Monthly Archives: novembro, 2020

Após reconhecer que foi derrotado na disputa pela prefeitura da capital maranhense, o candidato de Flávio Dino, Duarte Júnior do PRB, fez um discurso lamurioso e cheio de acusações contra governistas que declinaram de apoiá-lo.

“Se faz necessário separar o joio do trigo. Nós conseguimos demostrar que dentro de nosso grupo político haviam falsos, tinham bandidos, corruptos, safados, aqueles que só amam o poder”, desabafou o candidato derrotado, Duarte Jr, reafirmando o desejo de perseguição que tomou conta da base governista, dos que obedecem cegamente as ordens do Palácio dos Leões.

Duarte Júnior fitava seus apoiadores no noite deste domingo (29), após resultado dar vitória a Eduardo Braide (PODE), desabafando toda sua revolta depois de ter sido esvaziado de apoios dentro do grupo de Flávio Dino.

Investimento furado: um foguete para Flávio Dino, Manu e Boulos…

Como Flávio Dino vai fugir desta vergonhosa (e milionária) derrota? Dino derramou-se em arrogâncias e passou a maior vergonha. Prenúncios da queda: lideranças analisam duma imensa plateia, sob aplausos a Roberto Rocha e Eduardo Braide, que deram um verdadeiro baile nos Leões ferozes por carnes dos pobres!

Dino e seu “investimento furado”, formou um exercito de repetidores alienados que não têm peso político, consomem milhões, dão prejuízos até na sua própria imagem.

A verdade é implacável, hora dessa ela se encontra contigo. Mas na falta da verdade, quem vive olhando no retrovisor, pra trás, precisa se enxergar melhor.

Custaram caro e foram rejeitados!

Vão pra Cuba, Venezuela ou China? Vai pra Lua, Flávio Dino!!!

A Bandeira da Esperança foi Hasteada

Eduardo Braide venceu a eleição. Mas não se trata apenas de uma eleição e de uma vitória. Há aí inúmeras implicações de ordem política, de que uma se destaca: a população demonstrou que reprova como o Estado está sendo administrado.

E demonstrou isso de forma clara e enfática: derrotou o governador Flávio Dino duas vezes. No primeiro turno, quando o candidato do governador e do ex-presidente Lula alcançou um resultado pífio, ficando em quarto lugar. No segundo turno, quando o governador pulou para a canoa de Duarte Júnior, ajudando a furá-la ainda mais.

Diz-se que se conhece um homem nos momentos de crise. Eleições são um momento de crise, uma crise positiva, mas crise, porque é um momento no qual os que se encontram no poder são confrontados pelo que fizeram. E daí pode nascer a ruptura.

O maranhense conheceu nestas eleições quem realmente é o homem que governa o Estado. Um homem que não aceita a pluralidade de ideias. Um homem que acredita, na contramão da história, que o Estado existe para servir a seus interesses políticos. Sua vontade é a única que pode existir, sobrando aos que discordam a perseguição política. É o neocoronelismo.

O candidato vitorioso e seus apoiadores sofreram todo tipo de perseguição. Funcionários públicos foram ameaçados de demissão. Parlamentares que não seguiram as ordens do governador foram chamados de traidores e ameaçados como inimigos. Para não falar do abuso de poder econômico. O governador só esqueceu que a vontade do povo é soberana. E a vontade do povo prevaleceu.

A vitória de Braide desnudou o rei. Se alguém ainda não sabia, sabe agora: não se trata de um líder, mas apenas de um governador, o menor entre todos. Um líder agrega, um político menor separa. Um líder regula interesses, um político pequeno tenta impor sua vontade por meios caducos, não republicanos, reprováveis.

Por tudo isso, a vitória de Braide representa o hasteamento da bandeira da esperança. A liberdade resistiu e disse: LIBERTA MARANHÃO!

Roberto Rocha, Senador.

Conheça Josivaldo JP (Podemos), primeiro suplente de Eduardo Braide, que assumirá seu mandato de deputado federal a partir de 2021.

Cristão, conservador e Bolsonarista, Josivaldo quer fortalecer o mandato do presidente em sua região, uma das poucas que votou pela alternância e mudança em 2018.

Abaixo, uma breve palavra dada nesta tarde, data de seu aniversário.

Denúncia de fakenews espalhada por agentes da Policia Civil

Por Blog Propagando: 

O Blog recebeu uma denúncia que figurões da polícia Civil do Maranhão (cumprindo determinações de agentes do governo do estado) estão compartilhando matérias apócrifas do candidato à prefeitura de São Luís(MA) Eduardo Braide, (favorito em todas as pesquisas de intenção de votos), nos grupos de WhatsApp da polícia Civil.

A imagem acima mostra um delegado da policia civil do Maranhão compartilhando o link num desses grupos.

O Blog espera que as autoridades competentes possam agir e  punir esses agentes públicos , que estão usando os seus cargos para coagir os eleitores a votar no candidato do governador do estado. Ou seja, estão cometendo infração eleitoral grave.

O Ministério Público precisa fazer o dever de casa , para que casos semelhantes não aconteçam às vésperas das eleições.

