Resultado da “mudança” de Edivaldo Holanda e Flávio Dino na capital é desastrosa…

Sinceramente, tanta coisa para um jornal inglês mostrar, mas, o Financial Times escolheu o mesmo roteiro da ladainha Holanda/Dino.

Essa “reportagem” do Jornal estrangeiro, que apareceu “do nada”, logo após a inserção do PCdoB no horário político, mostrando Flávio Dino, com “seus desafios de mudar o Maranhão”, parece que seguiu um roteiro pronto, unilateral.

A mesma tática dinista de mostrar o Maranhão sob a ocupação do Sarney, “os 40 anos, terra arrasada”, etc e tals, foi parar nas páginas do tabloide londrino, os ingleses devem ter adorado essa reportagem, poxa, devem ter ficados impressionados com a maldade do Sarney e a boa vontade do herói comunista…

Para piorar, o periódico londrino esqueceu de mostrar a capital, que, há três anos, nada mudou. O prefeito, alegando que “recebeu o município quebrado”, não foi capaz de trabalhar (em três anos) para cumprir as promessas de campanha, “a mudança” não aconteceu…

Com o título “Maranhão brilha em meio à escuridão brasileira”, a matéria, segundo o título, poderia mostrar um comunismo diferente do petismo, lulismo. Mas, Flávio Dino faz questão de mostrar que seguiu o roteiro de Dilma.

O Finacial, por outro lado, preferiu a ótica tupiniquim, que é a mesma de sempre. Muita coincidência. Uma pena que os ingleses não quiseram mostrar a pobreza que o prefeito Edivaldo Holanda, em três anos, não foi capaz de mudar. As páginas do jornal londrino só tiveram espaços para o Sarney.

Abaixo, as imagens de um bairro de São Luís, na feira do Divineia, que fica entre a praia do Olho Dágua e Turu.

Qualquer semelhança com o Haiti não será mera coincidência. Alô, prefeito…

1

Venda de alimentos num local cercado de esgotos, ratos e baratas… 

01

 

Excessos de politizações dá nisso: Flávio Dino volta atrás e anuncia na TV dos Sarneys. E agora, comunistas, Flávio Dino está “dando dinheiro para a TV do Sarney”?

Desculpem a forma irônica, mas, não tem como deixar de falar disso e dar boas risadas desta situação. Cadê o radicalismo contra o Sarney?fd5

Durante vários anos militando na oposição sempre ouvi dizer que o então governador Jackson Lago (PDT) nunca deveria ter anunciado na Mirante. “Dar dinheiro para a emissora do Sarney”, reclamavam os vermelhos. À época, diziam que Flávio Dino faria diferente quando governador.

E fez, passou 10 meses sem anunciar na Globo. Até que caiu na real, percebeu que sua tese de mudança não estava dando certo, precisava “rever” alguns conceitos, precisava descer do pedestal, do palanque que ainda estava armado.

Reconhecer erros, ser humilde, faz parte da vida de um gestor. O mundo não acabou, galera.

Nosso (idolatrado, salve-salve) governador, como fez Jackson Lago, percebeu a tempo que sua teia de comunicação era falha, não alcança as massas, ou seja, para alcançar a população com suas publicidades precisa investir muito mais dinheiro, além do que tem feito em emissoras amilhadas, agências, revistas, sites, profissionais bem pagos de outros estados…

Tem que pagar a TV do Sarney, sim.

Talvez seja até motivo de orgulho para alguns funcionários da Globo maranhense, o passo dado atrás pelo governador. Mas, causa estranheza, sobretudo, aos comunistas, fundamentalistas, que idolatram o governador, que em vários momentos falou para seus súditos que “não gastaria dinheiro com a emissora do Sarney”. Eita mundo que dá voltas…

Mudança de discurso?

Não foi apenas o Lula que voltou atrás, reconhecendo que mudou o discurso, que não poderia cumprir sua promessa de “mudar” o Brasil. O governador comunista, aos poucos está caindo na real, começa a entender que um gestor precisa ser isento de vícios políticos, e que, politizar em excessos se torna prejudicial à sua imagem. Ponto.

