Browsing: Ricardo Santos

São Luís tem mais de 100 mini cracolândias, a tendência é ampliar mais. Juntamente com o aumento do tráfico, sobem os casos de assaltos, mortes, violências…

Os zumbis de São Luís:

Cada vez mais nos deparamos com jovens entorpecidos nas ruas, sob o efeito de drogas pesadas. Como nas cenas do filme “The walking dead”, nossos jovens ludovicenses estão se acabando nas drogas, sem que as pessoas se deem conta que podem ajudar tirá-los do caminho da morte.

Blog destaca o papel das Comunidades Terapêuticas, onde cada um de nós pode ajudar, dar amparo às pessoas marginalizadas do submundo das drogas. Abaixo, fiquem com um trecho da reportagem de O Imparcial que trata sobre o assunto:adolescente2

O importante papel das Comunidades Terapêuticas:

São Instituições privadas, sem fins lucrativos e financiadas, em parte, pelo poder público. Oferecem gratuitamente acolhimento para pessoas com transtornos decorrentes do uso, abuso ou dependência de drogas. São instituições abertas, de adesão exclusivamente voluntária, voltadas a pessoas que desejam e necessitam de um espaço protegido, em ambiente residencial, para auxiliar na recuperação da dependência à droga.

Na região metropolitana de São Luís, existem 18 projetos de prevenção contra as drogas. No município de São José de Ribamar, centenas de dependentes frequentam as oito Comunidades Terapêuticas da cidade. Já em Raposa, existe apenas uma casa. Em Paço do Lumiar, 12 instituições, e em São Luís existem 11 locais para tratamento. Todos registrados. Cada comunidade tem, em média, 20 internos que realizam o tratamento antidrogas.

De acordo com Erisson Souza, ex-dependente químico e coordenador-geral da Rede Maranhão Antidrogas, para manter 20 dependentes em uma casa, custa em média R$ 9 mil. E cada dependente precisa pagar um valor em média de R$ 500. “Muitas vezes, o valor não cabe no bolso da família e o diretor da unidade se comove e interna o paciente, aceitando o que o familiar pode contribuir. Infelizmente, em média, 30% dos internos pagam a Comunidade Terapêutica”, disse Erisson. Erisson ainda conta como saiu do mundo da dependência química.

“Eu vivia em casarões abandonados no Centro Histórico. Minha mãe e minha irmã foram me buscar; eu estava em uma rede onde estava deitado e as ouvi me chamando. De lá, fui para uma Comunidade Terapêutica. Passei 13 anos sendo usuário, hoje, faz quase seis anos que não uso mais e nem tive alguma recaída”, contou Erisson.

Para o ex-dependente, a desobediência é a pior causa que leva uma pessoa ser dependente química.  “A maldição da desobediência é o que mais leva a muitos entrarem no mundo das drogas. Os pais dizem para os filhos não fazerem, e eles fazem, se eu tivesse ouvido os meus pais, não teria entrado neste mundo”, explicou Erisson Souza.

Os valores investidos são para pagar as despesas como água, luz e alimentação. Muitas vezes as comunidades recebem ajuda de vários órgãos, como Ministério Público e Vara de Execuções Penais.

Resultados

– 25% destes usuários atendidos no Caps Ad se encontram em recuperação sem fazer uso de substâncias psicoativas, correspondente à taxa de recuperação.

– 60% diminuíram o uso, apresentando recaídas esporádicas, e continuam em tratamento com melhoras clínicas significativas;

– 15% abandonaram o tratamento na primeira semana;

O diretor do Caps Ad, Marcelo Costa, explica como o dependente pode fazer o tratamento. “O tratamento que disponibilizamos é de forma diária onde o paciente entra às 7h30 e sai às 18h, quando no início na modalidade intensiva. Durante o período, ele participa de oficinas terapêuticas, como artesanato, música (coral), educação física (futebol), pintura, grupos terapêuticos, atividades religiosa de fundo espiritual com parcerias com a comunidade. Também fazem uso de medicações com intuito de reduzir sintomas da abstinência, como ansiolíticos, antidepressivos, antipsicóticos, estabilizadores de humor e outros, assim como também tratar possíveis doenças mentais que acompanhem o quadro de dependência, o que chamamos de comorbidades psiquiátricas”, explicou o diretor.

