Browsing: Ricardo Santos

Em sessão realizada na tarde da ultima segunda-feira (4) o deputado Zé Inácio falou sobre o modo como os meios de comunicação, que apoiam o golpe, vêm trabalhando a opinião publica sem esclarecer como funciona o sistema de votação do impeachment.e02c7f98-4296-485f-82ca-023fef03d812

“O Governo não precisa ter 171 votos. Claro que se obtiver mais, e o Governo trabalha para isso, nós certamente iremos derrotar o impeachment.”, disse o deputado.

Ele disse ainda que são necessários dois terços dos votos dos 503 deputados para que o processo de Impeachment seja instaurado.

“A oposição precisa ter 342 votos. E isso não está no imaginário popular. Até alguns políticos não tem compreensão disso. Sendo assim se a Oposição obtiver 341 votos e o Governo apenas 10 não haverá impeachment.”, declarou o parlamentar.

Zé Inácio reafirmou ainda sua certeza de que não haverá impeachment. “Estamos vencendo essa batalha. Ao superarmos parte do Judiciário político, superaremos também os políticos golpistas do Congresso. Por isso eu digo o impeachment NÃO PASSARÁ!”, afirmou.

Zé Inácio comentou ainda sua passagem por Fortaleza, Ceará, no ultimo sábado (02), onde participou dos atos a favor da democracia e contra o golpe ao lado do ex-presidente Lula.

“Assim como foi falado e já está repercutindo nacionalmente, muito provavelmente o ex-presidente Lula, a partir desta quinta-feira, assumirá a Casa Civil. E a partir da sua presença no Governo da Presidenta Dilma, tenho certeza de que contribuirá para que o país possa superar a crise política e possamos ter uma governabilidade em favor do Brasil.”, comentou.

Editorial do Estadão

Diante das incertezas provocadas pela grave crise política, econômica e moral que projeta gravíssimas consequências sociais sobre o País, uma coisa é absolutamente certa: do jeito que está não pode continuar. Este governo, inviabilizado por uma presidente da República inábil e inepta, se deslegitimou de facto por decisão da maioria absoluta dos brasileiros e precisa ser afastado o mais rapidamente possível para permitir que se dê início à reconstrução nacional.era-lula-e-Dilma

Num quadro de respeito à ordem constitucional e à estabilidade das instituições democráticas, o caminho para a destituição da presidente da República já está sendo trilhado, com a Câmara dos Deputados prestes a se manifestar sobre a admissibilidade do impeachment. Vencida essa etapa, o processo seguirá para a decisão final do Senado Federal. Sem essa penosa tramitação, dificilmente o País sairá da crise que o consome.

O impeachment não é o único caminho legal para o afastamento da presidente Dilma Rousseff. É apenas o mais óbvio e rápido, uma vez que a hipótese da renúncia – que pouparia tempo, dinheiro e muitos dissabores para todos – está descartada pela teimosia disfarçada de coragem da chefe do Executivo. Existe ainda a possibilidade de que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) venha a cassar a chapa petista que venceu a eleição presidencial de 2014, por fraude eleitoral. Mas esse processo em curso no TSE tende a arrastar¬se por meses, não se excluindo a hipótese de que só chegue a um desfecho dentro de ano ou ano e meio – e isso seria intolerável. O bom senso recomenda o processo de impeachment, portanto, como o melhor caminho. Mas é necessário que se tenha consciência de que o impeachment não é garantia – até porque isso é impossível – de que todo mundo fique feliz da vida com a decisão que venha a ser tomada pelo Congresso. Daí não faltar quem, pelas mais variadas razões – das melhores às piores –, saque do bolso do colete soluções “criativas” para o que já está sendo legal e eficientemente resolvido.

