Browsing: Ricardo Santos

São Luis 2016: “O partido tem uma candidata à prefeitura de São Luís e chama-se Eliziane Gama”, diz porta-voz da Rede em recado expresso a Bira

Robert Lobato – A Rede Sustentabilidade não trabalha com outra hipótese quando o assunto é eleição para a Prefeitura de São Luis.gledson

Segundo o porta-vez estadual do partido, professor Gledson Brito, apenas a deputada federal Eliziane Gama faz parte do projeto político-eleitoral da Rede na eleição majoritária de 2016 na capital. Brito descartou qualquer possibilidade dos “marineiros” trocarem a irmã pelo secretário de Ciência e Tecnologia, Bira do Pindaré (ainda no PSB).

“A Rede no Maranhão tem uma candidata a prefeitura de São Luís e chama-se Eliziane Gama. Não há e nunca houve a menor e mais vaga possibilidade de ser diferente, pois Eliziane faz parte do nosso projeto desde a construção do partido e não há nada sendo feito ou tratado na Rede que nós, do Maranhão, não estejamos sendo protagonistas das conversas, Se alguém, dentro ou fora da Rede Sustentabilidade, fez qualquer gesto ou aceno para o secretário Bira do Pindaré e este nome vier a público, certamente sofrerá sanções partidárias e até expulsão por fazer gesto eleitoral que contradiz a orientação do partido”, assegurou.

Gledson Brito disse ainda que a Rede aprovou, no ano passado, uma moção que deixou claro que os redistas marcharão com Eliziane Gama em qualquer hipótese, mesmo que ela eventualmente tenha que deixar a legenda por questões táticas/estratégicas.

“Aprovamos ano passado uma moção de apoio à Eliziane Gama na plenária da Rede e ela estava no PPS. O documento dizia ‘em qualquer hipótese apoiamos Eliziane’. E o nosso partido tem por princípio respeitar as decisões das instância partidárias, não somos um organismo verticalizado”, afirmou.

As declarações do dirigente redista chegam no momento em que setores da imprensa, notadamente na blogosfera, noticiam que o deputado estadual licenciado Bira do Pindaré pode concorrer a prefeito de São Luis pela Rede.

E assim vai se fechando mais uma possibilidade partidária para o deputado Bira do Pindaré, que acabará tendo que se abrigar no Solidariedade.

Nos porões subterrâneos dos Leões…  

Nos bastidores, comenta-se que o jogo bruto dos Leões é tentar desgastar políticos que representam ameaça eleitoral aos mandatários do Palácio dos Leões. Sabe como é, quem tem o poder manda, que é subserviente, pago, tem que obedecer…

Nos porões subterrâneos dos Leões I

Vários políticos que representam “ameças” eleitorais aos novos donos do poder estão sendo atacados pelo milicia eletrônica vermelha. Interlocutores dos Poderes da Pedro II, dizem que a coisa entrou no nível do pré-sal  (baixo nível).

Cupinzada

Mídia inseticida é como já estão sendo chamados alguns poucos blogs que reproduzem as “maléficas jogatinas políticas” de “Don Bigodin Das Contas” e do prefeito “Cupim Navalha”, que foi um título sugerido pelo meu amigo Kim Lopes, que disse “quando essa espécie de cupim ataca não deixa quase nada dos móveis inteiros, corrói tudo”.

Cupinzada I

Pois é, “mídia inseticida” é uma palavra branda para classificar a ação desses blogueiros e jornalistas, que em vez de melhorar a imagem cupiniana junto à população e potencializar seu capital político, as postagens estão é piorando as coisas.

Na última investida, onde a mídia inseticida inventou factoide contra um vereador, o objetivo foi desastroso. Serviu foi para criar ainda mais resistência dos parlamentares ao prefeito Cupim. Foi um tiro no pé. Ou melhor, “inseticida no olho”, como diz um amigo ribamarense.

Cupinzada II

E por falar em “Don Bigodin das Contas”, a sessão do Tribunal de Contas desta quarta-feira (17), foi aterradora para o patriarca da “Cupinzada Navalhenta. Relator de uma conta do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, ele queria porque queria “condenar” Murad, mas livrar dois outros dois gestores da mesma conta, resultado: foi humilhado pelos outros conselheiros, que não deixaram que a loucura acontecesse.

