Semana de cinzas: quase cem mortos em 5 dias, o Maranhão bateu outro recorde por morte de Covid-19. E agora, quem é genocída, Flávio Dino?

Alô, STF: de quem é a culpa pelas mortes?

Em apenas cinco dias, um estado empobrecido, sucateado, roubado, bateu recorde triste: 97 mortes por covid-19.

Enquanto fazem politicagens, povo morre sem o devido atendimento…

Das 217, poucas cidades do interior do Maranhão têm atendimento médico adequado, deixando a população pobre e explorada sem a menor perspectiva de sobreviver nesta pandemia do vírus chinês. Ainda assim, o governo comunista se recusa doar medicamentos, investir em tratamento precoce aos pobres esquecidos na pobreza, e agora, na pandemia mortal, que se arriscam saindo de suas pobres cidades em busca de hospitais na capital.

Ninguém sabe onde foram parar tantos bilhões.

Menos pior:

Numa das cidades pobres, o prefeito que é médico, contrariando o governador, disse que zerou o número de mortes com tratamento de Ivemectina e hidróxicloroquina. Confira aqui:

Quando queriam receber dinheiro federal, os governadores e prefeitos, diziam que eram os responsáveis, via canetada do STF, que detrminou que o presidente não teria autoridade sobre o tratamento da pandemia, e deveria bancar o tratamento dos estados que estavam com os hospitais e toda a rede pública destruída.

Flávio Dino desdenhava do presidente nas suas redes sociais de que o presidente tinha perdido a autoridade via canetada do STF.

Teve governador que deu até entrevista internacional para xingar Bolsonaro e dizer que um presidente tinha sido destituindo de sua autoridade, reveja aqui:

Triste recorde: na quarta-feira, 07 de abril, 48 mortes pela irresponsabilidade comunista.

Nesta sexta-feira, 09 de abril, mas 49 óbitos. E agora, quem será o culpado, ou como dizem os “comunistas”,  o “genocida”?

Em nota, Prefeitura de São Luís desmente candidato derrotado do “consórcio do atraso”, Duarte Jr.

Prefeitura desfaz outro mimimi de derrotado: Duarte Jr, novamente, mente, para aparecer.

Considerado o “garoto propaganda” do comunismo Dinista, Duarte Jr. Pode até entender de propaganda, mas nada de gestão, nem gastos públicos. Duarte, além de propagar fakenews, conforme nota da prefeitura, nas suas redes, vive nos importunando com suas asneiras mediáticas. (veja aqui)

Basta dizer que foi um dos nove candidatos de Flávio Dino (consórcio de candidatos) em favor de quem se derramou a máquina pública, ainda assim, no segundo turno foi derrotado pela vontade popular, coisa que, da mesma forma que seu patrão, Flávio Dino, nunca conseguiu aceitar nem assimilar.

Ora, Dino e seu grupo queriam se perpetuar no comando da prefeitura da capital, mas foram impedidos nos votos da população da capital, que deu uma basta. Ainda assim, pelo jeito, vivem tentando, através de mentiras, atacar a nova gestão municipal que o próprio Duarte nunca se importou.

Abaixo, nota da Prefeitura de São Luís.

Sobre as notícias falsas propagadas pelo deputado Duarte Júnior, a Secretaria Municipal de Comunicação (SECOM) informa que não pagou ou tem qualquer contrato para troca de adesivos de lixeiras da cidade.

Outrossim, aproveita a oportunidade para informar que os recursos orçamentários da SECOM, bem como toda a movimentação financeira decorrente das ações implementadas pela Secretaria, estão disponíveis no Portal da Transparência, no site da Prefeitura

Roberto Rocha comemora transferência de terminais do porto do Itaqui para a iniciativa privada…

Hoje quatro terminais do Porto do Itaqui foram concedidos à iniciativa privada por um valor de outorga de R$ 216,3 milhões. O investimento nos terminais será de R$ 596 milhões e a concessão terá duração de 20 anos.

A Santos Brasil Participações arrematou três terminais (IQI 03 com R$ 61,3 milhões de outorga; IQI 11, R$ 56 milhões; IQI 12, R$ 40 milhões) e a Tequimar um terminal (IQI 13, R$ 59 milhões). As quatro áreas são voltadas para movimentação e armazenagem de combustíveis.

A transferência dos terminais para a gestão privada tem significado importante para o Maranhão, pois deve gerar nove mil novos postos de trabalhos! E tem mais: os terminais serão modernizados, aumentando a competitividade e o fluxo de cargas, de forma a impulsionar o desenvolvimento regional.

Como já sabemos, o Porto do Itaqui é um importante Hub de distribuição para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Ao término da concessão, as áreas arrendadas são devolvidas para o controle da administração pública.

