Veja no vídeo: aliada de Flávio Dino do PCdoB apontada em depoimento por hacker…

6

PCdoB na cena do crime:

Jornalistas da Jovem Pan  falando sobre a ligação da ex-deputada do PCdoB, Manu Dávila, citada pelo hacker em depoimento.

 

6 respostas para “Veja no vídeo: aliada de Flávio Dino do PCdoB apontada em depoimento por hacker…”

  1. PONTO & CONTRAPONTO

    Dino mostra maturidade política e os pés no chão ao falar sobre Bolsonaro e sucessão presidencial

    Flávio Dino: maturidade ao falar de Jair Bolsonaro, que o atacou recentemente, e da corrida presidencial
    O governador Flávio Dino concedeu entrevista ao Congresso em Foco, o mais importante portal de notícias de Brasília, e nela demonstrou toda a sua maturidade e inteligência políticas, especialmente em dois pontos. No primeiro, demonstrou que não guarda qualquer traço de mágoa ou rancor em relação às declarações do presidente Jair Bolsonaro (PSL) a seu respeito, e que o que tinha de manifestar sobre o assunto já foi manifestado. No segundo, demonstrou que está com os dois pés fincados no chão em relação ao seu futuro político, principalmente no que respeita à possibilidade de vir a ser candidato a presidente da República.

    Sobre o ataque de Bolsonaro:

    “Se ele resolver visitar o Maranhão, se depender de mim, vai ser bem tratado e bem recebido. Se ele desejar e se houver condições de diálogo, eu vou (cumprir agenda com o presidente). Não é porque ele não gosta de mim que vou deixar de cumprir o juramento que fiz de defender meu estado. Nunca nos falamos pessoalmente a não ser em reuniões de governadores. A sós nunca. Os assuntos que temos para tratar são tratados nos ministérios e em reuniões gerais de governadores. Mas, se ele chamar uma reunião na próxima semana, eu estarei presente”.

    Em relação à possibilidade de vir a ser candidato a presidente:

    “É uma possibilidade. Eu posso ser eventualmente candidato a presidente da República, mas também posso apoiar alguém, ser candidato ao Congresso ou até voltar a dar aula de direito constitucional, que também adoro e acho que mais do que nunca o Brasil precisa, porque esse direito que está sendo praticado não é o direito verdadeiro. O Parlamento é muito bom e envolvente, pelos debates e pela possibilidade de mudar a realidade nacional mediante leis”.

    • Pow, Magno, esse jornalista era sarneisista ferrenho, até ser despedido do Jornal EMA. É BOM NO QUE FAZ, inclusive ser um bom governista….

  2. Bolsonaro é xingado e vaiado em jogo do Palmeiras contra Vasco
    27 de julho de 2019, 22:01

    247 – O presidente Jair Bolsonaro voi hostilizado e vaiado neste sábado (27), no Allianz Parque, em São Paulo, durante o jodgo entre Palmeira e Vasco.

    Nas redes sociais, circulam vários vídeos com vaias e demonstrações de hostilidade contra Bolsonaro. Um dos vídeos mostra a torcida do Vasco vaiando o presidente e dizendo “Ei, Bolsonaro, v** t**** n* c*”.

    A reação mais intensa a ele veio durante o intervalo. Bolsonaro acompanhou o primeiro tempo ao lado do mandatário do Palmeiras, Maurício Galliote, e alguns membros da diretoria. Quando pisou no gramado para ter contato com torcedores, o presidente foi vaiado principalmente pelos membros das torcidas organizadas. Por causa disso, o reinício da partida sofreu atraso.

    Em campo, o Palmeiras empatou com o Vasco em 1 a 1 e perderá a liderança do Campeonato Brasileiro se o Santos derrotar o Avaí neste domingo (28).

    Assista à vaia a Jair Bolsonaro:

    • Não vi isso. Todo lugar que vai é ovacionado, apesar dos petistas e militantes pagos tentarem sem sucesso tumultuar…

  3. Hacker confirma que diálogos entre Deltan e Moro são autênticos…
    POSTED ON 27/07/2019 BY MARCO AURÉLIO D’EÇA
    212
    Em depoimento à Polícia Federal, Walter Delgatti Neto contou como acessou as contas do Telegram do ex-juiz e do procurador, garantiu que não editou nenhuma conversa entre os dois e confirmou que não conhece o jornalista Gleen Grennwald, responsável pela divulgação dos áudios

    O HACKER WALTER DELGATTI; ACESSO POR ACASO À CONTA DE DELTAN DALLAGNOL e confirmação de diálogos não-republicanos com Sérgio Moro

    O depoimento do hacker Walter Delgatti Neto – acusado de ser o responsável pelo grampo nas conversas entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol – é uma espécie de pá-de-cal nas pretensões de Moro de negar a manipulação do julgamento de Lula.

    O hacker não apenas confirmou a autenticidades das conversas entre o ex-juiz e o procurador como também revelou não conhecer o jornalista Gleen Grennwald; e muito menos a ex-deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB).

    No depoimento à Polícia Federal, Delgatti explicou como chegou à conta de Dallagnol e disse que, só após ver o conteúdo das conversas dele com procuradores e com Moro, achou que tinha coisa errada nisso.

    Foi então que procurou, via mensagem, a deputada Manuela D’Ávila – que a principio desconfiou, mas se convenceu após ouvir um dos áudios. Manuela repassou o número a Grennwald, que também falou com Delgatti apenas por telefone.

    E entendeu que as conversas eram de interesse público.

    Como de fato são.

    Se Moro queria – com a prisão do hacker – tentar destruir provas da autenticidade das conversas, ele apenas contribuiu para que elas fossem autenticadas.

    Em outras palavras: está provado que ele manipulou a operação Lava Jato para levar à condenação de Lula.

    A palavra, agora, está com o Supremo Tribunal Federal.

    E não há outra saída, a não ser a anulação do julgamento.

    Simples assim…

    • Leia acima sobre jornalista que foi demitido do Jornal EMA e virou governista.