Em entrevista na Mais FM, vereador Sá Marque critica prefeito de São Luís e seus secretários e diz que direitos dos trabalhadores municipais de São Luís não são garantidos…

0

Sá Marques diz que o direito dos trabalhadores municipais de São Luís não são garantidos.

O vereador Professor Sá Marques (Podemos) teceu duras críticas ao prefeito Edivaldo Holanda e seus secretários municipais que estariam agindo “fora da legalidade”.

O vereador afirmou que continuará cobrando o secretário de Educação Moacyr Feitosa, pela nomeação dos aprovados no concurso do município. Segundo Sá Marques, o secretário de Educação, Moacyr Feitosa compactuou com a“ilegalidade.

“Manter-se na ilegalidade é estar na ilegalidade”, ora, dizer que não cometeu ilegalidades alegando que quando chegou na secretaria de Educação já tinha encontrado a ilegalidade e nada fazer para mudar, é se manter na ilegalidade”, disse Sá Marques.

Sobre a Saúde municipal, Sá Marques criticou a falta de pagamento do abono e aumento de insalubridade aos funcionários da saúde durante enfrentamento do covid-19, e denunciou perseguição de funcionários e uso de materiais que não seriam apropriadas para conter o contágio.

“Recebi várias denúncia que funcionários da saúde contra o então secretário Lula Fylho, que eram obrigados a ficar calados sobre as perseguições contra funcionários e dirigentes de unidades de saúdes, sobre o caos instalado no município”, além das máscaras descartáveis estão sendo usadas como se fossem n95”.

O vereador que constantemente vem cobrando os direitos trabalhistas dos funcionários da saúde, educação, e ainda segurança pública, reforçou suas denúncias durante uma entrevista dada numa rádio local nesta segunda-feira, 28.

Confira um trecho da entrevista:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.