Alô, Kassab: está faltando “enquadrar” o filho do Lula….

Feminista pela metade? 

Gilberto Kassab, líder do PSD levou invertida, após se pronunciar contra evento dos homens proposto pela deputada maranhense Mical Damasceno do PSD.

Kassab teria dado uma boa “puxada de orelha” na deputada Mical Damasceno, após a turma da “patrulha” levar outro fuxico nacional, desta feita por “apoiar autoridade masculina do lar” em evento na Assembléia.

A pergunta que fica aos “feministas pela metade” é: quem puxará as orelhas dos machistas passadores de panos que não enquadraram, até agora o filho do Lula, espancador de mulheres?

Musica aos “censores do bem”…

Afastar, proibir, calar….

Só lembrando que o “cale-se”, como acontecia num passado recente, novamente voltou assombrar o Brasil com o mesmo “manchado do sangue vindo da repressão imposta pela ditadura”.

Ora, se “toda censura é burra”, qual lição nossos políticos da atualidade, que flertam abertamente com ditaduras, aprenderam com o passado recente?

Onde estão os nossos representantes que dizem lutar pela democracia e liberdade?

Por falar nisso, calar as redes sociais “é para seu bem”. Não se esqueça que “é tudo pela democracia”, viu?

 

Câmara sob os olhares fuzilantes de Xandão: sentiu o “golpe”?

Visivelmente preocupado durante “visita” aos deputados, Alexandre de Moraes parece temer aberturas de CPIs que possam devolver a paz ao Brasil e tirar “poderes supremos”.

Arthur Lira, presidente da Câmara, sob olhares tensos do STF…

Na imagem do dia, os olhares desconcertantes do ministro do STF, um advogado que teve escalada meteórica pela indicação do presidente chamado de “golpista” pelo PT de Lula e Dilma, Michel Temer.

O presidente da Câmara teria anunciado numa reunião de líderes na terça-feira (16) que iria dar prioridade às pautas da oposição após o governo Lula.

Alexandre de Moraes estaria buscando diálogos com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, para conter a instalação de uma CPI contra o Judiciário. O ministro visitou Lira nesta quarta-feira (17), em uma articulação conversada previamente com o presidente do STF, Luís Roberto Barroso.

Acho que já passa da hora do Judiciário, único poder que não é escolhido de forma democrática pelo voto, mas pela indicação política, de cuidar apenas daquilo que lhe compete: julgar processos.

Iluministros:

Achismo à parte, o Brasil precisa urgentemente reformar essa questão de escolha de ministros.Se querem poder, mandar, intrometer nos outros poderes, que sejam submetidos à escolha eleitoral, pelos votos do povo, não pelos dedos de políticos.

Veja no vídeo: Ex-prefeito de Barreirinhas detona invasores polítiqueiros….

“Saúde pública sim, politicagem no hospital não”.

Barreirinhas sofre com a invasão polítiqueira e sem escrúpulos. Veja a explicação de um sociólogo, nativo da região dos Lençóis maranhenses, que é ex-prefeito da cidade. Segundo Léo Costa, a saúde não deveria ser aparelhada politicamente.

“Amigos e amigas, faz tempo que venho alertando a população sobre a invasão do espaço político e social de nossa querida cidade. A crise que estourou no hospital de Barreirinhas, impedindo que barreirinhenses podesse ter acesso ao seu hospital é uma prova daquilo que venho dizendo. Peço que as autoridades do governo possam intervir no hospital de Barreirinhas. Nosso povo exige respeito, a saúde precisa de honestidade e transparência. Saúde pública sim, politicagem não!”

O ex-prefeito Léo Costa, a tempo vem alertando a população de Barreirinhas sobre a invasão de espaço político e social na cidade. Léo Costa também falou da crise que estourou no Hospital Regional de Barreirinhas, onde os Barreirinhenses foram impedidos de ter acesso ao seu próprio Hospital, o que é uma falta de respeito com as pessoas do município.

Dr. Léo, sempre alertou sobre pessoas de outras cidades que vem fazendo politicagem em Barreirinhas. Em um vídeo publicado, o pré-candidato a prefeito, Léo, fez um pedido às autoridades Estaduais para que venham intervir no hospital, e exigi respeito em nome do povo de Barreirinhas. (Trecho da reportagem do site Diário Maranhense de Notícias)

Assista o vídeo a seguir:

MAC prende bola e sofre empate do Sampaio nos últimos instantes…

Lição atleticana: Nervosismo da arquibancada não pode extrapolar para o meio de campo….