Envolta no manto de aparente “solução ideal” porque seria a “mais democrática”, surgiu recentemente a proposta de eleições gerais antecipadas para a Presidência da República e o Congresso. Para viabilizar essa ideia, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), apresentada pela Presidência da República ou por um terço dos deputados federais ou senadores, teria de ser aprovada, em dois turnos, por três quintos dos parlamentares em cada uma das casas do Congresso. A inviabilidade prática da proposta de realização de eleições antecipadas a curto prazo justifica a desconfiança de que se pode tratar de um recurso para tumultuar ainda mais o ambiente político ou de uma tentativa de evitar a aprovação do impeachment.

Não há boa explicação, por exemplo, para a proposta de promover eleições gerais em outubro, junto com as municipais, apresentada pelo senador peemedebista Valdir Raupp, de Rondônia, sob o argumento de que é “difícil o impeachment passar na Câmara” e “com eleições gerais, as ruas seriam pacificadas”. Raupp prestou um excelente serviço ao PT e comprometeu a sua biografia ao justificar a estranha proposta:

“Temer me ligou há uma semana dizendo: ‘Raupp, eu não quero ser presidente da República em uma situação dessas porque, com ou sem impeachment, isso não vai acabar bem’”. Foi formalmente desmentido pelo vice-¬presidente.

Também Marina Silva, em evento da Rede, defendeu a cassação dos mandatos de Dilma e Temer pelo TSE e a eleição presidencial antecipada. É uma ideia de difícil execução, por uma questão de prazos, mas extremamente atraente para a própria Marina, que surge nas pesquisas de opinião como candidata com maior intenção de voto para a Presidência. São fórmulas engenhosas para resolver um problema complicado. Pena que sejam todas, pelas mais variadas razões, impraticáveis. Mas o remédio para a crise não precisa ser inventado: está na Constituição e se chama impeachment.

Viram a cara de pau do prefeito cupim, tentando jogar a culpa no governador? A resposta veio instantaneamente nas redes sociais!!!FDApós repercussão da reportagem do Rede Globo, mostrando o que esse blog sempre disse aqui, Gil Cutrim tentou sair pela tangente, culpando o governo do estado.

Em nota, a Prefeitura de São José de Ribamar se exime de qualquer responsabilidade e coloca tudo na conta do Governo do Estado: “As ruas mostradas na reportagem já estão cadastradas no programa do Governo do Estado para refazer o asfalto”.

Foto: Flávio Dino e Dom Noleton conseguirão salvar prefeito cupim?

Na foto, Governador olhando sério para gil Cupim durante anuncio do programa estadual Mais Asfalto em Ribamar

Na foto, governador olhando sério para cupim durante anúncio do programa estadual Mais Asfalto em Ribamar…

Como assim, Gil Cutrim?

O senhor, além de pular do barco sarneysista nos 45° do segundo tempo, para “apoiar” Flávio Dino em 2014, agora quer transferir a sua responsabilidade como gestor para o Governo do Estado? Isso é um absurdo!

A cidade a qual o senhor deveria administrar grita por socorro há muito tempo. São José de Ribamar, antes bela, hoje está suja, abandonada, cheia de buracos, lama e tudo de pior que possa existir numa cidade, lugar este que já foi modelo um dia.

É inadmissível que o senhor, enquanto gestor, fique de braços cruzados esperando terminar o mandato, e a cidade se acabando, até porque, não é de hoje que o senhor joga tudo pra cima do Governo.

É não ter vergonha na cara e consideração pelo povo que lhe elegeu. Não é preciso ser mágica para adivinhar que a população conta os dias para o seu mandato acabar, e a sua pessoa ser lembrada como o pior gestor que já passou por ali. (informações retiradas do blog da Cristiana França)

Erisson é um dos principais militantes do movimento Anti-drogas na Grande Ilha. Ribamarense, ele pretende concorrer a uma vaga na Câmara de Vereadores de São José de Ribamar.

Por Fernando Atalaia do Blog ANB

O ativista social e militante da causa anti-drogas na Grande Ilha, Erisson Sousa, um ribamarense afeito ao debate politico na terceira maior cidade do Maranhão, pretende nestas eleições concorrer a uma vaga na Câmara de Vereadores de São José de Ribamar.