Nosso governador, enfim, deu um passo certo.

Assim como fez Jackson Lago, que entendeu a tempo que a questão não se resume em “dar dinheiro para a Mirante, emissora do Sarney”, mas, sim, exercer sua prerrogativa de gestor, de ser líder, que deve olhar adiante, passar por cima de picuinhas, que tem que voltar atrás, quando necessário.

Por falar em Jackson, o nosso líder maior, faria 81 anos, ontem. Veja a homenagem abaixo. Também, as razões pela qual Flávio Dino voltou atrás:

A teia digital, blogues, redes sociais, emissoras de rádios e tvs alternativas não foram bastantes para fazer chegar às massas as mensagens (propagandas) do governo. Os programas, Mais IDH, Mais Asfalto, anunciados ao Brasil inteiro no programa do PCdoB, não está chegando às massas. Isso incomodou o governo.

Nas redes sociais, os anúncios do governo foram falhos:

Observem, enquanto o governo anuncia que cortou gastos, os internautas postavam reclamações que os cortes (de combustíveis) impossibilitou várias viaturas de saírem às ruas para ir trabalhar. Junte-se a isso, carros da polícia e ambulâncias

Exemplo grotesco de falta de comunicação.

fd

Os blogues palacianos, que antes eram agressivos, estão falando de receita de bolo, vida pessoal de Sarney, Roseana, Ricardo Murad, etc, coisas que não tem interesse para leitor algum, a não ser os que se beneficiam com o poder.

FD3

Nas redes sociais, embora alcançando algumas curtidas, a publicidade estatal é limitada e chata.

FD2

PMDB maranhense se preparando para alavancar voo de Edivaldo…

“Infelizmente, a política tem dessas coisas: Ela une e liga os adversários, mas também separa amigos, parentes e família. E é bom lembrar que quem exerce o cargo eletivo tem as asas de cera e não deve voar muito em direção ao sol, pois elas podem derreter”. (Remi Ribeiro)Dédalo-e-Icaro-767x1024

As palavras do ex-dirigente do PMDB maranhense, Remi Ribeiro, que foram direcionadas ao deputado federal Hildo Rocha, podem, também, ser direcionadas ao senador João Alberto, que tem cargo eletivo em Brasília, que, por problemas externos, poderá comprometer o voo do PMDB. Explico:

Lamentável constatar que o PMDB desistiu de alçar voos. No sentido amplo, as “asas de cera de político que exerce o cargo eletivo”, pode ser comparado atualmente a qualquer político em Brasilia.

Ainda mais sendo do PMDB, um partido que já alçou voos altos, que comanda o Congresso, ocupando, inclusive, o cargo de vice-presidente.

Esse PMDB que teve histórico glorioso, anda carcomido no cenário nacional, onde o presidente do Congresso, Eduardo Cunha(PMDB/RJ), e Michel Temer, que podem cair a qualquer momento.

Qual político maranhense ficou conhecido como carcará, pássaro que, pega, mata e come?

As asas de cera, no entanto, podem ser isoladas aos políticos maranhenses. Os mesmos que já mandaram por décadas no Maranhão, mas, que, hoje, só estão servindo para alavancar voos de outras legendas.

As insinuações feitas pelo ex-dirigente do partido, Remi Ribeiro, poderão acertar em cheio no atual presidente estadual, que, alguns dizem que quer entregar para o PCdoB, para reeleger o prefeito da capital, e, por tabela, o mesmo governador em 2018.

Isso, sim, poderia ser entendido como queimar a cera das asas, para cair e quebrar a cara.

Juventude do PMDB desrespeitando deputado federal na sede do partido… 

Os blogueiros, Yuri Almeida e Abimael Costa, descrevem como foi o tratamento dado ao deputado federal Hildo Rocha, desrespeitado por seguidores da corrente dos peemedebistas, Roberto Costa e do senador João Alberto.

Segundo os blogueiros, a baderna foi orientada pelos mandatários do partido.

