Pré-candidato a prefeito da Raposa pelo PL, Eudes Barros fez declarações polêmicas, num áudio encaminhado a uma eleitora, após receber apoio do grupo Laci na cidade.

A união dos dois grupos foi oficializada durante a semana passada, e, dado o histórico beligerante entre eles, a repercussão foi muito grande.

No áudio, a que o Blog do Gilberto Léda obteve acesso, Barros fala sobre a aliança, após ser pressionado pelos próprios apoiadores. E destaca que não aderiu aos Laci, mas sim o contrário.

“Eles é que estão vindo se aliar a nós. […] Como eles não têm candidato, muitos do grupo deles estão aderindo à minha candidatura, e com isso eles estão ficando sem espaço”, disse.

Adiante, Eudes Barros arremata, para mostrar quem aderiu a quem: “Eles é que estão vindo até nós e quem vai ser o prefeito somos nós”.

Ouça clicando aqui:

Durante encontro dos pré-candidatos a vereadores do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), o prefeito Eudes Sampaio, pré-candidato à reeleição, mandou um recado direto aos seus adversários, reafirmando a sua marca mais forte como administrador, a do trabalho: “não sou político por conveniência, sou político porque posso trabalhar por nossa cidade”.

O recado do prefeito atinge diretamente o consórcio de pré-candidatos criado para atacá-lo diariamente. “São José de Ribamar quer um prefeito honesto, que anda de cabeça erguida. E podem inventar denúncias, que nada é comprovado. Não tem uma ação de improbidade administrativa contra mim”, desafiou.

O evento foi iniciado com uma palestra sobre as novas resoluções eleitorais e as mais recentes alterações. Desde que assumiu a Prefeitura, em março de 2019, Eudes adotou um ritmo acelerado de entrega de obras e realizações de ações. Na pandemia de Coronavírus, enfrentou a crise com medidas consistentes, que fizeram o município sair da segunda para a vigésima sétima colocação em números de casos.

A Rede Acolhe, criada para atender pessoas com síndromes gripais leves, desafogou o Hospital Municipal, que está há 31 dias sem internações de pacientes com a COVID-19.

Na educação, o petebista vai inaugurar, agora em agosto, mais duas escolas. A Escola Municipal Parque Jair e a Escola Municipal Liceu Ribamarense III, uma rede de escolas em tempo integral, que, segundo o IDEB, são as duas melhores escolas públicas do Maranhao. E ainda assinou ordem de serviço, na manhã de sábado (01) para a construção da Escola Municipal de Educação Infantil da Vila São Luís.

Na infraestrutura, as frentes de trabalho já alcançaram quase 30 bairros em todas as regiões. Entre as principais obras estão as das avenidas Paraíso Mascarenha de Moraes, São Paulo, João Damásio Pinheiro e a ponte da Avenida Maranhão, na Vila São Luis.

Além do pavimento novo, outras vias estão recebendo os serviços de recuperação asfáltica, como é de ruas do São Raimundo, Campina, J. Camara, Rua do Fio, Vila Operária, Cafeteira, Kiola e muitas outras.

Com um conjuntos e obras e ações sendo desenvolvidas nas principais áreas da gestão e com presença constante nas comunidades, o prefeito Eudes Sampaio consolida sua pré-candidatura à reeleição, mostrando todo o seu trabalho na Prefeitura. Eudes conta com a força de um grupo político responsável por obras que mudaram São José de Ribamar, como a maternidade, as primeira escolas de tempo integral no Maranhão e unidades de saúde inéditas nos bairros do município.

Barreirinhas tem vivido um momento impar em relação no cenário político, cada dia o cidadão barreirinhense vivência um modo diferente e inovador dos futuros candidatos tanto ao executivo quanto ao legislativo municipal.