Agradeço ao ministro Tarcísio Gomes de Freitas e ao presidente Bolsonaro por terem acolhido mais uma das minhas demandas.

Parabéns pelo sucesso da InfraWeek. Quem ganha é o Brasil!

Senador Roberto Rocha

Canibal assassino e mais 30 fugiram pelas portas da frente do Presídio de Pedrinhas durante “indulto” da Páscoa…

Entenda o atraso do Maranhão:

Para entender a pobreza e atraso, precisamos falar da política (politicalha) há 56 anos, desde o poderoso grupo Sarney, fincado no poder central de Brasília, até os dias de hoje, comandado pelo grupo comunista, que deseja fazer o mesmo, elegendo Flávio Dino senador em 2022 juntos com sua “comandita” imprestável.

Soltura de bandidos perigosos.

O Executivo quando quer, faz e acontece.

Sempre foi assim, durante mais de 50 anos, neste empobrecido e atrasado Maranhão. Quando têm interesses, eles fazem.

Antes de serem soltos, ainda tentamos chamar a atenção da justiça que muitos não retornaria, como sempre fazem aos montes. (Reveja aqui)

Fica em casa, né?

A soltura de bandidos perigosos, por exemplo, se fosse algo contra o desejo dos governantes já teriam dado um jeito de impedir, mas, pelo visto os contemplados devem ser beneficiados com peso eleitoral ou financeiro, e acabam sendo liberados. Quem sabe?

Até quando a população vai aceitar tudo isso?

Senador Roberto Rocha destaca a importância da concessão dos aeroportos maranhenses

“O resultado foi excelente, pois demonstra a confiança no Brasil e a esperança de que no futuro, o Maranhão possa a vir a ser parceiro de iniciativas empreendedoras”, disse o senador Roberto Rocha sobre o leilão que concedeu à iniciativa privada a administração do aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado, em São Luís, e do aeroporto Prefeito Renato Moreira, em Imperatriz.

O evento aconteceu nesta terça-feira, 07, em São Paulo, e a empresa vencedora foi a CCR, uma das maiores companhias de concessões de infraestrutura da América Latina. No Brasil, ela controla mais de 3,7 mil km de rodovias, e também está à frente de importantes concessões de mobilidade urbana (metrôs, VLTs e barcas) e de gestão de aeroportos no Brasil e no Exterior.

A empresa CCR arrematou por 754 milhões de reais, com ágio de 9 mil por cento, o bloco de cinco aeroportos que inclui o de São Luís e o de Imperatriz. Só com os dois aeroportos maranhenses, os investimentos previstos na concessão serão no total de R$ 535, 7 milhões.

Roberto Rocha foi o único parlamentar do Maranhão que esteve presente no leilão. Ao longo do seu mandato, o senador sempre se empenhou fortemente para a inclusão dos aeroportos maranhenses nesta iniciativa do Governo Federal, que inclui, além dos dois já citados, mais 20 aeroportos, cinco terminais portuários e uma ferrovia.

“Com essa concessão, o cidadão maranhense vai ganhar uma cadeia de obras e serviços que serão impulsionados com os novos investimentos nos aeroportos. A médio prazo, as concessões trarão outros benefícios ao Maranhão, como a ampliação do turismo de lazer e de negócios, além da melhoria do atendimento à população local”, destacou Roberto Rocha.

Negacionistas, desiquilibrados ou extremistas?

Pela torcida do contra tudo. Ao povo atrasado e pobre, nada!!!..

Na imagem do dia, os lamentáveis representantes do povo do Maranhão em Brasília.

Votam contra o povo e empresários.

Ninguém sabe a quem servem os deputados Bira do Pindaré e Zé Carlos, ambos representantes do baixo-clero e da torcida petista (quanto pior melhor) que não desceram do palanque de 2018, do derrotado Haddad (poste de Lula) no Congresso, imitando os extremistas do PSOL.

Bira e Zé Carlos passaram por eleições diferentes. Bira que era votação negativa na Assembleia Legislativa no governo Roseana, passou a ser positiva, a favor de tudo (cegamente) na primeira gestão de Flávio Dino, elegendo-se deputado federal pelo PSB e pelas escolas técnicas, imitando os ritos Sarneysistas.

“Nem aí pro povão”

Já o deputado Zé Carlos, foi eleito pela primeira vez com o apoio de Washington e Roseana, Lula e José Sarney. Como se diz no Maranhão: “tudo farinha do mesmo saco”.

