Efeito Marcelo Tavares? Respiradores desviados seguem sem a devida tranparência, para piorar, processo está travado, sob sigilo…

Um pouco de luz sobre os “genocídios” da Covid-19… 

Alô, TCE!!!

Governo comunista faz pouco caso dos respiradores desviados, orgãos de fiscalização parecem ter ficados cegos, surdos e mudos. Até o TCE parece fingir-se de morto.

Os respiradores que deveriam salvar as vidas de milhares de pacientes acometidos pela doença, nunca chegaram nos hospitais públicos, mas o governador socialista, Flávio Dino, vive xingando o presidente da República de Genocida, logo ele que não tem moral de acusar ninguém.

Se os orgãos de controle e fiscalização funcionassem a favor da população que paga seus gordos salários, há muito que os assaltantes dos cofres públicos (boa parte desse dinheiro foi enviado pelo presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro) já teriam sido presos, ou enquadrados pela Justiça para pagarem pelos seus crimes. Mas, parece que tais orgãos, como TCE, MP, do Maranhão, parecem dormir um sono profundo.

Teve caso escabroso, que o governo do Maranhão pagou até antecipado, mas até hoje os hospitais nunca receberam as mercadorias. É roubo ou genocídio que chama?

Pelo teor da urgência, acho que seria esta a hora do novo Conselheiro do TCE mostrar a que veio. Alô, Marcelo Tavares, já passou da hora de mostrar diferença.

Vale lembrar que, boa parte dos bilhões enviados pelo governo federal para socorrer a rede hospitalar do Nordeste, que foi sucateada por anos, foi desviada pelos representantes dum tal “Consórcio do Nordeste”.

Confira trecho da reportagem do site Atual7:

Aberto desde junho de 2020 e com as primeiras irregularidades constatadas menos de um mês depois, o processo aguarda parecer do conselheiro-substituto Antônio Blecaute, relator do caso, e travou após o chefe da Secretaria de Fiscalização do tribunal, Fábio Alex de Melo, reforçar a gravidade de irregularidades apontadas pelo núcleo de fiscalização da corte e sugerir a instauração de uma tomada de contas especial, tipo de apuração que busca quantificar danos ao erário e identificar seus responsáveis.

Paralisado por mais de dois meses, o processo voltou a ter movimentação na sexta-feira (10), cerca de 1 hora depois de o ATUAL7 questionar Blecaute, com o envio dos autos para o Ministério Público de Contas, para manifestação.

 

 

Tapa com luva de pelica: Uma boa explicação sobre a carta de Bolsonaro aos Dinocomunistas que estrebucharam de ódio…

A resposta de Bolsonaro aos que esperavam o caos.

Constantemente sob ataques de inescrupulosos, Bolsonaro novamente surpreendeu a todos (a todes os lacradores Dino-comunistas) e saiu por cima. Fiquem abaixo, com outra analise refinada feita pelo jornalista e médico, João Bentivi.

Bolsonaro estadista:

Lacradores piram…

O título dessa matéria tem vários efeitos, incluindo pruridos pudendos intensos, em região posterior. Faz bem, já é um dos objetivos que alcanço. Vamos ao principal.

O 7 de setembro bombou e eu pude ver gente de todos os tipos e cores e quando eu penso que a esquerdalha nos chamava de fascistas, trago dois exemplos de fascistas perigosos: dona Raimundinha, amiga dos meus velhos tempos de adolescência, com mais de 80 anos, enrolada em uma bandeira nacional e Sofia, linda loira de 2 anos, a cara do avô, fardada de verde-amarelo. Sofia é minha neta.

A imprensa bandida engoliu na marra: não dá para negar os milhões que foram às ruas.

De repente a decepção: Bolsonaro não deu um murro na mesa e não quebrou vidraças. Muito pelo contrário, dá uma mensagem em nível de benção de Arão. A decepção minha e de milhões tem explicação científica: a burrice é sempre mais apressada e não dá bolas para a razão. Basta raciocinar. Raciocinei.

Bolsonaro tinha e tem, em mãos, todos os elementos e argumentos, quer jurídicos ou logísticos, para muitas medidas, inclusive para fazer a volta imediata da constitucionalidade perdida, mas isso seria com um custo alto, terrível e o Brasil teria que arcar.

Os inimigos da pátria sabem disso muito bem, estão desesperados, sem saídas e, em não tendo saídas, procuram o caos. Bolsonaro, estadista, não descarta o caos, mas trabalhará para, se isso for inevitável, que o seu ônus não seja debitado em sua conta pessoal e política.