Vergonha: Jornal da Globo faz vice-prefeito ser empossado…

Acompanhe no vídeo, a reportagem do Jornal da Rede Globo (Bom dia Brasil) desta quinta-feira, 18, mostrando que nosso Maranhão, apesar da “mudança” continua sendo uma vergonha…

 

Como é feita a economia no “governo da mudança”…

Lembram aquela farsa apresentada pelo governador, de que economizou alguns milhões de aluguéis de aeronaves? Mas, descobriu-se depois que, enquanto o governador “economizava em alugueis”, ele e seus secretários estavam usando os helicópteros da polícia para viagens. Quanta hipocrisia!

Vejam essa “economia da mudança”:

Pacientes estão sem receber remédios do governo há quase um ano. A denúncia foi feita no Jornal da Difusora, mostrando que vários portadores do HIV estão desde o ano passado sem receber o remédio para tratamento.

O governo diminui atendimentos nos hospitais da estado, a ordem é cortar tudo para mostrar que economizou.  O problema é que nesses cortes, muita gente fica sem atendimento nos hospitais, sem medicamentos, sem saúde. As filas de ambulâncias não acabaram, os hospitais do Piauí continuam lotados de MARANHENSES. Tem coisa pior que mentir para a população?

Por uma comunicação democrática de verdade:

Apresentador manda recado para jornalistas paus mandados, subservientes do Palácio Leões: “Monte de paus mandados do governo, peçam desculpa à população”:

Vídeo mostra indignação que tomou conta da população. Situação de cidade do interior após assalto que ceifou a vida de uma mãe família.Confira o desabafo do jornalista de uma cidade do interior do Maranhão.

 

Mais barbárie…

Sabe quando a população não aguenta mais ser vítima de assaltos e assassinatos? Quando pega um bandido, sabe o que acontece?

Com a violência tão descontrolada no Maranhão, no geral, sabe aquelas cidades que outrora eram “pacatas”, que não precisavam de policiamento? Continuam sem policiamento…

Entenda na postagem retirada de um blog governista:

dominguete

A Secom (Secretaria de Comunicação) com maior orçamento do governo comunista, que tem à frente o super-secretário, Marcio Jerry, não informa a verdade sobre várias obras recém inauguradas.

Feira Nova do MA, outra obra iniciada por outros governos, "inaugurada" pelos comunistas

Feira Nova do MA, outra obra iniciada por outros governos,que será  “inaugurada” pelos comunistas

Até agora, não se viu, por parte do governo Flávio Dino, nada de grandes projetos que, de fato, venha mudar a realidade do nosso estado. Nesse sentido, o que tem, em termos de ação na gestão comunista, é fruto do governo passado.

Exemplo disso é o conjunto de obras rodoviárias que inclui a pavimentação de grandes estradas que tirarão dezenas de municípios do Maranhão do isolamento. À época, quando o então secretário Luis Fernando deu início às obras, nos mais de 40 municípios beneficiados, os comunistas não poupavam críticas ao então governo. Falavam todo tipo de bobagem.

Hoje o governo Flávio Dino sobrevive praticamente dessas obras, tanto das de pavimentação dessas estradas, quanto do asfaltamento de ruas nas cidades, um programa também iniciado pelo governo passado, além, é claro, de falar mal da falida oligarquia!

Nesta semana, o governo divulgou release falando da pavimentação de mais de 60 km da MA 334, no trecho de Feira Nova a Riachão, no Sul do Estado, praticamente pronta, e de 49 km da MA-138 entre São Pedro dos Crentes a Fortaleza dos Nogueiras.

“Construída na década de 80, a rodovia é conhecida como portal de entrada do Cerrado Maranhense e nunca havia sido asfaltada”, diz o release, que omite, além do período em que a obra começou, por questões óbvias, também esconde que os recursos são provenientes do BNDES, parceria duramente criticada pela oposição de então.

Mas ainda bem que, pelo menos, eles estão dando prosseguimento. Mas custava informar todos os detalhes? Afinal, não se trata de um governo transparente?

Durante um aparte concedido pelo deputado Sousa Neto, no grande expediente da sessão dessa quarta-feira, 17, o deputado Júnior Verde (PRB) cobrou empenho da justiça maranhense sobre a situação da população de Santa Inês, que sofre pela ausência de um gestor público.f7f8845271afdb06f7f7d7c326030798

Verde lembrou que a cidade enfrenta muitos problemas, e que a situação se agravou com a prisão do prefeito Ribamar Alves (PSB), recentemente preso num presídio de São Luís.

