Monthly Archives: dezembro, 2019

O ano de 2020 também chegou ao leste da Austrália, incluindo Sidney, com o espetáculo de fogo de artifício.

A Nova Zelândia já entrou em 2020, recebendo uma nova década com fogos de artifício e grandes celebrações nas cidades neozelandesas Auckland e Wellington.

Nova Zelândia foi o primeiro país a entrar em 2020 (Agência Brasil)

Moradores clamam por uma ponte de 80 metros sobre o Rio Balsas, o que acabaria com o sofrimento da população do município.

“Talvez nossa cidade seja a única do Maranhão onde se paga pra entrar e também para sair” declarou o vereador Júnior Cardoso (Democratas). O Político se refere à pequena cidade de São Felix de Balsas, de 4.585 habitantes. Localizada na região sul do Estado, é uma cidade de forte influência agropecuária.

O parlamentar informou que é vereador há quatro mandatos e que o sonho e a luta pela construção de uma ponte sobre o Rio Balsas, para libertar a população do sofrimento, é antiga. Segundo ele, “por diversas vezes sugiram promessas de que a Ponte do São Félix iria sair, o que, para frustração da população, nunca aconteceu”, informou.

O único acesso à sede do município de São Félix, localizada às margens do Rio Balsas, e feito por meio de um “pontão”. O menor preço para a travessia, cobrado pela prestadora do serviço, é de R$ 1, 63 (pedestre) e o maior R$ 280,00 (carreta de três eixos).

O farmacêutico Antônio Martins gasta 200 reais por mês com a travessia

O farmacêutico Antônio Martins, que mora em Balsas, mas trabalha há três anos em São Felix, diz que chega a gastar mais de 200 reais por mês na travessia. Para economizar, trocou o carro pela moto. “Quem não tem dinheiro não consegue sair da cidade. Até hoje a ponte foi só promessa. Espero que um dia isso tudo acabe” completou.

A travessia não demora mais do que três minutos. De tão curta, que é a distância, a Balsa nem utiliza reboque. Presa a um cabo de aço, é puxada pelos operadores do equipamento (de aproximadamente 50 metros), que usam a correnteza e a gravidade para chegar até a outra margem.

O vereador Júnior Cardoso mostrou indignação com a situação: “é uma situação que, além de constrangedora, tem ao longo dos anos inibido o crescimento e o desenvolvimento do município. Se essa tão prometida ponte fosse feita, não tenho a menor dúvida de que nossa realidade hoje seria outra”, comentou o político.

O pequeno produtor rural Diego Martins confirma as palavras do vereador. “Ninguém quer investir aqui por causa disso. Quem aparece por aqui acaba desistindo. Em meio a tantos problemas, esse do isolamento é o que mais nos afeta. E ainda temos, por ironia, a questão da falta de água”, lamentou Diego Martins. “…quem sabe, não aparece um político de influência nacional que nos liberte desses sofrimentos. Ainda temos esperança”, finalizou.

Falta de água

A ironia a qual se referiu Diego Martins é porque São Felix de Balsas fica às margens de um rio perene, que abasteceria facilmente a população. O problema é que a estrutura montada pela Companhia de Saneamento do Maranhão é insuficiente para atender à demanda, a ponto de a Justiça ter proibido a companhia de continuar a cobrar por seus serviços.

Para não ficar sem água, a população tem improvisado com a instalação bombas de sucção às margens do rio. As instalações precárias já resultaram em, pelo menos, duas mortes por descarga elétrica.

“Estamos assim, abandonados, aguardando alguma autoridade maior que olhe por nós, nos liberte dessa situação”, clamou o vereador Júnior Cardoso. (Politicando-MA)

Eduardo Braide vai vencer consórcio Dinista, aponta pesquisa.

As eleições de 2020 prometem.

Apesar da letargia do MPE, que não está atento às publicidades de alguns espertalhões que passaram o ano de 2019 sendo anunciados como pré-candidatos.

Em alguns casos, são visivelmente divulgados pela cidade nos outdoors, busdoors (ônibus), paradas de ônibus, capa de revistas, site de noticias, etc, mas, infelizmente, ninguém fez nada para proibir tais abusos.

