Monthly Archives: setembro, 2016

Vice-governador de Goiás é baleado; candidato a prefeito morre  (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Começou na manhã desta quinta-feira (29) o velório do corpo do candidato à Prefeitura de Itumbiara José Gomes da Rocha (PTB), de 58 anos, conhecido como Zé Gomes, que foi morto durante um atentado em uma carreata em Itumbiara, no sul goiano. O ataque ainda provocou a morte de um PM e deixou dois feridos, entre eles o vice-governador de Goiás, José Eliton (PSDB).

O ataque aconteceu na quarta-feira (28). Um vídeo mostra quando o atirador desce de um carro e dispara contra o veículo em que os políticos estavam (veja abaixo). O criminoso foi identificado como Gilberto Ferreira do Amaral, de 53 anos, funcionário da Prefeitura de Itumbiara. Ele foi morto por seguranças do governo.

O velório de Zé Gomes começou às 7h com entrada permitida apenas para amigos e familiares, no Teatro Municipal Maria Pires Perillo. Cerca de uma hora e meia depois, a entrada para a população foi liberada.

Moradores de Itumbiara est√£o em estado de choque com a not√≠cia. “A situa√ß√£o √© muito dif√≠cil, assustei muito. Achei que era boato. A gente n√£o acredita at√© agora. O Z√© era muito querido na cidade. N√£o tinha gente que falasse que tivesse algu√©m contra. N√£o sabemos mesmo o que aconteceu”, disse a dona de casa Divina Marci√©lia Silva, que participou do vel√≥rio.

Amigos est√£o abalados com a perda, como o motorista Agnaldo Cardoso. “Z√© era mais do que um amigo pra mim, era um irm√£o, foi chocante tudo isso que aconteceu. Eu estava em casa e minha irm√£ chegou me contando. Fui correndo no local onde o tiroteio aconteceu, queria acreditar que n√£o era verdade tudo aquilo. O homem era peito aberto. Itumbiara est√° em um luto que n√£o tem fim”, declarou.

Além do atirador e de Zé Gomes, morreu no ataque o cabo da PM Vanilson João Pereira, de 36 anos, que fazia a segurança das autoridades presentes na carreata. O corpo dele também é velado em Itumbiara, mas em uma sala da Funerária Santa Rita, no Centro.

O comandante do agrupamento em que Vanilson trabalhava, coronel Adalberto Quixabeira, disse que a corporação foi surpreendida pela ação. Ele destaca que a PM está consternada e indignada com a situação.

“Todo mundo est√° muito comovido. A perda de um colega n√£o √© f√°cil, ainda mais de um homem dedicado como esse. A pol√≠cia inteira sente abalada com tudo isso”, afirmou o coronel.

Tanto o enterro de Z√© Gomes quanto o de Vanilson Pereira est√£o previstos para o fim desta tarde. O prefeito de Itumbiara, Chico Balla (PTB), declarou luto oficial de tr√™s dias na cidade, portanto todas as reparti√ß√Ķes p√ļblicas municipais est√£o fechadas.

Estado de sa√ļde do vice-governador
O quarto atingido no atentado foi o advogado da Prefeitura de Itumbiara, C√©lio Rezende, de 62 anos, que tamb√©m participava da carreata. Ele o vice-governador foram transferidos para o Hospital de Urg√™ncias Governador Ot√°vio Lage de Siqueira (Hugol), em Goi√Ęnia.

A unidade de sa√ļde informou nesta manh√£ que Jos√© Eliton e o advogado da Prefeitura de Itumbiara, C√©lio Rezende, de 62 anos, est√£o na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo o hospital, o quadro deles √© regular. Os pacientes passaram por exames e est√£o conscientes.

Jos√© Eliton, que tamb√©m √© secret√°rio de Seguran√ßa P√ļblica do estado, est√° como governador em exerc√≠cio, j√° que o governador Marconi Perillo (PSDB) viajou no √ļltimo dia 19 deste m√™s para uma miss√£o comercial nos Estados Unidos.

De acordo com a assessoria do governo, o retorno de Marconi Perillo a Goi√°s estava previsto para a pr√≥xima sexta-feira (30). No entanto, devido ao atentado, ele antecipou a volta e deve chegar a Goi√Ęnia na quinta-feira (29). Em seguida, deve conceder uma entrevista coletiva sobre o caso.

Enquanto Perillo não retorna a Goiás, o presidente da Assembleia Legistaltiva, Hélio de Sousa (PSDB), é o governador em exercício.