“Não se trata apenas de uma questão hoje específica de um gestor que está ali naquela situação, mas se trata do destino de uma população que precisa de uma resposta da justiça e não está em nossas mãos, é claro, se tivesse nos posicionaríamos, claro, pela posse do vice, até porque isso é constitucional”, disse o deputado.

Durante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, em sessão plenária desta quarta-feira, o deputado estadual, Zé Inácio (PT), fez referência a uma liminar, proferida pelo Conselho Nacional do Ministério Público, na última terça-feira (16), que cancela o depoimento do presidente Lula e da primeira-dama, Marisa Letícia, ao Ministério Público.IMG-20150206-WA00591

Na ocasião, o parlamentar repudiou a

decisão do promotor, membro do Ministério Público Paulista, pois, segundo ele, não teria atribuição nem competência para representar ou inquerir o ex-presidente Lula e antecipou seu juízo antes mesmo de ouví-los.

“Utilizo esta tribuna, na manhã de hoje, para fazer referência a uma liminar proferida pelo Conselho Nacional do Ministério Público, que cancelou o depoimento do ex-presidente Lula e da primeira-dama, Marisa. O cancelamento do depoimento foi fruto de uma representação que fundamentou uma possível ofensa do promotor membro do Ministério Público de São Paulo, Cássio Conserino, ao princípio do promotor natural. Ele não tinha atribuição e nem a competência para representar ou inquerir Lula. O que me chama a atenção, é que a decisão do conselheiro atende a uma representação que diz que o Ministério Público faz perseguição ao ex-presidente, o que é claro no momento em que a grande mídia tenta criminalizar o Partido dos Trabalhadores e uma das maiores lideranças políticas do Brasil, além de desqualificar todo o legado que o ex-presidente Lula tem em favor do povo brasileiro, principalmente no exercício da presidência desde 2003”, argumentou.

Para Zé Inácio, Lula governou para que o Brasil pudesse ser uma nação respeitada, não só entre os brasileiros, mas respeitada internacionalmente, o que demonstra essa “perseguição midiática” que acontece país afora contra o petista.

“Eu acredito que se os órgãos e as instituições funcionarem com independência, como vêm funcionando desde 2003, quando o então presidente Lula assumiu a presidência da República, tenho certeza de que a justiça será feita e Lula continuará sendo essa grande liderança respeitada e apta a disputar as eleições de 2018. Não vão derrotar o mito, nem acabar com o sonho, pois a verdade prevalecerá e o nosso presidente Lula continuará sendo o orgulho de todos nós, brasileiros”, declarou Zé Inácio.

Maranhão novamente vergonha nacional, Rede Globo mostra para o Brasil inteiro, caso do prefeito estuprador, que governa sua cidade de dentro dum presidio…

dilms1

O Maranhão mudou? Meus amigos governistas, ex-aliados da oposição ao Sarney, podem até ficar chateados, mas não posso calar diante de tamanha falha, falha aliás, gritante, pois meus amigos blogueiros do paletó, que antes eram severos, hoje, nem tanto, pois nada falaram sobre o assunto. E a vergonha continua…

Se os jornalistas e blogueiros maranhenses se calam, na Assembleia Legislativa, apenas um deputado quis falar, o deputado Sousa Neto, natural de Santa Inês, que fez valer a tribuna da Casa, e fez o correto, denunciou a vergonha do prefeito governar sua cidade de dentro dum presídio.

Outra vez a Assembleia Legislativa se cala diante dos absurdos…

Confira nas suas palavras:

Eu queria, pela primeira vez, usar o Grande Expediente desta Casa com muita honra para poder falar um pouco da minha trajetória, e chegar num momento em que a gente está de uma cidade tão querida, uma cidade tão importante, a Princesa do Vale do Pindaré, está hoje em rede nacional, de uma forma negativa.

 Não queria aqui vir para esta tribuna para fazer uso do Grande Expediente para falar de uma coisa de fato negativa, queria chegar aqui para trazer e falar sobre coisas importantes, mas eu como fui nascido, criado, conheço a realidade de Santa Inês, de perto, tive 36% da votação válida da cidade com mais de 14.400 votos. Hoje, a cidade de Santa Inês encontra-se em um estado deplorável, a cidade está acéfala, primeiro, porque não tem um gestor; segundo, que as leis do município de Santa Inês não são cumpridas. Primeira lei que tem que ser cumprida no município de Santa Inês e tem que ser respeitada, é a Lei Orgânica do Município.