As vergonhosas cenas aconteceram na sede do PMDB, durante sua convenção estadual, que elegeu o novo diretório do Maranhão, da única chapa que reconduziu à presidência o senador João Alberto.

“Não permitirei que esse partido seja leiloado aqui em São Luís, [que] não seja objeto de leilão para o Edivaldo Holanda Júnior, que vem fazendo uma péssima administração”, disparou Hildo.

Quem quiser entender a politica do Maranhão deverá observar uma importante regra: “quem manda são os dois Leozinhos da entrada do Palácio”

Qualquer pessoa que mora no Maranhão sabe que Flávio Dino quer as principais cidades do estado, seu plano é se perpetuar…

Observem nas imagens abaixo:

Na primeira, palmas para Edivaldo Holanda, que tem a seu dispor boa parte da antiga bancada sarneísta:

PMDB com Edivaldo, clica na imagem para aumentar

PMDB com Edivaldo, clica na imagem para aumentar

Na segunda imagem: o clima fúnebre do PMDB. Estão tristes e desanimados, como se estivessem ao ponto de entregar os pontos…

Ricardon

Palmas para o PMDB.

Novamente sob o comando do senador João Alberto, o PMDB aos poucos deverá se render ao Palácio dos Leões, que todos sabem, vai jogar pesado para reeleição de Edivaldo Holanda Júnior (PDT), para passar mais 4 anos como prefeito da capital.

Em recente aparição, na Sede do PMDB estadual, após a eleição da chapa única, que reconduziu à presidência do PMDB, o senador João Alberto, estavam o senador Edison Lobão e a ex-governadora Roseana Sarney, aparentemente, submissos.

A ex-governadora Roseana Sarney (ainda no PMDB), em tese, deveria ser a principal opositora aos planos de Flávio Dino, se mostrou acanhada. O senador Edison Lobão, que lançou filho recentemente candidato ao governo, que deveria mostrar atitude, sequer falou. Calado entrou, calado ficou…

Sobre a recondução do (eterno) presidente estadual do partido, Roseana disse:  “o PMDB tem que ter uma postura de oposição ao Governo Flávio Dino, inclusive na Assembleia Legislativa, pois se não for assim, não tem sentido algum eu permanecer no partido”.

Ora, será que essa gente que manda no PMDB tem dúvidas que a reeleição de Edivaldo Holanda servirá apenas para dar apoio à reeleição de Flávio Dino?

Edivaldo, novamente será um grande investidor da campanha de Flávio Dino. Como fez em 2014, fará em 2018.

E pelo jeito o pessoal do PMDB não fará nada para impedir isso…

Na manhã da última quinta-feira (30), o deputado estadual Rafael Leitoa (PDT) esteve na sede da 8ª Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), no Maranhão, em visita ao Superintende, Celso Dias.pdt

Conhecedor das atuações do órgão, onde já prestou serviço como técnico, Rafael Leitoa apresentou as ações em defesa do Rio Parnaíba, um dos rios componentes das ações de revitalização e proteção da CODEVASF, e mostrou que vem lutando na Assembleia em favor da criação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Velho Monge, realizando Audiências Públicas como forma de conscientização sobre o papel desempenhado por um Comitê de Bacia na proteção de rios e nascentes.

O deputado Rafael Leitoa apresentou superintendente Celso Dias, os resultados das duas primeiras Audiências, ocorridas em São Luís e Balsas, respectivamente, e convidou para as próximas que acontecerão em Araioses, no dia 05, e em Timon, dia 19 de novembro.

“Temos conhecimento da importância de um órgão como a CODEVASF. Sabemos que a Companhia tem sua atuação voltada para o desenvolvimento e a revitalização das bacias de rios importantes como o São Francisco, Itapecuru, Mearim e Parnaíba. Este último, foco principal de nosso embate. Rio importante para o Maranhão, Piauí e Ceará, o Parnaíba necessita urgentemente da criação deste Comitê e, com o apoio do governo do Maranhão, Assembleia Legislativa e sociedade civil, tenho certeza que obteremos êxito”, concluiu Rafael Leitoa.