Fora o Caps Ad, ainda existe a UA Estadual (Unidade de Acolhimento do Estado) que funciona na Cohab ao lado da Igreja Nossa Senhora Perpétuo Socorro, onde tem 15 leitos para internação em regime integral onde o paciente pode ficar de um mês a seis meses, feita para casos mais graves. E ainda existem as fazendas “Esperança” (comunidade terapêutica, que tem tratamento de fundo religioso, onde o paciente passa 12 meses.

As três conveniadas, Coroatá, Caxias e Balsas, funcionam sem custo algum para as famílias, quando o dependente é encaminhado através do caps. Confira a reportagem completa aqui:

Após destruírem a Funac, 21 adolescente infratores fugiram pelo matagal…

A fuga de 21 adolescente infratores do Centro de Juventude Canaã (Funac) no bairro Vinhais, em São Luís, que aconteceu na noite desse domingo (10), já estava ensaiada, era questão de oportunidade. Segundo moradores das proximidades da UPA do Vinhais, o pânico tomou conta do local, onde existem várias lanchonetes, igrejas, e quase não se vê viaturas circulando.

Foto enviada por moradores na hora da fuga pelo whatsapp

Foto enviada pelo whatsapp na hora da fuga 

Esta não foi a primeira e com certeza não será a última. A polícia, segundo relatos, agiu rapidamente chegando ao local, que fica de fundo para um matagal, por onde os infratores se evadiram. Segundo informações enviadas por grupos de whatsapp (fotos e vídeos) no momento da fuga alguns populares que estavam no local se uniram, agindo de forma conjunta, conseguiram impedir  um verdadeiro “arrastão”.

“Vacilo” do monitor: Uma das causas da fuga seria por um “vacilo” de um monitor da Funac, que foi rendido por um dos infratores que pegou suas chaves. Há ainda a informação que funcionários estariam sofrendo ameaças.

Depois do caldo derramado, só falta lamentar…  Daqui pra frente as medidas do governo precisam ser constantes para impedir mais fugas.

Abaixo, fiquem com a nota oficial do governo:

adolescente

O município de Alcântara ganhará um importante reforço no policiamento comunitário e fortalecimento das ações preventivas e ostensivas de segurança pública. A Prefeitura Municipal e a 4ª Companhia do 10º Batalhão da Polícia Militar inaugurarão o Complexo de Segurança Integrado (CSI) nesta terça-feira (12), às 9h, na rodovia MA-106, km 02, localizado entre os bairros Cocó da Ema e Mangueiral, sede do município.41343c39-a9bd-41d2-839d-4bfc0ea3108d

O convite para a solenidade de inauguração é assinado pelo prefeito Domingos Araken e o Comandante do Batalhão de Polícia Militar do Maranhão (10°BPM), Major Osmar Alves. A implantação da 4ª Companhia de Policia Militar ficará sob o comando do Tenente PM Albatênio de Brito Ramos e é vinculada ao 10º Batalhão, responsável pelo policiamento nos municípios de Peri Mirim, Bequimão e Alcântara/Cujupe.

O Complexo de Segurança Integrado (CSI) de Alcântara está sediado entre os Bairros Cocó da Ema e Mangueiral,  Rodovia MA-106, na entrada rodoviária da cidade. Com a inauguração do novo CSI, moradores, turistas e visitantes ganharão mais segurança 24 horas. A população poderá interagir, denunciar e colaborar diretamente no combate a violência e criminalidade por meio do telefone 98 99112 6212.

