Monthly Archives: dezembro, 2016

Sinais de gastança: Pra a folia não tem crise?

Sem horizonte para o 2017, o ano termina na capital maranhense ao som de um bloco de rua anunciando o carnaval pelas ruas sujas do Centro Hist√≥rico. Os governos parecem n√£o enfrentar a gravidade da situa√ß√£o e preferem empurrar o problema para frente. “Avante”, ent√£o…

Sem coleta de lixo, hospitais lotados que est√£o sem dipirona e gaze, governo promete gastar o que n√£o tem para “alegrar” o pov√£o.

Abaixo, o carnaval de rua do Maranh√£o, que ter√°, novamente, investimentos para a folia.

Para folia tem dinheiro?

Para folia tem dinheiro?

O Bloco ‚ÄúC. de Asa‚ÄĚ fez seu primeiro cortejo da folia na tarde de domingo pelas ruas da Madre Deus e bairros vizinhos, como Lira, Belira, Codozinho e Goiabal; estreia do bloco sempre √© no dia 25 de dezembro.

Com 20 anos de folia, um dos mais tradicionais blocos do Carnaval de Rua de S√£o Lu√≠s deu a largada para a festa de Momo 2017. Ontem, Dia de Natal, os brincantes do C. de Asa fizeram a festa ao desfilar pelas ruas do centro da capital com sambas de antigos carnavais. A festa, que come√ßou √†s 13h, no Caldeir√£o, na Madre Deus, se estendeu a bairros vizinhos, como Lira, Belira, Codozinho, Maca√ļba e Goiabal. A festa s√≥ terminou ao fim da tarde, no Largo do Caro√ßudo, um dos redutos da folia momesca. (Informa√ß√Ķes e foto: Joel Jacintho)

Em seu √ļltimo discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) prestou homenagens aos vereadores Rose Sales (PMB) e professor Lisboa (PC do B).salada1

Na oportunidade, o deputado solicitou voto de aplausos √† vereadora Rose Sales em virtude dos relevantes servi√ßos prestados a comunidade durante seu brilhante mandato na C√Ęmara de Vereadores, desde o ano 2008.

‚ÄúRose Sales √© uma mulher de coragem, virtuosa, uma mulher que luta pela educa√ß√£o, projetos sociais. Que luta em prol da dignidade humana da popula√ß√£o mais pobre de S√£o Lu√≠s. Uma mulher que valorizou cada voto recebido nas √ļltimas elei√ß√Ķes. Desejamos muito sucesso em sua caminhada, Rose Sales, Deus te aben√ßoe muito mais‚ÄĚ, disse Wellington.

O outro vereador homenageado foi o professor Lisboa. Wellington do Curso pediu voto de aplausos parabenizando o vereador por ter cumprido de forma republicana o seu papel de vereador.

‚ÄúConhe√ßo o amigo vereador e professor Lisboa h√° muito tempo. Homem de car√°ter e que teve intensa atua√ß√£o advocat√≠cia e pol√≠tica, sempre em defesa dos ludovicenses. Pol√≠tico de grande atua√ß√£o na C√Ęmara de Vereadores de S√£o Lu√≠s. Onde teve projetos aprovados de grande import√Ęncia para a popula√ß√£o de S√£o Lu√≠s. Parabenizamos voc√™, professor, pelo brilhante trabalho como vereador na capital‚ÄĚ, concluiu Wellington.

Quem diria, comunistas que criticavam atra√ß√Ķes de governos, noutros carnavais, agora fazem pior….

Os cantores Jorge Aragão e Leci Brandão (Leci é do partido do governador, PCdoB) que vão receber cachês gordos na virada do ano, para cantar para os comunistas, desapareceram do site do governo. Que terá acontecido?

A página do governo com anuncio do show foi apagada após ser denunciada nas redes sociais. No local apenas as palavras em inglês: That page can’t be found (Essa página não pode ser encontrada). Confira abaixo:

pagina-nao-encontrada3

Mordeu a língua, governador?

Mais impostos pra quê, pra pagar farra de viagens em jatinhos?

Os sites e blogues de grande repercuss√£o comprovaram que o “governo de todos”, da “mudan√ßa” n√£o mudou. Diferente daquilo que anuncia no tuiter e facebook, o governador Fl√°vio Dino, gosta mesmo √© de meter a m√£o no dinheiro p√ļblico e gastar a vontade com viagens de jatinhos.

