpre seu papel de ouvir a população.

“Nós estamos ouvindo as lideranças e os seguimentos organizados da sociedade, sejam eles trabalhadores rurais, empresários, prestadores de serviços, estamos ouvindo todos. Esta foi a penúltima audiência. No próximo sábado teremos mais uma e, assim, a Câmara terá subsídios para se manifestar, quando chegar a hora da votação do plano diretor”, pontuou Pavão.

Já o vereador Umbelino Júnior, presidente da Comissão Permanente de Mobilidade Urbana, Regulação Fundiária e Ocupação do Solo Urbano, que cumpre o papel de relator do Plano Diretor, avalia com cautela o debate, devido sua relevância para a sociedade.

“A nossa tarefa é captar um relatório que, realmente, toda a Casa compreenda e a população acompanhe, porque, nesse relatório que farei, virá o anseio da população. E garanto que a voz da população será levada em consideração”, destacou Umbelino.

A última audiência pública sobre a revisão do Plano Diretor será realizada no próximo sábado, dia 7, às 14h, na Igreja Evangélica do Quadrangular, Rua 10, s/n, no bairro Coquilho, na zona rural.

Encontro do PSDB e filiação de Eduardo Braide no Podemos, deixou os trombeteiros de Flávio Dino desesperados.

Sem ter como evitar o crescimento da candidatura de Eduardo Braide, a trupe comunista demostra desespero espalhando Fakenews.

A pior de todas, inventaram que o ex-secretário de estado da Saúde, Ricardo Murad (recém filiado ao PSDB) lançou-se pré-candidato a secretário durante o evento do partido, que aconteceu no sábado, 30.

Coube ao tucano, que é pré-candidato a prefeito de Coroatá, desmentir tamanha loucura, confira:

Murad confirma que é pré- candidato a prefeito durante encontro do PSDB

Só bobagem. Nada disso aconteceu. Por fora total.

PSDB e Podemos só reafirmaram suas posições de oposição ao governo de Flávio Dino. PSDB tem um pré candidato, Welington, assim como Braide também é pré pelo Podemos e diversos outros pelos demais partidos de oposição.

Eu, apenas, o projeto de pré candidatura a prefeito de Coroatá se até a eleição eu continuar recebendo as manifestações de apoio que hoje tenho dos meus conterrâneos.

Ditadura Dino?

Em vídeo, prefeito do PSL acusa o governador comunista de causar problemas aos alunos de cidade pobre por mera perseguição ideológica.

Dinheiro pra escola público sumiu…

No bojo da denúncia, prefeito reclama do “desaparecimento” do dinheiro público (convênio federal do BNDES), que serviria para construção de duas salas de aulas num povoado pobre, mas está abandonada por dois anos.

A denúncia feita pelo prefeito de São Pedro dos Crentes, Dr. Lahesio, deverá ser levada para o Congresso federal, pelo deputado federal Hildo Rocha do MDB, que classificou a situação como absurda.

Clima de perseguição:

Naspalavras do denunciante, o prefeito Lahesio, essa obra estaria abandonada por dois  anos prejudicandos os alunos do município, apenas por causa de seu posicionamentode politico.

A cidade foi uma das poucas no Maranhão que deu vitória ao presidente Jair Bolsonaro, em outubro de 2018.

Confira a denuncia:

Juntos no mesmo evento dois importantes senadores da base do Presidente Bolsonaro, Álvaro Dias e Roberto Rocha.

“Não posso recusar o convite de um colega parlamentar, deputado Eduardo, do meu estado, para participar de sua filiação a um partido amigo. Além disso, trata-se de filho de um grande amigo do meu pai, que foi inclusive seu secretário de estado, Carlos Braide. O deputado federal Eduardo Braide, assim como todos nós do PSDB, está comprometido no mesmo propósito de buscar um caminho melhor para São Luís e para o Maranhão”, disse o senador Roberto Rocha.

Podemos: Senador Roberto Rocha acena para composição de chapas em 2020… 

O encontro aconteceu nesta última sexta-feira, 29, durante ato de filiação do deputado federal Eduardo Braide ao partido Podemos. O evento também contou com a presença da presidente nacional da legenda, deputada federal Renata Abreu, que juntos celebraram uma possível aliança em prol da população da capital, que deverá ter mudanças na mentalidade dos gestores, atenados com os novos rumos do pais, conforme observado por lideranças tucanas atentos as composições para 2020.

Em seu pronunciamento, o senador maranhense ressaltou que participou do ato de filiação em dupla condição: a de presidente  estadual de um partido aliado do Podemos no Senado e na condição de amigo de Carlos Braide, pai de Eduardo.

No evento, além de Roberto Rocha, Álvaro Dias e Renata Abreu, estiveram lideranças políticas de todo o estado. Entre elas, o ex-governador José Reinaldo Tavares, o ex-vereador e atual presidente do PSDB São Luís, Roberto Rocha Jr., o ex-deputado Aderson Lago, os vereadores Aldir Jr., Marcial Lima, Sá Marques, Estevão Aragão e César Bombeiro.

Reconhecimento pela luta no Maranhão:

Allan Garcês será condecorado com prêmio de  patriota do ano de 2019. A condecoração faz o reconhecimento pelos serviços prestados aos brasileiros que lutam pela nossa pátria em diversas áreas.

Embora tenha nascido no estado do Pará, o medico, professor universitário, ativista político da direita deu sua maior contribuição ao estado do Maranhão atuando em favor do campo político da direita.

Confira suas palavras:

Sinto-me muito honrado pelo reconhecimento e homenagem que veio de fora do meu Estado. Dedico esta condecoração aos Maranhenses de bem, que lutam diariamente de forma honesta, dedico a minha classe médica, tão injustiçada pelo Governo do Estado, dedico a querida UDM-União da Direita Maranhense e aos Homens Livres e de Bons Costumes!

Convido quem estiver em Brasília neste dia 9 de dezembro, para estar presente na cerimônia de entrega no Congresso Nacional.

1 2 3 4 571