Monthly Archives: abril, 2020

Quinqualharias da China não tiveram licença da Anvisa para entrar no Brasil.

“Operação Etiópia” anunciada desde o princípio como dando um balão na fiscalização internacional, acabou sendo barrada com suspeitas de contrabando, o pior de tudo, as quinquilharias chinesas não têm licença da Anvisa.

Imagem retirada do site A Cidade de Verdade

Noutra tentativa de se esquivar das suas culpas, Flávio Dino acusa o presidente Bolsonaro, desta vez, pelo azar de ser barrado pela Receita Federal num aeroporto, com quinquilharias da China comunista, país acusado de ter criado o vírus assassino.

Para os jornais pagos com dinheiro dos pobres, Dino posa de herói, como autor duma “operação que deu um balão nas fiscalizações internacionais”, mas quando foi pego pelo órgão de fiscalização do Brasil, num aeroporto internacional, Flávio Dino, que segue a cartilha de Stalin, que tenta acusar outros daquilo que é, jogou a culpa nos empresários, e pasmem, até no Bolsonaro.

A Receita, órgão encarregado de impedir contrabandos e tráficos nos aeroportos, teve que devolver as mercadorias provenientes da China após canetada do TSE, que é quase na totalidade composto por ministros escolhidos pelo PT de Lula, o mesmo que liberou ontem a saída do chefe do tráfico, o mesmo que noutras canetadas tem tentado esvaziar o Executivo, tirando a autoridade do presidente Bolsonaro.

Para fugir da culpa, governador comunista disse que a compra foi feita por empresários, o responsável pela compra, ou doação, governador Flávio Dino, tenta se ausentar da culpa alegando que os motivos de terem sido  barrados pela Receita Federal, teria sido pela ordem do presidente do Brasil para prejudicar os maranhenses, e que o contrabando só foi liberado devido “canetada” do TSE, que liberou ontem um perigosíssimo “miliciano-traficante” para ir para casa, que fugiu pela porta da frente do presídio.

O TSE, outra vez, segue em rota de colizão contra o Executivo, passando por cima do Legislativo.

Tempos sombrios!

Segundo o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), a estratégia só foi montada após pedidos de ajuda terem sido negados pelo governo Jair Bolsonaro.

Ele afirma que reservou respiradores na China por três vezes, mas foi atravessado pelo governo federal, pela Alemanha e pelos Estados Unidos.

Em nota, a Receita Federal afirma que a remoção dos respiradores foi “realizada sem o prévio licenciamento da Anvisa e sem autorização da Inspetoria Receita Federal em São Luís, órgão legalmente responsável por fiscalizar a importação das mercadorias.”

Tendo isso em vista, a Infraero registrou boletim de ocorrência contra o governo do Maranhão.

“Diante da situação de flagrante descumprimento à legislação aduaneira (art. 23 e art. 27 do DL 1455/76), aplicável no âmbito do comércio internacional, a Receita Federal tomará as providências legais cabíveis contra as pessoas físicas e jurídicas envolvidas, promovendo os competentes procedimentos fiscais, além de representação aos órgãos de persecução penal”, completa.

A Receita afirmou também que não vai retirar os equipamentos do governo do  Maranhão para que as pessoas que os estão utilizando não sejam prejudicadas. (A Cidade de Verdade)

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), determinou nova antecipação do pagamento dos salários dos servidores da Casa, referente a este mês de abril.

Os vencimentos estarão disponíveis nas contas nesta quinta-feira, dia 23.

A medida valoriza o funcionalismo e contribui com milhares de famílias neste momento delicado pelo qual toda a sociedade está passando diante da pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19).

Ano passado, tão logo assumiu o comando da Câmara, Osmar Filho instituiu o calendário anual de pagamento. O dispositivo, além de valorizar os funcionários, contribui para que os mesmos possam gerir melhor suas finanças, favorecendo, ainda, o aquecimento da economia local.

