IstoÉ publica capa criminosa, recebe dura resposta e é censurada pelo povo nas ruas (veja o vídeo)

Vídeos com “leitores” jogando a última edição da IstoÉ no lixo ou rasgando a revista começam a surgir nas redes sociais.Jornal da Cidade Online – A publicação deste final de semana saiu com uma capa em que compara o presidente Jair Bolsonaro ao ditador alemão Adolf Hitler, responsável pela 2ª Guerra Mundial, que levou à morte cerca de 60 milhões de pessoas, entre 1938 e 1945, entre eles, os 5 milhões de judeus assassinados no Holocausto.

A imagem traz Bolsonaro com os olhos virados para cima, um cabelo editado para que ficasse semelhante ao do ditador e a palavra ‘genocida”, em preto estrategicamente colocada sobre os lábios, em alusão ao bigode de Hitler.

Ao lado da imagem, um texto longo, totalmente fora do padrão utilizado em capas de revista, que narra ‘os crimes’ que Renan Calheiros, relator da CPI, diz que irá incluir no documento final do colegiado, nesta semana.

A agressão criminosa contra o presidente, entretanto, não para por aí, pois o título traz uma grave acusação: “As práticas abomináveis do mercador da morte”, diz, em letras garrafais. A afirmação leva ao entendimento de que Bolsonaro “estaria vendendo algo ou recebendo em troca” pelas mortes causadas pelo vírus chinês, na pandemia. Vale lembrar que a alusão ao Nazismo é considerado como crime, aqui e em vários países do mundo.

Da mesma forma, as acusações ao presidente da República, comparando-o a Hitler e utilizando distorções da verdade e narrativas para tanto, sem provas materiais, é, também, crime. Não defendemos aqui, a censura. Jamais! Pois o JCO é vítima da real da censura praticada no Brasil, quando desmonetizado por decisão arbitrária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), investigado, sem qualquer motivo claro pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e com o sigilo “fiscal e bancário” quebrados por ordem da mesma CPI de Renan Calheiros, sem qualquer explicação plausível, já que a mesma, em sua origem, tinha o propósito de investigar e esclarecer “crimes cometidos no âmbito do combate à pandemia”! Mas cobramos que se ofereça “o mesmo peso e a mesma medida” aos que, de fato, praticam o fake news, de forma escancarada e à luz do dia, e passam imunes, impunes e são até comemorados por diversos setores que “adoram apontar o dedo para os outros, acusando-os de praticar e disseminar ódio”.

A verdadeira censura à IstoÉ, aliás, vem sendo praticada pelo povo, nas ruas, que repudia esta sua última edição e muitas das anteriores, sem o absurdo visto hoje, mas claramente distorcidas, cheias de falsas narrativas e “com conteúdos vendidos” a quem de interesse. E se houver dúvida, sobre quem está por trás, vale lembrar a recente reunião entre representantes daquela que se intitula ‘terceira via’ no processo eleitoral, de 2022, na disputa presidencial, com João Doria Jr., o governador paulista, inimigo declarado de Bolsonaro, e os dois ex-ministros, Luiz Henrique Mandetta e Sérgio Moro, para discutir alianças, realizada, olhem só, na casa do dono da IstoÉ, como reportado aqui no JCO.

Enquanto alguns abandonaram o jornalismo, transformando-se, estes sim, “nos verdadeiros mercadores da mentira”, seguimos firmes em nosso propósito de trazer a verdade e apoiar os que buscam o melhor para nosso país. No vídeo abaixo, publicamos apenas dois cidadãos dando a devida resposta à revista.

Um, mais radical, resolve comprar o estoque da banca (não recomendamos, de forma alguma) e picar o material na lata do lixo. O outro preferiu fazer uma provocação, enviando uma cópia da publicação para o STF e cobrando uma atitude, considerando que, no mínimo, há claro indício de crime “contra a honra” de Bolsonaro.