Um desses, é o pré-candidato a prefeito de Barreirinhas, o sociólogo Léo Costa, um político experiente e com um bagagem de fazer tremer qualquer adversário, Léo Costa foi contemporâneo de grandes nomes da política maranhense e nacional, como, Leonel Brizola, Ulysses Guimarães, Jackson Lago entre outras figuras que contribuíram de forma gigantesca com o desenvolvimento do Maranhão e Brasil.

Mesmo assim Léo Costa que já foi prefeito duas vezes da capital dos Lençóis, tem sido um divisor de águas, quando o assunto é inovação em pré-campanha.

Léo Costa deu o pontapé inicial em sua pré-campanha no dia 1 de julho de 2020 nas redes sociais, e desde então tem uma interação nas mídias digitais diariamente, algo que chamou atenção de todos, tanto seus eleitores, apoiadores, simpatizantes, amigos e principalmente seus adversários.

Léo inovou e fez tendência em suas postagens tanto com vídeos, sticks e postagens em redes sociais quanto em sites de notícias que levam as paisagens do município, momentos e feitos de suas duas gestões passadas, além de aguçar o eleitor com mensagens de esperança em um futuro melhor.

Tudo isso começou a ser copiado pelos demais políticos do município, fazendo suas interações com o eleitor na base do copia e cola.

“Olha apesar de está nesta idade e ter vivido uma experiência sem precedentes na política do Maranhão eu sempre dou espaço a inovação, ao novo e ao diferente e essa nossa interação na verdade ela é um resgate da história do município de Barreirinhas, por isso o bom dia com um fundo do rio, do caboclo pescando, das grandes vaquejadas, dos nosso banhos que tem como intuito mostrar o turismo rural e assim vai. E ver que isso tem sido copiado, ou melhor sido espelho e modelo para nossos adversários é fantástico, pois nos dá a certeza que estamos no rumo certo em nossa jornada para que Barreirinhas volte a ser valorizada e seu povo ter mais oportunidades de uma vida melhor”. Disse Léo Costa. (Portal Imaranhão)

Menudos em desespero!

Não adianta encomendar “pesquisas” se os candidatos do consórcio de Flávio Dino têm verdadeira ojeriza popular. Pior que isso, tem menudo lotando “lives” de “patrocínios”.

Enquanto o PT de Lula desconjurou Rubens Júnior, pré-candidato a prefeito de São Luís pelo PCdoB, na clara intenção de apoio a outro nome que não seja da legenda nanica comunista, o Movimento dos Músicos denunciou em vídeo o patrocínio de uma ‘live’, que seria um verdadeiro ‘show’ milionário apoiado por “filhos de coronéis” em que o nome do pré-candidato a prefeito por São Luís, Neto Evangelista, era o mais citado como “doador”.

“Esses foram todos os doadores e patrocinadores é importante decorar o nome deles e propagar para que as pessoas saibam que eles não têm compromisso algum com a arte, cultura e população do Maranhão”, disse o músico.

“Live” lotada de gente sem mascaras e de patrocínios políticos…

Diferente do anunciado, show que lotou o espaço de eventos do Valparaíso, teve apoio de pré-candidato Neto Evangelista, não de Madeira. O “Show”lotado, com aglomeração de pessoas “sem máscaras”, conforme mostrado no vídeo, teve patrocínio de Neto Evangelista, principal “menudo” de Flávio Dino.

Confira no vídeo abaixo a denúncia feita pelo Movimento dos Músicos que não têm apoio do governo nem dos políticos, que estão sendo impedidos de participar de eventos, enquanto os “filhos de coronéis” podem tudo, até lotar de pessoas sem máscaras verdadeiros “shows”.

Como sempre aconteceu no Maranhão em tempos de eleições, aquilo que é vedado sempre “dar-se” um jeitinho para ser possível de acontecer. Neste sentido, o que era para ser uma live tornou-se um verdadeiro show com volomosos “patrocínios”.

