Ladroagem comunista? Atenção MP, Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça: Flávio Dino rasga dinheiro público para construir praças…

Roubalheira descarada?

E o Ginásio do Castelinho? Dinheiro para fazer praça tem aos milhões?

A lástima da era da roubalheira petista ao que tudo indica continua a todo vapor. Muitos dos defensores dos corruptos do PT repetem os feitos do lulismo em alguns estados do Brasil. No Maranhão, que desviou dinheiro da covid-19, que nunca entregou respiradores pagos adiantados, parece rasgar dinheiro publico constantemente, sem que as autoridades reclamem, denunciem, hajam.

Mais praças: Até no dinheiro da Educação mexeram para,ao que tudo indica, incrementar projetos de politicos em época próximo de eleição, muitas destas, obras pagas com recursos de empréstimos, do mesmo feitio do ex-prefeito Edivaldo Holanda, que nada fez além de praças com dinheiro de empréstimos.

Confiram na matéria do jornalista Daniel Matos:

O governo Flávio Dino (PSB) homologou contrato com uma construtora por meio do qual se compromete a pagar a fortuna de R$ 13 milhões pela conclusão de quatro Praças da Juventude em bairros de três municípios da região metropolitana de São Luís. O gasto milionário é de responsabilidade da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Sedel), que tem à frente o ex-deputado estadual e ex-líder do governo na Assembleia Legislativa Rogério Rodrigues Lima, mais conhecido como Rogério Cafeteira, pretenso candidato a voltar a ocupar uma vaga no parlamento estadual.

Um cálculo simples sugere que cada uma das praças custará, em média, R$ 3.250.000,00 (três milhões, duzentos e cinquenta mil reais). Trata-se de um valor impressionante, se levado em conta o tipo de obra contratada. Somente a título de comparação, 10 Escolas Dignas de ensino médio construídas pelo Estado em diferentes cidades maranhenses custaram pouco mais de R$ 8 milhões, segundo informações do próprio governo Flávio Dino.

Hipócritas, deixem nossa fadinha em paz (Parte II): Outra fakenews esquerdista desmentida…

Fadinha é pela Familia, Deus e Pátria, tudo que contraria a imprensa militante…

Diferente daquilo que a imprensa comunista inventa para atacar o presidente do Brasil, desestabilizar uma nação inteira, atacando até crianças, como nossa medalhista de prata imperatrizence, a fadinha do skate, uma criança que viralizou sua exuberante e graciosa luta num estado onde as crianças são impedias e roubadas de seus sonhos, sim, ela, a Fadinha lutou e venceu.

Prefeitura de Imperatriz publica nota sobre “notícia” de site esquerdista. Confira abaixo:

Venceu as barreiras, venceu com determinação, com a ajuda da familia, da igreja, de Deus. Fadinha é motivo de orgulho para o Maranhão, um estado em que poucas crianças conseguem chegar aos pódios da vida.

Contrariados pelas escolhas sadias de uma adolescente que ganhou medalha de prata na Olimpiada de Tóquio, a imprensa petista, que torce contra o Brasil e persegue todos que contrariam a ideologia imposta nos anos de chumbo que o PT governava o Brasil de forma anti-democrática, roubando nossos cofres, investindo dinheiro público em ditaduras pelo mundo afora. Nossa Fadinha está de volta. Ela retornou para Imperatriz, estamos felizes.

Reveja a primeira nota “deixem nossa Fadinha em paz”

Nos deixem viver essa alegria de ter nossa pequenina Rayssa Leal de volta. De uma vez por todas: Deixem nossa Fadinha em paz!

PREFEITURA DE IMPERATRIZ/ SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE -SEDEL

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Esporte Lazer e Juventude (Sedel-Juv), vem a público, para rebater notícias falsas, divulgadas pelo colunista Leo Dias, do Jornal Metropoles de São Paulo.

O colunista, sem usar a ética jornalista, que é o de ouvir os dois lados, inadvertidamente, usou um jornal de circulação mundial como o ‘Metropoles’, para divulgar fofocas de “bastidores”, que não se coadunam com a verdade.

A Sedel, desde o primeiro mandato do prefeito Assis Ramos, sempre deu apoio a skeitista e agora medalhista olímpica, Rayssa Leal, com passagens aéreas para ela participar de torneios no Brasil e no Exterior, alimentação entre outros. Aroldo Leal, pai de Rayssa, nunca foi a Sedel, para sair do local sem apoio. Como o colunista Leo Dias, jamais colocou os pés em Imperatriz, certamente alguém da cidade, passou essas inverdades para ele, que sem sequer manter contato com qualquer pessoa da Prefeitura e – acreditamos da família da atleta – as divulgou.

A gestão do prefeito Assis Ramos, sempre tem políticas públicas voltadas para o esporte, com vários projetos e para a Raysa não é diferente. Além de apoio financeiro, praticamente construiu uma nova pista de skate, tudo de conformidade com o que foi solicitado pelo pai da Rayssa e por ela mesma. Portanto, fica aqui o nosso profundo repudio ao colunista Leo Dias, que preferiu mentir a buscar a verdade.

BOMBA: Laudo aponta que Joice ficou cinco dias em casa e ninguém entrou no apartamento

Terra Brasil Notícias  – O laudo elaborado pela perícia do Departamento de Polícia Legislativa da Câmara nas 16 câmeras do prédio onde mora a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) aponta que não houve “quebra de segurança” no local e, segundo Lauro Jardim, do jornal O Globo, mostra que a parlamentar ficou cinco dias em casa.

De acordo com o documento, Joice “não saiu do imóvel de quinta, dia 15, a terça-feira, 20, momento em que teria saído para o hospital”.

Além disso, prossegue o laudo, “não foi identificada a entrada de nenhuma pessoa estranha nesse período”.

Roubalheira escancarada? Comunistas pagam caro por gramado de estádio que teve poucos jogos no Maranhão…

  1. Acorda, Ministério Público…

Mesmo diante de uma pandemia, praticamente sem jogos, o gramado da “arena” Castelão, custa ao governo Flávio Dino o dobro do gasto no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, lugar de disputas bem mas importantes que o nosso Castelão, que pelo preço pago, deveria ter um retorno de bilheteria pelo menos 5 vezes maior, mas, nada de lucros. Pobre Maranhão.

A imprensa local vasculhou e encontrou, só faltando a justiça,e demais órgãos que deveriam fiscalizar, agirem em favor da transparência que inexistente num estado onde a população mesmo sendo pobre, vive sendo lesada pelos políticos, em pleno ano de 2021.

Em dimensões menores, o Maranhão de Flávio Dino imita em tudo a versão do governo do então presidente Lula do PT (toda falta de transparência). A última? Descobriu-se que o gramado do Estádio Castelão é um dos mais caros do Brasil, consumindo fortunas, mesmo tendo pouquíssimos jogos.

Se a Justiça e MP quiserem, podem entrar em campo.

Abaixo, trecho da imprensa de São Luís, que fez a descoberta e jogou para a JUSTIÇA, se é que existe, fazer o óbvio.

Em termos comparativos, o governo Flávio Dino está gastando o dobro do que é investido anualmente para manter o gramado do estádio do Maracanã, um dos maiores do Brasil. Atualmente o custo do estádio carioca é cerca de R$ 700 mil por ano.
O fato é que se Flávio Dino usar o gramado do Castelão criar custos de R$ 1 milhão, R$ 5 milhões, R$ 10 milhões ou R$ 1 bilhão, nada vai acontecer. Nem Ministério Público e muito menos a Justiça irão fazer algo. Nunca antes na história do Maranhão um governo foi tão livre para “gastar” o dinheiro do pagador de impostos das formas mais irresponsáveis possíveis.

Advogada Anna Graziella Costa é nomeada juíza titular do TRE-MA

Por Daniel Matos

Foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (28) a nomeação da advogada Anna Graziella Costa para compor o Tribunal Regional Eleitoral, no cargo de juíza titular. Anna Graziella é pós-graduada em direito eleitoral, constitucional, tributário e ciência jurídico-política e mestranda em ciência jurídico-política.

Atualmente, a advogada é membro da Comissão de Direito Eleitoral do Conselho Federal da OAB; membro da Comissão de Direito de Energia e da Comissão de Prerrogativas da OAB/MA; membro do IAB (Instituto dos Advogados Brasileiros); membro do ABRACRIM MA e da ANACRIM.

Anna Graziella já foi conselheira estadual da OAB/MA, a mais jovem conselheira da OAB/MA. Presidiu a Fundação da Memória Republicana Brasileira e ocupou o cargo de chefe da Casa Civil, e também superintendente Norte/Nordeste da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC).

Indicação

Seu nome foi indicado para compor a lista tríplice de advogados do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE/MA) no dia 3 de fevereiro deste ano, em votação realizada pelos desembargadores do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA).

Sobre a nomeação, a advogada disse ser uma missão que abraçará com pleno compromisso com a democracia. “É uma honra, indissociável da inequívoca responsabilidade, integrar uma Corte que zela pelo que existe de mais valioso em uma República, a democracia. A minha participação, na condição de magistrada do processo eleitoral de 2022 – neste momento, quando se debatem ameaças democráticas, fakes news, mitos e verdades sobre segurança nas urnas – será um marco na minha trajetória. Significa conjugar dever de cidadã e desafio na minha carreira.”

Hipócritas, deixem nossa fadinha em paz…

A concretização de um sonho que encheu nosso sofrido Maranhão de alegria.

Para atacar Bolsonaro, nem a nossa medalhista de prata, que fez bonito nas Olimpíadas de Tóquio, pouparam.

O momento deveria ser de alegria geral, mas os chatos de plantão, movidos pela politicagem, tentam estragar aquilo que uma pequenina heroina maranhense, Rayssa Leal, cheia de beleza e graça, vem construindo com dedicação e esforços próprios, nos trazendo de volta o orgulho de ser maranhense, ainda que vivendo sob o atraso e pobreza, dum estado roubado pelos seus políticos.

Em curso para desgastar a imagem do presidente Bolsonaro, hipocritas se valem de tudo, sem respeitar a imagem graciosa de nossa pequenina heroina maranhense, que diferente dos maldosos, ama seu povo, sua terra, seu Deus, sua família.

Hipócritas tentam criar narrativas o tempo todo para tentarem desestabilizar os rumos de um país, não se preocupando com a imagem de uma criança que venceu literalmente todos seus limites, que em pouco tempo, teve o devido reconhecimento, subindo ao pódio, e nos enchendo de orgulho. Valeu, Rayssa Leal!

Chega de narrativas, o momento é de alegria. Deixem nossa fadinha em paz!

Abaixo, uma tentativa dos políticos roubarem a imagem de nossa pequenina heroína. Que saco!

Observem a imagem abaixo, retirada das redes sociais de um secretário de Estado do governo comunista, mostrando a realidade do abandono do Complexo Esportivo Castelão, com suas pistas de skates totalmente destruídas. Ainda assim, o grupo comunista tentando “lacrar” ou lucrar, politicamente, com a imagem de nossa Fadinha.

Outra importante obra do governo Bolsonaro beneficiando o Maranhão…

Senador Roberto Rocha assegura revitalização completa da Orla do Rio Balsas e ministro Gilson Machado afirma empenho pessoal pelo aeroporto de Balsas.

O senador Roberto Rocha e o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, inauguraram neste sábado 24, mais uma etapa das obras da Orla do Rio Balsas, no município de Balsas, Sul do Maranhão.

Esta fase da obra equivale a uma área de 270 metros, e recebeu um investimento de R$ 1, 6 milhão do Ministério do Turismo, provenientes de emenda parlamentar do senador Roberto. A execução da obra ficou por conta da Prefeitura.

O local oferece muitos atrativos e equipamentos importantes para a população, como quiosques padronizados, playgrounds para crianças, posto policial, banheiro público, calçada para caminhada, rampa de acessibilidade, concretagem, colchaconcreto e bolsaconcreto para a estabilização de encostas e paisagismo.