Interessante que o pensamento de Bira (Zé Carlos e todo petista) é querer “taxar fortunas” de empresários e todos que querem investir no atrasado e empobrecido estado. E quem poderá tirar o Estado da pobreza, senão os empresários que são perseguidos?

Nem as vacinas escapam desse tipo de gente, se é que podemos chamar isso de gente.

(Imagem do blog do Gilberto Leda)

Maranhão tem pico de mortes por covid-19: enquanto isso, governador e secretários acusam outros de suas culpas…

O pior dia: 48 mortes.

Uma gestão ideológica que não desce do palanque eleitoral, e vive atacando o governo federal que tantos bilhões tem enviado ao estado.

Enquanto fazem politicagens, povo morre sem o devido atendimento…

No total, das 217 cidades pobres do Maranhão, poucas dão o devido atendimento aos seus cidadãos.

A maioria tem mandado seus pacientes de ambulâncias para a capital, por não terem leitos, médicos, remédios, enfim, um sistema de saúde favorável ao seu povo,

O grupo que passou praticamente 8 anos à frente do governo do Maranhão, vive acusando e jogando suas culpas noutros políticos.

O Maranhão viveu nesta quarta-feira, 7 de abril,  seu pior momento: teve pico de mortes por covid-19, mas, comunistas continuam acusando outros pela má gestão do Maranhão.

Para o governador-militante Flávio Dino e seus secretários, tudo é culpa de Bolsonaro, mesmo os culpados sendo eles próprios, que desmontaram o sistema público, fecharam hospitais de campanha em plena pandemia, avançaram sobre os leitos de hospitais particulares.

Assim faz o comunismo que teima em acusas outros de suas responsabilidades, ou neste caso, irresponsabilidades.

Roberto Rocha anuncia nova ponte para Bacabal com estrutura para carros e pedestres

O senador Roberto Rocha afirmou que vai assegurar a construção de uma nova ponte sobre o Rio Mearim.

A notícia foi dada em cadeia estadual pela TV Cidade de Bacabal, afiliada da Record, em vídeo gravado pelo senador, veiculado pela emissora.

No vídeo divulgado, nesta segunda-feira, 05, com exclusividade na TV Cidade de Bacabal, afiliada da Record, o parlamentar maranhense disse que, tão logo soube do acontecido, ligou para o prefeito Edvan Brandão e garantiu que vai destinar recursos para a construção de uma nova ponte. Roberto Rocha disse, ainda, que a nova ponte será toda em aço e concreto, e que, além de pedestres, vai transportar veículos.

A antiga ponte, que era somente para pedestres, ligava o bairro Trizidela ao Centro de Bacabal. Há meses, moradores já reclamavam de sua estrutura, construída com metal e madeira.

“A ponte que vamos construir terá uma estrutura firme, capaz de suportar grandes cargas. Ontem mesmo já solicitei a elaboração do projeto básico e em breve a obra será iniciada. Podem contar comigo”, afirmou Roberto Rocha.

Acompanhe a veiculação da Tv Cidade de Bacabal:

Caloteiro e mal pagador, Flávio Dino fará outro empréstimo: terá 180 milhões em plena pré-campanha…

Comunismo nocivo deixa o Maranhão inviabilizado.

Dino prepara outro calote para os bestas pagadores de impostos pagar, provando que não tá nem aí para o azar do povo pobre e já se prepara para atrasar ainda mais o Maranhão.

Só lembrando que recentemente o presidente Bolsonaro, segundo a revista Valor Econômico, teve de arcar com o pagamento de dívidas de dois estados: Minas Gerais e Maranhão, que não conseguiram honrar seus compromissos.

Atenção eleitores: observe quem votou pela aprovação de novo empréstimo. Flávio Dino, de cima de um palanque (candidatíssimo a senador) quer que a população explorada e roubada vote em seu grupo. Hora de dar o troco nesta “comandita”.

Ainda assim, Flávio Dino fará um novo empréstimo milionário, através da Assembleia Legislativa, que aprovou o Projeto de Lei do Executivo nº 147/2021, outro empréstimo, desta vez, mais R$ 180 milhões.

O empréstimo de Flávio Dino não tem garantias da União, pois o Estado do Maranhão tem classificação “C” quanto a capacidade de pagamento. E pela Lei Complementar nº 178/2021, o Maranhão deveria ter transparência e plano de equilíbrio fiscal. Aliás, a transparência da Gestão Dino é toda dissimulada.

Basta observar que o Estado está mergulhado na miséria (os números do IBGE comprovam isso) justamente pelo descaso com a coisa pública e dominado pela corrupção nos três poderes, diante do ministério público maranhense e dum inerte Tribunal de Contas. (Informações do blog do Edigar Ribeiro). Confira reportagem, abaixo: