Bolsonaro preso? Executivo que não manda terá que pagar a conta de tudo…

Poderes em rota de colisão:

Crítica Nacional – Veja no vídeo: CPI da Pandemia pretende indiciar o presidente Bolsonaro em vários supostos crimes.

Só lembrando que foi o STF que mandou iniciar a tal CPI para fabricar provas contra o presidente do Brasil. A tal CPI que ficou conhecida como “CPI do Circo”, composta por bandidos, que pretende prender o presidente do Brasil tem total aval do Judiciário.

Executivo que não manda terá que pagar a conta de tudo, de todo roubo cometido pelos ladrões de sempre. Ora, uma CPI comandada por um senador ficha suja, que não deveria ter cargos públicos devido sua vida regressa, acaba de fazer uma lista criminosa contra o presidente.

Para piorar, o Executivo (comandado pelo presidente Jair Bolsonaro) só fez encaminhar dinheiro, bilhões, que foram desviados pelos bandidos que o acusam de crime.

Violência descontrolada: nossos deputados só lamentam?

Genocidas, ditadores?

Pobreza e tráfico de drogas inevitavelmente dominam o Brasil desde 2003, ano que o PT iniciou sua degradação nacional. Lamentável que ficamos sem liberdade, mas os políticos só querem dar vida boa aos bandidos.

Lamentar é pouco. Os donos do poder precisam agir. Querem exemplos básicos? QUantos bandidos não voltaram para os presídios após o Dia das Crianças? Vamos esperar a soltura do natal? 

Depois disso, coisas inevitáveis e óbvias não param de acontecer no pobre e furtado Maranhão. Basta observar que, em 8 anos de comunismo implantado, a pobreza e a destruição de vidas humanas só pioraram no estado gigante com 217 cidades.

Vale lembrar que, a maioria das cidades, eram totalmente pacificas, mas, hoje, sofrem com o tráfico de drogas, assaltos, assassinatos e outras moléstias causadas pela falta do governo.

Após vários assassinatos de inocentes por bandidos armados, também, dos agentes da Lei, como o Tenente lotado no Gabinete Militar daquele parlamento, do qual o presidente daquele poder diz ser “lamentável” o assassinato de seu servidor, fatalmente abatido por milícias que na luz do dia mandam e desmandam na capital do estado (imaginem nas outras cidades).

Lamentável que por mais de 16 anos o Brasil sofre com o estado aparelhado pela ideologia do atraso. Othelino poderia “lamentar” a “construção de motéis” em presídios”, por exemplo.

Mas não foi o Flávio Dino do PCdoB, partido do presidente da Assembleia que prometeu acabar com a violência? À época, presidiários jogavam bola com cabeças de decapitados…

Ora, por quase 8 anos mandando no parlamento estadual, fazendo unicamente a vontade do governador, como aumentar impostos e tomar bens da população, os deputados comandado pelo governo nada fizeram pela segurança de quem os deu tanto poder e pagou seus gordos salários.

Até hoje, a população espera pela segurança prometida pelo líder maior do PCdoB, Flávio Dino, que ascendeu ao poder prometendo “mudar o Maranhão”, “acabar com a pobreza” e “diminuir a violência”.

Como melhorar um estado pobre com medidas de ditador? No Maranhão a palavra prosperidade não existe, assim como exemplos democráticos.Culpa de seus políticos, de suas autoridades.

Muito fácil para um deputado que comanda um parlamento constituído de 42 deputados se desculpar com palavras de efeito, lamentando os resultados óbvios e degradantes causados pela pobreza, sobretudo da falta de atitude política de uma assembleia legislativa dominada pelo esquerdismo que se baseia numa “democracia” nos moldes duma ditadura como observado na Venezuela.

Ministro da Saúde Marcelo Queiroga visita hospitais beneficiados com emendas do senador Roberto Rocha

Queiroga participou do Dia D de Multivacinação pela manhã. À tarde visitou o Hospital Universitário Presidente Dutra (HU-UFMA-Ebserh-MEC) e o Hospital Aldenora Belo, ambos contemplados com recursos viabilizados pelo senador Roberto Rocha.

