Doria: o curinga da oposição…

0

Como assim, Doria?

A carta na manga de Dória poderá jogar novamente governadores contra Bolsonaro.

Neste novo episódio o governador tucano agiu sorrateiramente para pegar o presidente em suas próprias palavras, ou no caso, em sua própria assinatura, que seria um decreto.

Doria – Curinga para ataque político? 

Tão logo o presidente se pronunciou contra seu anúncio, João Doria apareceu nos jornais do Brasil com um decreto assinado pelo próprio presidente, obrigando a população tomar a vacina.

O presidente do Brasil, provocado por ter novamente sua autoridade de presidente arranhada por quem deveria ser parceiro (governadores), Bolsonaro tratou de tomar as rédeas e disse que vacina não vai ser obrigatória.

De posse de um decreto, João Dória, governador de SP, que até pouco tempo era a capital que mais se preocupava em produzir no Brasil, que tomou outros rumos, peitou novamente o presidente. Governador que estava sumido, reapareceu dias atrás, prometendo rigores a todos que não quisessem tomar a vacina da China.

Bolsonaro foi pras redes dizer não; que ninguém seria obrigado.

Com curinga na manga Doria posicionou-se para dar um “Cheque Mate” em Bolsonaro, que desarmou seu candidato a prefeito em SP, e noutros candidatos que jogam contra e torcem para o Brasil cair no buraco.

Não restam dúvidas que o curinga de Doria poderá ser um novo desgaste para Bolsonaro, que ao tomar as rédeas desautorizou a compra das vacinas chinesas, deixando seu ministro da Saúde em saia curta. Doria, se quisesse, poderia evitar desgastes. Ao preferir as lentes das câmeras, e microfones midiáticos, Doria poderia agir como aliado do Brasil, conversando com o presidente, planejando o uso da vacina contra a pandemia do coronavírus.

Tenho a impressão que esse filme já assistimos.

O desenrolar dessa nova crise todos sabemos: governadores e prefeitos com bolsos cheios de dinheiro para a “vachina”.

Aqui no Maranhão, os repasses enviados por Bolsonaro chegaram aos quase 7 bilhões (metade do PIB do estado) ainda assim, o governador comunista acusa o presidente dia e noite de ser o culpado pelas mortes do covid-19.

Novamente outra guerra de forças politicas será travada, roupas sujas lavadas, governadores e prefeitos com aval do STF, para agir contra o presidente, dinheiro liberado pra comprar vacinas a rodo, roubalheiras. Chega de curingas!

Chega logo 2021…

Os comentários estão desativados.