Prender bola faz mal, acaba dando espaços aos adversários, saber jogar em equipe e administrar vantagens é imperativo. O MAC com mais homens em campo foi vencido pelo nervosismo de fora do campo, nosso amado Maranhão precisa equilibrar-se. No campo não devem ceder ao jogo adversário.

Uma boa lição serve para aprendizado. Bola para frente, jogou bonito, chegou chegando.

Sem retranca

Acorda, MP: Dinheirama a fulote estaria sendo derramado em Barreirinhas…

Mensagem que seria de um vereador da cidade falando que “pega todo mês 30 mil de Iracema”.

Diário Maranhense de Notícias – Em um áudio vazado nas redes sociais, um vereador de Barreirinhas, diz que todo mês pega 30 mil reais da Iracema. Quem seria esse vereador que está usufruindo de tanto dinheiro assim ?

De onde está vindo tanto dinheiro, que um só vereador leva sozinho um salário de 30 mil reais ?

A pergunta que não quer calar é: quem será esse vereador que o povo Barreirinhense elegeu para o representar na câmara municipal, e agora traiu a confiança dos seus eleitores?

O vereador deve está vivendo muito bem com um salário exuberante. O povo de Barreirinhas tem que acordar para tudo que está acontecendo no Município, pessoas que estão ganhando salários altíssimos só para dizer que estão apoiando certos políticos.

Ouça agora o áudio que está abaixo, onde o vereador do Município de Barreirinhas fala que todo mês pega 30 mil reais da Iracema. E nos fale se Você conhece essa voz.

Clic e ouça:

 

Censura e machismo: Diferente das feministas Estadão abre a boca sobre agressão contra a mulher….

Deu no Estadão: Ex-namorada do filho de Lula diz que não vai se calar diante do machismo nas redes.

Ex-namorada do filho de Lula diz que não vai se calar diante do machismo nas redes
Natália Schincario, que denunciou ter sido vítima de agressões de Luís Cláudio, diz estar recebendo críticas por tornar o caso público; defesa do empresário nega acusações da médica.Luís Cláudio Lula da Silva, filho do presidente Lula Foto: @luisclaudioluladasilva via Instagram

Foto do author Julia Camim

A médica Natália Schincariol, que acusa o empresário Luís Cláudio Lula da Silva de violência doméstica, disse que “o machismo é violento” e “mata” ao informar ter sido vítima de ofensas misóginas nas redes sociais. Em publicação no Instagram, a ex-namorada do filho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que não vai se “calar diante do machismo”. A defesa de Luís Cláudio diz que as agressões denunciadas pela médica são “fantasiosas” e que vai pedir reparação por danos morais.

Natália, que foi afastada do trabalho após ter uma crise de ansiedade por causa de um vídeo em que analistas do Brasil 247 fazem comentários pejorativos sobre a aparência dela, escreveu que “o tamanho dos seus seios, da sua boca, do seu cabelo importam mais na boca dos machistas” do que as qualificações profissionais dela.

A médica diz na publicação que é psicanalista, estudante de psiquiatria e dona do próprio instituto de saúde mental, mas que “nada disso tem valor quando você é uma mulher”. Natália afirma também ter orgulho de ser filha de uma mãe forte que a criou com ajuda da avó e que ninguém mais vai contê-la.

Natália denunciou Luís Cláudio por supostas agressões físicas e psicológicas. Em boletim de ocorrência registrado no dia 2 deste mês, ela afirma que o empresário “deu uma cotovelada na barriga” dela durante uma briga em janeiro. Além dos episódios de violência narrados, o documento cita que a médica já havia sido “afastada do trabalho por um mês devido ao trauma causado pelas agressões” e “hospitalizada com crises de ansiedade”.

Segundo a médica, o filho do presidente a chamou de “doente mental, vagabunda, louca” e fez ameaças para evitar que ela denunciasse as violências. Por determinação da Justiça de São Paulo, ele foi obrigado a deixar apartamento do casal e está proibido de se aproximar da médica.

O casal teve uma relação de dois anos e se separou após supostas traições do empresário. De acordo com o registro, ele teria “mantido relações sexuais com outras mulheres de forma desprotegida, contraído infecção e exposto a ex a risco conscientemente”. Em nota, a defesa de Luís Cláudio diz que as supostas agressões são “inverídicas” e que as “mentiras” da médica são enquadráveis como calúnia.