“Políticas públicas são uma obrigação de todo homem público. É por isso que por meio de uma ação parlamentar muito efetiva, o senador Roberto Rocha alocou emendas fundamentais, executadas pelo Ministério da Saúde que fortalecem a assistência desse hospital”, constatou o ministro da Saúde Marcelo Queiroga, em relação aos recursos no valor de cerca de 30 milhões, destinados pelo senador Roberto Rocha ao Hospital Universitário Presidente Dutra, gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (HU-UFMA-Ebserh-MEC).

O ministro, que esteve em São Luís neste sábado, 16, para deflagrar a campanha nacional “Dia D de Multivacinação”, realizada pelo Governo Federal, também cumpriu uma agenda de visitas a vários hospitais da capital maranhense.

Acompanhado do senador Roberto Rocha, Marcelo Queiroga visitou, no início da tarde, o Hospital Aldenora Bello, gerido pela Fundação Antônio Jorge Dino, uma referência em tratamento de câncer no Maranhão. Na ocasião, participou da entrega oficial do mamógrafo de última geração da instituição, adquirido com recursos no valor de 789 mil reais, oriundos de emenda parlamentar de autoria do parlamentar maranhense.

Em seguida, a comitiva ministerial seguiu para o Hospital Universitário Presidente Dutra, sendo recebida pelo reitor Natalino Salgado e pela equipe técnica do hospital. Em seguida, eles foram conhecer as instalações da instituição, que com os recursos viabilizados pelo senador Roberto Rocha, está mais ampla, com novos prédios e equipamentos, com destaque para o aparelho de ressonância magnética recém-adquirido, e que custou R$ 8 milhões.

Ao se pronunciar, o reitor Natalino Salgado fez um reconhecimento sobre o empenho do senador Roberto Rocha, em favor do hospital Presidente Dutra.

“Quero reforçar os nossos agradecimentos ao Sr. Ministro e, em especial, às ações de desprendimento do senador, que tem sido um grande parceiro do Hospital Universitário. Foi com sua iniciativa que nós conseguimos liberar dez milhões de reais em 2019, o que nos permitiu concluir esse prédio e aparelhá-lo. Quando chegou a pandemia, nós estávamos equipados.

E no ano passado, nós fomos contemplados, por indicação do senador, com mais 18 milhões, oriundos de verba do Ministério da Saúde para a COVID-19. Esses equipamentos têm sido colocados a serviço da população, para o atendimento do SUS”, afirmou o reitor.

Em sua fala o senador Roberto Rocha enfatizou a atenção do Governo Federal com a saúde no Maranhão e destacou a imediata providência do Ministro Marcelo Queiroga, com a entrada, pelo Porto do Itaqui, da Sepa indiana no estado.

“Fico honrado com o reconhecimento do reitor Natalino Salgado. Quero dividir esse momento especial com o ministro Marcelo Queiroga, que tem tido sempre muito boa vontade com São Luís, tanto é que quando surgiu o advento da Sepa indiana, ele enviou 300 mil vacinas para que a prefeitura de São Luís criasse uma barreira sanitária, o que certamente impediu que toda a Ilha fosse contaminada. Isso mostra que o Governo Federal não exita em ajudar o nosso estado”, constatou o congressista maranhense, que ainda detalhou o montante de recursos já enviados para a saúde no Maranhão, durante o Governo Bolsonaro:

“Só para fazer um comparativo, o Governo do Estado tinha, em 2020, 18 bilhões de reais, de orçamento para todo o Maranhão. Nesse mesmo ano o Governo Federal enviou, só para a saúde do Maranhão, 17,5 bilhões, sem contar os equipamentos de proteção individual, respiradores, etc., tudo para benefícios aos cidadãos maranhenses”, constatou o senador.