A pesquisa DataM divulgada nesta segunda-feira aponta que, se fosse hoje, a eleição para prefeito de São Luís seria vencida no 1º turno pelo deputado federal Eduardo Braide (Podemos).

Segundo o levantamento, o parlamentar tem 41,6% dos chamados votos nominais. Mas, se excluídos da consulta os eleitores que não responderam, não sabem em quem votar ou que declararam não votar em nenhum dos 12 nomes apresentados, o percentual dele sobe para 50,06% do que seriam os votos válidos.

Nesse caso, a eleição acabaria sem a necessidade de um segundo turno.(Informações do blog do Gilberto Leda)

O Maranhão tornou-se uma exceção.

Em todo lugar civilizados do mundo, a imagem do seu presidente, como a bandeira do país, devem estar nos governos e demais órgãos.

Flávio Dino dá provas de ser autoritário, que longe de ser democrático, serviu-lhe a carapuça daquilo que gosta de acusar outros: fascista.

Somado a isso, o culto à sua personalidade, gasta-se milhões e milhões e milhões em propagandas enganosas para dizer que Flávio Dino é “o melhor governador do Brasil”, quando o IBGE diz que entramos na Extrema Pobreza.

Abaixo, a imagem do ano:

 

Essa é boa, Duarte Júnior quer rebater criticas culpando Bolsonaro?

A maior preocupação dos políticos atuais, sobretudo alguns deputados eleitos em 2018,  será demostrar que existem sem a interferência do Palácio dos Leões (e os dois leõezinhos da entrada do palácio).

Indigesto:
Duarte (Júnior) a exemplo do chefe dos Comunistas, parece que gosta de jogar a culpa no presidente…

Sobre a dura tarefa de convencer os eleitores que o próximo prefeito não será apenas uma pau mandado de Flávio Dino, alguns pré-candidatos a prefeito parece que iniciaram de pés esquerdos, alguns “juniores” sequer tiveram força para pontuar nas pesquisas. Outros, tentam invocar o direito legal de ser o próximo “garoto” ( júnior) do governador.

Deve haver algum problema com o pupilo do governador comunista, Duarte Júnior (ainda no PCdoB), que teve que rebater criticas de internautas em sua fraca performance degustando um prato de mocotó, no vídeo que rodou as redes sociais no último dia do ano de 2019, o pupilo comunista não convenceu, daí passou a atacar quem nada tinha a ver com sua fraca tentativa de convencer os eleitores da capital.

Duarte (Júnior) não fugiu à regra, se comportou como “pau mandado” ao ter votado tudo que Flávio Dino mandou para a Assembleia Legislativa durante o ano de 2019, sem ao menos “consultar” o povo, ao votar cegamente, por exemplo,  pela aprovação de uma “reforma da previdência” em menos de 24h, sem tempo de discutir com ninguém.

Democrático, né, Duarte (Júnior)?


Duarte inicia pré-campanha tentando culpar Bolsonaro…

É bem aí que mora o problema. Flávio Dino adora ser visto como chefão e mandar nos políticos do Maranhão, que, vergonhosamente, lhe obedecem cegamente, por medo talvez, como foi visto durante 8 anos em São Luís, pelo prefeito Edivaldo (Júnior).

Neste sentido, Duarte (Júnior) terá que provar que não será apenas outro “pau mandado” do gosto do chefão dos comunistas.

Do blog do Daniel Matos

A 1ª Vara Criminal de São Luís declinou a competência para julgamento do processo da ”Operação Constelação” que aponta o 1º vice-presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PL), como chefe de uma organização criminosa suspeita de aliciar menores para fins de exploração sexual. A sentença sem resolução de mérito, publicada no dia 19 deste mês, é do juiz Francisco Ronaldo Maciel Oliveira.

Em setembro, o parlamentar foi alvo da operação da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), em sua residência no Olho d’Água, que culminou com a prisão de dois de seus assessores. Após a conclusão do inquérito policial, o caso foi levado à Justiça pelo Ministério Público Estadual (MPE), com base em três elementos informativos anexado ao processo: os resultados da interceptação telefônica, a denúncia anônima e o termo de depoimento do ofendido, identificado por Caio Costa, que seria enteado do prefeito de Morros, Sidrack Santos Feitosa (MDB).