Homem identificado como funcionário da prefeitura de Itumbiara Gilberto Ferreira do Amaral, de 53 anos, atirou contra cabo da PM Vanilson João Pereira (caído no chão), vice governador José Eliton e candidato José Gomes durante carreata em Itumbiara Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Ataque
O deputado federal Jovair Arantes (PTB) também estava no veículo que foi alvo do ataque. Ele contou que o atirador estava sozinho em um carro que seguia na pista contrária à do comboio.

“Todo mundo achou que vinha pegar na m√£o, mostra um papel para o Z√© [Jos√© Gomes]. De repente, ele sacou a pistola e come√ßou a atirar a esmo. Gra√ßas a Deus que um seguran√ßa da responsabilidade da vice-governadoria estava presente e matou o cara”, afirmou.

A Executiva do PSDB Goi√°s divulgou nota lamentando o atentado. “Jos√© Gomes da Rocha liderava as pesquisas entre os candidatos a prefeito de Itumbiara. Foi um homem honrado, trabalhador e muito querido, sobretudo pela popula√ß√£o. A Executiva presta sua homenagem ao seguran√ßa Vanilson, tamb√©m v√≠tima fatal do atirador. Muito triste haver pessoas capazes de atos de tamanha viol√™ncia e covardia”.

Fonte: G1

Wellington denuncia estar sendo seguido e fotografado por Hilux de placa OJB 2761 de S√£o Lu√≠s…

Por Monica Alves –¬†Na manh√£ desta quinta-feira, 29 o deputado estadual e candidato √† Prefeitura de S√£o Lu√≠s, Wellington do Curso (PP), requereu junto ao Governo do Estado e Presid√™ncia da Assembleia Legislativa, pedido de apura√ß√£o urgente do fato que afirma ‚Äúestar sendo seguido, monitorado e fotografado por um ve√≠culo Hylux preta ‚Äď OJB 2761 (S√£o Lu√≠s)‚ÄĚ.

well1

Wellington ainda solicita que através do ofício protocolado, o secretário de Segurança do Estado e Polícia Federal tome devidas providências.

√Č de suma import√Ęncia que as autoridades tomem atitudes aguerridas diante dos casos que v√™m acontecendo por todo o estado. A exemplo de atentados e mortes a pol√≠ticos, principalmente, durante esse per√≠odo eleitoral.well2

Em tempo

Na tarde de ontem, 28 o ex-prefeito e candidato à prefeitura de Itumbiara, interior de Goiás,  Zé Gomes, foi morto a tiros durante carreata eleitoral. O vice-governador de Goiás, José Eliton (PSDB), que também participava do ato foi baleado na barriga. O advogado da prefeitura de Itumbiara, Célio Rezende, também foi atingido.

“Prefeito que deixou para trabalhar a seis meses da elei√ß√£o n√£o merece seu voto”. Dizia Fl√°vio Dino, sobre Jo√£o Castelo, que perdeu a elei√ß√£o para o atual prefeito de S√£o Lu√≠s, Edivaldo Holanda J√ļnior.¬†ce69198c16e41669e21cc363ed990530

Asfalto eleitoral colocado à pressas por Edivaldo Holanda em ano eleitoral. Vamos ver essa reportagem de seis meses atrás, da Rede Globo na Região Metropolitana de São Luís. Confira no vídeo:

Bom dia Brasil – Na Regi√£o Metropolitana de S√£o Lu√≠s (MA), as ruas t√™m tantos buracos que as empresas de transporte p√ļblico tiveram que mudar o trajeto das rotas. Os passageiros, agora, precisam chegar √† p√© at√© onde os √īnibus n√£o v√£o mais. Tem rua que n√£o d√° nem para passar de bicicleta. O caso foi destaque na edi√ß√£o desta ter√ßa-feira (5) do Bom Dia Brasil, na reportagem de Alex Barbosa, Miguel Lindoso e Jos√© Raimundo.

A vida de quem trabalha no sistema de transporte p√ļblico da capital maranhense n√£o est√° nada f√°cil. Chacoalha demais, e isso quando o √īnibus consegue passar pelas ruas. Um deles ficou entalado em um buraco. E isso j√° tinha acontecido em janeiro deste ano.

A situa√ß√£o est√° t√£o ruim que as empresas est√£o refazendo o trajeto dos √īnibus com rotas menos esburacadas, porque os ve√≠culos estavam quebrando e atrasando demais.

Quinze linhas j√° mudaram o trajeto para fugir da buraqueira. ‚ÄúEnt√£o, fica muito dif√≠cil para a comunidade, porque ao inv√©s do √īnibus ir at√© o ponto final, n√£o est√° acontecendo mais isso por motivo da situa√ß√£o desagrad√°vel das ruas‚ÄĚ, diz Paulo Henrique Silva, da Associa√ß√£o de Usu√°rios de Transporte Coletivo do Maranh√£o. Confira na √≠ntegra aqui:

Juiz da Fazenda P√ļblica mandou arquivar o processo contra o deputado por entender que a √°rea em quest√£o nada tinha a ver com ele, ao contr√°rio do que tentou inventar a m√≠dia alinhada ao prefeito.