NÃO ACREDITEM EM FAKE NEWS. SE VOCÊ RECEBER MATÉRIAS APÓCRIFAS NÃO COMARTILHE. DENUNCIE!

Liberdade: dia de eleição no segundo turno em São Luís.

Foram 14 dias de muita luta, mas o povo de São Luís, capital do Maranhão, conseguiu vencer, enfim, a interferência direta do Palácio dos Leões.

A queda do totalitarismo travestido de “democracia”, a imposição do comunismo Dinista ruiu e deverá trazer junto toda soberba e por fim à ascensão de Flávio Dino, que usando os cofres de um estado empobrecido, tentou se projetar grande, nacionalmente.

Observe a mentalidade do atraso:

Exploração da pobreza, politico que deixa a população na condição de pedinte, sem dignidade. 

Flávio Dino fez pior que Sarney, deixou a população na pobreza para lucrar eleitoralmente com a desgraça do povo preso na ignorância. Quanto atraso.

O dia chegou, dia 29 de novembro de 2019. Liberdade!

Maranhão de FD …..só propagandas
Novamente os indicadores mostram um estado largado às moscas.

Entre os 3 piores…

Publicado por Rafael Leite em Quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Imaranhão – Após as eleições municipais em Barreirinhas, o candidato pelo PSC, Léo Costa e seu grupo se posicionam como principal grupo de oposição na cidade, pois Léo Costa teve uma votação massiva na sede de município, chegando a mais de 40% dos votos validos.

Léo Costa em sua campanha mostrou a força da juventude, das mulheres e das pessoas de bem mostrando inovação na parte midiática, um novo conceito visual para todos, não somente em Barreirinhas mais em todo Maranhão.

Por dois mandatos Léo Costa foi prefeito de Barreirinhas e inovou em sua administração sendo um dos prefeitos referência no Brasil com a criação da Escola Digna, projeto que foi copiado pelo governador Flávio Dino.

Certamente pela sua vasta obra, a maior da história do município, será um forte líder oposicionista honrando a todos os seus quase 11 mil eleitores.

Será um grande desafio para o gestor eleito, parceiro do governo do estado, superar o volume de realizações de Léo Costa.

Léo Costa é sociólogo, competente, homem de palavra e tem todos atributos para fazer uma oposição forte e representativa com muita responsabilidade.

E ai Flávio Dino, vai autorizar Roberto Rocha fazer a reforma da antiga Rodoviária de São Luís?
Já que não faz, que deixe alguém fazer.

Nas redes sociais o senador Roberto Rocha faz um pedido ao governador comunista Flávio Dino:

“A rodoviária de São Luís está caindo na cabeça das pessoas. Por isso, eu peço ao governador que autorize o terminal de passageiros a receber recursos do Governo Federal para reforma e restauração completa, do jeito que as pessoas merecem e esperam”.

Blog do Luís Cardoso – Foi formalizada na Procuradoria Geral da República no dia 23 deste mês, notícia de suposto cometimento de crimes relacionados a coação de servidores públicos estaduais e esportistas para votar no candidato Duarte Junior, perpetrados pelo Governador Flávio Dino.

A formalização da notícia de fato foi feita pelo advogado maranhense Alex Ferreira Borralho e tem como base a divulgação de fatos relacionados a pressão realizada nos funcionários públicos do estado e em esportistas, amplamente divulgada em redes sociais, voltada para a promoção do candidato do Governador, para a prefeitura de São Luís.

No mesmo requerimento endereçado ao Chefe Máximo do Ministério Público Federal, foi relacionado, ainda, o possível uso político do LACEN (Laboratório Central de Saúde Pública no Maranhão), pelo Governo do Estado do Maranhão, no episódio relativo ao exame apresentado pelo Sistema Difusora de Comunicação como sendo do candidato Duarte Junior, que a se confirmar, teria feito campanha por exatos 06 (seis) dias nas ruas da capital, tendo contato com crianças, adolescentes, adultos e idosos, já estando contaminado pelo COVID-19.

“O que o Procurador Geral da República está analisando é o fato propalado e divulgado de forma reiterada em redes sociais, da possibilidade de utilização de uma prática antidemocrática deplorável e que a se confirmar, não ficará impune.  Servidores Públicos e esportistas merecem respeito e valorização, ao invés de ficarem a mercê de pressão de autoridades para votar em determinado candidato.  Conclamo os eleitores de São Luís a não se deixarem intimidar.  A importância do voto livre e consciente é fundamental para a democracia, pois essa escolha refletirá no futuro da nossa cidade.  As instituições, os poderes da república estão funcionando para dar a resposta justa e punir aqueles que se acham acima de tudo e de todos, seja quem for”, afirma Alex Borralho.

Existem três apurações em andamento (Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual e Polícia Federal) e que envolvem investigações sobre a prática de possíveis crimes eleitorais e comuns por parte do candidato Duarte Junior, relacionadas a perigo de contágio de moléstia grave e exposição a vida ou saúde de pessoas a perigo direto e iminente, condutas que se comprovadas, no mínimo, perfazem delitos descritos nos artigos 131 e 132, do Código Penal.  Todas essas investigações foram ensejadas por iniciativa do causídico maranhense, que ainda levou os fatos ao conhecimento do Presidente do Conselho de Ética da Assembléia Legislativa do Estado do Maranhão.