Acompanhe vídeo:

Sobre a estátua da Liberdade em São Luís, uma boa explicação!!!

Tolos, cafonas e bregas.

Por Joaqui Haickel – Fui instado a me posicionar sobre a polêmica do momento em nossa cidade. A implantação de uma réplica da estátua da Liberdade que a empresa Havan pretende erguer na área de estacionamento de sua loja, na avenida Daniel de La Touche, no bairro do Cohaserma.

A princípio, não tive certeza qual seria a palavra, se cafona ou brega, eu deveria usar para expressar o que pensava, do ponto de vista estético, da escolha da Estátua da Liberdade como ícone de uma loja. Na dúvida, usei as duas. É cafona e é brega.

Mas, cafona e brega parecem ser características assumidas descaradamente pela loja e por seu proprietário, fato que se não agrada a pessoas de gosto refinado como eu, certamente deve agradar os milhares de clientes que lotam suas lojas em outros lugares do país, fazendo com que ela seja uma empresa de sucesso econômico e financeiro. Mas, não deixa de ser cafona e brega.

Do ponto de vista midiático, o uso de um ícone, ampla e mundialmente conhecido como a Estátua da Liberdade, por si só, não garantiria nenhuma alavancagem ao negócio. Já a marola criada pelos incautos patrulhadores do alheio, aqui de nossa província, essa sim, irá alavancar um tsunami de visibilidade àquele empreendimento, que em seu pátio terá uma estátua gigantesca, cafona e brega.

Querer impedir que alguém faça alguma coisa que não tenha restrição legal para sua realização, sob qualquer pretexto ou desculpa, é uma forma absurda e inaceitável de violência contra o estado democrático de direito. Esse fato não é nem cafona nem brega, é criminoso, atentatório aos direitos comuns a todas as pessoas, físicas e jurídicas de nosso país.

Querer impor o nosso conceito estético, cultural, político, filosófico, social, intelectual, qualquer que seja ele, a outras pessoas, é uma violência comparável àquelas mais absurdas e inaceitáveis, com as quais temos convivido bastante recentemente, como a não aceitação e a violência contra outras raças, outros gêneros e outras religiões.

Como gato escaldado tem medo de água fria, e sentindo um certo aroma politiquesco no ar, procurei formular minha opinião sobre esse fato, de forma muito clara e direta, não me deixando contaminar por nenhum PRÉ CONCEITO.

Veja, esteticamente aquele bigodinho usado por Hitler era ridículo, cafona e brega, mas o bigodinho até poderia ser aceito. O que não poderia e não pode ser aceito de forma alguma, são as atrocidades cometidas pelo Cabo de Munique!

Fiz perguntas básicas sobre o caso, como por exemplo: A empresa tem direito de construir uma cópia da Estátua da Liberdade? A legislação municipal permite que tal construção, com as especificidades estabelecidas, seja realizada naquele local? Há algum impedimento referente a dispositivos legais, municipais, estaduais ou federais, que possam impedir tal construção? O interessado tem a posse do imóvel onde tal obra pretende ser realizada? As taxas e impostos referentes ao imóvel e a obra estão pagas?

Todas as respostas às minhas indagações foram no sentido de que não há nenhum impedimento legal, não há nenhuma ilegalidade na realização da referida obra.

Os únicos motivos que sobraram para alavancar a tentativa de impedir a tal estátua de ser erguida, eram mais ralos e fracos que refresco de lima.

1) Uma descarada xenofobia, com relevo em pelo menos dois de seus aspectos, o identitário e o cultural. Quem deseja que a estátua não seja erguida, diz que “esse sujeito vem de fora pra dizer o que fazer em nossa terra” e que “se fosse a estátua de um ícone nosso, de nossa cultura, algo como um Cazumbá, ou quem sabe uma estátua em homenagem a Maria Firmina dos Reis, ainda ia!…” 2) Uma inconfessável ojeriza ao proprietário da empresa, Luciano Hang, mais conhecido como o “Véio da Havan”, uma figura realmente esquisita, um direitista empedernido, um militante bolsonarista, um chato mesmo. Cafona e brega.