Vale destacar que atual direção da Mesa Diretora da Câmara efetuou o pagamento dos salários sempre dentro do mês vigente, antecipando os mesmos e o 13º.

Mostrando zelo com a coisa pública e respeito à legalidade, Osmar Filho cumpriu todas as etapas do primeiro concurso público para provimento de cargos na estrutura administrativa da Câmara, tendo, inclusive, já tendo empossado novos servidores.

Osmar adotou outras medidas de valorização do funcionalismo. Ele assinou, por exemplo, convênio com a Faculdade Estácio para a qualificação dos servidores, que estão sendo beneficiados com desconto de até 50% nas mensalidades dos cursos de graduação, pós-graduação e educação à distância oferecidos pela instituição de ensino superior.

O presidente criou o setor de Gestão de Qualidade e também já promoveu cursos de capacitação e seminários direcionados para boa gestão pública.

Deu a louca nos comunistas?

Quanto ódio, baixaria, e falta de respeito dos esquerdistas que demostram que não aceitaram o resultado das urnas em 2018.

Ataques comunistas contra presidente do Brasil mobilizam deputados, secretários de estado, e sites petistas… 

Dinistas espalham nas redes que presidente queria ficar com respiradores chineses que, segundo a Receita Federal, teriam sido “traficados” da China sem respeitar os trâmites legais.

Quanta barbeiragem para um ex-juiz federal, que não aceita que errou, mas tenta, a todos custo, acusar outros pelos seus erros.

A operação comunista anunciada com pompas foi mais uma apelação midiática para promover o comunismo, mas acabou tendo o azar de ser barrada pela Receita e Polícia Federal.

Ficou feio para o ex-juiz federal, Flávio Dino, que acusa junto com sua trup, o presidente Bolsonaro da retenção feita pela Receita Federal de mercadorias da China que não obdeceram trâmites legais, e foi parar no TSE.

Desenhando o comunismo Dinista: a dura realidade do “quato pior melhor”…

Lamentávelmente os ataques contra o presidente Bolsonaro seguem em todo o Brasil, desde que o candidato do PT, Fernando Haddad, perdeu democraticamente nas urnas, e um governador que não aceitou sua derrota teve a infeliz ideia de separar o Brasil do Nordeste, estados governados por petistas.

O presidente Bolsonaro, mesmo liberando vários milhões ao Maranhão para tratamento do Coronavírus, continua sendo atacado pelo governador, deputados, secretários de estado, sites e blogues alinhados ao PT de Lula.

Abaixo, trecho das redes sociais de outra lamentável peseguição e ataque contra a honra do presidente, tudo indica que, o aval do chefe do comunismo (Dinismo) do Maranhão, que faz questão de afirmar que não aceita como presidente do Brasil.

O pior de tudo que o povo sofre pela politicagem em plena pandemia.

A cada dia o povo do Brasil observa quem são de fato os fascistas.

Quanto ódio, Flávio Dino.

Ex-prefeito de Barreirinhas, Leo Costa (PSC), faz uma breve análise sobre o covid-19 e suas consequencias graves em terras maranhenses, lembrando que a melhor forma de combater a doença é ficando em casa.

Hoje, 20 de abril de 2020, faz exatamente um mês que surgiu a primeira notificação de um caso de Coronavírus no Maranhão. No Brasil (São Paulo), o primeiro caso tinha sido registrado em 26 de fevereiro passado. O primeiro óbito no Brasil pela doença também faz hoje um mês e três dias, pois foi em 17 de março. Em nosso estado, o primeiro óbito ainda vai fazer um mês no próximo dia 29 de abril.

Ex-prefeito ao lado da saudosa primeira dama de Barreirinhas…

A polêmica está solta no ar, entre os que defendem o isolamento social (fique em casa) e os demais que pensam o contrário.

Mas a verdade concreta é uma só:

o Vírus Mortal já está presente nos 27 estados do Brasil e caminhando veloz para se espalhar por todos os municípios.