IstoÉ publica capa criminosa, recebe dura resposta e é censurada pelo povo nas ruas (veja o vídeo)

Vídeos com “leitores” jogando a última edição da IstoÉ no lixo ou rasgando a revista começam a surgir nas redes sociais.Jornal da Cidade Online – A publicação deste final de semana saiu com uma capa em que compara o presidente Jair Bolsonaro ao ditador alemão Adolf Hitler, responsável pela 2ª Guerra Mundial, que levou à morte cerca de 60 milhões de pessoas, entre 1938 e 1945, entre eles, os 5 milhões de judeus assassinados no Holocausto.

A imagem traz Bolsonaro com os olhos virados para cima, um cabelo editado para que ficasse semelhante ao do ditador e a palavra ‘genocida”, em preto estrategicamente colocada sobre os lábios, em alusão ao bigode de Hitler.

Ao lado da imagem, um texto longo, totalmente fora do padrão utilizado em capas de revista, que narra ‘os crimes’ que Renan Calheiros, relator da CPI, diz que irá incluir no documento final do colegiado, nesta semana.

A agressão criminosa contra o presidente, entretanto, não para por aí, pois o título traz uma grave acusação: “As práticas abomináveis do mercador da morte”, diz, em letras garrafais. A afirmação leva ao entendimento de que Bolsonaro “estaria vendendo algo ou recebendo em troca” pelas mortes causadas pelo vírus chinês, na pandemia. Vale lembrar que a alusão ao Nazismo é considerado como crime, aqui e em vários países do mundo.

Da mesma forma, as acusações ao presidente da República, comparando-o a Hitler e utilizando distorções da verdade e narrativas para tanto, sem provas materiais, é, também, crime. Não defendemos aqui, a censura. Jamais! Pois o JCO é vítima da real da censura praticada no Brasil, quando desmonetizado por decisão arbitrária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), investigado, sem qualquer motivo claro pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e com o sigilo “fiscal e bancário” quebrados por ordem da mesma CPI de Renan Calheiros, sem qualquer explicação plausível, já que a mesma, em sua origem, tinha o propósito de investigar e esclarecer “crimes cometidos no âmbito do combate à pandemia”! Mas cobramos que se ofereça “o mesmo peso e a mesma medida” aos que, de fato, praticam o fake news, de forma escancarada e à luz do dia, e passam imunes, impunes e são até comemorados por diversos setores que “adoram apontar o dedo para os outros, acusando-os de praticar e disseminar ódio”.

A verdadeira censura à IstoÉ, aliás, vem sendo praticada pelo povo, nas ruas, que repudia esta sua última edição e muitas das anteriores, sem o absurdo visto hoje, mas claramente distorcidas, cheias de falsas narrativas e “com conteúdos vendidos” a quem de interesse. E se houver dúvida, sobre quem está por trás, vale lembrar a recente reunião entre representantes daquela que se intitula ‘terceira via’ no processo eleitoral, de 2022, na disputa presidencial, com João Doria Jr., o governador paulista, inimigo declarado de Bolsonaro, e os dois ex-ministros, Luiz Henrique Mandetta e Sérgio Moro, para discutir alianças, realizada, olhem só, na casa do dono da IstoÉ, como reportado aqui no JCO.

Enquanto alguns abandonaram o jornalismo, transformando-se, estes sim, “nos verdadeiros mercadores da mentira”, seguimos firmes em nosso propósito de trazer a verdade e apoiar os que buscam o melhor para nosso país. No vídeo abaixo, publicamos apenas dois cidadãos dando a devida resposta à revista.

Um, mais radical, resolve comprar o estoque da banca (não recomendamos, de forma alguma) e picar o material na lata do lixo. O outro preferiu fazer uma provocação, enviando uma cópia da publicação para o STF e cobrando uma atitude, considerando que, no mínimo, há claro indício de crime “contra a honra” de Bolsonaro.