Somente para empresa Heringer, ¬†que √© apontada como uma das “doadoras” para a campanha que elegeu Fl√°vio Dino, em 2014, o governo do estado j√° desembolsou mais de 6 milh√Ķes este ano. Confira clicando na Coluna Esplanada de Bras√≠lia:¬†

Só em 2016 foram pagos R$ 6.816.882,29 pela Segov à Heringer Taxi Aéreo, que passa ao largo da crise com um contrato tão bom no Maranhão. A empresa, vencedora de licitação realizada no ano passado, recebeu em 2015 R$ 2.570.465,09 pelo voos dos comunistas.

O valor total do contrato chega √† casa dos R$ 5,6 milh√Ķes, e foi renovado em mar√ßo deste ano, por mais 12 meses

(Informa√ß√Ķes do blog do Gilberto Leda, Coluna Esplanada).

Comendo as carnes do povo?

Comendo as carnes do povo?

Bastou uma “chuvinha” e foi “merda” para todo lado…

Tudo no “governo da mudan√ßa” parece suscet√≠vel aos meios externos, ¬†neste caso, sobrou coliformes fecais para destruir as afirma√ß√Ķes contundentes do governador Fl√°vio Dino, feitas em excesso aos “advers√°rios” recentemente.

A verdade √© que as praias da Grande Ilha, depois das primeiras chuvas de m√™s de dezembro, levaram coliforme fecais para os n√≠veis acima do tolerante, fazendo cair as m√°scaras e mentiras que ele, o governador “Fl√°vio Dino trabalhou para por fim a polui√ß√£o das praias que por 40 anos estavam polu√≠das”. (O grifo faz parte das mentiras postadas em sua rede particular de blogues).

Curiosamente, Dino sumiu das praias quando foi perguntado se ele ia banhar ans praias "100% limpas"

Curiosamente, Dino sumiu das praias quando foi perguntado se ia banhar nas praias “100% limpas”

Mas a verdade apareceu, e deu “merda”, confira no laudo recente feito pelos laborat√≥rios abaixo, e confira que ap√≥s a “chuvinha” o n√ļmero das prais que foram anunciados irresponsavelmente como 100% pr√≥prias, diminuiram em mais de 50%.

Outra coisa que Dino e seus trombeteiros escondem √© que as obras ETEs (Esta√ß√Ķes de tratamento de esgotos) foram feitas todas no governo passado, portanto, a obra de “despolui√ß√£o” n√£o √© deste governo atual.

Dino e Jerry, mandat√°rios do comunismo tupiniquim, tem tratado todos que n√£o concordam com suas afirma√ß√Ķes( muitas delas j√° desmascaradas) como inimigos. Muitas vezes, os comunistas deixam de lado a boa educa√ß√£o e esquecem que ocupam cargos p√ļblicos e xingam seus “advers√°rios” nas redes sociais. Reveja:

Laudos atualizados mostram que a mentira dos 100% de balneabilidade caiu para 50%. 

Laborat√≥rio Central de Sa√ļde P√ļblica ‚Äď Lacen/MA, de acordo com o Termo de Coopera√ß√£o T√©cnica celebrado entre os referidos √≥rg√£os.

O presente laudo refere-se √† a√ß√£o de monitoramento realizada no per√≠odo de 12/12/2015 a 27/12/2015, integrando a s√©rie de acompanhamento semanal das condi√ß√Ķes de balneabilidade das praias da Ilha do Maranh√£o.

Os resultados qualitativos resultantes dessa etapa do monitoramento s√£o os seguintes:

 

PONTOS       COORDENADAS   LOCALIZAÇÃO       REFERÊNCIA         CONDIÇÃO

P01¬†¬†¬†¬† S 02¬į 30.656‚Äô

W 44¬į 19.676‚Äô

 

Praia da Ponta D‚Äô areia¬†¬†¬†¬† Ao lado do Forte Santo Antonio¬† IMPR√ďPRIO

P1.1¬†¬†¬† S 02¬į 30.016‚Äô

W 44¬į 18.743

 

Praia da Ponta D‚Äô areia¬†¬†¬†¬† Atr√°s do Hotel Praia Mar¬†¬†¬† IMPR√ďPRIO

P1.2¬†¬†¬† S 02¬į 29.866‚Äô

W 44¬į 18.559‚Äô

 

Praia da Ponta D‚Äô areia¬†¬†¬†¬† Atr√°s do Bar do Dod√ī¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† IMPR√ďPRIO

P2¬†¬†¬†¬†¬†¬† S 02¬į 29.396‚Äô

W 44¬į 18.287‚Äô

 