Inconsistência

Ao analisar os autos, o magistrado entendeu que nenhum desses indícios parece sustentar, suficientemente, a configuração do elemento normativo do tipo penal em questão – organização criminosa. O juiz destacou ainda que a denúncia não faz nenhuma menção concreta acerca da participação de Astro de Ogum como “chefe” dessa organização sustentado pelo órgão ministerial, limitando-se, na verdade, a apontar o parlamentar como “cliente assíduo” dos serviços prestados.

“Primeiro, a denúncia anônima precitada, cujo conteúdo foi trazido aos autos na forma de “Relatório de Missão” policial (fls. 228/235), ao noticiar a existência de suposta “organização responsável pelo aliciamento de meninos e meninas (.) destinadas à prostituição na região Metropolitana de São Luís” não faz nenhuma menção concreta acerca da participação de Generval (“Astro de Ogum”), ou de pessoas a ele ligadas, como integrante do grupo criminoso em questão, menos ainda como “chefe” dessa organização – como sustentado pelo órgão ministerial -, limitando-se, na verdade, a apontá-lo como “cliente assíduo” dos serviços prestados (…)”, destaca.

Embora não tenha sido destacado na decisão , é oportuno ressaltar que, na legislação vigente no nosso ordenamento patrio, não tenha nenhum tipo penal que configure como crime fazer sexo com pessoas do mesmo sexo.

Por conta disso, o titular da 1ª Vara Criminal de São Luís entendeu que, por ora, as denúncias não se apresentam suficientes ao reconhecimento de se trata de crimes praticados em atividade de organização criminosa.

“Em resumo, uma vez que as declarações da vítima, no tocante à existência de uma “quadrilha” chefiada por “Astro de Ogum”, restaram isoladas nos autos e sem a consistência necessária à fixação da competência deste Juízo, tendo em vista que as circunstâncias concretas do crime podem ter influído na veracidade de seu conteúdo, entendo que, por ora, não se apresentam suficientes ao reconhecimento de se trata de crimes praticados em atividade de organização criminosa”, sustentou.

Ao declinar competência, Ronaldo Maciel determinou o envio dos autos para a 2ª Vara Criminal, que tem como titular o juiz José Ribamar D’Oliveira Costa Júnior. Segundo o magistrado, caso este último entenda que os fundamentos exposados na decisão não mereçam prosperar, que envie, consequentemente, os autos ao Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ/MA), conforme procedimento contido nos Arts. 113 à 117 do CPP.

“Ficando, desde já, suscitado o conflito negativo, esclarecendo que não o faço, desde logo, por acreditar que os argumentos aqui delineados serão suficientes para modificar o entendimento anterior do douto magistrado que declinou de sua competência, e, assim, evitar que a entrega da prestação jurisdicional se atrase ainda mais, portanto, devendo ser aplicado os princípios da duração razoável do processo e celeridade processual em substituição à regra de direito material que determina que os autos sejam desde logo enviados ao TJ/MA”, completou.

Por fim, o magistrado determinou que fossem intimados o Ministério Público e os advogados dos investigados para serem comunicados da decisão e os devidos fins.

“Intimem-se, o MPE, pessoalmente, e os advogados dos investigados, por diário eletrônico, com urgência, e, com a mesma brevidade, encaminhem-se os autos para a citada Vara Criminal, via distribuição, para os devidos fins, repito, com baixa”, concluiu.

A imagem de final de ano: 

Comunismo bom é quando cai milhões do dinheiro da operação Lava Jato nos cofres do Maranhão e deixa os tigrões caladinhos feitos tchutchucas?

Capitalismo para mim e comunismo para outros.

Onde estão os tigrões do tuíter que criticavam a Operação Lava Jato, Flávio Dino e Márcio Jerry, será que não vão criticar o Sérgio Moro, Dallagnol, ou o MPF?