Assista:

Veja no vídeo: Quebra de sigilo de Gabas, ex-ministro de Lula, complica Flávio Dino no desvio de verbas federais para combater o covid-19…

Quando vão pedir a “quebra de sigilo” do presidente do CONASS, Carlos Lula?

Quebra de Sigilo complicou ex-ministro de Lula, mas poderá chegar ao aliado de Flávio Dino.


O titular da SES é Carlos Eduardo de Oliveira Lula, ex-advogado eleitoral do governador Flávio Dino e presidente do Conass, conselho que representa secretarias estaduais de saúde.
Além de permanecer omitindo a compra dos aparelhos fantasmas no Portal da Transparência do governo do Estado, dificultando o controle sobre o uso e destino dado ao dinheiro público reservado para enfrentamento à pandemia, no bojo do processo que tramita lentamente no TCE do Maranhão, Lula ainda busca a decretação de sigilo e o afastamento da auditora Aline Garreto do caso.
O escândalo também deveria estar sendo investigado no âmbito do Ministério Público do Maranhão, mas o órgão que tem como função principal zelar pela boa aplicação da lei arquivou uma representação dos deputados oposicionistas Adriano Sarney (PV), César Pires (PV) e Wellington do Curso (PSDB) que pedia a apuração, dentre outros indícios de ilícitos, sobre a falta de transparência na compra dos aparelhos.

Será que a quebra do sigilo de Carlos Lula, que está à frente do Consórcio em Brasília, criado com ideias comunistas de separar os estados contra o restante do Brasil, não complicaria Flávio Dino?

Para piorar, Carlos Lula, que seria uma espécie do Gabas do Maranhão, não se afastou ou tomou qualquer providencia contra o tal Consórcio do Nordeste, continua como se nada estivesse acontecendo na maior cara de pau.

Na matéria do Blog Atual7 (ao lado) as complicações de Carlos Lula.

No RN deputados que são favoráveis à transparecia pediram a quebra de sigilo de Carlos Gabas, mas poderão pedir, também, a quebra do presidente do Conass – Conselho Nacional de Secretarias de Saúde –  que é o homem bomba dos supostos esquemas de Flávio Dino, que já admitiu ter culpa, ao não ceder informações e, principalmente, se articular judicialmente para impedir que a população tenha informações sobre os andamentos do processo, tudo indica que a pedido de Flávio Dino, sob sigilo absoluto.

Um dos principais beneficiados pelo Consórcio do Nordeste acaba de se complicar diante da justiça. Será que Flávio Dino e Carlos Lula vão ajudar ou prejudicar as investigações?

Confira no vídeo:

Flávio Dino arrecada 2 Bilhões de ICMS explorando o povo pobre do Maranhão, que tem que pagar toda irresponsabilidade do comunismo Dinista…

À custa do povo que compra gasolina, Governo Flávio Dino arrecadou mais de R$ 2 Bilhões apenas com impostos.

Governo Flávio Dino bate recorde e fatura R$ 2 Bilhões só com impostos da gasolina. O levantamento foi feito pelo site Folha do Maranhão, em dados do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), mostrando que o Governo do Maranhão, sob gestão de Flávio Dino (PSB), arrecadou, neste ano de 2021, de janeiro a setembro, o impressionante valor de R$ 2.009.383.467,000 (DOIS BILHÕES E NOVE MILHÕES), apenas com ICMS cobrado em cima dos combustíveis.

De acordo com o Ministério da Economia, este valor representa 33,27% a mais, quando comparamos com o mesmo período do ano passado, que foi de R$ 1.507.791.930,00.

Os meses de janeiro e maio, representam os meses que mais o governo arrecadou. Segundo o levantamento, em janeiro o governo chegou R$ 280 milhões arrecadados com ICMS em cima dos combustíveis no MA. Já no mês de maio, o valor chegou a R$ 249 milhões.