No mundo inteiro há um rastro de desestruturação, destruição e mortes. Consta que o primeiro caso apareceu e foi registrado na China no dia 31 de dezembro de 2019, portanto, há 111 dias atrás. É muito pouco tempo. Menos de quatro meses e já está nos cinco continentes e em todos os países do mundo.

Confesso que, lá pelo dia 12 de março, mesmo que havendo apenas um caso notificado no Brasil, fiquei chocado com as cenas da televisão italiana, com aquela fila de caminhões do Exército para levar os corpos das vítimas em sacolas plásticas especiais, de uma cidade para outra, porque o cemitério local não comportava mais os mortos daquela cidade. Como faço parte do grupo de risco (terceira idade), pois essa é uma das características da Covid 19, e por um raciocínio lógico, decidi me isolar em São Luís, aos cuidados e cuidando de dois filhos e duas netas, com o objetivo de evitar pegar o vírus e de não transmitir para qualquer irmão barreirinhense, maranhense, brasileiro.

Na contagem mundial de hoje já são 168.000 vitimados.

No Brasil, esta soma atinge 2.600 óbitos, sendo destes 54 no Maranhão. As decisões são extremamente difíceis. Em minha existência, dentro da família e do país, nunca presenciei  algo assim tão de repente, tão surpreendente, tão enigmático, tão assustador e tão radical.

Temos de reconhecer que as desigualdades sociais e outras circunstâncias muitas vezes impedem a pessoa de ficar em casa. Mas quem puder ficar, FiQUE EM CASA.

Quem vê que não pode ficar, tenha todo o cuidado do mundo: procure se informar e proteja-se, pelo seu bem, pelo bem de sua família e de todas as famílias.

Léo Costa, ex-prefeito de BARREIRINHAS.

Na manhã desta segunda – feira (20), em Presidente Dutra, iniciaram-se as obras de recuperação asfáltica da Avenida Tancredo Neves, uma das vias mais importantes do município.

O projeto de recuperação foi fruto do empenho do Vereador Biné Soares e do prefeito Juran Carvalho junto ao Senador Roberto Rocha (PSDB-MA), que destinou emenda individual parlamentar para a realização da obra.

Executado via CODEVASF (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba), o trabalho prevê recapeamento asfáltico em toda a extensão da avenida, com o objetivo de melhorar a fluidez do trânsito de veículos que circulam diariamente na área, além de garantir a segurança dos pedestres e comerciantes que movimentam a vida noturna e financeira da cidade.

Com início previsto para o mês de março de 2020,  a etapa inicial da obra foi atrasada em função da intensidade das chuvas, assim como pelo agravamento da pandemia do COVID-19. A pavimentação contempla os dois sentidos da Avenida Tancredo Neves, somando cerca de 5.1 km de asfalto por toda a extensão, da BR – 226 até ao colégio Teresa de Oliveira na saída de Presidente Dutra sentido a cidade de São Domingos do Maranhão.

“A pavimentação dessa via é um sonho não só da nossa população mais de todos nós, pois sabemos da dificuldade de transitar por lá e com esse serviço concluído, vamos garantir mais mobilidade urbana e mais qualidade de vida para a população”. Disse o vereador Biné Soares que afirmou ter falado pessoalmente com o senador Roberto Rocha sobre a importância da obra para que essa obra chegasse em Presidente Dutra.

A avenida é uma das principais vias do município. Recebe intenso fluxo de veículos, diariamente, já que serve como rota de acesso para vários bairros como Bairro de Fátima, Angelim, Campeão, Vila Militar, entre outros.

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), anunciou, na segunda-feira (20), em sua conta pessoal no twitter, que incluirá, na Ordem do Dia da próxima Sessão Extraordinária com Votação Remota por Videoconferência, cuja data ainda será definida, o Projeto de Lei 088/20, de autoria do deputado Rildo Amaral (Solidariedade), que visa garantir redução de 30% das mensalidades de escolas particulares (ensino fundamental e médio), assim como a emenda ao PL, de autoria do deputado Dr. Yglésio (PROS), incluindo o nível superior.

