Fake-Dino: governador é desmascarado ao tentar, novamente, se apossar de obras do presidente Bolsonaro…

0

Tentou se aproveitar das obras de Bolsonaro e acabou sendo desmascarado pelo sumiço de vários milhões.

A verdade sobre os Portos: Flávio Dino é desmascarado, sumiu com milhões dos Portos e poderá responder criminalmente.

Em entrevista à Rádio Nova FM no final de tarde desta segunda-feira, 28,  o deputado federal Edilazio Júnior (PSD) detonou o governador comunista Flávio Dino: “se dependesse dele os avanços dos portos não aconteceriam, deu-se devido o esforço dos produtores e do governo federal”.

Numa tacada só várias mentiras de Flávio Dino foram desmontadas:

Dinheiro para a saúde, avanços dos Portos, esgotos lançados nas praias, Lagoa da Jansen poluída (dinheiro para ser aplicado sumiu) e para piorar, Dino confirmou que fez sumir vários milhões (dinheiro federal) dos Portos  dias antes das eleições de 2018.

Essa viagem de Flávio Dino ao Vaticano para buscar holofotes na mídia nacional rendeu revezes ao comunista: ao mesmo tempo que tenta criticar presidente brasileiro com criticas vazias, Flávio Dino, que tá ficando conhecido pelas mentiras cabeludas de “fake-Dino”, foi desmascarado durante entrevista com deputado federal em vários assuntos, confira abaixo:

Segundo o deputado Edilázio, Flávio Dino  sumiu com milhões dos Portos e poderá responder criminalmente.

O governador comunista teria procurado no Ministério da Infraestrutura, a Câmara de Conciliação, para devolver de forma parcelada, para que não seja processado por improbidade, tendo que devolver os milhões que fez sumir dias antes das eleições de 2018. Nas palavras do deputado Edilázio, “se ele procurou a Câmara de Conciliação para devolver o dinheiro, é porque teme o processo”.

Sobre a notícia falsa (fakenews) de que “Bolsonaro estava elogiando a gestão do comunista”, amplamente divulgado pela rede de emissoras do grupo de Flávio Dino, a verdade foi reposta com sucesso: o presidente elogiou o crescimento e movimentação do Porto neste ano, que teve movimentação superior ao mesmo período (2018, gestão do presidente Michel Temer). Simples, mas os comunistas gostam de fazer parecer que Flávio Dino é o dono da obra.

Outra fakenews desfeita, pior para Flávio Dino.

Os comentários estão desativados.