Maranhão contra as drogas, Erisson tem o apoio das igrejas evangélicas

Maranhão contra as drogas, Erisson tem o apoio das igrejas evangélicas

Em contato com a reportagem da Agência Baluarte, Sousa anunciou com exclusividade que já é pré-candidato a Vereador e vem se reunindo com dezenas de lideranças locais.

O pré-candidato a Vereador, Erisson Sousa(terceiro à direita): luta contra as drogas em São José de Ribamar, se eleito

‘’Altos do Turu, Miritiua e dezenas de bairros onde temos trabalho realizado contra as drogas, apoiam nossa pré-candidatura. Acredito que é o momento de  renovar a Câmara de Ribamar para podermos salvar nossa cidade do atual abandono que vive hoje’’, frisou Erisson.

Paisagista por formação, Erisson Sousa pertence à Rede Maranhão Contra Drogas, mecanismo social independente com forte atuação no estado. Ele pretende levar a experiência conquistada para São José de Ribamar, se eleito.

‘’Atualmente me dedico exclusivamente à causa que construí. A Rede Maranhão Contra as Drogas é uma realidade no estado. Sou conselheiro municipal antidrogas de São Luís e já solicitei a criação do Conselho em Ribamar. Sou paisagista, mas a luta em questão sempre será minha prioridade. Com a experiência que adquiri ao longo dos anos, pretendo arregimentar ações de combate ao uso das drogas em Ribamar, esta é uma das minhas metas’’, destacou o pré-candidato.

Enquanto isso, Dilma e Lula favorecem o Piauí…

Mesmo tirando o couro dos brasileiros com cargas pesadíssimas de impostos, o Governo Federal alega não ter dinheiro para terminar as rodovias maranhenses.600-anderson_silva060541123-540x350

Nesse ínterim, a presidente Dilma, no vizinho estado do Piauí, anuncia a  liberação de recursos na ordem de $320 milhões de dólares pelo Bird.

O ex-presidente Lula, nem tremeu a cara, outra vez, ao visitar o vizinho estado, demostrando assim, todo seu desprezo, que, aliás, sempre manteve pelo Maranhão, que por vários anos deixou no esquecimento.

Abaixo, fiquem com o desabafo do blogueiro John Cutrim:

Descaso de Dilma com Maranhão é destaque no Jornal Nacional

A chuva dos últimos dias piorou a situação do asfalto na BR-135, no Maranhão. É o único acesso a São Luís. O barulho que se ouve em uma rodovia pode dizer muito sobre ela, como na o que se escuta na BR 135.

Os motoristas não estão bravos por acaso. Coitado daquele que não tem outra opção para chegar a São Luís. É a única via de acesso à cidade, que fica numa ilha.

Em alguns lugares não tem jeito, resta para o motorista apenas escolher qual o buraco que ele acha que é mais raso e passar com o carro. No ponto que fica na entrada de São Luís, o motorista já passou por pelo menos outros cem quilômetros de estrada bem ruim.  A viagem fica difícil.

Tem motorista que leva até cinco horas para percorrer um trecho que normalmente duraria pouco mais de uma hora

A situação é tão séria que a Polícia Rodoviária Federal já chegou a atender, em apenas dois dias, mais de 150 chamadas de motoristas que tiveram problemas por causa da buraqueira.

“[Devido a] um só buraco, tinham dez veículos à noite parados numa fila, todos com pneu estourado por conta de um único buraco. Um policial trocou três pneus no intervalo de duas horas”, relata o policial Antônio Norberto.

E o perigo não é só quebrar. A polícia explica que foi por causa dos buracos que uma dançarina que dirigia na BR foi baleada e morta no fim de março. Como ela teve que reduzir a velocidade, os bandidos se aproximaram, anunciaram o assalto e acabaram atirando nela. Duas pessoas foram presas.

“A gente quer que as autoridades competentes tomem uma providência, porque isso aqui está tirando a vida das pessoas”, reclama uma moradora.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) tem feito pequenos reparos na pista e, para tentar diminuir o perigo, até os moradores tapam alguns buracos por conta própria e cortam o mato na beira da pista.

