Browsing: Ricardo Santos

A mudança prometida por Edivaldo continua sendo uma grande decepção… 

Imposição e submissão palaciana...

Imposição e submissão palaciana…

Antes de tudo quero avisar aos amigos John Cutrim, Clodoaldo Correa e Jeisael Marx, que não compactuei com as ofensas relacionadas aos cargos fantasmas que dizem que ocupam na Assembleia Legislativa. Nunca publiquei uma linha sobre tal assunto.

Se ganham ou deixam de ganhar é problema deles. Só acho que esse não deveria ser o motivo para que os “blogueiros palacianos” ou de paletós, juntarem no mesmo saco de pancadas, o candidato Wellington e seus apoiadores, que é meu caso.

Decepção meu amigo John, é saber que a “mudança” prometida nas campanhas de Edivaldo Júnior, não aconteceu na capital nem no Maranhão inteiro, depois que os comunistas passaram a comandar nossa política.

Infelizmente, para surpresa minha e decepção geral da nação, e de todos que esperavam mudança no Maranhão, não aconteceu no Legislativo estadual, que, aliás, continua sendo comandado pelos braços do Executivo, que da mesma forma que Sarney, Flávio Dino dita as ordens naquele parlamento e, quiçá, nos três poderes constituídos.

Incluindo-se no saco de decepções o quarto poder, lógico.

Decepção foi o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, de forma covarde, ter deixados de comparecer aos debates, e isso, os blogues não terem dado uma linha sequer, cobrando  do prefeito, que é candidato à reeleição, sua justificativa para tamanha falta ao eleitorado ludovicense.

Decepção foi, meu caro John, Fábio Câmara, que foi opositor, que era representante do Clã Sarney na Câmara, ter passado 4 anos metendo pau no prefeito e, no final da sua gestão ter aceitado suas propostas indecentes…

Decepção foi o deputado Braide, com ascendência na oligarquia ter sido aceito pelo governador como seu candidato (laranja) mesmo tendo seu pai com tantos problemas na justiça.

Decepção, meu caro John, é nosso jornalismo ser míope, cego, mudo e surdo para agradar anseios dos patrões, os mesmo de sempre, pois nada mudou ou mudará, pelo menos para melhor. Triste constatação.

Por fim a decepção maior é saber que a política da “mudança” conseguiu separar pessoas quando deveria uni-las.  Um abraço aos amigos John Cutrim, Clodoaldo Correa e Jeisael Marx.

A onda azul toma conta das ruas do Monte Castelo.

14359217_894023960741292_4391067452300940130_n

O candidato Dr. Orlando Oliveira, médico formado pela UFMA e especializado em oftalmologia pela PUC do rio de janeiro, morador antigo do bairro do Monte Castelo, arrastou uma multidão na tarde deste domingo.

Dr. Orlando, que foi vereador de 1992 a 2000, em dois mandatos consecutivos na cidade de Santa Inês-MA, pelo PT, nestas eleições vai concorrer a uma das vagas pelo PHS, na chapa do 11.

Dr. Orlando defende a candidatura majoritária do professor Wellington do Curso a prefeito de São Luís.

dr

dr2

dr1

 

Débitos milionários: Documentos comprovam que Edivaldo contraiu débitos maiores que Castelo.

Castelo mostra dados do Portal da Transparência que  debito deixado era de pouco mais de 300 milhões, e não de um bilhão, como Edivaldo Holanda vive afirmando.castelo

 Um buraco apareceu na gestão de Edivaldo Holanda. O dinheiro sumiu, quase 700 milhões desapareceram. Alguém roubou, então.

Em entrevista à TV Guará, Castelo mostra que não foi dele o rombo deixado. Uma coisa é certa o dinheiro foi roubado, a Prefeitura de São Luís está no vermelho, mesmo assim, contraindo débitos milionários. A verdade tem que aparecer.

 Uma coisa é certa, os comunista querem a máquina da prefeitura para as eleições de 2018, assim, como foi usada nas eleições de 2014.

A verdade do dinheiro que dizem que o ex-prefeito João Castelo roubou. Mas, Castelo provou através de documentos que, quem roubou foi a outra gestão. Um débito milionário apareceu nas contas da prefeitura, dívidas nas alturas, prefeitura no vermelho, além do nível permitido.

E agora, onde está o dinheiro?

 

Os votos que forem registrados ao peemedebista subjudice, no dia 2 de outubro, deverão ser anulados, como aconteceu em 2008.julinho-ficha-suja-ribamar-940x540

A cada dia que passa fica ainda mais confirmada a cassação da candidatura do médico Júlio Matos (PMDB) à prefeitura de São José de Ribamar.

