“Justiça não pode governar”, recado a Flávio Dino e demais militantes que tentam impedir o presidente via STF…

Justiça não pode governar, adverte desembargador do Espírito Santo em decisão. 

Sábias palavras aplicadas diante de duma pandemia mortal em que militantes tentam tirar, de forma inédita no Brasil, o poder de mando do presidente.

Diário do Poder – Pedro Valls Feu Rosa negou liminar contra o lockdown afirmando que não cabe a juízes administrar por vias indiretas.

Desembargador do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, Pedro Valls Feu Rosa negou ontem liminar contra o lockdown decretado pelo governo estadual, em decisão muito elogiada.

Ele observou, no texto, que o Judiciário não pode adotar decisões que cabem aos governantes: “Aos juízes não cabe administrar por vias indiretas. Gerir a coisa pública através de decisões judiciais. Ou legislar de forma oblíqua”, ensinou. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Feu Rosa deu uma lição de democracia, limites constitucionais e bom senso, algo raro de se ver em decisões do gênero em todo o País.

“Tenho eu, enquanto juiz, condições legais de definir tais medidas? De dizer o que deve e o que não deve ser feito? Não, não as tenho”, disse.

Na semana passada, o governador Renato Casagrande (PSB), ordenou medidas restritivas por duas semanas em todo o Espírito Santo.

4 pensou em ““Justiça não pode governar”, recado a Flávio Dino e demais militantes que tentam impedir o presidente via STF…

  1. Decisão sábia, ensinamento aos governadores, partidos políticos, deputados, inclusive da mais Alta Corte do Brasil que se arvoram no direito supremo de governar o país, condição essa que não fora lhe concedida por eleitor algum.

  2. Verdade o presidente do sua função por causa de pessoas que não estão lutando pelo bm do pais e sim por poder, posição.

Os comentários estão fechados.