Mas o som das marretas ainda é bem menor que a barulheira que se ouve a cada buraco.

O Dnit declarou que espera concluir os primeiros reparos na rodovia em até dois meses, e que vai terminar ainda em abril o processo de licitação para recuperar outros trechos.

Link da reportagem do Jornal nacional

 

Por falar em “golpe”, relembre o duro golpe que favoreceu o PMDB de Sarney, com aval do PT.

O trabalhista Jackson lago (PDT), foi derrotado pela oligarquia maranhense com tentáculos em Brasilia. Nós maranhenses nunca nos esqueceremos desse golpe. Este sim, foi um golpe bem orquestrado.

Blog homenageia o governador cassado Jackson Lago, deposto pelas “forças do mal” que aperam, segundo as palavras do nosso governador, “nas caladas da noite”.  Abaixo, um desenho enviado ao facebook pelo cartunista Cordeiro Filho:

homenagem2

Nota: 

Exposição A Vida é Combate na Área Itaqui/Bacanga:

Para lembrar a data, está acontecendo a exposição no período de 04 a 12 de abril, Na sede da ACIB – Av. Vaticano, Quadra 57, Nº 09 – Anjo da Guarda. (Na frente da Praça do Anjo)

Na manhã desta terça-feira (05), o deputado estadual Wellington do Curso (PP) apresentou proposição na Assembleia Legislativa solicitando a limpeza das galerias e intervenções na infra-estrutura em diversas áreas de São Luís e fez referência à Avenida Lourenço Vieira da Silva, especificamente, como exemplo, no trecho referente ao retorno da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). A solicitação, segundo ele, tem por objetivo atenuar o problema de alagamento que tanto compromete a mobilidade urbana.12321440_870459763062763_2282343816911995994_n

Para o deputado Wellington, apesar de alagamentos serem notórios em vários pontos da cidade, citou como referencia a área próxima ao retorno da UEMA, pois nesse trecho já ínfimas são as intervenções feitas até o presente momento.

“Com as chuvas ininterruptas, inúmeros são os transtornos causados à população. Dentre os pontos, vale mencionar os transtornos que são refletidos no trânsito da capital.

Baseando-se em tal contexto, vale mencionar o episódio vivenciado por vários ludovicenses no dia 02 de abril de 2016, no último sábado, ao passarem pelo retorno da UEMA, que estava alagado. Tal alagamento implicou em gigantes congestionamentos, previsíveis, aliás. Além disso, vale destacar os prejuízos financeiros aos que por ali passaram em seus carros particulares.

Frisa-se, assim, que a presente solicitação possui um caráter não apenas formal, mas está embasado em um conteúdo social e, por isso, envolvido em um clamor e anseio popular daqueles que passam diariamente pelo ponto em questão”, afirmou o parlamentar.

Ex-prefeito rememorou várias ações desenvolvidas em favor da Juventude durante os seis anos em que administrou a cidade.

Por Robert LobatoLF_SJR

 O ex-prefeito e presidente da Executiva Municipal do PSDB de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva, participou do 1º Encontro da JPSDB na cidade ribamarense, realizado na tarde desta segunda-feira, dia 04.

O encontro da Juventude tucana, que teve como tema “lugar de jovem é na política”, reuniu membros do partido, jovens de outras agremiações partidárias que militam politicamente, o vice-prefeito Eudes Sampaio, entre outras lideranças de outros partidos.

De acordo com o que revelou o presidente da JPSDB Municipal, Marcos Frazão, o evento ressaltou, essencialmente, o protagonismo juvenil na elaboração de políticas que beneficiem não somente os jovens, mas toda a sociedade.LF_SJR2

“Precisamos reiterar sempre a necessidade da juventude de ter vez e voz e, desta forma, ocupar seus espaços de direito. Temos na pessoa do Luis Fernando a certeza de que nossos jovens viverão dias melhores, com participação e com efetivação das políticas públicas de juventude”, desatacou Frazão.