Othelino informou que vai incluir projeto garantindo redução das mensalidades de escolas e faculdades, na Ordem do Dia da próxima Sessão Extraordinária

O chefe do Parlamento Estadual comentou que não percebeu boa vontade por parte da maioria das escolas particulares em discutir, de forma clara e transparente, a possível redução nos valores das mensalidades escolares, nesse período de suspensão das aulas presencias, por conta da pandemia do novo coronavírus.

“Achei que o bom senso iria prosperar e chegaríamos a um entendimento que beneficiasse a todos os envolvidos: empresários, estudantes, professores e funcionários administrativos dos estabelecimentos de ensino. Diante disso, informo que incluirei na Ordem Do Dia da próxima sessão da Assembleia o Projeto de Lei, assim como a respectiva emenda”, afirmou Othelino Neto.

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), prorrogou medida que mantém suspensas as atividades nas dependências da Casa até o dia 30 de abril, data que pode ser alterada, de acordo com a evolução de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) no Maranhão.

A nova medida referenda os termos da Resolução nº 002/2020, que previu novas regras e procedimentos com o objetivo de prevenção à infecção e propagação da doença no âmbito do Parlamento Municipal.

“Estamos seguindo as recomendações do Governo do Maranhão, da Prefeitura de São Luís e da Organização Mundial da Saúde, com o objetivo de contribuir para o achatamento da curva de infecção do coronavírus na nossa cidade e no nosso estado”, observou o presidente.

O atendimento presencial nos setores administrativos, que já estavam funcionando em regime de plantão desde os primeiros dias de março, no dia 24 foi totalmente suspenso por um período de 15 dias.

Desde então as sessões estão sendo realizadas de forma remota. Na oportunidade, Osmar destacou que as medidas objetivavam zelar pela saúde de parlamentares, vereadores e do cidadão, além de contribuir para conter a propagação da doença no estado.

Antes das suspensão total dos trabalhos presenciais, as medidas adotadas inicialmente incluíam a diminuição do número de sessões ordinárias, até a restrição do acesso do público à galeria do Plenário, a não realização de visitas institucionais e de eventos relacionados, ou não, com a atividade parlamentar, além da liberação de servidores e colaboradores com idade acima de 60 anos, por exemplo.

Carta de uma maranhense mostra o estrago do covid-19: Dinheiro para os hospitais sumiram no Maranhão? 

Relato de uma maranhense que teme pela morte do pai, que foi esquecido num hospital mal equipado de São Luis, capital do Maranhão:

“Não podemos fazer o teste porque não tem, só estamos fazendo quando chega aqui mesmo nas últimas quase morrendo, porque está em falta”. (Palavras do médico ao paciente moribundo)

Família relata o sofrimento de um pai em busca de um leito nos hospitais de São Luís…

Com a população fraca e doente, o Maranhão tornou-se a sexta pior do Brasil, confira o relato dramático de umajovem que há dias luta pela internação de seu pai, que segue doente, e acada dia com sua saúde pior. A família que teme pelo pior, sua morte, diz que precisa de uma UTI com respirador, e que só foi recebido numa UPA da cidade, após passar pors várias, por causa do estado critico, pois sequer testes para o covid-19 tinha nas UPAS.

O coronavírus fez que Maranhão tomasse lugar de 6º pior em saúde pública dos estados do Brasil. Flávio Dino, reeleito governador em outubro de 2018, que passa o tempo toda nas redes sociais provocando o presidente Bolsonaro, esqueceu-se da população fraca, mal alimentada, doente, entregues à própria sorte (ou morte).

No dia 08/04/2020 Ronaldo começou a sentir uma leve dor na garganta, dor no corpo, sintomas como se estivesse pegando um resfriado, no dia 09/04 ele já estava com febre e falta de ar, então ele foi até a Upa-vinhais, preocupado pois ele é do grupo de risco, a esposa foi junto com ele, chegando a upa ele foi informado que não estavam medicando, nem internando e também não estavam fazendo teste nas pessoas com sintomas assim (ele já estava com desconforto respiratório), verificaram a pressão dele e estava 18×9 então falaram que era pressão alta, sendo que ele estava com falta de ar e febre.