Abaixo, trecho do blogue do Gilberto Leda:

O dinheiro – que deverá estar nas contas estaduais ainda antes da virada do ano – é parte dos R$ 430 milhões dos R$ 2,6 bilhões depositados judicialmente pela estatal em uma conta vinculada à 13ª Vara Federal de Curitiba após acordo com a Lava Jato.

Que coisa, não?

 

Ex-presidente Sarney deu a volta por cima e mostrou a todos quem são os políticos inúteis da atualidade.

Turma comunista de Flávio Dino ganhou o lugar de destaque por tentar impedir o progresso de Alcântara. Como bom jornalista, o ex-presidente enumerou fatos que aconteceram no Maranhão, e em todo o Brasil, destacando quem realmente quer o bem de seu povo.

Em seu último texto do ano de 2019, a Coluna do Sarney trouxe ao povo do Maranhão a vergonhosa tentativa que alguns desalmados (sem alma, sentimentos, pudor e vergonha na cara) tentam fazer na sua própria terra contra seu próprio povo, no caso em destaque, so que foram eleitos com o peso da maquina pública nas eleições de 2018, debaixo das asas de Flávio Dino, que quebrou o estado em nome de seu campo político. 

Para fechar o ano, Sarney exalta os esforços de Roberto Rocha, Zé Reinaldo e Bolsonaro. Leia abaixo e tire suas conclusões:

Sarney: Alcântara foi vítima de resistência ideológica e ‘radicalismos’

2020 e Alcântara (Da Coluna do Sarney)

O Ano Novo pode marcar uma data histórica para o futuro e o progresso do Maranhão. É que acaba de ser aprovada a autorização para que a Base de Alcântara possa abrir-se ao mercado internacional de lançamento de foguetes portadores de satélites.

Instalações do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão.

Isso significa que o Maranhão poderá participar de uma indústria de ponta, que tem um poder germinativo capaz de criar indústrias paralelas, formação de recursos humanos e ser um pólo de referência mundial, competindo com Kourou, na Guiana Francesa, onde os franceses têm, desde 1968, uma de suas fontes de renda e de participação na exploração espacial. Os dois lugares têm uma vantagem importante: sua posição quase na linha do Equador é extremamente vantajosa no lançamento de satélites geoestacionários.

Foi ainda De Gaulle quem criou o CNES, Centro Nacional de Estudos Espaciais, proprietário da base, que a administra em conjunto com Arianespace e com a ESA, Agência Espacial Europeia. Arianespace é a maior empresa de transporte espacial do mundo, e explora lançamentos de satélites de Kourou com os foguetes Ariane e Vega, e, em acordo com a ESA e a agência russa Roscosmos, com os foguetes Soyouz. Mas a concorrência é forte, com empresas russas, americanas, chinesas, japonesas e indianas.

A indústria de comunicação, que tem como carro chefe os satélites que cobrem a Terra em várias altitudes, gerando possibilidades de transmissões que vão desde sensoriamento remoto até o fornecimento de um número incalculável de dados, é a que mais cresce no mundo. Além dos benefícios que presta à humanidade é uma fonte de ganhos e alavancagem para o crescimento econômico.

Alcântara, há mais de 40 anos, por motivos ideológicos e radicalismos, é vítima de uma campanha de um nacionalismo primário que nada tem a ver com a realidade. Eu, quando presidente da República, lutei bravamente para romper esses obstáculos. Construí a infraestrutura necessária ao seu funcionamento — a última cerimônia do meu governo foi o lançamento de um satélite meteorológico em Alcântara —, construí em S. José dos Campos o laboratório de construção de satélites e apoiei as pesquisas para que tivéssemos o nosso próprio veículo lançador, o que por infelicidade explodiu tragicamente.

A resistência sustentava que tínhamos que examinar e espionar o equipamento das firmas que quisessem utilizar a Alcântara, como se alguém permitisse isso.

A Câmara e Senado, tendo à frente o Senador Roberto Rocha, aprovaram o decreto legislativo autorizando o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas, que, promulgado a 20 de novembro, entrou em vigor no dia 16. Infelizmente alguns representantes do Maranhão, poucos é verdade, ainda se aliam a esses obstaculizadores do nosso desenvolvimento.