O deputado Zé Inácio ( PT ) acompanhando da prefeita de Chapadinha Dulcilene Belezinha e assessores participou de reunião com o governador Flávio Dino no palácio dos Leões, Sede oficial do governo.

 governador se compromete com obras para o desenvolvimento do Pólo do Baixo Parnaiba

governador se compromete com obras para o desenvolvimento do Pólo do Baixo Parnaiba

Ainda estiveram na reunião o secretário de Estado de Articulação Política Márcio Jerry e o Secretário de Articulação Política do município Aluísio Mendes.

A reunião teve como objetivo dar encaminhamentos das demandas do município.

Zé Inácio ( PT ) é  considerado  pelo município como uma grande representação política por ter sido muito bem votado e foi esteve na reunião  como representante parlamentar de Chapadinha.

Durante  a reunião o governador Flávio Dino  se comprometeu para ainda este ano andamento em várias obras com previsão de início  a partir deste mês que se inicia  (novembro ). Entre as obras estão 4 km de asfalto pra chapadinha  pagamento do restante do convênio de 3 sistema de abastecimento de água, pagamento do restante do recurso do convênio da reforma do mercado municipal, agilidades nas conclusões das obras do povoado Itamacaoca e do hospital regional de chapadinha.

O governador Flávio Dino também garantiu para a partir de janeiro de 2016,  entrega do Cras e CREAs mobiliado e com automóvel,  o hospital regional com previsão de entrega em março do ano que vem, além da retomadas das obras o mais rápido possível do centro de hemodiálise, IEMA e do núcleo tempo integral da educação de chapadinha.

O deputado Zé Inácio reivicou ao governador a instalação do IML e o icrim visto que o hospital será regional.  “Sugeri ao governador que como o hospital é regional seria importante ter o iml e o icrim”, disse.

Para a segurança pública, o governador garantiu mais 20 policiais militar pra Chapadinha.

O deputado Zé Inácio ( PT ) ressaltou o empenho de Flávio Dino em garantir desenvolvimento para Chapadinha visto que o município é  considerada o pólo da região do Baixo Parnaiba. “Essa reunião foi uma grande conquista para a prefeita Belezinha e tenho certeza que o governador Flávio Dino  sabe da importância que Chapadinha tem para aquela região. Me sinto honrado em participar deste momento”, destacou Zé Inácio.

 Enquanto roubos dos cofres públicos maranhenses são noticias no mundo inteiro…

Todos sabem que prefeito, políticos em geral, são relacionados a roubos no Maranhão. Estão ai os resultados, “prefeita ostentação” não foi criação de jornalistas.

Jornalistas do mundo inteiro noticiam roubos dos cofres públicos do MA

Jornalistas do mundo inteiro noticiam roubos dos cofres públicos do MA

Um prefeitinho resolveu culpar a imprensa, durante uma “marchinha”, título sugerido pelo vice-governador do Maranhão, sobre o evento organizado pela Famem (federação dos Municípios) que tem seu representante maior, o prefeito Gil Cutrim (PDT), que, recentemente foi afastado do cargo pelo Ministério Público do Maranhão.

Espero que os jornalistas internacionais venham para o Maranhão. Aqui, todo final de semana é fácil saber onde vai parar o dinheiro dos municípios, nossa capital está cheia de “casas de shows”(cabarés, no linguajar do interior) e “casas de jogos”, frequentados por gente da política que adora”ostentar”.

O prefeitinho, Cid Costa (PTB), que resolveu denegrir os jornalistas, deveria falar de forma direta, quem “denegre” a imagem do Maranhão: jornalistas ou políticos ladrões?

No vídeo abaixo, o momento que o prefeitinho tenta culpar a imprensa.

Como podemos acreditar na mudança deste jeito?

Uma forçação de barra sem precedente, nosso idolatrado, salve-salve, governador, Flávio Dino faz pior que Roseana. O pior de tudo, enquanto deixa de investir na Segurança e Saúde, faz campanha antecipada para seus candidatos usando, acreditem, asfalto.