Os meses de junho e agosto lideram o ranking de variações. Segundo o Confaz, em junho de 2020, o governo arrecadou R$ 91 milhões. Já em junho de 2021, o valor chegou a R$ 182 milhões. Isso demostra uma variação de 99,22%. Já o mês de agosto, ficou da seguinte forma: em 2020, foram R$ 110 milhões, contra os R$ 220 milhões arrecadados em agosto deste ano. A diferença representa uma variação de 99,51% de um ano para outro.

A polêmica em torno da arrecadação do governo, aumenta a cada reajuste promovido pela Petrobras. A alíquota do ICMS no Maranhão é de 30,5%.(Informações do site Observarório da Blogosfera)

Consórcio Comunista: Flávio Dino dando provas novamente que vai enganar seu vice…

Briga de foice: Acorda, Brandão…

Em duas imagens, a movimentação do governador para manter o PT debaixo de suas asas e longe de seu vice.

Bastou uma visita de dissidentes do PT ao vice-governador para que Flávio Dino anunciasse um novo “cabide de emprego”.

O partido de Lula sempre demonstrou que seu “radicalismo” era puramente superficial.

Na atualidade, os “radicais” esquerdistas permanecem lotando mais cargos oferecidos por Flávio Dino, tudo indica que, para fazerem “revolução” em 2022.

Os pagadores de impostos maranhenses contunuam sendo lesados e pagando a conta de tudo. E a mudança prometida, que é bom, nada!!!

Foi assim por várias eleições, sempre demonstrando que vão com quem oferecer mais, tanto que no Maranhão o PT nunca fez prefeitos, senadores ou governadores, aqui o “radicalismo” parece ser diferente de outros estados do Brasil.

Na primeira foto, a movimentação para impedir que o pupilo do comunismo, Felipe Camarão (ex-DEM), seja aceito pelo partido de Lula, calando os “radicais” com cargos no governo.

Na segunda foto, as articulações dos agentes governistas para segurar o PT no campo de Felipe Camarão, até que o vice-governador possa sentar (se é que vai) na cadeira do governador e, quem sabe, assumir a “máquina” durante a eleição.

De todos os pretensos candidatos ligados ao Palácio dos Leões o melhor nome para os próximos 4 ou 8 anos, seria do vice-governador, Carlos Brandão do PSDB, que enfrenta uma oposição ferrenha dos radicais do PCdoB-PSB, que não escondem suas movimentações para uma chapa encabeçada pelo PDT.

Mentiroso descarado, Flávio Dino já não esconde de ninguém, e vive se posicionando a favor de outros nomes, mesmo diante de seu (engabelado) vice-governador, que espera contado as horas para o afastamento (se é que vai se afastar) do governador.

Confira abaixo o novo “cabide de emprego” ofertado aos “radicais” do Lulo-petismo:

 

Negacionismo do STF? Ministro do Supremo favorece decisão de protelar preenchimento de vaga de ministro que se aposentou…

Perseguição aos cristãos?

Qual a justificativa do negacionismo óbvio, puramente política ou por ódio aos cristãos?

Em decisão inédita, STF se posiciona de forma meramente negacionista para destravar os avanços da própria corte. Pasmem, partiu do ministro Lewandowski a negativa para que o Senado Federal agilizasse os tramites para a sabatina do indicado do presidente do Brasil, que prometeu que um crente assumisse a vaga.

Sem falar que, a ocupação da vaga poderá ser, a partir de agora, pela intervenção negacioniata do próprio STF, de ser protelada até o ano de 2023.

Confira abaixo no vídeo da CNN divilgado pelo Jornal da Cidade Online:

URGENTE: Para “perder a validade”, Alcolumbre pretende segurar sabatina de Mendonça até 2023

Uma informação divulgada agora há pouco pela CNN Brasil diz que a sabatina de André Mendonça pode acontecer somente em 2023, ou nem ocorrer…

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Davi Alcolumbre (DEM-AP), teria dito a aliados que pretende segurar até 2023.

Dia das Crianças no Brasil: “Viva a revolução” dos Lulo-comunistas…

Suposições do mal:

Calai-vos? Sobre o Gabinete do ódio, aspectos do golpe em andamento disfarçado de revolução.