Não posso dizer o teor das conversas com Temer et caterva, mas posso afirmar que ao fazer um discurso apaziguador, Bolsonaro simplesmente jogou no colo do STF uma bomba. O Brasil e o mundo irão acompanhar não as ações e palavras do Bolsonaro, porém todos acompanharão os movimentos do STF, Câmara e Senado.

As medidas de força, se em um determinado momento forem necessárias, serão postas e todos sabem disso. O que não se sabe (pelo menos eu não sei), ainda, é se os outros atores da querela cumprirão seus scripts.

Bolsonaro teve outro lucro. Uma parte dos brasileiros que durante muito tempo engoliu o discurso bandido da esquerda, de que o presidente era um sujeito belicoso, nesse episódio entende o erro dessa percepção e entende que, apesar de declarações, às vezes, inconvenientes, o presidente é, acima de tudo, sincero e não radical. Ponto para Bolsonaro e aumento de percentuais de apoio.

Os bolsonaristas e conservadores mais radicais, que no primeiro momento se rebelaram, começam a entender os nós do novelo e um fato é relevante, com cara amarrado, ou encrespada seguirão o presidente, mais ou menos como aquele episódio em que Jesus, após dá uma dura lição nos discípulos, perguntou: vocês querem me abandonar? São Pedro respondeu por todos: para quem iremos nós, pois tu tens as palavras de vida eterna.

O exemplo serve como luva. Para quem é cristão, que defende os valores familiares e as pautas da seriedade, que não compactua com a corrupção, que não sonha com uma ditadura de esquerda, etc. etc., quer goste ou não goste, a única opção é o Messias, aliás, Jair Messias.

Essa é uma das explicações do sucesso do presidente, a ponto de muitos chamá-lo de mito. Entrementes, um sujeito nonodáctilo, para ir à praia, com a sua namorada, precisa de guarnição policial e quando se encontra com sete pessoas, recebe vaias de seis.

Uma última observação. Eu não desejaria, jamais, ter um adversário como Bolsonaro. Aprendeu a falar com o povão, a ponto de dizer palavrão e não perder voto de fundamentalista religioso. E é muito favorecido por seus adversários. Três exemplos.

As ações do STF contra o presidente, assim como o perdão jurídico ao Lula agregaram apoio ao presidente e foram desastrosos para a imagem do STF, basta alguém fazer uma pesquisa formal ou informal, com uma única pergunta: você ama o STF?

O segundo exemplo é o próprio Lula. Perdeu, definitivamente, o status de líder popular e carismático. Desde 2007, salvo engano, não consegue ir às ruas. Porém a presença de Lula no cenário elimina o surgimento de qualquer nova liderança na esquerda, e aniquila a tal “terceira via”. Sabe quem ri e se lambuza de satisfação com isso? Bolsonaro.

Terceiro, a CPI do covid. Um fiasco. Já foi da cloroquina, da ivermectina, da vacina, da Copa América, do Pazzuello, da Nise, do futebol, do vazamento de sigilos e outras coisas mais (nunca encontrou o Gabas!). Porém não consegue encontrar falha no governo, está engolindo o sucesso da Vacinação, a diminuição da pandemia e tem uma acusação que será anedota histórica. Afirmará que o governo Bolsonaro é corrupto, sem que nenhuma pessoa tenha recebido um único centavo de corrupção.

Mais ou menos bêbado sem álcool, lombrado sem maconha ou assassino sem cadáver. É ou não é para gargalhar.

Mas o pior é pior ainda. Uma CPI cujo trio representativo é Omar, Randolfe e Renan, caso acusasse Al Capone, Al Capone seria inocentado.

Caso alguém de mim discorde, observe a tristeza da esquerda com a nota do Bolsonaro, alguns choram até agora, nada demais, estão treinando para chorar em 2022.

Tenho dito.

(João Melo e Sousa Bentivi)

Desastre: A rodovia da morte de Flávio Dino que consumiu quase um Bilhão e não ficou pronta, segue causando tragédias…

Mais duas mortes na Rodovia que Flávio Dino prometeu um BRT:

Genocida? Só falta agora Flávio Dino jogar a culpa das mortes na Rodovia da morte em Bolsonaro. 

Dino adora falar mal e acusar outros, mas nada fala da falta de feijão, das mortes nas rodovias, ou “genocidios” constantes no Maranhão. Tudo que acontece de errado joga a culpa no Presidente do Brasil, como se fosse o culpado pelas mortes no território do Maranhão, em especial, no Araçagi, em plena estrada da morte.