Assista:

Veja no vídeo: Quebra de sigilo de Gabas, ex-ministro de Lula, complica Flávio Dino no desvio de verbas federais para combater o covid-19…

Quando vão pedir a “quebra de sigilo” do presidente do CONASS, Carlos Lula?

Quebra de Sigilo complicou ex-ministro de Lula, mas poderá chegar ao aliado de Flávio Dino.


O titular da SES é Carlos Eduardo de Oliveira Lula, ex-advogado eleitoral do governador Flávio Dino e presidente do Conass, conselho que representa secretarias estaduais de saúde.
Além de permanecer omitindo a compra dos aparelhos fantasmas no Portal da Transparência do governo do Estado, dificultando o controle sobre o uso e destino dado ao dinheiro público reservado para enfrentamento à pandemia, no bojo do processo que tramita lentamente no TCE do Maranhão, Lula ainda busca a decretação de sigilo e o afastamento da auditora Aline Garreto do caso.
O escândalo também deveria estar sendo investigado no âmbito do Ministério Público do Maranhão, mas o órgão que tem como função principal zelar pela boa aplicação da lei arquivou uma representação dos deputados oposicionistas Adriano Sarney (PV), César Pires (PV) e Wellington do Curso (PSDB) que pedia a apuração, dentre outros indícios de ilícitos, sobre a falta de transparência na compra dos aparelhos.

Será que a quebra do sigilo de Carlos Lula, que está à frente do Consórcio em Brasília, criado com ideias comunistas de separar os estados contra o restante do Brasil, não complicaria Flávio Dino?

Para piorar, Carlos Lula, que seria uma espécie do Gabas do Maranhão, não se afastou ou tomou qualquer providencia contra o tal Consórcio do Nordeste, continua como se nada estivesse acontecendo na maior cara de pau.

Na matéria do Blog Atual7 (ao lado) as complicações de Carlos Lula.

No RN deputados que são favoráveis à transparecia pediram a quebra de sigilo de Carlos Gabas, mas poderão pedir, também, a quebra do presidente do Conass – Conselho Nacional de Secretarias de Saúde –  que é o homem bomba dos supostos esquemas de Flávio Dino, que já admitiu ter culpa, ao não ceder informações e, principalmente, se articular judicialmente para impedir que a população tenha informações sobre os andamentos do processo, tudo indica que a pedido de Flávio Dino, sob sigilo absoluto.

Um dos principais beneficiados pelo Consórcio do Nordeste acaba de se complicar diante da justiça. Será que Flávio Dino e Carlos Lula vão ajudar ou prejudicar as investigações?

Confira no vídeo:

Flávio Dino arrecada 2 Bilhões de ICMS explorando o povo pobre do Maranhão, que tem que pagar toda irresponsabilidade do comunismo Dinista…

À custa do povo que compra gasolina, Governo Flávio Dino arrecadou mais de R$ 2 Bilhões apenas com impostos.

Governo Flávio Dino bate recorde e fatura R$ 2 Bilhões só com impostos da gasolina. O levantamento foi feito pelo site Folha do Maranhão, em dados do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), mostrando que o Governo do Maranhão, sob gestão de Flávio Dino (PSB), arrecadou, neste ano de 2021, de janeiro a setembro, o impressionante valor de R$ 2.009.383.467,000 (DOIS BILHÕES E NOVE MILHÕES), apenas com ICMS cobrado em cima dos combustíveis.

De acordo com o Ministério da Economia, este valor representa 33,27% a mais, quando comparamos com o mesmo período do ano passado, que foi de R$ 1.507.791.930,00.

Os meses de janeiro e maio, representam os meses que mais o governo arrecadou. Segundo o levantamento, em janeiro o governo chegou R$ 280 milhões arrecadados com ICMS em cima dos combustíveis no MA. Já no mês de maio, o valor chegou a R$ 249 milhões.

