Flávio Dino sendo aplaudido na Bahia, Maranhão entrando na Extrema Pobreza, comunistas vão ao delírio…

2

Palmas para o patrão,mas quem vai pagar por tudo isso?

Flávio Dino adora ser aplaudido pelos seus seguidores. Será que suas viagens para encontros fora do governo são pagas pelos cofres públicos?

Um governador que vive aparecendo em viagens, mas nunca é visto com ministros, nunca visto com o presidente do nosso país. Qual a sua prioridade, afinal?

Imagem do atraso: quais beneficios essas viagens de Flávio Dino trazem para um estado pobre, que entrou na extrema pobreza? Fala sério…

O Maranhão não desenvolveu, as prioridades foram trocadas, quando deveriam priorizar desenvolvimento, preferiram fazer ideologia. Pior para a população que esperava “mudança”, em quatro anos a gestão “ideológica” dos comunistas empobreceu ainda mais o estado.

O primeiro mês do ano de 2019 iniciou sob as chamas de incêndios praticados por facções na capital do Ceará, terminando debaixo de ameaças de boicotes do novo presidente do Brasil, da “resistência” dos governadores do Nordeste, que não esconderam seus apoios a Renan Calheiros e Kátia Abreu.

O mês de fevereiro traz imagens engraçadas, porem cheias de significados tristes para quem esperava que o Maranhão vivesse tempos de “prosperidades”: Flávio Dino piorou o Maranhão, entramos na Extrema Pobreza, o governo ideológico não abriu para o desenvolvimento, pelo contrário, preferiu usar o poder, os cofres públicos para fazer crescer e perpetuar seu grupo político.

Ao lado, dois ícones da esquerda com eternos corações secundaristas, ao que tudo indica, tramando tomar o poder para piorar, ainda mais, o Brasil, como fizeram na Venezuela do tirano Maduro, apoiado pelo PCdoB de Flávio Dino e PSOL, do ex-membro que deu facada em Bolsonaro.

2 respostas para “Flávio Dino sendo aplaudido na Bahia, Maranhão entrando na Extrema Pobreza, comunistas vão ao delírio…”

    • Não é. Na verdade eu era do Partido Comunista, era aliado de Flávio Dino, fiz campanha e votei nele em 2014. Como vês, não deixei de cobrar a mudança e nem cobrar a verdade.