Praia da Ponta D‚Äô areia¬†¬†¬†¬† Em frente a Pra√ßa de Apoio ao Banhista¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† IMPR√ďPRIO

P2.1¬†¬†¬† S 02¬į 29.499‚Äô

W 44¬į 18.424‚Äô

 

Praia da Ponta D‚Äô areia¬†¬†¬†¬† Em frente ao Edif√≠cio Herbene Regadas¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† IMPR√ďPRIO

P2.2¬†¬†¬† S 02¬į 29.498‚Äô

W 44¬į 18.423‚Äô

 

Praia da Ponta D‚Äô areia¬†¬†¬†¬† Em frente ao Hotel Brisa Mar¬†¬†¬†¬†¬†¬† IMPR√ďPRIO

P2.3¬†¬†¬† S 02¬į 29.498‚Äô

W 44¬į 18.049‚Äô

 

Praia de S√£o Marcos¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Em frente aos Bares Do Chef e Marlene‚Äôs¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† IMPR√ďPRIO

P2.4¬†¬†¬† S 02¬į 29.340‚Äô

W 44¬į 17.289‚Äô

 

Praia de S√£o Marcos¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Em frente a Barraca da Marcela¬† IMPR√ďPRIO

P03¬†¬†¬†¬† S 02¬į 29.124‚Äô

W 44¬į 17.049‚Äô

 

Praia de S√£o Marcos¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Em frente ao Agrupamento Batalh√£o do Mar¬†¬† IMPR√ďPRIO

P3.1¬†¬†¬† S 02¬į 29.302‚Äô

W 44¬į 16.833‚Äô

 

Praia de S√£o Marcos¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Em frente ao IPEM e ao Bar Kalamazoo¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† IMPR√ďPRIO

P3.2¬†¬†¬† S 02¬į 29.076‚Äô

W 44¬į 15.815‚Äô

 

Praia de S√£o Marcos¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Foz do Rio Calhau IMPR√ďPRIO

P04¬†¬†¬†¬† S 02¬į 28.557‚Äô

W 44¬į 15.350‚Äô

 

Praia do Calhau¬†¬†¬†¬†¬† √Ä direita da elevat√≥ria II da CAEMA¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† IMPR√ďPRIO

P4.1¬†¬†¬† S 02¬į 29.004‚Äô

W 44¬į 15.261‚Äô

 

Praia do Calhau¬†¬†¬†¬†¬† Em frente a Pousada Tamba√ļ¬†¬†¬†¬† IMPR√ďPRIO

P4.2¬†¬†¬† S 02¬į 29.004‚Äô

W 44¬į 15.261

 

Praia do Calhau¬†¬†¬†¬†¬† Em frente ao Bar Malibu¬†¬†¬† IMPR√ďPRIO

P05¬†¬†¬†¬† S 02¬į28.479‚Äô

W 44¬į14.157‚Äô

 

Praia do Olho d‚Äô√Āgua¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† A direita da Elevat√≥ria Pimenta I¬† IMPR√ďPRIO

P06¬†¬†¬†¬† S 02¬į 28.396‚Äô

W 44¬į 13.335‚Äô

 

Praia do Olho d‚Äô√Āgua¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† √Ä direita da Elevat√≥ria Iemanj√° II IMPR√ďPRIO

P07¬†¬†¬†¬† S 02¬į 28.223‚Äô

W 44¬į12.659‚Äô

 

Praia do Meio¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Em frente ao Bar do Capiau¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† IMPR√ďPRIO

P08¬†¬†¬†¬† S 02¬į28.078‚Äô

W 44¬į 12.303‚Äô

 

Praia do Meio¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Em frente ao Bar da Praia IMPR√ďPRIO

P09¬†¬†¬†¬† S 02¬į 27.847‚Äô

W 44¬į11.734‚Äô

 

Praia do Ara√ßagi¬†¬†¬†¬†¬† Em frente ao Fatima‚Äôs Bar IMPR√ďPRIO

P10¬†¬†¬†¬† S 02¬į 27.813‚Äô

W 44¬į 11.452‚Äô

 

Praia do Ara√ßagi¬†¬†¬†¬†¬† Em frente ao Bar Novo Point¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† IMPR√ďPRIO

P11¬†¬†¬†¬† S 02¬į 27.769‚Äô

W 44¬į 11.245‚Äô

Praia do Ara√ßagi¬†¬†¬†¬†¬† Em frente ao Bar do Isaac IMPR√ďPRIO

O monitoramento obedece aos padr√Ķes fixados na Resolu√ß√£o Conama n¬ļ 274/00, segundo a qual, as √°guas das praias ser√£o consideradas PR√ďPRIAS, quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras, obtidas em cada uma das cinco semanas anteriores, e colhidas no mesmo local, houver no m√°ximo 100Enterococos/100 mL (NMP ‚Äď N√ļmero Mais Prov√°vel). As √°guas das praias ser√£o consideradas IMPR√ďPRIAS, quando n√£o atenderem aos crit√©rios anteriores, ou quando o valor obtido na √ļltima amostragem for superior a 400Enterococos/100 mL (NMP).

