Deu no JP: Vereadores revoltados com o resultado das últimas eleições estaduais, resolvem se vingar do povo ribamarense…

Nas eleições deste ano, o governador Flavio Dino, os senadores Weverton Rocha e Eliziane Gama, além de deputados federais e estaduais do grupo do governador e do prefeito Luis Fernando obtiveram a maioria esmagadora dos votos em São José de Ribamar.

Não demorou muito para que um grupo de nove vereadores (veja a lista na foto acima), apoiadores da candidata derrotada, Roseana Sarney, dos senadores derrotados, Edison Lobão e Sarney Filho e de outros candidatos do clã Sarney, se vingassem de forma baixa e sorrateira dos eleitores ribamarenses e, por consequência, de todos os bairros que formam o Município, sobretudo os mais carentes de obras de pavimentação e outras infraestruturas.

Sob a influência de um confuso e mal redigido parecer do vereador Nonato Lima, o relator da Comissão de Constituição e Justiça do legislativo municipal, um grupo de nove veadores tirou a máscara que os encobria desde a eleição de 2016 e votaram contra um projeto da Prefeitura Municipal de São José de Ribamar, que beneficiaria com 60 quilômetros quase a totalidade dos bairros mais carentes de infraestrutura, a exemplo do São Raimundo, Vila São José, Vila Julinho, São José dos Índios, Piçarreira, Quinta, Cidade Alta, Matinha, J. Câmara, Mata, Jardim Tropical, toda Região das Vilas, a Região do Cohatrac V, a região do Parque Viória, o Parque Araçagy, Cidades e Fruteiras, o Parque Jair e dezenas de outros dos 113 bairros ribamarenses.

A propósito, é importante lembrar que vereador Nonato Lima, autor do malfadado parecer, que traiu os eleitores ribamarenses, coordenou em São José de Ribamar um grupo de edis apoiadores das campanhas do ex-prefeito Gil Cutrim e do seu irmão, Glalbert Cutrim, que obtiveram votações vergonhosas no município, sobretudo o segundo, cuja votação foi inferior a mil votos, de um total de 100 mil eleitores da cidade.

A rejeição do projeto, influenciada pelo relator vereador Nonato Lima, tem conotação totalmente política, pois no texto ele mesmo afirma que o projeto é constitucional, mas mesmo assim rejeitou.

Num Brasil de tantas atuais mudanças desejadas pelos brasileiros é preciso que o povo ribamarense, especialmente os seus eleitores e, mais ainda, aqueles que moram em bairros não dotados de infraestrutura, registrem na memória os nomes e as caras daqueles falsos representantes que, a exemplo dos tais nove vereadores, prometeram trabalhar em benefício do povo, porém para obedecer ordens de um chefe descompromissado com a cidade e seus munícipes, votaram contra um projeto que representaria a mudança da qualidade de vida de milhares e milhares de ribamarenses e suas famílias.

2020 está chegando e haverá novas eleições. É pagar pra ver!

2 pensou em “Deu no JP: Vereadores revoltados com o resultado das últimas eleições estaduais, resolvem se vingar do povo ribamarense…

  1. Se for para fazer um serviço bosta, que no período chuvoso a água leva tudo, os vereadores fizeram o certo, afinal 60 milhões é muito dinheiro.

    • Não se trata disso, obras estão sendo feitas como nunca, aliás, durante 4 anos anos da gestão cupim foram feitas. É isso.

Os comentários estão fechados.