Mandaram ele pra casa, no sábado (12/04) ele e a esposa Mohana estavam com febre, tosse, desconforto respiratório (sintomas esses, classificados como grave) acessaram diversas páginas direcionadas a tirar dúvidas sobre o covid19 e em todas a resposta foi: “você apresenta sintomas, procure imediatamente uma unidade de saúde para atendê-ló”.

Familiares denúnciam falta de teste e medicação

Então no domingo (12/04) falaram com familiares e como teve o atendimento daquela forma na quinta-feira na Upa do Vinhais se direcionou a Upa da Cidade Operária, com a esperança de que seria atendido, mas não foi assim, ele e a esposa ouviram de médicos: “não estamos medicando, pois está em falta e nem fazendo o teste, pois está em falta também. Só estamos realizando o teste em último caso! Se a pessoa chegar aqui já morrendo”. Qual paciente vai melhorar ouvindo isso de um médico?

Voltaram pra casa novamente, agora com o desconforto respiratório cada vez pior e a febre persistente ainda. A família preocupada, as noites sem dormir e nada sendo feito a seu favor.

Na terça-feira (14/04) sua esposa Mohana ligou desesperada para a filha, pedindo socorro que ele estava passando muito mal e não conseguia respirar, então o genro imediatamente se deslocou para levá-los novamente em alguma das upas designadas para atender esses casos, mais uma vez o descaso, o médico o avaliou, disse que ele estava com todos os sintomas do COVID 19 e mais uma vez ele ouviu a mesma resposta já dada para ele em outra UPA:

“Não podemos fazer o teste porque não tem, só estamos fazendo quando chega aqui mesmo nas últimas quase morrendo, porque está em falta” e mais uma vez foi mandado pra casa com receita de medicamento para febre e dor (paracetamol e dipirona para tomar em dias alternados, no caso paracetamol em um dia e dipirona em outro, e também foi receitado KOIDE um antialérgico).

Na quarta-feira (15/04) passaram o dia ruim, mas estavam tomando as mediações que o médico receitou, então estavam esperando melhorar.

Na quinta-feira (16/04) Ronaldo passou muito mal e ligaram para a Samu, ligaram pela manhã entre 9-10 horas da manhã, esperaram o tanto que conseguiram e nada de ambulância aparecer, chateado por ser um cidadão com seus compromissos todos em dias e não obter um atendimento resolveu ficar em casa, na quinta-feira ainda pela manhã avisou pra filha que não dormiu nada, passou a noite muito mal, com desconforto respiratório.

Na sexta-feira (17/04) passou o dia com febre e falta de ar às 23:00 ligou pra filha solicitar um uber ou ambulância, porque ele não estava nada bem, então o genro foi buscá-lo para levar na upa e chegaram a upa do vinhais, verificaram pressão e a saturação e viram que a saturação estava baixa, colocaram ele no oxigênio e solicitaram uma gasometria e oxigênio e o informaram que o teste do seria feito se ele internasse, após o raio x detectaram um pneumonia e finalmente o internaram na quarta-feira feira pela manhã, já deixando solicitado a transferência dele para o Carlos Macieira, foi mandado pra casa suas roupas, documentos e celular. Disseram que nada pode ficar com ele, a família só tem notícias dele indo do maiobão para a upa do vinhais todos os dias. Já assinou um termo e iniciou o protocolo de tratamento com a cloroquina, a assistente social falou para o genro que a situação dele é delicada por causa do desconforto respiratório e que estavam aguardando a transferência para o Hospital Carlos Macieira, como ele estava sem celular, falaram que era pra aguardar a ligação da Upa do vinhais nos celulares cadastrados no sistema para saber da transferência, ontem, domingo (19/04) e irmã dele foi a Upa do vinhais pela tarde para pegar informações, pois a família não está tendo nenhum contato com paciente e foi informada que o quadro dele era estável, aguardando transferência. 

