Na imagem do dia, a gestão desastrosa e milionária de um comunista que destruiu a rede pública de saúde e precisou ser socorrido com vários milhõs por Bolsonaro…

4

O governador do Maranhão demostra fanfarrice nas redes sociais.

Sem falar dos milhões enviados por Bolsonaro, Flávio Dino gasta dinheiro a rodo, sendo desmentido pelas estatísticas e números sociais. Prova disso foi que suas redes sociais, e demais comunistas, partidários e funcionários, foram desmentidos.

Redes sociais mostrando o engano comunista

Em época de doenças graves, fez festas caras quando deveria investir na saúde, que em seis anos tudo foi destruido.

Pior que isso, brigou com o presidente do Brasil por questões bobas, mas acabou sendo socorrido por esse mesmo presidente do Brasil, que nem a foto oficial tem sido respeitada no Palácio dos Leões, que tornou-se antidemocraticamente, o palácio dos Lulo-petistas.

4 respostas para “Na imagem do dia, a gestão desastrosa e milionária de um comunista que destruiu a rede pública de saúde e precisou ser socorrido com vários milhõs por Bolsonaro…”

  1. Roberto Rocha afronta o PSDB nacional e pode perder o controle do partido no Maranhão

     Comente

    Facebook

    Twitter

    WhatsApp
    Senador que preside o PSDB estadual se rebela com o próprio partido para defender o presidente Bolsonaro.

    PSDB elogia decisão do Ministro Celso de Melo, Rocha critica; partido critica Bolsonaro, senador elogia…
    PSDB elogia decisão do Ministro Celso de Melo, Rocha critica; partido critica Bolsonaro, senador elogia…

    Preocupado unicamente com seu projeto pessoal e o poder de barganha, sobretudo, nos cargos do governo federal, o senador Roberto Rocha é, por conveniência, árduo defensor do presidente Jair Bolsonaro, enquanto o seu partido a nível nacional é ferrenho crítico do Palácio do Planalto.

    Presidente do PSDB no Maranhão, o senador e a sigla andam em caminhos opostos, e não é de hoje. O casamento entre Rocha e a legenda está em crise aguda há meses.

    Exemplo é que neste momento de crise no qual o escândalo do vídeo da reunião ministerial ocorrida no dia 22 de abril veio à tona – após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello derrubar o sigilo das imagens – o senador fez questão de afrontar o seu próprio partido tornando público que é contrário ao posicionamento da legenda em relação ao assunto mais comentado no Brasil no momento.

    Enquanto, em nota, o PSDB nacional diz que “a reunião ministerial do dia 22 de abril ficará marcada como um dos momentos mais baixos e deprimentes da história recente brasileira. Nenhum apego à liturgia do cargo, linguagem chula, ameaças gratuitas. Em alguns momentos parecia mais uma reunião de uma gangue armamentista.”

    O senador Roberto Rocha vai na contramão dos ritos partidários e torna público que “toda tentativa agora da oposição é para comprometer a credibilidade do presidente da República. Pega-lo numa mentira.”

    – SOBRE O MIN. CELSO DE MELO E A NOTA DO GAL. AUGUSTO HELENO

    PSDB elogia decisão do Ministro Celso de Melo, Rocha critica; partido critica Bolsonaro, senador elogia…
    PSDB elogia decisão do Ministro Celso de Melo, Rocha critica; partido critica Bolsonaro, senador elogia…

    As opiniões de Roberto Rocha e o PSDB também são distintas quando o assunto é o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello e a nota do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, em relação a eventual apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro.

    Para o PSDB nacional, “sobre o atual clima de confrontação entre poderes vale esclarecer. O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Heleno, deve ter conhecimento de que o ministro do STF Celso de Melo apenas deu sequência a um trâmite processual. Dito isso, o objetivo da nota do general é ameaçar o STF e alimentar uma minoria barulhenta, antidemocrática. Presta um desserviço ao país em um momento tão grave.” Diz o partido tucano.

    Já Rocha, mais uma vez, contraria seu próprio partido e chega a debochar do Ministro Celso de Melo. “Agora, querem confiscar o celular do presidente da República. Tem cabimento uma coisa dessa? O quase ex-ministro do STF, Celso de Melo, há poucos dias de se aposentar, parece não ter compromisso com nada, nem mesmo com sua própria biografia.” Diz o Senador.

    – Pode perder o comando do PSDB maranhense

    Fontes ouvidos pelo Blog do Domingos Costa alegam que a postura do senador é de conhecimento da cúpula nacional do partido que já prepara a troca de comando da sigla no Maranhão sob o argumento de que Roberto Rocha quebra as diretrizes estatutárias tucanas.

    Se a troca de comando no partido for concretizada, a perda política para Rocha nas eleições municipais deste ano será incalculável, dado o fim do prazo para filiação partidária.

    Mas esse assunto o Blog do DC trará em outro post.

  2. Reunião ministerial que chocou o País

    pode abaixar a guarda e que o confronto político dentro das regras do estado democrático de direito será intenso de agora por diante.

    O desfecho da guerra ao coronavírus vai desenhar o futuro político do País