Em nome da democracia, Flávio Dino?

7

Foi em nome da democracia que a esquerda brasileira prometeu mudar o Brasil. 

Foi em nome de uma pseuda democracia que o Brasil chegou ao fundo do poço. Após 14 anos de governo petista a nossa “pátria amada Brasil”,  chegou ao ano 2016 com sua economia quebrada. Não temos Saúde, Segurança, Educação, moradia digna, saneamento básico, onde a população sofre as consequência da corrupção até pela picada de um mosquito…

Parece piada de mal gosto, mas ainda tem esquerdistas afirmando que vivemos numa “república democrática”. No Maranhão atual (ou virtual?) tudo parece levar nome de “democrático”: Comunicação democrática, Cultura democrática, Governo democrático… O pior de tudo, quem afirma, diz que “proclamou a república do Maranhão”, que antes era governada por uma oligarquia, anti-democrática, ditadora e corrupta.

Absurdamente, quem afirma a mudança faz o contrário, pois vive bloqueando jornalistas e mídias-livres em sua conta no tuíter, proibindo-os de fazerem questionamentos e expressarem seus pontos de vistas.

Depois das eleiçoes, quem foi aliado foi expulso, quem expulsou, virou aliado...

Depois das eleições, quem foi aliado foi expulso, quem expulsou, virou aliado…

Abaixo, um trecho do Colunaço do Peta, que mostra quem é o Lula, líder do PT, que cuspiu na cara desses que hoje endeusam o PT de Lula e Sarney:

Lembrei aqui das eleições passadas para o governo do estado. Um verdadeiro front de batalha formou-se para defenestrar, definitivamente, a oligarquia Sarney do trono que ocupou no Maranhão por mais de 50 anos, meio século de atraso e desfaçatez, para eleger Flávio Dino.

Uma causa que contou, praticamente, com o levante de quase todo o povo maranhense. No auge da campanha, quando Sarney e companhia faziam de tudo para colocar Lobão Filho na cadeira dos Leões, eis que surge a figura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para colocar uma lápide em cima do sonho de tanta gente! Sim, meus amigos, Lula queria Lobão Filho no poder. Nada surpreendente, afinal, o Barba tornou-se aliado ferrenho do coronel Zé Sarney e nada mais apropriado do que pedir voto para o seu coligado. Para quem tem dúvidas, é só pesquisar no Youtube:

“Lula pede votos para Lobão Filho”. Não tem erro. Está lá, tão cristalino quanto à inocência da “alma mais honesta do País”. Envolto em denúncias, o chefão do PT passou a ganhar a defesa fervorosa de várias frentes no Maranhão, incluindo de satélites do próprio governo, os mesmo que Lula cuspiu na cara durante a campanha. Eles têm o direito a defender o ex-presidente?

 

7 respostas para “Em nome da democracia, Flávio Dino?”

  1. Reconheço, o amigo conhece melhor do que eu, porém, o efeito político recai sobre todos nós e ao Maranhão, enquanto estado mais pobre do Brasil. RR. tem muito mais obrigação de conhecer as necessidades do que nós pobres mortais o meu voto é de confiança no discernimentos de vós outros que estão bem mais perto do que eu. Conto com a fiscalização permanente e sábia de Ricardo Santos pois, no meu parco entendimento, foi o que faltou durante muitos anos: “OPOSIÇÃO SÉRIA” Sobrou e continua sobrando “puxasaquismo” e isto é o que mais degenera um governo, um estado, um municipio, a personalidade humana. Estou me estendendo porque não vejo na vossa pessoa, o que tem de sobra nos blogueiros de aluguel, os quais, são muito mais do seu inteiro conheciumento. Responsabilidade de cada um.

  2. É preocupante, muito preocupante, preocupante mesmo ver um jornalista coeso, como se diz, feito Ricardo Santos, aquele mesmo que o Jornal Pequeno dispensou erroneamente os seus serviços, e que, hoje tem toda a liberdade conquistada com altivez, dignidade profissional, honra e moral ilibadas (SEM MEDO E SEM BAJULAÇÃO), parecer ainda contaminado pelo germe da politica dos anos 50/60, quando não se constituia adversários, mas, inimigos políticos. Terminada a campanha, desmonta-se o palanque e é hora de trabalhar; é isto que o senador está fazendo pelo estado como um todo, isto é, sem preocupar quem é este ou aquele, se é deste ou daquele partido. É tudo de que necessitamos.

    • Meu caro rsrs (minha cara) tempestade, minha opinião (e cobrança) é de que Roberto Rocha permaneça com sua bancada, qual necessidade de ressucitar o ex-prefeito, Ildo? Tanta gente boa por lá, gente nova.

  3. É preocupante, muito preocupante, preocupante mesmo ver um jornalista coeso, como se diz, feito Ricardo Santos, aquele mesmo que o Jornal Pequeno dispensou erroneamente os seus serviços, e que, hoje tem toda a liberdade conquistada com altivez, dignidade profissional, honra e moral ilibada (SEM MEDO E SEM BAJULAÇÃO), parecer ainda contaminado pelo germe da politica dos anos 50/60, quando não se constituia adversários, mas, inimigos políticos. Terminada a campanha, desmonta-se o palanque e é hora de trabalhar; é isto que o senador está fazendo pelo estado como um todo, isto é, sem preocupar quem é este ou aquele, se é deste ou daquele partido. É tudo de que necessitamos.

  4. Meu caríssimo Ricardo Santos,

    Confesso que não tinha muita simpatia ou esperança na atuação do Senador Roberto Rocha.
    Posso garantir que para o nosso estado, ele é hoje, a nossa mais grata surpresa e veja porque assim afirmo. Jamais vi o jovem senador prometer coisas mirabolantes, tais como, prometer mundo e fundos, coisas que se sabe de antemão que jamais acontecerão, a não ser por puro milagre. Tem se apresentado sempre comedidamente, tanto no senado como nas demais ocasiões em teve a oportunidade de se expressar. O seu senso de independência lhe credencia a se tornar um líder nato, daqueles que age diametralmente o contrario de quem gosta de perseguir, intimidar, impor idéias somente suas sem se importar com os seus parceiros. Convido ao amigo para deixar o “ranço” de lado e ajudar a permitir que apareça realmente uma liderança com as características que ora todos nós necessitamos. Caso não nutra simpatia pelo senador, deve haver alguém semelhante por aí.

    • Caro tempestade, sou admirador do senador e amigo. Isso, só me credencia a criticá-lo quando errar.
      Esse seu sinal (ter recebido no seu escritório político de ITZ) e declarado que vai APOIAR UM CANDIDATO que não é do seu grupo eleitoral é estranho.
      Quando fiz campanha para RR ele nunca admitiria um posicionamento desses. Ainda mais tratando-se da 2ª cidade mais importante do Maranhão. É preocupante, sim.