Ocorre que nenhuma dessas alegações é motivo bastante e suficiente para que se impeça alguém de construir em uma área sob seu controle, uma estátua.

Com tanta coisa importante pra esse pessoal se preocupar, vai se preocupar com uma bobagem dessas!… Tolos…

Outra serpente do atraso?

Chegamos ao nada depois que “rasparam os tachos”:

Segundo as lendas, o Maranhão é preso por uma serpente, tem “cabeças de burros enterradas”. A realidade é outra: se o Maranhão está pobre, foi pelas escolhas burras de eleitores que vivem enterrados em propagandas de governadores que são verdadeiras serpentes.

O mal eleitor merece as serpentes em que votam…

Enquanto o povo está sendo enganado, bandidos passeiam pelas cidades pobres do Maranhão, a exemplo do tal “Daniel”, cabeça pensante do Lulo-comunismo, que tem em Flávio Dino, seu maior “apoiador”, ou como dizem nas bstidores, um “financiador do mal”. Deve ser!.

O povo ficou mais pobre, fato. Vivendo de migalhas, após 7 anos de controle absoluto do comunismo sobre os poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário do Maranhão. Além de controlar as mídias locais, estaria pagando somas milionárias para representantes da Globo, Folha de SP, blogues alinhados ao PCdoB, estando próximo de ser execrado da vida pública como o pior governador que o Maranhão já teve, Flávio Dino inaugurou uma serpente na Avenida Litorânea como se fosse uma gigantesca obra.

O resultado do comunismo no Maranhão é claro: Aumento de impostos,  roubalheira piorada, pobreza, atraso,  o povo preso na total ignorância, tendo que buscar subempregos fora do Maranhão. A vinda do “Daniel” talvez explique a nova serpente de Dino.

Na cabeça desse tipo de gente, o povo é besta.

O governador comunista após ser eleito prometendo tirar 30 cidades da pobreza, esqueceu da promessa, colocando outras 187 cidades na EXTREMA POBREZA. Eis aí o resultado do comunismo. Talvez por isso explique a empolgação da ex-governadora Roseana, com vistas à 2022.

Basta ver que, nos primeiros seis meses de 2021, o volume de impostos arrecadados quadriplicaram, foram quase 13 bilhões (apesar dos bilhões enviados ao Maranhão pelo governo federal), Flávio Dino gastou muito dinheiro publico em coisas que nada trouxeram de resultados positivos, a exemplo duma obra (corredor do BRT) que demorou anos para ser entregue, sumindo com o famigerado BRT, duma ponte na baixada maranhense, usada como palanque eleitoral em 2018, e tudo que conseguiu fazer foi colocar uma serpente na Litorânea para compensar o (s) roubo (s).

Como se observa, o Maranhão não aguenta o atraso. Chega de Lulo-comunismo, chega de Daniel, de serpentes, comunistas, de pobreza e engano…

Eduardo Braide e Liviomar Macatrão anunciam a retomada da Feirinha São Luís em novo formato e ampliada

Blog do Osvaldo Maya

O prefeito Eduardo Braide (Podemos), anunciou o retorno da Feirinha São Luís, na praça Benedito Leite, a partir deste domingo (25), com novo formato.

Além do retorno da Feirinha, Braide confirmou a sua ampliação para as ruas de Nazaré e Egito.

“A cidade está vacinada e querem uma boa notícia? A nossa Feirinha São Luís está de volta a partir deste domingo (25) e com um novo formato! E olha a novidade: é que além da Praça Benedito Leite, a Feirinha vai estar também na Rua de Nazaré e na Rua do Egito. E vai ficar melhor com: espaços criativos para nossas crianças e espaço para nossos pets; espaços para piquenique; atrações culturais; artesanato; comidas típicas; bebidas artesanais e food trucks”, afirmou o prefeito.

“O convite está feito! Estamos seguindo todos os protocolos sanitários e esperamos vocês das 9h as 16h, viu?”, finalizou Braide.