Menudos na “broca”: A fome pelo poder é grande, mas a ojeriza da população é maior ainda…

Flávio Dino que ascendeu na política prometendo mudar o Maranhão e fazer diferente daquilo que fez o grupo Sarney, segue repetindo toda forma dos antigos oligarcas. Só que O povo está de olhos abertos, chega de menudos, filhos de coronés, das práticas de oligarcas, os eleitores não querem mais politicagem com dinheiro público.

E assim, a capital do Maranhão chega ao ano 2020, ano eleitoral, preste a livrar-se dos menudos. A ojeriza aos métodos do Flávio Dinismo é grande, cada dia aumenta.

Pré-candidato pela oitava vez ao cargo de prefeito de São José de Ribamar,  Dr. Julinho tenta se viabilizar de todas as maneiras, com apoio dos deputados federais Josimar de Maranhãozinho e Gil Cutrim.

Mas, ao invés de somar, os apoiadores já começam a cobrar a fatura antes mesmo que a Justiça Eleitoral libere ou não Julinho da situação de “ficha suja” para concorrer às eleições.

Limparam a ficha?

A “blindagem” jurídica da Família Cutrim poderia ser um trunfo se Gil Cutrim não contabilizasse a pior rejeição da história das administrações ribamarenses, depois do próprio pré-candidato, prefeito de Ribamar no período de 1993 a 1996.

Nesta semana, Gil foi citado entre os piores políticos do Maranhão, em um ranking nacional de políticos. A adesão do deputado Josimar também tem sido apontada por analistas como problemática em razão das ameaças de que denúncias contra o parlamentar possam vir à tona.

Para completar o saldo negativo, Maranhãozinho e Cutrim agora brigam pela indicação do pré-candidato a vice-prefeito na suposta chapa de Julinho. Josimar quer Júnior Lago e Gil faz lobby em favor do vereador Nonato Lima.

O empenho dos dois parlamentares federais pela indicação do candidato a vice permanece envolto em mistério.

Mas já existem apostadores garantindo que, mesmo que a justiça liberasse a candidatura de Dr. Julinho e, em uma hipotética vitória, o plano da dupla de deputados federais é cassar Julinho para que seus vices assumam a Prefeitura de São José de Ribamar.

Sá Marques diz que o direito dos trabalhadores municipais de São Luís não são garantidos.

O vereador Professor Sá Marques (Podemos) teceu duras críticas ao prefeito Edivaldo Holanda e seus secretários municipais que estariam agindo “fora da legalidade”.

O vereador afirmou que continuará cobrando o secretário de Educação Moacyr Feitosa, pela nomeação dos aprovados no concurso do município. Segundo Sá Marques, o secretário de Educação, Moacyr Feitosa compactuou com a“ilegalidade.

“Manter-se na ilegalidade é estar na ilegalidade”, ora, dizer que não cometeu ilegalidades alegando que quando chegou na secretaria de Educação já tinha encontrado a ilegalidade e nada fazer para mudar, é se manter na ilegalidade”, disse Sá Marques.

Sobre a Saúde municipal, Sá Marques criticou a falta de pagamento do abono e aumento de insalubridade aos funcionários da saúde durante enfrentamento do covid-19, e denunciou perseguição de funcionários e uso de materiais que não seriam apropriadas para conter o contágio.

“Recebi várias denúncia que funcionários da saúde contra o então secretário Lula Fylho, que eram obrigados a ficar calados sobre as perseguições contra funcionários e dirigentes de unidades de saúdes, sobre o caos instalado no município”, além das máscaras descartáveis estão sendo usadas como se fossem n95”.

O vereador que constantemente vem cobrando os direitos trabalhistas dos funcionários da saúde, educação, e ainda segurança pública, reforçou suas denúncias durante uma entrevista dada numa rádio local nesta segunda-feira, 28.

Confira um trecho da entrevista:

Em Anajatuba, PL de Josimar de Maranhãozinho lançará pré-candidatura da filha do ex-prefeito Dr Nilton, Laise.