Nem quero prolongar sobre os milhões que fez sumir, mas da problemática que tem causado tragédias no local.

O governador socialista, que não tem moral alguma para apontar seu dedo sujo, acusar, e fazer criticas, como se não tivesse contra sua gestão um imenso telhado de vidros, cheio de buracos.

Flávio Dino fez sumir quase um bilhão, sendo que nem o BRT foi capaz de fazer rodar na rodovia, conforme o projeto original. Um bolada de dinheiro que dava para comprar muito feijão, e não apenas dar banquetes para aliados no Palácio em palanques eleitoreiros.

Um desastre chamado pelo nome comunismo:

Uma obra que arrastou-se por vários anos, consumiu perto de um bilhão de reais do dinheiro dos pobres e explorados, não tem sinalizações adequadas, o transito é confuso.

Ora, uma obra que custou muito dinheiro, que dava para ter comprado muito feijão e arroz, artigos de luxo na mesa dos pobres que entraram na Extrema Pobreza durante a gestão calamitosa do comunista, deveria ter o mínimo, mas, não.

O resultado é trágico. Era previsível, esperado! Por falar em tragédia, veja o comentário do senador Roberto Rocha que fez uma análise sobre a situação:

Confira abaixo, sobre o acidente mais recente:

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Roberto Rocha (@robertorocha_ma)

“Maconha estragada”: Rogério Raposão rebate Blogueiro Raimundo Garrone…

Resposta aos comunistas que lutam contra a liberdade:

“Tenha mais respeito com as pessoas, sem xingar de gado. Resolva seus problemas com o dono das lojas Havan sem descontar nas pessoas de bem, que desejam se manifestar”. Veja o vídeo completo clicando aqui:

Para o organizador da Motocarreata da independência, Rogério Raposão, o blogueiro palaciano (e seu chefe maior, Márcio Jerry) devem se resolver com o dono das lojas Havan, e respeitar as pessoas de bem que se manifestaram pacificamente no último dia 7.

Sobre a fakenews espalhada pelo blogueiro, Raposão mostra um vídeo gravado antes do trio elétrico em que o senador Roberto Rocha estava, chegar na praça Maria Aragão, e falar ao público.

Pelo visto quem anda fumando “maconha estragada” é quem luta contra a liberdade, vive inventando fakenews, xingando os bolsonaristas. Resumindo, mesmo com toda perseguição, ainda é melhor ser gado, que ser dro-gado…

Abaixo, nota enviada por Rogério Raposão ao blogueiro palaciano, Raimundo Garrone:

Primeiramente quero falar ao ilustre jornalista que não somos gados, somos pessoas de bem , pagadores de impostos e pessoas que respeitam a moral e os bons costumes.

 

Eu, Rogério Raposão, particularmente, não escutei em nenhum momento ninguém falar da Dra Maria Aragão durante a manifestação!

Inclusive este Oficial da reserva do Exército Brasileiro fiz um pronunciamento (tenho evidências) pedindo até para que o povo que ali estava tivesse cuidado redobrado com o memorial em respeito a Dra Maria Aragão e também já me adiantando a esse tipo de ataque que poderia vir da parte insatisfeita com o sucesso do ocorrido.

Essa narrativa sem evidências só mostra a falta de competência para discutir algo que você e meia dúzia de Nati democráticos esperavam dar errado.

Seus problemas com o Luciano Hang e com a liberdade não podem ser descontados nas pessoas que ali estavam exercendo um direito de se manifestar.

Tenha mais respeito às pessoas e principalmente a adversidades e opiniões.

Ads,

Se Vis Pacem Parabelum

Rogério Raposão
Organizador da Moto Carreata e pedalada da independência.

Nos 409 anos de São Luís, uma mandioca para Duarte Jr, outra para Flávio Dino…

Novidade na política: São Luís agora produz!

Nossa antiga cidade continua bela, apesar do peso dos anos, e dos maus tratos causados pelos seus políticos. Apesar deles, nosso povo é guerreiro, luta para ser feliz, e produzir.

Foi do prefeito Eduardo Braide, as seguintes palavras:

Parabéns, São Luís agora produz!!!

“A cerveja Magnífica é fabricada aqui no Distrito Industrial de São Luís, mas sua materia prima, a mandioca vinha de longe”. Que tapa na cara da oposição!