As 18:00 a filha recebeu uma ligação informando que ele ia ser transferido para o Carlos Macieira e que era para buscar seus pertences lá, roupas que ele estava usando, material de higiene(que a família comprou e levou no sábado, foi entregue uma pequena lista para os familiares, com o que era pra comprar) o genro imediatamente se deslocou para upa do vinhais e ficou aguardando notícias sobre a transferência, enquanto isso o paciente conseguiu um celular com um técnica para dar notícias aos familiares, ele falou que estava sendo transferido pois tinha piorado um pouco, estava respirando com mais dificuldade e que está muito preocupado, uma de suas irmãs se deslocou  do Tirirical para a Upa do Vinhais, para juntamente do genro dele saber notícias e aguardar a transferência, ficaram na porta da UPA do vinhais até 1:00 da manhã de hoje (seg. 20/04) com a informação de que as ambulâncias tem todo um critério para transferência, prioridades e atendem outras upas e o paciente esperando sua transferência desde as 18:00 sem retorno nenhum, de 00:00 até 1:00 informaram para o genro que Ronaldo ainda não tinha sido transferido porque as ambulâncias que estavam chegando eram “básicas” e ele necessitava de uma ambulância com UTI.

Agora pela manhã às 5:59 ligaram para o celular da filha, mas como estão dormindo mal esses dias ansiosos por notícias boas, não viram pois estavam dormindo, ligaram novamente as 6:10 e a filha atendeu e era da upa do vinhais para avisar que ele ainda não foi tranferido, pois estão aguardando a transferência dele de um quarto clínico para uma UTI no Carlos Macieira.

Esse relato é para mostrar o descaso com a saúde pública no Maranhão, onde o governador Flávio Dino está querendo se promover diante da luta que o povo está enfrentando, as dificuldades no atendimento público, a falta de recursos na saúde. Onde estão as ambulâncias das propagandas? Onde estão os respiradores que ele tanto fala que “comprou” direto da China? Onde estão os hospitais e os leitos novos que ele mandou construir “especialmente” para atender esses casos? Tem que esperar a pessoa piorar para poderem atender? Descaso total!!! Falta de respeito com a vida!!!

Quero lembrar que esse espaço está aberto para relatos de familiares do covid-19, e que os profissionais da Saúde e Segurança são vistos como herois.

Apesar do heroísmo dos médicos, enfermeiros e socorristas, a estrutura, ou falta dela, no Maranhão nos coloca em total desespero. 

Mande seu relato para o blog pelo número 98 991884199, via whstsapp.

 

Onde está o dinheiro, Flávio Dino?

Se o Maranhão tivesse governo, o povo não estaria sofrendo. Se o Maranhão estivesse tão bem, essa seria uma boa hora de mostrar. Só que não!

Maranhão sucateado!

Hospitais lotados, ambulâncias servindo de leito para doentes. Dinheiro da Saúde foi pra onde?

Durante o domingo 19, vários pacientes em estado grave, necessitados de internação foram rejeitados nos hospitais das redes estadual e municipais, tendo que ficar nas ambulâncias.

Familiares contam que um homem infectado pelo covid-19 teve que ser recebido num hospital federal, após várias tentativas de ser recebido na rede estadual e municipal, que estariam sem as condições básicas de recebe-lo.

Noutro caso, sem poder sem internado, funcionário do TJ teria sido jogado de lugar a outro, até ser recebido num hospital montado na Casa da Mulher, sem respiradores, que não tinha o suporte necessário para tratamento da doença.

Cadê o dinheiro enviado?

Onde estão nossos políticos?

Nossos deputados estariam onde numa hora dessa?

Abaixo, vídeo gravado pelos socorristas, que desesperados, não sabem o que fazer:

 

1 2 3 4 5 9