Articulação de Eduardo Bruna fechou pré-candidatura da filha de Dr Nilton pelo PL de Josimar

Agora é oficial, o deputado federal Josimar de Maranhãozinho do PL, estará apoiando a pré-candidata Laíse de doutor Nilton, que é filha do ex-prefeito por dois mandatos.

Em reunião com a cúpula do PL da cidade, o deputado que é presidente estadual do partido, disse que a filha do ex-prefeito Dr. Nilton é uma das prioridades do projeto PL em 2020.

O saudoso Dr Nilton foi um conceituado médico com atuação reconhecida pela população naquela região, que entrou na política sendo prefeito por dois mandatos na cidade de Anajatuba.

Na reunião estavam presentes familiares da pré candidata, juntamente Eduardo Bruno, um dos articuladores de base do PL no Maranhão.

Veja no vídeo: esgotos continuam sendo jogados nos mangues e praias causando doenças graves em São Luís.

Atraso e pobreza:Cadê os deputados de Flávio Dino, os ‘menudos’ de seu consórcio de candidatos palacianos?

Esgotos sendo lançados nos mangues…

Depois de vencer as eleições de 2014 e 2018, prometendo mudanças que nunca aconteceram, Flávio Dio e seu grupo continuam prejudicando a população de um gigantesco estado banhado por rios e praias, tudo poluído por esgotos.

Vale lembrar que os esgotos não tratados são causadores de doenças graves, e que os dois senadores do grupo de Flávio Dino, eleitos “debaixo de suas asas”, Weverton Rocha e Eliziane Gama, votaram contra um projeto que pretende acabar com os esgotos a céu aberto. Confira numa recente postagem:

Adivinhem por ordens de quem votaram contra os pobres?

Mas o pior de tudo, foi que o governador comunista, Flávio Dino, alegou tratar os esgotos, enchendo a internet, as rádios, jornais, sites e blogues com a notícia de que tinha “investido alto” para acabar com os esgotos lançados nas praias.

Pode até ser que na publicidade enganosa tenha acabado com os esgotos lançados in natura nas praias, mas a realidade fora de seus satélites de mentiras é outra, confira nas imagens retiradas do site Imirante:

Eleitores do Maranhão não esqueçam disso:

Dois senadores do Maranhão votaram recentemente contra o projeto que foi aprovado. Foram: Weverton Rocha e Eliziane Gama, ambos são lideranças que apoiam o “consórcio” de pré-candidatos a prefeitos de São Luís, ou: “menudos” de Flávio Dino. 

Como o projeto foi aprovado, forças do mal querem deter o projeto que vai promover saúde da população pobre, mas que o PDT de Weverton Rocha e Ciro Gomes, quer deixar o povo pobre literalmente na merda.

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) para questionar a validade de dispositivos do Novo Marco Legal do Saneamento Básico (Lei 14.026/2020).

É de lutas?

A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6492 foi distribuída ao ministro Luiz Fux.

Universalização:

Segundo o partido, as novas regras induzem as empresas privadas de saneamento e de fornecimento de água a participar de concorrências apenas em municípios superavitários, deixando os deficitários sob a responsabilidade exclusiva dos municípios e dos estados.

“Contramão do mundo”

O PDT argumenta, ainda, que o novo marco viola a autonomia federativa, ao condicionar o apoio da União aos municípios à subserviência destes a seus dispositivos, entre eles o que determina a elaboração obrigatória de formas de prestação regionalizada, e conferir à Agencia Nacional das Águas (ANA) a competência para criar normas de caráter regulamentador, que seria autoridade dos municípios. Na avaliação do partido, o Brasil esta indo “na contramão do mundo”, onde 884 municípios em mais de 35 países reestatizaram seus serviços de saneamento de 2000 a 2017. (Fonte: STF)

1 2 3 634