O inicio do mês setembro foi coroado com um grande marco da politica ludovicense: pela primeira vez a nossa cidade produziu mandioca para a fabricação da cerveja Magnífica (28 toneladas) Veja aqui.

Para ilustrar essa grande novidade, que foi um marco da nova administração municipal de São Luís, quero ressaltar dois aspectos do atraso que teimam em rondar nossa cidade, que por mais de 50 anos luta para ser livre dos seus “jabutis”.

Diz o ditado popular que para maus políticos devemos dar bananas, nada mais que isso. Como se trata de um aniversário, não podemos baixar ao nível de alguns políticos que não mereciam estar no lugar que ocupam, e, novamente evocando ditados populares, “ou foi enchente ou mão de gente”, neste quesito, quero lembrar uma recente postagem do Instagram feita pelo jovem deputado Duarte Jr, que, pelas mãos de gente, não conseguiu ser prefeito.

Papelão: O governador, com popularidade em queda, precisou carregar o Duarte Jr para a porta da prefeitura de São Luís, mas não teve “enchente” que desse jeito.

Entenda aqui sobre a tentativa frustrada de Flávio Dino lançar Duarte Jr candidato a prefeito de SL.  

Outro fato que merece destaque, é que o governador Flávio Dino, em 7 anos, quase no final de seu segundo mandato de governador, parece que nunca se preocupou do fato de nossa capital ter uma fabrica de uma cerveja tão pertinho dele, mas tinha que buscar fora da cidade a mandioca para poder  fabricar a cerveja originalmente ludovicense. E aí, Dino, banana ou mandioca?

O Duarte Júnior, que está deputado graças ao Palácio dos Leões, ao que parece, se esquiva de fiscalizar as constas do estado, mas vive se preocupando com as contas da prefeitura de São Luís, como se fosse vereador. Recentemente, o “fiscal municipal”  foi visto trepado numa árvore resgatando um gatinho…

Para finalizar, chega de enchentes e jabutis. Nesta data tão importante, ao invés de  bananas, mando mandiocas: uma para Flávio Dino, outra para o Duarte Jr.

Independência e responsabilidade precisam chegar às redações, ou: está claro quem financia ataques à democracia…

E tome ataques, narrativas, desgastes.

A pergunta que não quer calar: Será que o STF vai “desmonetizar” a imprensa militante com suas “narrativas” propagadas para desgastar o presidente do Brasil? Confira a mais nova “narrativa” da Globo:

Narrativa: o “fora Bolsonaro” palaciano sem “manifestantes”, só pichações.  Na falta de “manifestante” jornal maranhense destacou atos de vandalismos para, tudo indica que, agradar o parquet palaciano e seus beneficiados…

É preciso que a “independência” chegue às redações, que possam cumprir o verdadeiro papel social, informar e não repetir “narrativas” que justifiquem o pensamento de governadores frustrados e déspotas ultrapassados.

Há quem pague pela desinformação, pelo clima de “quanto pior melhor”. Mas a justiça que é cega, se faz de morta para tomar a atitude correta.

Também ficou claro, aliás, está clarissimo, cristalino, que governadores do Nordeste, Petistas, Tucanos, uniram-se aos togados para impedir Bolsonaro de governar.

O desejo de Lulo-coministas é um golpe via STF para tirar Bolsonaro, que rompeu com a roubalheira, esta sim, anti-democrática.

Destaco dois fatos recentes:

O primeiro fato a destacar foi a interferência direta do STF de tirar poderes do Executivo (democráticos?) em plena pandemia do Covid-19, para que governadores e prefeitos recebessem bilhões dos cofres públicos, a segunda, logo em seguida, o STF, a pedido (sempre a pedido dos partidos de esquerda), mandou abrir uma CPI para investigar o presidente e seus ministros, secretários, assessores, aliados, e colher provas (criadas) para incriminá-lo e empeachmá-lo.

Saímos às ruas neste dia 7 de Setembro para pedir liberdade, mas o desejo de independência precisa chegar mais longe, nas mentes, nas consciências de quem as têm.

Enquanto a esquerda tenta impedir o presidente, nos desinformar, resta pedir, encarecidamente aos profissionais da imprensa, que tenham um pouco de fé no seu povo, tenham o mínimo de responsabilidade, que lutem para que nosso país não caia novamente nas mãos dos bandidos, que lutem pelas suas independências.