Os meses de junho e agosto lideram o ranking de variações. Segundo o Confaz, em junho de 2020, o governo arrecadou R$ 91 milhões. Já em junho de 2021, o valor chegou a R$ 182 milhões. Isso demostra uma variação de 99,22%. Já o mês de agosto, ficou da seguinte forma: em 2020, foram R$ 110 milhões, contra os R$ 220 milhões arrecadados em agosto deste ano. A diferença representa uma variação de 99,51% de um ano para outro.

A polêmica em torno da arrecadação do governo, aumenta a cada reajuste promovido pela Petrobras. A alíquota do ICMS no Maranhão é de 30,5%.(Informações do site Observarório da Blogosfera)

Consórcio Comunista: Flávio Dino dando provas novamente que vai enganar seu vice…

Briga de foice: Acorda, Brandão…

Em duas imagens, a movimentação do governador para manter o PT debaixo de suas asas e longe de seu vice.

Bastou uma visita de dissidentes do PT ao vice-governador para que Flávio Dino anunciasse um novo “cabide de emprego”.

O partido de Lula sempre demonstrou que seu “radicalismo” era puramente superficial.

Na atualidade, os “radicais” esquerdistas permanecem lotando mais cargos oferecidos por Flávio Dino, tudo indica que, para fazerem “revolução” em 2022.

Os pagadores de impostos maranhenses contunuam sendo lesados e pagando a conta de tudo. E a mudança prometida, que é bom, nada!!!

Foi assim por várias eleições, sempre demonstrando que vão com quem oferecer mais, tanto que no Maranhão o PT nunca fez prefeitos, senadores ou governadores, aqui o “radicalismo” parece ser diferente de outros estados do Brasil.

Na primeira foto, a movimentação para impedir que o pupilo do comunismo, Felipe Camarão (ex-DEM), seja aceito pelo partido de Lula, calando os “radicais” com cargos no governo.

Na segunda foto, as articulações dos agentes governistas para segurar o PT no campo de Felipe Camarão, até que o vice-governador possa sentar (se é que vai) na cadeira do governador e, quem sabe, assumir a “máquina” durante a eleição.

De todos os pretensos candidatos ligados ao Palácio dos Leões o melhor nome para os próximos 4 ou 8 anos, seria do vice-governador, Carlos Brandão do PSDB, que enfrenta uma oposição ferrenha dos radicais do PCdoB-PSB, que não escondem suas movimentações para uma chapa encabeçada pelo PDT.

Mentiroso descarado, Flávio Dino já não esconde de ninguém, e vive se posicionando a favor de outros nomes, mesmo diante de seu (engabelado) vice-governador, que espera contado as horas para o afastamento (se é que vai se afastar) do governador.

Confira abaixo o novo “cabide de emprego” ofertado aos “radicais” do Lulo-petismo:

 

Negacionismo do STF? Ministro do Supremo favorece decisão de protelar preenchimento de vaga de ministro que se aposentou…

Perseguição aos cristãos?

Qual a justificativa do negacionismo óbvio, puramente política ou por ódio aos cristãos?

Em decisão inédita, STF se posiciona de forma meramente negacionista para destravar os avanços da própria corte. Pasmem, partiu do ministro Lewandowski a negativa para que o Senado Federal agilizasse os tramites para a sabatina do indicado do presidente do Brasil, que prometeu que um crente assumisse a vaga.

Sem falar que, a ocupação da vaga poderá ser, a partir de agora, pela intervenção negacioniata do próprio STF, de ser protelada até o ano de 2023.

Confira abaixo no vídeo da CNN divilgado pelo Jornal da Cidade Online:

URGENTE: Para “perder a validade”, Alcolumbre pretende segurar sabatina de Mendonça até 2023

Uma informação divulgada agora há pouco pela CNN Brasil diz que a sabatina de André Mendonça pode acontecer somente em 2023, ou nem ocorrer…

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Davi Alcolumbre (DEM-AP), teria dito a aliados que pretende segurar até 2023.

