Browsing: Ricardo Santos

Senador tucano foi pessoalmente nas palafitas avisar que os apartamentos serão dados por Bolsonaro e não por Flávio Dino.

Outra obra feita pelo governo federal vai ser entregue pelo governador Flávio Dino e seus manudos, pré-candidatos a prefeito pelo “consórcio comunista”.

Antes disso, o senador Roberto Rocha do PSDB, foi pessoalmente visitar os palafitados e dizer que os prédios construídos pelo presidente do Brasil já podem ser entregues pelo governador de gogó, que desde que assumiu o governo do Maranhão, tem se apossado de obras dos outros.

Os apartamentos feitos pelo governo federal estava sendo ocupada por moradores, segundo denúncias, aliados dos partidos que orbitam ao redor do comunista.

Confira abaixo:

Senador tucano foi pessoalmente nas palafitas avisar que os apartamentos serão dados por Bolsonaro e não por Flávio Dino.

 

Gazeta do Brasil

O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta terça-feira (28), os governadores e prefeitos que mantêm as atividades econômicas de seus Estados fechadas. Desta vez foi direcionada ao governador comunista do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

O presidente Jair Bolsonaro acompanhou, da área externa do Palácio do Planalto, em Brasília, a manifestação de apoiadores de seu governo, que está sendo realizada neste domingo (15) na capital federal e em outras cidades do país.

Governador comunista pede que Bolsonaro lidere “Pacto Nacional Pelo Emprego”

“Tem governador agora que quer que eu faça um pacto pelo emprego. Mas ele continua com o Estado dele fechado”, afirmou a apoiadores em referência ao ofício encaminhado por Flávio Dino na segunda-feira (27).

O governador do PCdoB pediu que o presidente Jair Bolsonaro lidere um encontro com os representantes dos Estados, presidentes de confederações empresariais e centrais sindicais para a criação de um “Pacto Nacional pelo Emprego”.

Tá vendo aí como fazem com o dinheiro público?

Sabem aquele “consórcio” de governadores que sumiram com dinheiro do covid-19?

Querem jogar a culpa do covid-19 no Bolsonaro e ainda querem que pague as contas.

A medida parece não ter fim quando o negócio é com o dinheiro dos outros.

Desta feita, depois de gastarem tudo, lotarem os cargos públicos com “aliados” esquerdistas, promoverem lockdow e os cambaus, Dino e Jerry, ao que parece, estão tentando jogar para Bolsonaro a conta da irresponsabilidade comunista.

Mas parece que não está sendo fácil, a própria população mandou recados para a dupla dinâmica do comunismo de oba-oba, como visto recentemente em épocas de eleições, gastando tudo.

Uma hora o fundo do poço aparece.

Mas quem vai pagar pelos prejuízos?

Adivinhem…

Confira na imagem do dia:

 

Terra Brasil Notícias

Quem diria?!: Partido Democrata teme que família Bolsonaro desequilibre eleição americana em favor de Trump.

Nova imagem do Brasil sendo bem vista no exterior…

O Brasil passa por uma transformação radical na sua popularidade, desde o início do governo do presidente Jair Bolsonaro. A saída de um esquecimento internacional, para um nome constante entre debates pelo mundo, é um dos fatores que recoloca o país de volta na prateleira de cima, coisa que em governos anteriores, parecia ser inviável.

A representatividade da família Bolsonaro tomou forma e virou assunto até mesmo nas eleições para presidente dos Estados Unidos. Apoiadores de Trump, a família tem incomodado o partido Democrata, que possui a influência maior sobre o parlamento do país Norte-Americano.

A situação fez com que o presidente do Comitê de Relações Internacionais da Câmara dos EUA, Eliot Engel, publicasse nas redes sociais do Comitê uma nota pedindo que a família não participasse das eleições no país.

Isto solidifica a imagem da proporção que Bolsonaro conquistou internacionalmente. O caminho seguido pelo presidente é rumo às grandes potências, como China, Rússia, Alemanha e até mesmo os Estados Unidos.

O Supremo Tribunal Federal (STF) arquivou a abertura de inquéritos com base no acordo de delação premiada do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (MDB), com a Polícia Federal.

STF arquiva inquéritos abertos contra ministros do TCU e STJ na delação de Cabral

O pedido sumário de arquivamento foi feito pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, em abril. Entre abril e junho, o presidente do STF, Dias Toffoli, determinou os arquivamentos de três inquéritos que iriam investigar ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Tribunal de Contas da União (TCU).

Outros nove inquéritos, também abertos a partir da delação de Cabral, e que envolvem parlamentares e outras autoridades com foro no Supremo, estão na mão de Toffoli para decisão.

Sobre esses, Aras ainda não se manifestou pelo arquivamento.