Aparelhamentos ideológicos? Flávio Dino estrebucha de ódio em pleno 7 de setembro, mas nada fala sobre o ativismo jurídico que beneficia corruptos que tomou conta do STF…

Dino estrebucha de ódio contra atos democráticos da população…

Liberdade ao Maranhão: viatura da PM foi flagrada desafiando a arrogância palaciana 

O maior beneficiado pelo ativismo jurídico nas cortes federais, que é ex-juiz federal, que torce e age contra a democracia brasielira, Flávio Dino, é o mesmo que está sendo cobrado por crimes de responsabilidades, entre eles, a compra de aparelhos que deveriam equipar os hospitais durante a pandemia, que sumiram junto com o dinheiro enviados pelo presidente Bolsonaro.

Na cabeça desses seres atrasados a população é besta e não deve se manifestar. Como assim, Flávio Dino?

Não é segredo para ninguém que governador Flávio Dino (PSB) vive atacando o presidente do Brasil nas redes sociais. Desde o primeiro dia que sentou na cadeira de presidente, que Bolsonaro vem sendo atacado pelo ex-comunista,que não mede esforços (nem gastos) para tentar impedi-lo de fazer aquilo que Lula e Dilma não fizeram. Haja ódio.

Dino parece que esqueceu dos esqueletos das refinarias de Lula e Lobão (em Bacabeira, cidade pobre do Maranhão) esqueceu, também, dos estádios de futebol, as “arenas” construídas pelas empreiteiras dos esquemas petistas, que deveriam receber os doentes da pandemia. Democrático, hein?

Professor da rede estadual desafiando e furando o cerco comunista.

O ex-comunista Flávio Dino, parece conhecer muitíssimo bem as curvas das justiça de Brasília, seus juízes, promotores, advogados e donos de escritórios de advocacias, dizem que nas folgas das “tuitadas” vive viajando na surdina, de jatinhos pagos com dinheiro dos pobres, ou banqueteando-se com ladrões e corruptos do dinheiro público, posso citar ao menos dois, que estiveram recentemente no Maranhão:

Dirceu, vulgo Daniel, e o Luíz Inácio, vulgo Lula. Sim, Dino parece conhecer, muitíssimo bem, como se portam os juízes, as cortes, e seus trâmites.

Na mentalidade retrograda dos “comunistas” e “socialistas” de Iphones, do estado pobre que entrou na extrema pobreza, todos seus puxas sacos, beneficiados pelos “dois  Leões” da porta do Palácio, que precisam bater continência como se fosse um dever cívico.

Sobre liberdade e aparelhamento: o dia da independência não chegou nas redações…

As mordaças ideológicas impostas às mídias: pano quente que chama?

Muitos ainda não sabem o significado da palavra “liberdade”, infelizmente, nem os combatíveis jornais de São Luís, que outrora insurgiram-se em favor da democracia, dos direitos, da liberdade, conseguem falar a verdade, e “passam pano” para os atos antidemocráticos de Flávio Dino, em plena data do 7 de setembro.

Liberdade ao Brasil, liberdade ao Maranhão!

Molecagens: De como Flávio Dino usa o cargo público para promover sua ideologia atrapalhar o Maranhão…

Desmandos de Flávio Dino beneficiam “milicianos”.

Um pouco sobre desrespeitos de um ex-juiz federal, que diz entender a Constituição,  que Flávio Dino alega “estado democrático de direito”, mas vive usando sua ideologia onde não lhe cabe: na posição de governar para todos, e não apenas para uma pequena parcela, sua patota de agremiação estudantil de 50 anos atrás.

ICMS do Maranhão nas alturas, povo empobrecido, passando fome, mas Flávio Dino vive torrando dinheiro público em “atos pela democracia” e beneficiando bandidos…

A política do Maranhão sempre foi ateada ao plano federal.Todos os governadores, prefeitos, senadores, deputados, ficavam à disposição dos presidentes da República que passaram ao longo da história. Sempre, repito, sempre, políticos como José Sarney abriam as dependências do Palácio dos Leões (no tempo era do povo e poderia ser colocado a foto do presidente em destaque, coisa impossível nos dias atuais).

Flávio Dino, por quase 8 anos, viveu nas redes sociais tecendo indecorosas “opiniões” contra os presidentes do Brasil, Temer e Bolsonaro. Sem falar que antes de ser governador, vivia ofendendo a então governadora Roseana Sarney e seu pai, ex-presidente.Democracia nada, isso é molecagem!

Sarney, Vitorino Freire, líderes políticos maranhenses que apelidados de “oligarcas” de antidemocráticos, ditadores, etc, não viviam alegando “estado democrático de direito” mas eram verdadeiros democratas comparados ao governador atual, que foi juiz, mas, na prática, vive se posicionando a favor de corruptos (entenda aqui), favorecendo presidiários (aqui) e (aqui)  mas acusa outros de serem “milicianos”, isso e aquilo.