E, repetindo o passado, mais uma vez os votos que forem registrados, no dia 2 de outubro, em favor de Julinho, deverão ser anulados, como aconteceu em 2008, quando ele concorreu na condição de subjudice, não substituindo por outro nome em tempo hábil e frustrando seu eleitor, que desperdiçou seu voto.

Na última quinta-feira 22, o Ministério Público Eleitoral (MPE), votou pelo “desprovimento do recurso” do peemedebista à corte do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão. Ou seja, pela manutenção do indeferimento do registro da candidatura de Julinho, proferida inicialmente pela juíza Tereza Cristina.

Julinho teve sua candidatura indeferida pela Justiça em decorrência de duas contas desaprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), durante sua passagem pela diretoria da Maternidade Benedito Leite.

Além das contas reprovadas, Julinho não se desincompatibilizou no dia 2 de julho, como manda a lei eleitoral, do cargo de médico que exerce no Estado, fato este que também impede sua candidatura, segundo o procurador da República junto ao TRE, Thiago Ferreira de Oliveira.

Apesar do indeferimento do registro de sua candidatura, o peemedebista continua fazendo campanha eleitoral em São José de Ribamar, mesmo na condição de subjudice, mas sem qualquer crença até mesmo do seu reduzido grupo político, que já percebeu que dificilmente o quadro será revertido pela corte eleitoral do TRE. (Atual7)

 

O tempo dos Sarneys passou, mas seu modus operandi continua na “gestão da mudança”.

O Maranhão que deveria mudar, permanece nas mesmas práticas coronelistas. Culpa do (s) Sarney? Do João Castelo? A mudança prometida era apenas detalhes, que nunca são ditos.

Um detalhe, aliás, que  os comunistas não conseguem explicar é que o antes e o depois estão umbilicalmente ligados, inclusive fazendo uso da máquina pública nas eleições que se aproximam. Da mesma forma que Sarney usou e abusou, Flávio Dino e Márcio Jerry, que tanto criticaram, hoje, fazem pior.

 Clic na imagem para ampliar


Clic na imagem para ampliar

Para mostrar diferença, Flávio Dino e Márcio Jerry usam o discurso do “nós e eles”, da mesma forma que fez Lula para denegrir a imagem de FHC por muitos anos. No Maranhão, ninguém pode negar que as emissoras do grupo Sarney e Lobão influenciaram nos resultados das pesquisas eleitorais, basta ver nas publicidades (enganosas) do governo, que omitem que as inaugurações da atual gestão, foram iniciadas pela anterior.

Quem mais ganhou com as emissoras foi o prefeito Edivaldo, para tanto, teve que desembolsar vários milhões, inclusive de outras secretarias para injetar na sua propaganda. Confira no vídeo abaixo  os débitos de Edivaldo: CLIC AQUI:

Alguém tem que levar a cupa, mesmo o prefeito contraindo débitos milionários,  praticando corrupção, usando as emissoras dos Sarneys, a forma de agir dos Sarneys está presente na gestão atual dos comunistas. Mas, isso são detalhes.

Detalhes que os comunistas tentam esconder, mas, todo mundo já sabe…

jerr

Eduardo Braide, uma especie de 5ª via dos comunistas foi desmascarado pelo socialista Marcos Silva do PSTU.

Na noite desta quarta-feira, 22, no debate da TV Guará, o deputado Eduardo Braide, na ausência do prefeito de São Luís,  Edivaldo Holanda, aproveitou para ganhar ibope, descascando mentiras contra os outros candidatos. Braide posou de bom moço, querendo passar no debate que foi um “bom gestor” da Caema (Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão) que até pouco tempo, mesmo depois da saida de Braiide, estava sucateada.

Perguntado no face sobre a gestão de Braide, o socialista Marcos Silva, funcionário da Caema respondeu que é um mentiroso. Confira as palavras de Marcos Silva sobre Eduardo Braide:

Ele está mentido, pois o concurso público que ele se refere foi uma exigência do ministério público, outra mentira dizer que não teve greve em seu período, pois em julho de 2006 foi realizado uma greve em função da Caema não querer conceder a inflação do ano, por fim ele diz que a Caema tem mil funcionários, logo a empresa tem hoje são mais de 2.300 empregados dos quais 1.200 foram convocados somente na época de Jackson já em 2007.

SE ele gosta tanto da Caema PORque se calou no momento que Roseana Sarney entregou os bens da empresa pública para ODEBRECHT?