Mais uma farsa criada na campanha do prefeito Edivaldo J√ļnior contra seus advers√°rios foi desmascarada hoje pela Justi√ßa.

Wellington do Curso desmontou farsa da campanha de Edivaldo contra ele

Wellington do Curso desmontou farsa da campanha de Edivaldo contra ele

O juiz C√≠cero Dias, da 4¬™ Vara da Fazenda P√ļblica de S√£o Lu√≠s extinguiu a a√ß√£o movida contra Wellington do Curso (PP) por um auxiliar do governador Fl√°vio Dino (PCdoB) ‚Äď que foi tamb√©m secret√°rio do pr√≥prio Edivaldo J√ļnior.

O magistrado chegou a afirmar que a procuradoria, representando o estado,  incluiu Wellington no processo mesmo sabendo que ele já havia apresentado provas de que não tinha a pose do terreno.

O autor [Estado do Maranh√£o], mesmo sabendo que o r√©u sempre alegou n√£o ter praticado esbulho ou deter qualquer poder sobre o im√≥vel objeto da lide, evitou apontar pessoa diversa respons√°vel pelo esbulho denunciado. O r√©u, na realidade, √© parte ileg√≠tima para figurar no p√≥lo passivo da demanda, raz√£o por que acolho a preliminar suscitada e extingo o processo sem resolu√ß√£o de m√©rito‚ÄĚ, afirmou C√≠cero Dias.

A farsa surgiu há três semanas, quando Wellington crescia nas pesquisas e ameaçava a liderança de Edivaldo.

Na √©poca, o procurador-geral do Estado Rodrigo Maia ‚Äď ex-titular do meio Ambiente na gest√£o de Holandinha ‚Äď fez vazar um processo da PGE por suposta invas√£o de terras cometidas por Wellington.

O candidato do PP sempre negou a hist√≥ria ‚Äď e afirmou n√£o ser dono do terreno ‚Äď mas a m√≠dia financiada pela prefeitura e pelo governo Dino recebeu informa√ß√Ķes privilegiadas do procurador para manter a farsa.

Um jornalista chegou a exibir em um programa de TV cópias autenticadas da ação, que Rodrigo Maia disse não saber ponde estava.jeisa11

Somente ontem, ap√≥s ser amea√ßado de pris√£o pelo titular da fazenda P√ļblica, Rodrigo maia decidiu reaparecer com o processo, que foi analisado pelo juiz.

O processo foi arquivado; e mais uma farsa inventada na campanha de Edivaldo J√ļnior foi desmontada‚Ķ(Marco D√©√ßa)

clm

A igreja Catedral de Louvor Maranata do Vinhais, lan√ßou uma campanha de arrecada√ß√£o de brinquedos usados ou em bom estado de conserva√ß√£o, em beneficio das crian√ßas do Projeto √Āgape da escolinha do Maracan√£.

Sua contribui√ß√£o √© de grande import√Ęncia.¬†Contato pelo whatsapp – 98 988237053 – Mauro.

Ao dar sumi√ßo em processo de terreno supostamente invadido, segundo denunciou o deputado Edil√°zio J√ļnior, procurador Rodrigo Maia prejudicou a defesa de Wellington do Curso e infringiu o Artigo 356 do C√≥digo Penalrodigo-maia

O procurador-geral do Estado, Rodrigo Maia, infringiu o Artigo 356 do Código Penal, ao dar sumiço aos autos do processo referente a um terreno supostamente invadido pelo candidato do PP, Wellington do Curso.

A conduta do procurador, que foi secret√°rio do prefeito Edivaldo J√ļnior ‚Äď totalmente prejudicial √† defesa de Wellington ‚Äď √© um crime que pode dar a ele at√© tr√™s anos de deten√ß√£o e multa.

Textualmente, o Artigo 356 diz:

‚Äď Inutilizar, total ou parcialmente, ou deixar de restituir autos, documento ou objetos de valor probat√≥rio, que recebeu na qualidade de advogado ou procurador. Pena: deten√ß√£o de seis meses a 3 anos e multa.

Rodrigo Maia foi o responsável por vazar a informação de que o estado estava processando Wellington do Curso pela suposta invasão de um terreno no Sítio Santa Eulália. ocorre que Wellington apresentou provas de que não era ele o alegado dono das terras, e pediu ao juiz que seu nome fosse retirado do processo.