Dia das Crianças no Brasil: “Viva a revolução” dos Lulo-comunistas…

Suposições do mal:

Calai-vos? Sobre o Gabinete do ódio, aspectos do golpe em andamento disfarçado de revolução.

Mudanças nos personagens dos quadrinhos. Revolução?

Essa agora, até personagens infantis dos anos 70 resolveram dar uma versão ideologia “progressista” (comunista).

Segundo os escritos de Gramsci, que teria como  fundamento “elevar a cultura das massas” até tomar o poder pela “revolução” (marxismo cultural) está liberado para todo continente Americano.

Uma indagação: Seria coincidência ou até as aventuras infantis, ao que tudo indica, entraram no leque de movimentações do Gabinete do Ódio montado pela turma dos “revolucionários” lá de Brasília?

Enquanto ainda se pode opinar, usem a imaginação:

Apenas imaginem como ficaram os “revolucionários” de Cuba, também da Venezuela, quando foram surpreendidos pelas armas e pelas balas de seus maiores ídolos, propulsores da “revolução”?

Surpresa alguma no Brasil, ora, o PT de Lula teve 14 anos mandando em tudo. Mas querem destruir uma nação inteira em nome dessa revolução?

O Lula, após ter sido solto pelo STF, juntamente com outros bandidos perigosos, pretendem retornar os planos de transformar o Brasil pela revolução e não escondem que trabalham dia e noite contra uma nação inteira. Ele é da turma que tem por finalidade atacar quem se opõem aos ideais do marxismo cultural.

Bem vindos à ditadura travestida de “revolução”.

Os quadrinhos herotizados, sensualizados, por fim, conseguiram se tornar aquilo que os adeptos do marxismo cultural tanto esperavam? Confesso que fiquei abismado, querem destruir mesmo a imagem do homem, é errado, vão criminalizar quem afirmar sua masculinidade?

Nada contra os novos HQs, nem posso ser, afinal a minha liberdade já foi comprometida, tornou-se crime: opinião agora dá até cadeia. Será que chegamos ao ápice da revolução, devemos aceitar tudo e nada falar: Calai-vos?

Enquanto corruptos, traficantes, até terroristas passeiam livres, não se pode pensar atualmente. No Brasil não se pode mais interagir, opinar nas redes.

Quem está levando nosso país a isso, seria o presidente rotulado de “fascista”? Como assim, o Bolsonaro não tem poder de nada, não pode nem nomear o chefe da PF, fazer a indicação da ABIM, muito menos de um ministro da Justiça (tudo por causa da orientação do indicado, que é evangélico?)

Será que vão perseguir, fechar, até criminalizar as igrejas, como fazem na China? Quanto ódio ao dono das igrejas, Jesus Cristo o Rei dos Reis.

Não se enganem, o tal gabinete do Lula, montado por Zé Dirceu em Brasília, movimenta-se politicamente não apenas contra o presidente Bolsonaro, mas atinge toda a população brasileira, sobretudo os cristãos.

Desejo sorte aos familiares dos “revolucionários” que não aprenderam com as experiências do “progressismo” (comunismo) implantado em Cuba e na Venezuela.

Alertas e avisos não faltaram. Hoje é Dia das Crianças, 12/10/2021. Guardem essa data.

Na imagem do dia, Flávio Dino atacando e humilhando uma prefeita…

Flávio Dino demonstra quem de fato é.

Após 8 anos humilhando o povo pobre que entrou na Extrema Pobreza, governador apareceu nos próprios blogues aliados do governo como de fato é, prepotente e arrogante.

É bem verdade que não devemos replicar coisas desagradáveis, como essa postagem retirada de um blog governista, mas, para registrar quem são e como agem, faço questão de mostrar aquilo que tentarão esconder mais tarde.