Ele se beneficiou vou da empresa com suas terceirizadas.

msilva

 

cosmo1Dr. Cosmo Ferraz, recebido por onde passa por eleitores que o admiram como profissional, médico, pai, amigo, irmão. Um ser humano com caráter, dignidade e humildade de valor inestimável.

Eis o representante do povo que vai lutar pelo direito igualitário de fazer cumprir e exercer a cidadania de todos os ludovicenses.

Absurdo, jornalismo maranhense vive seus piores momentos: 

Alguém teve que fazer a denuncia: Emissora do senador Lobão faz politicagem eleitoral em beneficio do governo em pleno momento eleitoral. Problema grave:

Fiquem abaixo com a denuncia do Robert Lobato:caradepau

Sobre no que transformaram o Sistema Difusora de Comunicação

O que até pouco tempo era um sistema de comunicação de verdade e uma empresa séria, foi transformado num aparelho politico com programas desqualificados que não têm compromisso algum com o jornalismo, mas tão somente com os projetos políticos que deram sentido a sua criação.

O Sistema Difusora de Comunicação já teve seus tempos áureos no Maranhão. Trata-se um aglomerado de rádios e tevês espalhado pelo estado que tem uma história de respeito e tradição na imprensa maranhense.

O sistema, no entanto, não foge à regra no Maranhão do que ocorre pelo país afora no que diz respeito aos proprietários de veículos de comunicação serem políticos, e no caso específico da Difusora pertence à família Lobão, cujo patriarca é o senador Edison Lobão.

Ocorre que o Sistema Difusora está arrendado para outro grupo político, ou seja, a família Lobão não tem quaisquer responsabilidades pelo o que ocorre atualmente lá pras bandas do Bacanga e demais localidades onde há uma antena do sistema (Bacabal, Caxias, Pinheiro e Imperatriz).

Quem é o mandachuva atualmente do Sistema Difusora é o deputado federal e presidente estadual do PDT, Weverton Rocha, que reuniu uns dois executivos para criar o que alguns chamam de “Neodifusora”.

O que seria essa Neodifusora?

Bom, da forma como está e funciona, a Neodifusora pode ser definida como um órgão político de comunicação idealizada não apenas para a manutenção do poder dos atuais agentes políticos que governam o Maranhão, mas também criar as bases para eleição de um senador em 2018 qual seja o atual proprietário da Neodifusora. Ele mesmo: Weverton Rocha.

Não é por acaso que a Neodifusora foi criada em pleno ano eleitoral, tal como acontecia quando outrora criava-se jornalecos eleitoreiros em época de campanha e que ao término das eleições perdiam a razão de existir.

Nesse sentido, o que até pouco tempo era um sistema de comunicação de verdade e uma empresa séria, foi transformado num aparelho politico com programas desqualificados que não têm compromisso algum com o jornalismo, mas tão somente com os projetos políticos e partidários que deram sentido a sua criação.

De manhã, tarde e noite é uma esculhambação só. Se houver Justiça Eleitoral, se tiver Ministério Público Eleitoral neste estado, certamente a Neodifusora fecha suas portas antes do término do contrato de arredamento, porque todo recurso público que sustenta tamanha programação de mal gosto será para pagar multas eleitorais. Não há Emap que sustente isso!

Antes de terminar este post, cabe um parêntese para ressaltar que em meio aos agentes políticos disfarçados de profissionais da imprensa que operam o que um dia foi o Sistema Difusora de Comunicação, há jornalistas e radialistas, poucos é verdade, que estão no projeto político-partidário da Neodifusora porque são bons profissionais e apenas defendem os seus. Muito diferente de uns e outros que usam a TV e Rádio para ofender colegas, atacar adversários políticos e fazer campanha eleitoral de forma descarada para candidatos a prefeito em São Luis e demais cidades onde os tentáculos marginais da Neodifusora alcançam.

Neste aspecto, transformaram o Sistema Difusora num covil de vagabundagem.

É triste.

Piada do dia: Prefeito mentiroso e fujão vai ganhar eleição, diz pesquisa da TV de Lobão, paga pelo puxadinho da Pedro II. Pesquisa encomendada pela Difusora de Weverton Rocha e Lobão “faz mágica” para dar vitória a Edivaldo…

Abaixo, a imagem do abandono:

jerry3

Edivaldo abandonou os debates, abandonou a cidade, abandonou o povo de São Luis. Mas a pesquisa encomendada pelo “puxadinho” da Pedro II, diz que vai vencer. Mágica?

1 359 360 361 362 363 451