Fonte: Portal do governo:

Ataque dos Le√Ķes n√£o poupou nem a fam√≠lia, no caso, o pai (j√° falecido) de um desafeto do governador Fl√°vio Dino…

A ceia de natal do Pal√°cio dos Le√Ķes foi com gosto de fel.

Plant√£o dos Le√Ķes: blogueiro dos Le√Ķes, √°vido pelas ‚Äúcarnes dos pobres‚ÄĚ, ataca novamente desafeto governista em nome da ‚Äúcausa‚ÄĚ comunista.allp

Sem tr√©gua para o natal, ataque governista acerta em cheio ex-governador falecido, que era amigo do presidente Sarney. O ataque promovido por integrante do Pal√°cio dos Le√Ķes, esqueceu de mostrar que, o pai do atual governador, tamb√©m √© amigo do presidente Sarney.

O alto comando comunista parece que novamente ordenou ataques ao agora, desafeto político, senador Roberto Rocha (PSB), durante as 12 badaladas noturnas do gingle bels natalino. Confira toda baixaria na postagem do blog do Robert Lobato:

A humanidade se perdendo por motiva√ß√Ķes ideol√≥gicas.

Os tristes exemplos est√£o diante dos nossos olhos.¬†Ser√° poss√≠vel¬†que ainda n√£o aprenderam que ideologia s√≥ traz guerras e destrui√ß√Ķes? O mundo n√£o precisa de “ideologia” nem”religiosidades”. O Maranh√£o precisa de p√£o.

Neste post, o Maranh√£o sendo “convertido” ao comunismo, o mesmo que iniciando sua “venezualiza√ß√£o”, enquanto o povo sofrido continua precisando de p√£o.

allp

O que seria para unir acabou dividindo, matando e destruindo. ¬†A primavera eg√≠pcia deu origem √† destrui√ß√£o da S√≠ria, neste contexto de liberta√ß√£o, a ideologia comunista aliada √† religiosa, que, por fim, teve o apoio dos radicais do EI (Estado Isl√Ęmico).

Abaixo, o vídeo do antes e depois da guerra que destruiu Allepo:

Nota: A urg√™ncia do Maranh√£o seria tirar o povo da pobreza, mas, ap√≥s subir ao poder, os comunistas esqueceram-se dos pobres e a “urg√™ncia” passou ser pol√≠tica. De como Fl√°vio Dino est√° fazendo a mesma coisa que o “oligarca”, Jos√© Sarney, quando assumiu o poder, prometendo “mudar” o Maranh√£o e deu no que deu.

A urg√™ncia de tirar o povo da pobreza, de trazer solu√ß√Ķes, foi trocada pela implanta√ß√£o da ideologia comunista. A pol√≠tica da esquerda passou ser “urgente” no lugar do p√£o na mesa.

O Maranh√£o, que teve sua ‚Äúprimavera‚ÄĚ, assim como na S√≠ria do ditador Bashar al-Assad, o povo maranhense conseguiu, ¬†enfim, ¬†deportar o Sarney, mas, infelizmente trouxe o v√≠cio da ideologia comunista, que tantas destrui√ß√Ķes fez nas Am√©ricas, e, pelo andar da carruagem, pretende lotear os munic√≠pios com baboseiras ideol√≥gicas como fez na Venezuela, Cuba, etc.

 

Vidas em risco.

Imaginem se equilibrar numa rua de paus e t√°buas podres?paus-1

Viver num fio de madeira, como equilibristas, cada casa de madeira, famílias, crianças, vidas em risco.

Imaginem o banheiro, as necessidades básicas dessas pessoas que vivem na eminência de desabar no mar, caso marés fortes quebrem os paus podres?

Imaginem se os governos deixassem de se bancatear com o dinheiro p√ļblico para dar aten√ß√£o.

Apenas imaginem…

Relatos de minha experiência durante a visita numa das palafitas esquecidas da capital do Maranhão. (Reveja aqui)

paus2

paus-3

1 2 3 4 5 14