“A implantação do CSI, o Complexo de Segurança Integrado abrigará a 4ª Companhia do 10º Batalhão da Polícia Militar e os Agentes Municipais de Trânsito e fortalecerá as ações de segurança pública em nosso município, Bequimão e Peri-Mirim”, disse o prefeito Araken. Moradores da sede e povoados de Alcântara parabenizaram o prefeito Araken pelo total empenho e apoio na implantação e funcionamento do CSI.

Entrada do PSB na disputa eleitoral nunca foi segredo… 

Apesar dos “trombeteiros do apocalipse ludovicense” insistirem na “guerra” entre Holanda, Dino e Rocha, os diálogos prosseguirão sadios.8fcdb46a-e427-4e99-b05e-b208f799d230

Se alguém tinha dúvida se o vereador Roberto Rocha Júnior (PSB) pretendia mesmo concorrer à Prefeitura de São Luís, agora não tem mais. É a leitura que fica depois que dois secretários ligados ao PSB deixaram o cargo. Tudo foi acertado em clima cordial entre o prefeito Edivaldo Holanda Júnior e o Roberto Rocha Júnior, em um encontro há cerca de duas semanas, quando o vereador deixou o prefeito à vontade para fazer mudanças nas áreas ocupadas pelo PSB.

Há uma semana o secretário de Agricultura, Aldo Rogério, deixou o cargo para concorrer a vereador com total apoio de Roberto Rocha Júnior, que não pretende ele mesmo disputar uma vaga na Câmara de Vereadores.

A saída do secretário de Meio Ambiente, Marco Aurélio Diniz, também acertada no encontro de semanas atrás marca a intenção definitiva de o PSB ter candidato próprio ao mesmo tempo que demonstra que as portas do diálogo não se fecharam entre o prefeito Edivaldo Holanda Júnior e o senador Roberto Rocha.

No segundo turno, todos vão estar juntos. Tudo combinado…

 Seminário Planeja em São José de Ribamar: participação popular buscando restauração da cidade balneária

O ex-prefeito e pré-candidato a prefeito, Luis Fernando Silva e o vice-governador Carlos Brandão (ambos do PSDB) fizeram a abertura do evento que coletou propostas da comunidade em prol da sede e adjacências.12967390_1591019761216486_8088213495685444664_o

Planeja é um seminário que tem como objetivo a coleta de propostas para a melhoria da qualidade de vida dos ribamarenses e promover o desenvolvimento social e econômico do município com a participação efetiva do cidadão.

Destinada a registros de demandas de toda a região (sede e bairros adjacentes), a primeira edição do Planeja teve mais de 100 propostas anotadas pelos chamados facilitadores, que são técnicos em gestão de diversos eixos de políticas públicas, e que, ao final da série de seis seminários irão dar características técnicas das respectivas demandas para transformá-las em ações efetivas em benefício da cidade.

12932975_1591019737883155_4891471820204478116_n

Participação popular na elaboração de propostas pela restruturação da cidade balneária de São José de Ribamar. 

12983232_1591022357882893_8686142353888212438_o

12967932_1591022347882894_4701823135483658558_o

Durante toda a tarde desta quinta-feira (7), data que remete ao Dia Mundial da Saúde, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) realizou uma audiência pública na Assembleia Legislativa para debater a atual situação da saúde pública no Maranhão e em São Luís, bem como seus retrocessos e avanços.1c906aca-501d-45f2-b360-9bfb1dfafce4

Inicialmente, o deputado Wellington realizou uma dinâmica diferente e fez a composição da mesa prestigiando populares e líderes de movimentos sociais que expressaram suas indignações com a precariedade no sistema de saúde pública em São Luís. Dentre os diversos fatos denunciados, foi relatada a falta de médicos em algumas unidades, problemas no atendimento e na estrutura de hospitais, a humilhação no Centro de Marcação de Consultas, dentre outros fatores que vêm incomodando a população.