Mudanças nos personagens dos quadrinhos. Revolução?

Essa agora, até personagens infantis dos anos 70 resolveram dar uma versão ideologia “progressista” (comunista).

Segundo os escritos de Gramsci, que teria como  fundamento “elevar a cultura das massas” até tomar o poder pela “revolução” (marxismo cultural) está liberado para todo continente Americano.

Uma indagação: Seria coincidência ou até as aventuras infantis, ao que tudo indica, entraram no leque de movimentações do Gabinete do Ódio montado pela turma dos “revolucionários” lá de Brasília?

Enquanto ainda se pode opinar, usem a imaginação:

Apenas imaginem como ficaram os “revolucionários” de Cuba, também da Venezuela, quando foram surpreendidos pelas armas e pelas balas de seus maiores ídolos, propulsores da “revolução”?

Surpresa alguma no Brasil, ora, o PT de Lula teve 14 anos mandando em tudo. Mas querem destruir uma nação inteira em nome dessa revolução?

O Lula, após ter sido solto pelo STF, juntamente com outros bandidos perigosos, pretendem retornar os planos de transformar o Brasil pela revolução e não escondem que trabalham dia e noite contra uma nação inteira. Ele é da turma que tem por finalidade atacar quem se opõem aos ideais do marxismo cultural.

Bem vindos à ditadura travestida de “revolução”.

Os quadrinhos herotizados, sensualizados, por fim, conseguiram se tornar aquilo que os adeptos do marxismo cultural tanto esperavam? Confesso que fiquei abismado, querem destruir mesmo a imagem do homem, é errado, vão criminalizar quem afirmar sua masculinidade?

Nada contra os novos HQs, nem posso ser, afinal a minha liberdade já foi comprometida, tornou-se crime: opinião agora dá até cadeia. Será que chegamos ao ápice da revolução, devemos aceitar tudo e nada falar: Calai-vos?

Enquanto corruptos, traficantes, até terroristas passeiam livres, não se pode pensar atualmente. No Brasil não se pode mais interagir, opinar nas redes.

Quem está levando nosso país a isso, seria o presidente rotulado de “fascista”? Como assim, o Bolsonaro não tem poder de nada, não pode nem nomear o chefe da PF, fazer a indicação da ABIM, muito menos de um ministro da Justiça (tudo por causa da orientação do indicado, que é evangélico?)

Será que vão perseguir, fechar, até criminalizar as igrejas, como fazem na China? Quanto ódio ao dono das igrejas, Jesus Cristo o Rei dos Reis.

Não se enganem, o tal gabinete do Lula, montado por Zé Dirceu em Brasília, movimenta-se politicamente não apenas contra o presidente Bolsonaro, mas atinge toda a população brasileira, sobretudo os cristãos.

Desejo sorte aos familiares dos “revolucionários” que não aprenderam com as experiências do “progressismo” (comunismo) implantado em Cuba e na Venezuela.

Alertas e avisos não faltaram. Hoje é Dia das Crianças, 12/10/2021. Guardem essa data.

Na imagem do dia, Flávio Dino atacando e humilhando uma prefeita…

Flávio Dino demonstra quem de fato é.

Após 8 anos humilhando o povo pobre que entrou na Extrema Pobreza, governador apareceu nos próprios blogues aliados do governo como de fato é, prepotente e arrogante.

É bem verdade que não devemos replicar coisas desagradáveis, como essa postagem retirada de um blog governista, mas, para registrar quem são e como agem, faço questão de mostrar aquilo que tentarão esconder mais tarde.

Segundo o blog, Flávio Dino começou a “desferir deboches e indiretas na direção da prefeita durante ato de entrega de asfalto no município”. E ainda, que o (obeso) ex-juiz federal “estava inspirado na sequência de eventos de pré-campanha que promoveu no interior no final de semana, nem parecia um político que em menos de seis meses terá que rodar o interior em busca de apoio para se eleger senador”.