Mas antes que o juiz da 4¬™ Vara da Fazenda P√ļblica analisasse o pedido do candidato, Rodrigo Maias pediu vistas do processo e nunca mais o devolveu ao cart√≥rio.¬†A informa√ß√£o de que o procurador de Fl√°vio Dino havia perdido os autos foi dada pelo deputado Edil√°zio J√ļnior. (Releia aqui).

E a tendência é que o auxiliar comunista responda pelo crime cometido…

Rodrigo Maia com o chefe comunista Flávio Dino: a serviço de quem? (Marco Déça)

Elei√ß√Ķes v√£o ser decididas no segundo turno…

Para quem pensa que as elei√ß√Ķes ser√£o decididas no pr√≥ximo domingo, no primeiro turno, podem esperar a grande surpresa: vamos ter segundo turno. A periferia dar√° seu recado nas urnas, a popula√ß√£o pobre, que sofre por causa dos maus gestores mostrar√° novamente que n√£o se deixa enganar pelas mentiras dos corruptos transvestidos de her√≥is.

Abaixo, a imagem dos mesmo políticos de sempre, que prometem mudanças, mas, nada fazem pelo povo das periferias.

edivaldo-holanda-junior-joao-castelo

Nota: Edivaldo Holanda participou da gestão de João Castelo, depois pulou do barco naufragando e lançou a candidatura, ganhou a eleição prometendo mudar, mas, nada mudou.

 

Governador comunista √© desmascarado por fac√ß√£o criminosa: “Quem controla as mortes dentro e fora dos pres√≠dios somos n√≥s”.

faccoes

Enquanto governador comunista e membros do governo se revezam em fazer campanha nos 217 munic√≠pios do estado, em ¬†pleno momento eleitoral, quando o Estado deveria promover a seguran√ßa, fac√ß√Ķes se unem e, novamente, ¬†incendeiam √īnibus, d√£o “toque de recolher”, imp√Ķem o terror na cidade. Confira clicando aqui:

Curiosamente, em Imperatriz, a segunda cidade mais importante do Maranhão, esposas de policiais choram pela perseguição do governo, que resolver punir quem votar em candidatos que não seja do grupo comunista.

Abaixo, dois vídeos dessa noite. Toque de recolher e esposa de policial chorando sob opressão comunista:

Fac√ß√Ķes ordenam toque de recolher em S√£o Lu√≠s do Maranh√£o:¬†

 

 Esposa de policial militar chora sob opressão comunista no Maranhão:

Nota: os vídeos foram enviados ao blog pelo whatsapp 98 987074199.

Durante pronunciamento na Tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado estadual J√ļnior Verde (PRB) destacou a agenda pol√≠tica que tem feito em todo o Maranh√£o, percorrendo os munic√≠pios em apoio aos candidatos, e chamou aten√ß√£o especial para a cidade de Maraj√° do Sena, um dos munic√≠pios com o IDH mais baixo do Estado.image-130-640x594

O parlamentar esteve em Marajá do Sena participando de uma reunião com trabalhadores rurais, pescadores e aquicultores, discutindo assuntos ligados à questão produtiva e ao fortalecimento da economia por meio de investimentos na agricultura.

‚ÄúAcredito que seja a reden√ß√£o, o caminho para fortalecer todos os munic√≠pios maranhenses. Mas de forma muito especial, Maraj√° do Sena, local que merece nossos esfor√ßos imediatos. Temos de contribuir com a economia daquele munic√≠pio, onde a quest√£o do desenvolvimento humano precisa de uma aten√ß√£o especial‚ÄĚ, justificou.

Verde ressaltou a luta com rela√ß√£o ao seguro defeso, inclusive por meio de Indica√ß√£o apresentada pelo deputado e encaminhada √† ent√£o presidente Dilma Roussef. Muitos pescadores recebiam esse benef√≠cio e desde o ano passado, deixaram de receber. ‚ÄúOs pescadores devem voltar a receber esse importante benef√≠cio, que vai ajudar a fortalecer a renda familiar. Gra√ßas a um parecer do ministro Barroso, esse direito est√° sendo devolvido a esses trabalhadores‚ÄĚ, anunciou.

Outro investimento que o parlamentar tem buscado √© na √°rea da piscicultura, para produ√ß√£o de alimentos e gera√ß√£o de trabalho e renda, al√©m de uma estrada de acesso ao munic√≠pio. ‚ÄúAproveito para trazer essa demanda de todos aqueles que estavam l√° e que continuam mantendo a esperan√ßa em dias melhores. Desde j√°, conclamo meus pares a fazer proposi√ß√Ķes que levem dignidade √† Maraj√° do Sena‚ÄĚ, concluiu J√ļnior Verde.

1 2 3 4 15