Estiveram presentes o secretário adjunto de Estado da Saúde, Arnaldo Garcia; a secretária municipal de Saúde de São Luís, Helena Duailibe; a representante do Ministério Público, Fabíola Moucherek; o defensor público federal, Yuri Costa; o representante do Conselho Estadual de Saúde, Jhonny Sousa; o presidente do Conselho Estadual das Pessoas com Deficiência, Dilson Bessa, além de representantes de diversos movimentos sociais e membros da sociedade civil que sofrem diariamente com o descaso da saúde pública.

Ao fazerem uso da palavra, os espectadores lamentaram a ausência da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa na audiência e externaram, na ocasião, as suas inconformações com a falta de atenção e assistência do poder público ao básico e à dignidade humana. Um dos presentes na audiência, declarou ser necessária urgentemente a adoção de políticas públicas que promovam a qualidade de vida e o bem-estar da população a fim de proporcionar melhorias contínuas no sistema de saúde, que hoje se encontra em estado de calamidade.

Após sete horas de audiência, o deputado Wellington finalizou reafirmando o seu apoio, a sua voz e, mais uma vez, colocando o seu mandato à disposição da saúde pública do Maranhão, das pessoas com deficiência, das minorias e de todos aqueles que se sentem abandonados pelo poder público.

“Sempre tive muita determinação na vida, mesmo com todos os desafios que me trouxeram até aqui. Esta audiência foi um grande aprendizado a todos nós, representantes do povo, pois serviu para nos alertar sobre quanto a nossa saúde pública está padecendo e pedindo socorro. Enquanto cidadão e representante do povo maranhense, reafirmo o meu apoio incondicional a cada um de vocês, que aqui representam parte de uma população decepcionada e revoltada com a humilhação diária a que são submetidos, como é o caso do movimento em defesa dos autistas. Vocês têm na Assembleia um deputado sensível às causas sociais e disposto a lutar incansavelmente pelos direitos de cada um de vocês. A saúde está pedindo socorro em todas as áreas e sentidos. Não podemos nos calar em meio a este desrespeito”, disparou o parlamentar.

Ao final da audiência, foram solicitados vários encaminhamentos, dentre eles:

– Atenção à Lei que prevê a criação do Centro de Referência da Pessoa com Espectro Autista (Indicação 310/2015 de autoria do deputado Wellington);

– Criação de uma ala específica para os autistas no Hospital da Criança;

– Solicitar à secretaria de Saúde que volte a fornecer as latas de leite às mães das crianças com autismo;

– Formular proposta de criação do Protocolo Específico;

– Apurar a denúncia referente à industrialização de macas;

– Propor a implantação do Centro de Referência à saúde dos moradores de rua;

– Reativação da UVZ (Unidade de Vigilância em Zoonoses);

– Providenciar um local para a Oficina Ortopédica e a manutenção das cadeiras de rodas;

– Solicitar, mais uma vez, a acessibilidade e a sinalização adequada para as pessoas com deficiência nas ruas.

Por último, também ficou acertada uma Audiência Pública para discutir sobre a Atenção Básica da saúde municipal, com data ainda a ser definida.

Cúmulo da corrupção: Nem Maluf aguentou Dilma: “O povo brasileiro não aguenta mais tanta corrupção”, disse Maluf…

Antes visto como bandido, ex-governador Paulo Maluf, ganhou status de herói, pelo posicionamento inesperado nas redes sociais. Veja, abaixo, quase 7 mil curtidas:

PP

Depois da debandada do PMDB da base de Dilma, até Maluf, que é visto como um bandido, que, inclusive, teve perfil de “procurado” pela Interpol, disse que não aguentou Dilma.

Maluf diz que “votará a favor do impeachment de Dilma porque não aguenta mais tanta corrupção”.

Depois de se dizer enojado com a negociação de votos do seu partido, o PP, com o Palácio do Planalto e anunciar que estava indefinido sobre o processo do impeachment, o deputado Paulo Maluf (PP) disse que votará a favor do impedimento.