A Lei Orgânica do Município de Santa Inês que eu tenho em mão, ela é completa e traz todos os seus benefícios em prol população, que fala dos vereadores, que fala das competências e principalmente fala da melhor qualidade de vida pelas funções que tem dentro da Lei Orgânica, que é a questão do direito à segurança pública, questão do direito à saúde, à educação, ao saneamento básico, à infraestrutura, à limpeza publica, mas infelizmente hoje a lei orgânica no município não está servindo para absolutamente nada. Como uma cidade tão importante como Santa Inês pode ficar hoje sendo administrada de dentro de um presídio?

A deputada federal Eliziane Gama visitou nesta terça-feira(16) o Centro de Reabilitação Fazenda Canaã que funciona em Iguaíba, Paço do Lumiar. Ela foi recebida pelo ex-deputado Lourival Mendes que apresentou as instalações do local.d11ef393-5afe-4c35-a6cd-cc5c7be550d8

Eliziane que tem forte trabalho na defesa dos direitos humanos e sempre levantou a bandeira de combate às drogas, alertou que o problema das drogas está relacionado ao drama da violência.

Ela lembrou dados da Organização Mundial da Saúde(OMS), que apontam que São Luís é a terceira capital com a maior número de crimes violentos e mesmo apresentando altos índices de violência, não há centros de reabilitação mantidos pelo poder público.

“Se o governo não tiver a sensibilidade de investir nas causas da violência, ela só vai aumentar. Hoje a droga é a principal causa da violência. São Luís tem um dos maiores índices de violência, mas mesmo assim não há centros de reabilitação mantidos pelo poder público”, enfatizou.496ac00a-4309-478a-a594-54203f958d4a

Durante a visita ao centro de reabilitação, Eliziane Gama emocionou-se ao ouvir o depoimento dos internos. Um deles disse à equipe que acompanhou a parlamentar: “Estou lutando para que minha filha me reconheça como pai. A droga me tirou este direito, mas aqui vou me recuperar e conseguir minha família de volta”.

O centro de reabilitação masculino chamado “Fazenda Canaã” foi fundado em 1 de janeiro de 2009. No tratamento, os internos que lutam para se livrar do álcool e das drogas  tem uma rotina de leitura bíblica, oração e trabalho em horta. Eles também recebem assistência de pastor, psicólogo, nutricionista e assistente social.

“Tudo começou com uma experiência na minha família. Criamos este centro mantido hoje em nada do poder público, mas estamos  cuidando de jovens, cuidando de famílias para que não vivam a dor que nós vivemos”, declarou Lourival Mendes.

Martin Varão

O deputado Fábio Braga (PTdoB) prestigiou a 7ª Edição do Carnaval do Lava-Pratos no município de Afonso Cunha. A abertura oficial da festa aconteceu na noite da última sexta (12), na Prainha, em clima de muita animação, promovida por bandas de nível nacional, cerca de 4 mil foliões da cidade e de outros municípios.a682d1c4291f5f1c00df425931b5e50e

O parlamentar estava acompanhado do prefeito José Leane, do deputado Federal Waldir Maranhão, do ex-deputado Sétimo Waquim, vereadores e lideranças. Fábio Braga elogiou a organização do Carnaval Lava-Pratos, agradeceu a todos pelo convite e destacou a atenção da Prefeitura nas manifestações culturais.

Na ocasião, o prefeito José Leane, agradeceu o deputado Fábio Braga pela colaboração para a realização do Carnaval de Lava Pratos 2016 de Afonso Cunha, que ocorreu durante três dias de muita folia: sexta (12), sábado (13) e domingo (14). A população também agradeceu ao deputado, que sempre está presente na cidade e na região.

O deputado falou aos presentes da parceira exitosa do prefeito Leane e o Governo do Estado, e que além das atividades culturais, o município será contemplado com recursos do governo do estado para manutenção do hospital através de uma emenda parlamentar.

A programação começou na sexta-feira, animada pelas bandas Record, Farra do Novinho, Swing do Will e Xé Pop. No sábado a festa foi animada pelo Forró Xique, Forró na Veia, Leo Cachorrão e Monique Pessoa. No Domingo (14), as bandas Zambalada, Léo Becker, Pilera e Fabrícia e Banda, encerrando os três dias de festa.

Como diz o poeta: “É preciso amar a a cidade”

10 fotos falam mais que mil palavras. Abaixo, deixarei as imagens feitas por um poeta anônimo, boêmio ludovicense, que incomodado, com o coração em prantos, registrou os sofrimentos da velha cidade que agoniza em meio às feiuras dos maus-tratos.

