Sessão especial marca homenagem à Campanha da Fraternidade na Assembleia Legislativa

0

Agência Assembleia

Com uma sessão especial realizada na manhã desta quinta-feira (14), a Assembleia Legislativa prestou homenagem à Campanha da Fraternidade 2019, lançada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A homenagem, proposta pelo deputado Zé Inácio (PT), contou com a presença de representantes de diversas paróquias, padres, seminaristas, dirigentes e militantes de entidades e movimentos da Igreja Católica.

Durante a sessão especial, presidida pela deputada Helena Duailibe (Solidariedade), o deputado Zé Inácio elogiou a iniciativa da Igreja de propor, com a Campanha da Fraternidade, um amplo debate que tem o objetivo de estimular a participação em políticas públicas, à luz da palavra de Deus e da doutrina social da Igreja para fortalecer a cidadania e o bem comum.

A Campanha da Fraternidade, neste ano, tem como tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema é “Serás libertado pelo direito e pela justiça (Is 1,27)”. Zé Inácio declarou que, ao abordar esse assunto, “a Igreja quer renovar a consciência levando em consideração que as políticas públicas dizem respeito a toda a sociedade em suas várias dimensões, e que visam assegurar os direitos humanos mais elementares para que cada pessoa tenha condições de viver com dignidade”.

Na cerimônia, o padre Crisantônio da Conceição Silva, coordenador arquidiocesano, representou o arcebispo de São Luís, Dom José Belisário da Silva, e proferiu um discurso salientando que a Campanha da Fraternidade representa uma das maiores iniciativas da Igreja Católica com vistas à evangelização no Brasil.

Em seu pronunciamento, o padre Crisantônio da Conceição Silva agradeceu e parabenizou a Assembleia Legislativa, na pessoa do deputado Zé Inácio, e estendeu suas congratulações a todos os parlamentares pela iniciativa “de especial importância que colabora para a realização da Campanha da Fraternidade, cujo tema é de interesse nacional”.

Missão profética

O padre Luís Carlos Andrade Macedo, coordenador arquidiocesano de São Luís, ressaltou que o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça”, extraído do livro do Profeta Isaias, “ilumina e anima esta campanha, orientando nossas ações”. Ele ainda destacou que, mais uma vez, “a Igreja não pretende oferecer soluções técnicas para problemas sociais nem se deixa guiar por ideologias ou partidos”, mas cumpre sua missão profética nas condições concretas da história, “oferecendo aqui aquilo que tem de mais precioso à luz da fé: a Palavra de Deus, os valores do Evangelho”.

A deputada Helena Duailibe afirmou que a Campanha da Fraternidade pode incentivar a participação pública no processo de elaboração das leis: “Falar de políticas públicas com o cidadão comum é sempre válido e uma atividade que devemos estimular constantemente aqui nesta Casa”, declarou.

Ao final da sessão, o deputado Zé Inácio agradeceu a presença de todos e ressaltou que a campanha visa despertar o senso de justiça social nos cidadãos. Ele destacou que o tema da campanha e o incentivo da participação dos cidadãos são oportunos para o ano atual. “O momento é oportuno porque estamos vendo um desmonte das políticas públicas que foram implantadas, conquistadas, a duras penas, com muita luta e com mortes”, destacou.

A sessão contou também com a presença do juiz Júlio Prazeres, na condição de representante do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), do secretário de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, do secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Nonato Chocolate, além de outras autoridades.

Os comentários estão desativados.