Ao que tudo indica, vamos finalmente ver os novos portos do outro lado da Baía de S. Marcos, com estradas ligando essa área à Norte-Sul e o Maranhão sendo uma referência mundial de ciência e tecnologia.

E quem sabe se traremos também um ITA, um Instituto de Tecnologia da Aeronáutica para cá? O exemplo do Cabo Canaveral, que levou a NASA a fazer o Kennedy Space Center e centenas de estruturas na área, deve nos servir de inspiração.

Picolé de chuchu 2022: Flávio Dino terá palanque verde e amarelo.

Estão com vergonha de ser comunistas?

Em nome da loucura de querer ser candidato a presidente em 2022,  Flávio Dino tentará mudar até cores centenárias do PCdoB. Comunistas de verdade, que nunca se envergonharam dos símbolos comunistas protestaram.

Através da mentira, Flávio Dino vem se arrastando nas mídias pagas como sendo o “melhor governador do Brasil”. Lógico que a mentira acaba quando aparecem os números do IBGE. Diante disso, teve que agir da forma como mais gosta, mentindo, enganando trouxas.

A regra é a mesma. Quando um mentiroso encontra-se com a verdade, sua face é exposta: assim, o farsante deverá apresentar-se na nova versão que tanto criticava, para tentar ser igual Bolsonaro. Já tentaram fazer isso em 2018, só que o Brasil não aceitou.

Dino, a exemplo de Fernando Haddad, que nas eleições de 2018 tentou se parecer com Bolsonaro, quer esconder os símbolos do comunismo. Relembre ao lado na foto.

Nas eleições de 2018 tentaram pintar o poste de verde e amarelo…

Enquanto Flávio Dino derrete feito picolé de chuchu, cores e símbolos históricos do comunismo deverão ser trocados a pedido do governador que se diz comunista, mas adorar ostentar riquezas que fazem inveja aos piores capitalistas.

Dino teima em ser apresentado como um produto milagroso através da imprensa sulista, para isso, paga para aparecer em entrevistas caras como pré-candidato a presidente em 2022, mesmo sendo o pior governador que o Maranhão já teve.

Sua maior façanha? De cima de um palanque Flávio Dino levou o Maranhão à Extrema Pobreza.

A pergunta que fica no ar: existe verdade neste senhor, que lidera o “Dinismo”? Desde o ano de 2015 vem enganando todos, prometendo que ia tirar o estado da pobreza, alegando que a pobreza era causada pelo” roubo do dinheiro público”, pelos “oligarcas”,  mas, passados cinco anos de sua desastrosa gestão, Dino apenas repetiu seus antecessores.

O pior de tudo, enquanto fez desaparecer verbas bilionárias, investindo ninguém sabe onde, levou o Maranhão aos piores índices, ficando atrás até do Piauí.

Mas se preparem que o mentiroso é capaz de negar tudo.

Abaixo, imagens do site comunista que deu a notícia:

 

Finalizando 2019 com mais verbas para os municípios pobres que foram esquecidos pelo comunismo.

Não há como negar que o Maranhão, em apenas um ano, recebeu mais verbas federais que em vários anos do PT, tudo indica que, por culpa da falta de empenho dos nossos políticos.

Politica com inteligência:
Colado em Bolsonaro, Rocha tem feito um excelente trabalho como senador para beneficiar as cidades esquecidas na pobreza.

O tucano Roberto Rocha entrou para a história da política maranhense como o único senador do Maranhão que mais trabalhou pelo  desenvolvimento do estado.

Mesmo de recesso, o senador tucano, Roberto Rocha, do PSDB, anunciou na noite passada que vai liberar verbas federais para as cidades esquecidas. Talvez seja esse o ódio dos comunistas.

Mesmo sob ataques constantes dos comunistas, que usam as verbas para auto-promoção de um pré-candidato a presidente que virou picolé, que deveriam investir os milhões enterrados em propagandas enganosas na saúde do povo pobre.

Que venha o ano novo, que 2020, traga novas atitudes em favor do povo, que todos possam imitar seu importante gesto.

Fiquem com o vídeo:

1 2 3 8