A decisão de Toffoli pelos três arquivamentos é oposta ao entendimento do ministro Edson Fachin, que, em fevereiro, homologou a delação de Cabral e autorizou que a Polícia Federal conduzisse 12 inquéritos no STF para apurar as acusações feitas por ele contra autoridades com foro privilegiado.

Na ocasião, Fachin enviou as investigações para que o presidente do STF distribuísse para o sorteio de um relator, que passaria a acompanhar o trabalho da PF.  Mas Toffoli enviou os relatórios da PF com os conteúdos da delação para a PGR se manifestar. Em seu parecer, Aras afirmou que não existiam “indícios mínimos para a abertura das investigações”.

Apesar da decisão do arquivamento do STF, o acordo da deleção premiada entre Cabral e a PF permanece. Caso Cabral apresente fatos novos, eles podem ser desarquivados. Enquanto isso, a PF segue aguardando decisão do STF para saber se os outros nove inquéritos terão futuro.

Entre o que foi estabelecido com a PF, Cabral se comprometeu, para ter acesso à benefícios, como a redução de pena, a devolver R$ 380 milhões recebidos por meio de propina quando era governador. No entanto, a PF não decidiu, no momento da assinatura do acordo, quais benefícios seriam concedidos ao ex-governador do Rio. Assim como todo o conteúdo da delação, o acordo também está em segredo de Justiça.

Procurado, o advogado Marcio Del’Ambert, que defende Cabral, optou por não se manifestar.

Créditos: CNN Brasil

Depois que a estatal elétrica do Maranhão, a Cemar – companhia energética do Maranhão, foi vendida, esperava-se que sua qualidade fosse, enfim, melhorar, mas não.

Apesar da qualidade péssima, a conta chega duas vezes por mês, quinzenalmente, e com cobranças abusivas, sem que nada ou ninguém saia em socorro da população sempre explorada.

Abaixo, relato de um internauta que enviou sua conta nas redes sociais.

“Cruz credo, nem Sarney que era ditador, fez tanto mal pra população!”


Absurdo. Olha o valor só ICMS que o governo comunista cobra na conta de energia! Essa que é a democracia de Flávio Dino?  Aumentar impostos é ser democrático? Vai pra PQP!

A Polícia Federal está cumprindo nesta segunda-feira (27) mandado de busca e apreensão na residência do governador Wellington Dias, petista do Piauí.

É a Operação Topique. Paralelamente, em Brasília, o gabinete da deputada federal Rejane Dias, esposa do governador, também é alvo de busca e apreensão.

O STF, desta feita, permitiu.

A juiz Rosa Weber, ao contrário de Dias Toffoli no caso José Serra, autorizou que o juiz de primeira instância determinasse a coleta de documentos e informações na Câmara.

A mulher do governador assumiu por diversas vezes a Secretaria de Educação do Piauí, no período em que vigorou mais este esquema de corrupção petista. Ao todo, estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão. As ordens foram expedidas pela Justiça Federal no Piauí.

Isso é o PT…

Incorrigível. (Jornal da Cidade Online)

Por falar em genocídio…

Em plena pandemia do Covid-19, os derrotados das eleições de 2018 continuam criando crises politicas no Brasil para tentarem impedir os avanços da população brasileira. São capazes de tudo.

Recentemente a PF bateu nalgumas secretarias, teve dinheiro que sumiu, gente que foi suicidada, dinheiro de respirador sumiu, parece que tem confusão grande vindo por aí.

No Maranhão a situação é bem pior que no restante do Brasil, aqui a roubalheira faz de pobres coitados, multi-milionários, enquanto a população continua sofrendo sem direitos básicos, como saúde, água e esgotos tratados, remédios, etc.

O pior que ainda se dizem, através das inúmeras emissoras, que são “revolucionários”. Recentemente um médico do principal hospital público de São Luís falou tudo sobre o verdadeiro “genocídio” praticado no Maranhão.

Basta ver na capital do estado mais atrasado do Brasil, São Luís, a situação caótica dos hospitais públicos, vejam os corredores dos socorrões de São Luís, capital do Maranhão. Clic aqui e veja o relato de um médico sobre os hospitais sucateados.

Mas foi o PDT de Weverton Rocha e Edivaldo Holanda, que agora tenta acusar o presidente Bolsonaro de ser culpado pelas mortes do covid-19.

Qual político do PDT tem moral para acusar alguém de crime?

“Ressoa inconteste que as falas irresponsáveis proferidas pelo presidente da República, sobre o novo coronavírus, influenciam o comportamento dos cidadãos para o descumprimento das medidas necessárias ao combate do Covid-19”, diz trecho da denúncia feita pelo PDT, que não quis identificar seu autor.

Esgotos in natura, lançados nas ruas, rios e mares, são as causas de inúmeras doenças. Quem acusa de genocídio foi quem votou contra o marco regulatório dos esgotos…

Os mesmo derrotado de 2018, turma de Haddad do PT, Carlos Lupi, Ciro Gomes e Weverton Rocha, que mamam nas tetas das prefeituras e governos dominados pela esquerda assassina, que tem uma corte suprema constituída de membros apontados a dedos pelo PT de Haddad, derrotado em 2018.