Quem financia desgastes de adversários, narrativas furadas que são propagadas dioturnamente pela imprensa militante?

Para finalizar, Dino foi confrontado pelo presidente do Brasil após insinuar que Bolsonaro está sendo golpista ao convidar a população para um ato democrático no dia 7 de setembro, que durante sua live, falou sobre a magreza do povo, que paga pesados impostos, contrastando com a obesidade do governador.

Coisa da cabeça de Bolsonaro: Dino não parou por ai e insinuou, recentemente, embasado nas narrativas (fakenews) da imprensa ligada ao seu campo político, que ganha milhões dos cofres públicos (mas o STF não “desmonetiza” ) noticiaram baboseiras plantadas (e pagas com dinheiro dos pobres?) sobre uma possível infidelidade de sua ex-mulher.

Lógico que se trata de outra “narrativa” para desgastar o presidente, coisa de gente doente que em tudo alega “estado democrático de direito”.Molecagem é pouco.

Acorda povo! Abaixo, imagem das redes sociais:

 

Lula Livre, Sérgio Moro preso? Absurdo jurídico tem digitais de petistas na ação de procurador para inocentar bandido e condenar juiz…

Procurador que quer processar moro fez postagens sobre “lula livre” na internet. 

Absurdo no Brasil: “o poste mijando no cachorro” para inocentar bandidos…

Crítico contumaz da Lava Jato nas redes sociais, Emanuel Melo Ferreira também divulgou “memes” sobre o ex-juiz.

Como procurador da República ele parece agir sistematicamente contra Moro. Chegou a acionar o MPF contra o homem forte da Operação, e depois abriu, ele mesmo, um inquérito

O procurador da República Emanuel Melo Ferreira é bastante ativo nas redes sociais. Lotado no Ministério Público Federal (MPF) em Mossoró, interior do Rio Grande do Norte, ele utiliza contas do Twitter e Instagram para expressar sua opinião sobre diversos temas.

Em março desse ano, por exemplo, ele repostou um post que ele mesmo fez há dois anos, sobre juristas estrangeiros que defendiam a libertação de Lula.

Nas publicações que faz, sempre faz questão de deixar claro sua contrariedade ao trabalho o ex-juiz Sérgio Moro. Em abril do ano passado, por exemplo, divulgou uma montagem que mostra o ex-juiz da Lava Jato utilizando a máscara contra Covid-19 de maneira incorreta. (Ricmais notícias)

Mais atraso e pobreza: sobre o regabofe oferecido por Weverton Rocha e o resultado do PL que criaria novos empregos…

Consórcio de Flávio Dino priorizando o atraso. 

Senador acaba de votar contra a criação de empregos, mas tenta justificar com jargões de efeitos e outras baboseiras ideológicas que já estamos cansados de ouvir.

Atraso político: todos bem alimentados, ricos, votando contra os pobres e alegando suas babozeiras ideológicas para justificar tanta hipocrisia.

Após publicação de encontro (banquete em seu apartamento de Luxo) com lideres de partidos de oposição, senador maranhense postou, em seguida, seu voto contra um Projeto de Lei que criaria empregos para os desempregados durante a pandemia do covid-19.

Esse encontro com políticos sujos só mostrou ao Brasil quem são os conspiradores que jogam contra uma nação.

Nem vou comentar sobre o banquete, pois deve ter sido indigesto, ao lado do arrombador de casas, Guilherme Boulos, do protetor de traficantes, Túlio Gadelha, e do “comunista” Orlando Silva, aquele dos desvios do ministério dos Esportes do governo Dilma.

Essa gente que não fiscaliza o dinheiro público e se exime da real situação calamitosa que abateu nossa nação, destruindo nosso economia, acha que ainda se pode impedir a criação de empregos, tudo em nome de uma ideologia que só gerou atraso e pobreza na história da humanidade.

Weverton Rocha, que nada faz em seu estado pela criação de empregos, ainda atrapalha quem tenta facilitar a vida dos desempregados. Depois não sabem o motivo do atraso e pobreza. Um senador que em pouco tempo virou milionário, mas que só usa sua influencia para o mal.Está bem aí a resposta para o atraso de um estado rico, o Maranhão permanece na pobreza por culpa de seus políticos.

É para isso que serve um senador, é para isso que pedem seu voto?