Em sua fala, Luis Fernando elogiou a iniciativa da Juventude do PSDB e a organização executada pelos jovens tucanos Marcos Frazão, Thiago Prado e Silvan Morão, ressaltou a necessidade de se criar um grande movimento que possa “caracterizar a juventude” de São José de Ribamar e considerou o evento como um passo simbólico para esse projeto.

Luis Fernando relembrou da participação efetiva da juventude na implementação de importantes políticas públicas desenvolvidas durante os seis anos de sua administração, entre 2005 e 2010.

“Precisamos retomar esse envolvimento da juventude ribamarense na elaboração das políticas públicas em benefício dos nossos jovens. E isso não é uma promessa. É um compromisso respaldado por um momento em que já vimos isso acontecer com muita eficácia quando efetivamos várias ações como o Caminhão da Juventude, Casa do Estudante, Programa Municipal de Voluntariado, Casa do Estudante, Projeto Grafite, Curso Pré-Vestibular, Estágio Profissionalizante Remunerado, entre outros, que beneficiaram diretamente a juventude, isso sem falar das quase 15 mil oportunidades de trabalho que criamos nesse período”, rememorou.

Presente no evento, um dos mais conceituados líderes da juventude Estadual do PMDB, o ribamarense Neilson Marques, agradeceu pelo convite e reafirmou a prioridade em sua vida na luta pelas conquistas da juventude.

Ele ressaltou que “por ter a juventude como prioridade e por ser conhecedor de todo o trabalho que o Luis Fernando fez ao longo dos seus seis anos à frente da administração municipal” é que ele se fez presente no encontro e também, por esses motivos, resolveu abraçar a pré-candidatura de Luis Fernando para prefeito de São José de Ribamar.

No Palácio do Planalto o discurso da violência… 

Após Moro, Rede Globo, a bola da vez chama-se, Janaina Paschoal, jovem advogada que está sendo exibida em vídeos nas redes sócias. A “advogada do golpe”, teria “perdido a linha” em discurso na USP.

Ocorre que, num evento do governo, um membro do MST usou as estruturas do governo para fazer ameaças. Nas redes socias pouca gente levou em conta as gravidades mostradas no vídeo sobre o discurso de um líder do MST:

Fiquem com trecho do site Implicante:

MST

Que futura há para uma sociedade corrupta?

Sem futuro, sem escolas, sem educação, faltam referências sadias aos nossos jovens, que estão se perdendo. Nos noticiários várias fileiras de bandidos mirins, usados muitas vezes, por traficantes que lhes confiam a obrigação de vender, entregar, cobrar, e se não pagar, matar…

Como não conseguem enxergar nisso a culpa pela barbárie nossa de cada dia? Ontem nos ônibus, várias vitima de assaltos, são constantes, quase sempre com desfecho fatal. As crianças de hoje não querem estudar, querem assaltar. Parece até que o crime compensa. Alguém já se perguntou se a nossa sociedade corrupta tem referencias boas para nossas crianças?

Nossas crianças não estão vendo em nós, adultos, referências sadias que façam seguir os rumos da justiça, preferem a bandidagem, a corrupção, não são esses nossos valores?

Como num filme de cinema, ser mocinho é feio, bonito é ser bandido. Aliás, acho que nós as obrigamos serem adultos muito cedo, quando as obrigamos votar, sem que possam responder pelas suas atitudes, muitas vezes, atitudes criminosas…

Nos anos 80 cresci ouvindo que “as crianças eram o futuro da nação”, mas, vejo que não houve e nem haverá a menor possibilidade de ter futuro. Que triste constatação. Enquanto isso, nas ruas, desarme-se, não leve carteiras ou celular? Não vale mais apena comprar um celular, aliás, é bom que se diga que por causa de um celular nossas crianças, que não conhecem valores, estão matando.

Vejam abaixo, um jovem estudante vitima de um assaltante mirim:

jovens2

1 381 382 383 384 385 403