Abaixo, as fotos dos hospitais duma capital dominada há décadas pelo PDT que tenta acusar outros de suas práticas:

Alô, Tribunal de Haia, venham ver os corredores dos hospitais do Maranhão.

 

 

Domingo sangrento:

Como diria Bono Vox, cantor da banda U2: Sunday Bloody Sunday. Tiraram Rubinho e Wellington, inflaram o Duarte Júnior e o Neto Evangelista, Pedro Fernandes se calou.

O Silêncio do presidente do PTB no Maranhão, Pedro Lucas Fernandes.

Flávio Dino xinga deputado da base governista do Maranhão. Além de Pedro Fernandes, faz parte do PTB no Maranhão a deputada estadual Mical Damasceno da Igreja Assembléia de Deus, frequentada por Flávio Dino em tempos de eleição.

O Palácio dos Leões partiu com tudo para sobreviver politicamente na capital do Maranhão, desta vez chutaram o secretário Rubens Júinior do PCdoB, para escanteio, inflaram o Duarte Junior como o preferido do “consórcio”.

A pesquisa palaciana, com digitais do ainda “super” secretario com tentáculos de Brasília, seguindo o mesmo escript leonino de 2016, com seu consórcio contra Edurdo Braide.

Desta vez, o menudo não será do PDT, como fizeram com Edivaldo Holanda Jr, o nome da vez será mesmo o Duarte Júnior, que apareceu na frente do inexpressivos Neto Evangelista, que por puro milagre jotapêniano, aparece na frente de Wellington do Curso, que foi o terceiro colocado nas eleições de 2016. Aí tem coisa.

Não se iludam, o “menudo” Neto Evangelista será o nome do PDT-PCdoB.

Pior que o escript palaciano, foi a lapada de Flávio Dino, no aliado PTB, do menudo Pedro Lucas Fernandes, que engoliu seco, e ficou caladinho vendo o líder de seu partido, Roberto Jefferson sendo destratado.

Os xingamentos de Dino, deste feita, não foram apenas ao presidente Bolsonaro, mas ao líder do partido que compõe sua base no Maranhão, presedido pelo deputado Pedro Lucas, que calado está, calado ficou.

O Silêncio do presidente do PTB no Maranhão, Pedro Lucas Fernandes, vendo Flávio Dino xingar o presidente do seu partido, Roberto Jefferson, de criminoso por um ex-juiz sem moral para acusar ou xingar quem quer que seja, pois vive defendendo criminosos do PT, que acha normal o ex-presidente Lula está solto depois de tantos crimes cometidos.

Alô, Roberto Jefferson, no Maranhão o PTB não defende sua liderança:

O Deputado Aluísio Mendes (PSC), recebeu em seu gabinete em São Luís, o pré-candidato a prefeito de Barreirinhas Léo Costa, juntamente com uma comitiva de lideranças políticas do município dos Lençóis Maranhenses.

A visita do então pré-candidato ao executivo barreirinhense foi para convidar o legislador federal para uma visita a cidade.

Léo Costa também aproveitou para elogiar o desempenho do parlamentar como um verdadeiro articulador em busca do desenvolvimento dos municípios e disse que quer essa parceria para sua gestão se eleito for.

“É com muita satisfação que estou aqui no gabinete do Deputado Aluísio Mendes, a aliança do deputado Aluísio Mendes com Urbano Santos, mudou o município e é essa essa aliança que estamos correndo atrás, vamos conseguir, para transformar Barreirinhas”. Afirmou Léo

Léo Costa ainda falou sobre a visita do deputado no próximo domingo 2 de Agosto na cidade de Barreirinhas.

“Deputado Aluísio o senhor vai ser recebido com honra de chefe de estado em nosso município”, disse Léo Costa

Aluísio Mendes foi enfático em reconhecer o potencial de Barreirinhas  e firmou o compromisso, que, Léo sendo eleito irá fazer de tudo para que a cidade se desenvolva.

“É prazer está aqui com você e todo seu grupo político e dizer que aqui você sai com um compromisso com o deputado Aluísio Mendes de fazer o que faz em Urbano Santos, fazer em Barreirinhas. Barreirinhas é a 2ª maior cidade com potencial de crescimento do Maranhão, tenho certeza que na sua gestão e com meu apoio fundamental, recuperando as estradas vicinais, iluminação pública  e a estrutura da cidade que é belíssima, nós faremos a melhor gestão que Barreirinhas já viu. Conte com o Deputado Aluísio Mendes, conte comigo em sua campanha e principalmente durante sua gestão”. Enfatizou o Deputado.

1 2 3 4 5 570