(Informações, UOL, Sensacionalismo)

Picuinhas políticas…

Repercutiu negativamente nos meios jornalísticos um release enviado pela Câmara de São Luís, na manhã desta sexta-feira, 8, rebatendo blogueiro.

Com todo respeito aos colegas, acho que as redações institucionais deveriam se reservar apenas aos informes de relevância à população, que precisa saber dos andamentos da Casa. Essa é minha opinião.

Abaixo, integra do texto publicado em alguns sites:

PP1

Coisa de golpista: Dilma negocia abertamente cargos para não ser impeachmada. Alguém tem um palpite sobre o voto de Waldir Maranhão, contra ou a favor do impeachment?

Pelo jeito vai ser contra o impeachment, com certeza, será outro a dizer que impeachment é golpe. Mas, será que quem acusa golpe, não é golpista?

Balcão de negócios: Rodrigo Passinho passa a comandar a Codevasf

Balcão de negócios: Rodrigo Passinho passa a comandar a Codevasf

Durante vários anos Lula e Dilma vêm tratando com desprestigio os aliados da esquerda no Maranhão, aliás, bom que se diga, que eles têm preferencia pelos corruptos da “direita”. É muito fácil dizer que são aliados, mas, na prática, só contemplaram com cargos federais os aliados de Sarney no Maranhão.

O pior de tudo isso, é que o infeliz desfecho não terminou. Para fazer valer sua palavra, Dilma acabou de entregar um dos cargos federais do Maranhão, a Codevasf, que antes era ocupado por Celso Dias, indicado do deputado Aluízio Mendes com o apoio  de José Sarney, passa a ser ocupado por um indicado do PP, de Waldir Maranhão, vice-presidente da Câmara dos Deputados.

Governando sem ideologia o PT só favoreceu políticos corruptos da “direita”, fato. Tá bom pra você “cumpanheiro”?

Até que enfim, Dilma mexeu nos aliados de Sarney, tirando da presidência da Codevasf o indicado do PMDB. Infelizmente, é desta forma, negociando abertamente cargos públicos, que o PT de Dilma, que se diz vítima de um golpe, governou o Brasil por vários anos.

(Informações retiradas do blog do Martin Varão)

O deputado estadual Wellington do Curso (PP), durante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (7), parabenizou a todos os jornalistas maranhenses pelo Dia do Jornalista, comemorado hoje.IMG-20160407-WA0024

Ao se pronunciar, o parlamentar, que desde o início do seu mandato tem se tornado a “voz” dos comunicadores, relatou o papel deste profissional na construção da democracia e, segundo ele, o jornalista cumpre diariamente o dever social de informar a todos os níveis sociais.

“Dentre todos os formadores de opinião, o jornalista é o formador com maior capacidade de informar e transformar a nossa realidade social através de suas ideias, palavras, opiniões e escritos. Não há democracia sem uma imprensa livre e jornalistas valorizados, pois não há liberdade sem informação”, ressaltou o deputado.

Na ocasião, Wellington, que já realizou duas audiências públicas para discutir sobre os direitos e desafios da classe jornalística, também destacou algumas de suas solicitações em defesa dos profissionais da comunicação, dentre elas a Indicação na qual solicita ao governo do Estado a possibilidade de implantar os cargos de jornalista, radialista e assessor de imprensa no quadro de profissionais do âmbito estadual e a Indicação que encaminhou ao prefeito de São Luís e à Câmara Municipal solicitando a realização de concursos para jornalistas, radialistas e demais profissionais da categoria. O deputado citou, ainda, as solicitações que fez ao prefeito de Imperatriz e à Câmara Municipal do município, nas quais pede a inclusão dos cargos de jornalista, assessor de imprensa, editores e radialistas nos próximos concursos a serem realizados pelas duas instituições.

1 390 391 392 393 394 413