Se não bastasse a politicalha de sempre, desde os tempo do Sarney, ainda vem o comunista querer nos fazer acreditar que o PT é santo, que uma “crise mundial” quebrou nossa economia, afundou a Petrobras, o BNDES, etc…

Deixo a imagem do governador, que foi eleito com apoio e votos dos tucanos. Como acreditar num político que cospe em quem apoia? Sabe aquele político (pior que Sarney) que pede ajuda, depois chuta?

Te cuida, eleitor…

Mentiroso: para ganhar eleição, Flávio Dino chamou o PSDB para palanque, e agora, chuta os tucanos em rede nacional...

Mentiroso: para ganhar eleição, Flávio Dino chamou o PSDB para palanque, e agora, chuta os tucanos em rede nacional…

Governador do Maranhão mente descaradamente em rede nacional

 Blog do Linhares

Coube ao governador do Maranhão, Flávio Dino, o papel mais embaraçoso no horário político nacional do PC do B vinculada em rede nacional na noite deste quinta-feira (26). Apesar do governo Dilma ser reprovado por cerca de 70% da população, o horário político do partido do governador fez parecer que tudo não passa de um “golpe do PSDB. Aliás, Flávio Poderia ter dito que seu vice-governador é do PSDB é que há cerca de um ano atrás andava abraçado com Aécio Neves em uma convenção dos tucanos.

Entre as fantasias criadas para defender o governo, mais uma vez foi lançada a mentira sobre “crise econômica internacional” e coube a Flávio Dino.

É mentira que existe hoje uma grande crise econômica fora do país que afeta o Brasil. A verdade é que a grande maioria dos países conseguiu superar os efeitos da convulsão de 2009. Além disso, estimativas do Fundo Mundial Internacional indicam que o PIB mundial cresceu 3,3% em 2014 e que este ano ele deve crescer 3,8%. Como o mundo pode estar em crise se o PIB mundial cresce? Apenas nos devaneios mentirosos do PC do B que tem em Flávio Dino o porta-voz dessa conversa fiada.

Mas, digamos que o governador não estivesse falando de uma crise global, mas local. Que a situação ruim de nossos vizinhos sul-americanos esteja nos prejudicando. Também é mentira!

O PIB brasileiro cresceu 0,3% em 2014, número maior apenas do que os alcançados por Argentina (-1,7%) e Venezuela (-3,0%). Para o leitor ter uma pequena ideia de como o governador do Maranhão brinca com o eleitor ao defender a tal crise, Suriname e Guiana cresceram 3,3% em 2014. Peru e Paraguai cresceram cerca de 4%. Bolívia e Colômbia alcançaram os 5%. Onde está a crise, Flávio Dino?

Além de ser um dos três que menos cresce, o Brasil também é um dos três países com maior inflação.

Nas últimas semanas ganhou o noticiário o rebaixamento da nota de desempenho do Brasil por agências que classificam a saúde econômica brasileira. Além de levar em conta outros fatores, essas agências calculam como está sendo gasto o dinheiro do contribuinte.

Dados do próprio Governo Federal mostram que nos últimos anos a gastança atingiu níveis elevadíssimos. As despesas do governo somaram R$ 914 bilhões, uma alta de 7,3% acima da inflação sobre o montante de 2012. Enquanto isso, os investimentos que poderiam resultar em crescimento econômico, como obras de infraestrutura e aquisição de equipamentos destinados a elevar a oferta de bens e serviços, cresceram apenas 0,5% na mesma base de comparação e ficaram em R$ 63,2 bilhões.

Essa gastança, assumida pelo próprio governo petista, somada à inflação alta, crescimento baixo e déficit no balanço de pagamentos estão diminuindo a confiança que investidores têm no Brasil. Em consequência disso, diminui o volume de investimento estrangeiro em nosso país.

O fato é que hoje o Brasil passa por uma crise doméstica e os números provam isso. Não vou nem entrar no mérito aqui se é culpa do governo ou não. O que importa nesse caso é que o governador do Maranhão mentiu em rede nacional ao expor essa tese esdrúxula de crise internacional. Resta saber se o fez por ignorância e desconhecimento, ou se por subserviência ao PT.

1 278 279 280 281 282 310