Já a investigação contra Flavio Dino se encontra no setor de assessoria jurídica criminal no Superior Tribunal de Justiça, da Procuradoria Geral da República, a cargo da Subprocuradora-Geral Lindôra Maria Araújo, que redigiu os pedidos do Ministério Público Federal que resultaram em operações contra os governadores do Pará, Helder Barbalho (MDB), do Amazonas, Wilson Lima (PSC) e também em desfavor do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), este que assim como Flavio Dino, é um ex-juiz federal.

Flávio Dino perdeu as eleições: fabricou oito candidatos que foram derrotados no primeiro turno por apenas um candidato, Eduardo Braide do Podemos-PSDB.

Diante da vergonhosa derrota, só restou ao governador comunista baixar o nível e partir para acusações gratuitas, comunista adora acusar outros de suas práticas. Mas, enquanto acusa e aponta dedos, Dino esconde seu umbigo:

22 – Olha aí Flávio Dino fazendo o “V” de Vinte e Dois. Dino quer uma legenda forte para ser candidato a presidente…

Uma breve síntese da vergonhosa campanha política liderada pelo comunismo, iniciado há 8 anos atrás, em São Luís, com a tomada da capital do Maranhão.

Foi de lá, que Flávio Dino prometia “mudar” e “fazer diferente” do Sarneísmo. Ledo engano, grave erro da população, que segue sendo enganado, impedido e explorado.

O governador comunista, em 2020, repetiu a criação de seu consórcio de candidatos, que foram encabeçados por Rubens Júnor do PCdoB, que teve a péssima ideia de dizer que era “candidato de Lula e Flávio Dino”, terminando em 4° lugar, perdendo mesmo com todos os derrames.

O jeito foi partir para Duarte Jr, do PRB-PP.

Para inicio de conversa, Flávio Dino omitiu (não diz que seu partido é ligado a Bolsonaro em Brasília, e no Maranhão, o PRB de Duarte Junior, é o candidato de Carlos Brandão, vice governador), que está candidatíssimo a governador em 2022, e Josimar de Maranhãozinho, candidato a senador em 2022 com aval de Flávio Dino.

Eleições casadas: 2020 e 2022:

O comunismo já se desenhou: em 2022, Flávio Dino vai de Brandão e Josimar de Maranhãozinho, mas esse detalhe ele esconde, por medo, por covardia.

Por outro lado, curtindo o “sol de Barreirinhas” como revelou Carlos Brandão, chamando de “traidores”, Weverton Rocha do PDT (que atrás de Josimar de Maranhãozinho (22), fez a segunda maior parte de prefeitos no Maranhão). Weverton Rocha vai querer ser candidato a governador em 2022, para senador, deverá lançar o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto.

Do lado de Braide está Roberto Rocha do PSDB, outro que pretende a cadeira de governador, que tem feito um excelente trabalho estrutural (construção de obras importantes em todo o estado) que traz um planejamento econômico para o Matopiba, Portos, base de Alcântara, e a Zona de Exportação do Maranhão – Zema,  para levantar todas as regiões do empobrecido Maranhão, que sofreram uma tragédia nos últimos anos.

Não há como negar que os cofres públicos sangraram nas últimas eleições.

Aliás, em 2018, Dino lançou um verdadeiro Consórcio de Senadores, deputados federais, deputados estaduais, e pasmem: foram eleitos com sobras de votos.

Em 2018, Flávio Dino, ao arrepio da democracia e ausência das fiscalizações, fez “barba, cabelo e bigode”, os Leões ferozes, como nunca antes, se fizeram com as “carnes dos pobres”.

Uma “república” de verdade não elege aliados do governo com recursos duma população que ficou mais pobre e passou para trás do vizinho Piauí, na extrema pobreza.

O pior que enquanto xinga o presidente do Brasil, o líder comunista se apossa das obras, dinheiros enviados por Bolsonaro ao Maranhão, mas não fala de seu umbigo, ou melhor, de seu “consórcio” 2022: a chapa encabeçada polo vice-governador Carlos Brandão, que terá o Cearense Josimar de Maranhãozinho como senador.

Finalizando, as eleições de 2020 ficarão marcadas na história eleitoral do Maranhão, sem novidades, as baixarias de antes pioraram com a gestão comunista, que diz ter “proclamado a República” no Maranhão, após derrota de Sarney, que mandou no Maranhão por mais de 50 anos.

Apesar de Flávio Dino, Duarte e Josimar de Maranhãozinho, nosso empobrecido estado tem esperanças de sair da baixaria que tomou conta das 217 cidades do Maranhão.

O candidato de Flávio Dino, Duarte Jr, é o casamento com Josimar de Maranhãozinho, mas esse detalhe Dino esconde.

Até o domingo, dia 29, quando iniciará de verdade a libertação do Maranhão.

1 2 3 11