20160216182608

Recentemente falei aqui sobre a falta de banheiros públicos nas ruas do Centro Histórico de São Luís, reveja:  

20160216184315

20160216184256

20160216184450

20160216184426

20160216182524

20160216182515

20160216182554

20160216182527

20160216182625

Nota do blog: Da mesma forma que o poeta, solidarizo-me com todos os amantes de nossa bela cidade, só quem ama pode mostrar suas feiuras, só quem ama, mostra, e pede um pouco mais de atenção.

Atenção, Srs. gestores, é preciso amar a cidade!

Em defesa da vida e da família, o deputado estadual Wellington do Curso (PPS) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (16), para reafirmar apoio incondicional às crianças com microcefalia. Para o deputado, a microcefalia, apesar dos exorbitantes índices, ainda é uma novidade, o que faz com que a família e o Poder Público não saibam como agir ao enfrentar novos casos.4918aef4-2bc2-426b-a804-97567c444efb

Ao se pronunciar, o parlamentar mencionou a experiência que teve ao visitar duas famílias que têm crianças com microcefalia e destacou, também, relatos de mães que afirmam não encontrar a sensibilidade e o apoio mínimo do Poder Público.

“Recentemente, tive a experiência de conhecer a luta de duas famílias com histórias e situações financeiras diferentes. Apesar de tantas diferenças, as famílias unem-se pelo drama que vivenciam: ambas tiveram uma criança com microcefalia. Uma situação plenamente ‘nova’ e que, por ser tão nova, caracteriza um desafio ainda maior. De um lado, uma criança de quatro meses com microcefalia, filha de pais médicos; do outro, um bebê de apenas seis meses, do município Santa Helena, que divide um pequeno quarto alugado, localizado no bairro Camboa, com seus outros seis irmãos. Ao acompanhar as mães e ouvi-las, pude perceber que o sentimento que permeia é a instabilidade quanto ao futuro. Elas dizem não saber o que virá e, tampouco, percebem a sensibilidade e apoio por parte do Poder Público. Temos aqui um contexto em que a vida e a sensibilidade dividem um espaço que, infelizmente, está marcado pela negligência, irresponsabilidade e ineficácia de políticas públicas”, lamentou.

Wellington cobrou, ainda, ações por parte do Poder Público e alertou sobre a possibilidade de uma “geração com deficiência”.

“Diante de inúmeros casos de microcefalia, percebemos o nosso despreparo para enfrentar uma novidade negativa, principalmente no que se refere ao direito à saúde e à assistência. As famílias, as mães e o Poder Público não estão preparados para lidar com tais casos. Exemplo disso é o fato de um desses bebês ter nascido em outubro. Lembro-me que apresentamos, em novembro, uma proposição solicitando medidas eficazes por parte do Estado. Como comentário, houve o posicionamento de que ‘não existia motivo para se preocupar com os casos de microcefalia’. Tal comentário, por si só, revela o despreparo em lidar com os casos. Bem sabemos que há o Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia. No entanto, existe uma grande diferença entre o que está no papel e o que é efetivado. Ora, reconhecemos a importância das campanhas publicitárias e de planos, no entanto, campanhas meramente midiáticas não farão diferença alguma na vida das mães e, tampouco, na vida das crianças com microcefalia. Por isso, mais uma vez, solicito ações efetivas por parte do Estado. Precisamos garantir o cumprimento dos direitos das famílias. Estamos diante da possibilidade de um futuro repleto de crianças com deficiência que, caso o Estado permaneça sem medidas efetivas, serão excluídas socialmente. O Maranhão não está preparado e é preciso admitir isso e, então, apresentar medidas que mudem ou garantam algo. Uma campanha midiática em nada influenciará no futuro de nossas crianças”, analisou o deputado.

Ao finalizar o pronunciamento, Wellington ressaltou a proposição, de sua autoria, apresentada no dia 30 de novembro de 2015, que solicitava medidas efetivas por parte do Governo do Estado no combate aos casos de microcefalia e reafirmou o seu posicionamento em defesa da vida e das famílias do Maranhão. O deputado  mencionou, ainda, proposições que serão apresentadas por ele, a exemplo da implantação de um Centro de Assistência às famílias que tenham crianças com microcefalia e, ainda, a realização de um Cadastro Único que sistematize todos os casos de microcefalia no Maranhão.