Segundo o blog, Flávio Dino começou a “desferir deboches e indiretas na direção da prefeita durante ato de entrega de asfalto no município”. E ainda, que o (obeso) ex-juiz federal “estava inspirado na sequência de eventos de pré-campanha que promoveu no interior no final de semana, nem parecia um político que em menos de seis meses terá que rodar o interior em busca de apoio para se eleger senador”.

ATAQUE DE MACHISMO? Veja no vídeo, Flávio Dino desrespeitando outra prefeita no mesmo palanque com Carlos Brandão…

Alô, feministas: Flávio Dino tem outro ataque de machismo.

Sob aplausos do vice-governador, de um deputado federal do PCdoB, prefeita sofre humilhação de governador comunista…

Veja no vídeo, Flávio Dino ataca e humilha outra prefeita no Maranhão.

O absurdo aconteceu no mesmo palanque que estavam seu vice-governador, Carlos Brandão, candidato a governador, e do deputado federal pelo PCdoB, Márcio Jerry, que aplaudiram tudo.

Onde estão as lacradoras que “cuidam dos Direitos das Mulheres” do Maranhão, será que esse outro caso vai cair no esquecimento?

Cadê as feministas, que nada fizeram contra o ataque de machismo do governador Flávio Dino contra a prefeita de Chapadinha, Maria Ducilene do PL, a Belezinha?

Da última vez que o governador comunista Flávio Dino desrespeitou uma autoridade municipalista, o próprio vice- governador, Carlos Brandão tentou impedir os ataques de machismos, mas, foi em vão, confira no vídeo abaixo.

Definitivamente o governador comunista não respeita as mulheres, os municipalistas, nem aliados, como o próprio vice-governador, Carlos Brandão do PSDB, que esperava ser um evento positivo, mas, da forma como agiu, Flávio Dino, visivelmente pertubado, destratando uma mulher, a prefeita do municipio de Chapadinha, o comunista demonstrou que não está nem aí para a pré-campanha de seu principal candidato (se é que o vice-governador, Carlos Brandão de fato seja isso).

Tudo aconteceu no mesmo palanque, ou seja, no mesmo espaço que estavam outras autoridades municipalistas. Só lembrando que, a prefeita é do PL, partido do deputado Josimar Maranhãozinho, que até pouco tempo era aliado de Flávio Dino, mas vem sofrendo ataques explícitos do governador.

Para piorar, as “lacradoras” que vivem xingando o presidente Bolsonaro disso e daquilo, estão caladas, simplesmente sumiram, escafederam, desapareceram. E agora, não era Bolsonaro que diziam que humilhava as mulheres?

Confira abaixo: Flávio Dino em dois momentos de ataques machistas:

Briga de mocinho e bandido, existe “bandidagem” no Maranhão?

A bandidagem existe em todo o Brasil, mas no Maranhão parece que tem bandeira e cor ideológica…

Na imagem do dia, o motivo óbvio dos preços elevados dos combustíveis ficaram piores depois que os governadores (que fazem  resistência a Bolsonaro) aumentaram os impostos (ICMS).

Foi isso que o senador Álvaro Dias demonstrou, e Roberto Rocha, pegando carona,  deixou claro sobre a roubalheira que os governadores estão fazendo contra a população em plena pandemia do covid-19, quando todos deveriam se unir em favor da população.

No Maranhão, após trocas de farpas entre o governador Flávio Dino do PSB, e Roberto Rocha do PSDB, a pergunta permanece no ar: Quem é, ou quem são os bandidos?

Tirem suas conclusões…

Bandidagem? Após usar estruturas publicas para dar “banquete” e fazer “palanque” para Lula enquanto população passa fome, Flávio Dino faz compra milionária para outros “banquetes”…

ESCÂNDALO: Flávio Dino vai reabastecer geladeiras do palácio com picanha, maminha e filé de pescada, enquanto em 30% dos lares do Maranhão pessoas passam fome.

