Petrobras baixou novamente os preços dos combustíveis, a questão é: no Maranhão ficarão mais baratos?

0

Até quando o comunismo vai nos roubar? O tempo dos petistas e da política de exploração acabou, mas ainda tem estados que os defensores da corrupção governam com mãos de ferro.

A Petrobras baixou novamente o preço da gasolina, mas, será que o comunista Flávio Dino, que já aumentou abusivamente a carga de impostos no empobrecido Maranhão vai repassar aos contribuintes explorados que não aguentam mais serem prejudicados?

O Brasil precisa urgente das reformas.

Vale lembrar que na gestão do Lula do PT todos os esforços do brasileiro, que pagaram impostos altíssimos, foram enviados como obras para países de ditaduras comunistas.

Preço da gasolina será reduzido em 4% nas refinarias nesta sexta-feira, segundo anúncio da Petrobras

As informações são da Agência Brasil.

A Petrobras anunciou que a gasolina terá uma redução de 4%, a partir desta sexta-feira (31), nas distribuidoras. De acordo com a companhia, “com a redução de 4% (ou R$ -0,07 por litro), o preço médio da gasolina da Petrobras para as distribuidoras passou a ser de R$ 1,65 por litro”. No acumulado do ano, a redução do preço é de 13,8%.

A companhia informou  também que o preço do diesel (S10 e S500) não sofrerá alteração no preço nas distribuidoras.  O diesel, no acumulado do ano, teve uma redução do preço de -21,5%.

O último reajuste da Petrobras ocorreu no dia 17 de julho, quando a empresa aumentou em 6%, na média, o preço do litro do diesel e da gasolina em 4%.

Os preços são referentes ao valor vendido para as distribuidoras a partir das refinarias. O valor final ao motorista depende do mercado, já que cada posto tem sua própria política de preços, sobre os quais incidem impostos, custos operacionais e de mão de obra.

Reajustes – Desde o início do ano, a gasolina já teve 23 reajustes, sendo que 10 foram aumentos e 13 deles, reduções nos preços para as distribuidoras. No caso do diesel, foram 17 reajustes, sem que seis deles  aumentos de preço e 11 deles redução no preço nas distribuidoras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.