Daniel Matos – Nem mesmo a recente pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que aponta o Maranhão em primeiro lugar no ranking da fome no Brasil parece ter sensibilizado o governador Flávio Dino (PSB) para a gravidade da situação.

Em meio à miséria absoluta para a qual foram arrastados 400 mil maranhenses desde 2015, quando Dino assumiu o poder no estado, as geladeiras do Palácio dos Leões serão reabastecidas com picanha bovina, maminha, contra-filé, pernil de carneiro, filé de pescada e outras iguarias que o povo maranhense mais humilde nem sonha em ter à mesa. Custo total da comilança: R$ 153.894,80 (cento e cinquenta e três mil, oitocentos e noventa e quatro reais e oitenta centavos).

De acordo com o processo administrativo n° 190459, no dia 20 deste mês será realizado o pregão presencial n° 17/2021 para a compra de 3,5 toneladas de carnes, grande parte de primeira qualidade e de alto valor de mercado, ainda mais no atual momento da economia, em que a inflação bate a porta dos brasileiros, tendo como gatilho a crise da Covid-19. O certame é de responsabilidade da Secretaria de Estado de Governo (Segov), que tem a atribuição constitucional de atender as necessidades diretas do governador.

3,5 toneladas do bom e do melhor.

Ao todo, serão nada menos do que 3.500 kg (três toneladas e meia) de carne bovina, frango, carneiro e peixe para consumo no Palácio dos Leões, na residência oficial do vice-governador, no bairro Jardim Eldorado, e demais imóveis cujo sustento provém dos cofres públicos estaduais.

De acordo com as regras contratuais, os alimentos serão fornecidos de forma parcelada, conforme a demanda das casas governamentais. Detalhe: as marcas dos produtos são as mais caras disponíveis no mercado: Sadia, Friboi, Fribal e Seara.

420 kg só de picanha

Um dos gastos que mais chamam atenção neste segundo ano da pandemia é o que bancará a compra de carne de sol de picanha (R$ 91,74 o quilo) e em postas em formato triangular (R$ 72,95 o quilo), ambas da marca Friboi. O contrato prevê o fornecimento de nada menos do que 420 kg da nobre carne, totalizando quase R$ 35 mil. Haja apetite para degustar tanta proteína de primeira qualidade.

A maminha, outra carne de primeira, também será servida em abundância na despensa palaciana. Serão 200 kg, também da marca Friboi, ao preço unitário de R$ 45,35 e custo total de R$ 9,7 mil. Outros R$ 9 mil foram reservados para a compra de 200 kg de alcatra, outro corte de carne de rara frequência nas mesas das famílias mais pobres.

760 kg de postas e filé de pescada

O gasto com filé de pescada amarela (R$ 58,35 o quilo) e em postas (R$ 49,16 o quilo) é ainda maior. São 760 kg – 440 kg de filé e 320 kg de postas -, com valor somado de mais de R$ 41,3 mil.

Outra iguaria requisitada para satisfazer o requintado paladar dos comensais palacianos é o pernil de carneiro. São 40 kg da marca Friboi ou de qualidade superior, com preço unitário de R$ 59,95 e custo total de R$ 2.398,00 (dois mil, trezentos e noventa e oito reais).

As geladeiras do Palácio dos Leões e das outras residências oficiais do Governo do Estado também serão abastecidas com quase duas toneladas de coxa e sobrecoxa de frango, galinha de granja e caipira inteira abatida, peito e moela de frango, bisteca bovina, rabada bovina, patinho sem osso, costela de boi, contra-filé, coxão mole e linguiça calabresa.

Importante deixar claro que não se trata de um ato ilegal. Mas, diante das atuais circunstâncias, não são poucos que consideram a despesa imoral, o que fere pelo menos um dos cinco princípios básicos da administração pública.