Politicalha em notas!!!

0

Absurdo: outro aumento nas tarifas de energia elétrica

Essa é para os bajuladores da presidenta Dilma, que fez promessas de que não ia ter aumento de energia elétrica, combustíveis, etc. Cadê o governo da mudança, será que alguém vai fazer torcida para Dilma, depois desses aumentos?

Os maranhenses votaram pela mudança: elegemos um governador para lutar por mudar e não para aceitar as imposições de uma partido elitista que só sabe penalizar os trabalhadores.

O aumento da energia elétrica, quem vai chamar Dilma para um “diálogo” e reclamar dos absurdos? Num recente pronunciamento, deputado maranhense explana o tamanho do absurdo. Confira abaixo:

Absurdo: Dilma ferra trabalhadores e governistas fazem torcida a favor da presidenta...

Absurdo: Dilma ferra trabalhadores e governistas fazem torcida a favor da presidenta…

Revelações!!!

Olha ai, Rodrigo Lago: os leõezinhos querendo comer carnes… Documentos mostram suspeitas de fraudes em contratos milionários do Cerimonial do Governo do Estado.

Quem vai dar o furo primeiro?

Essa semana, o que teve de blogueiro afoito dando “o furo” da prisão da prefeita de Bom Jardim, apelidada de “loura burra”, não está escrito. Teve gente que flagrou até a prisão de uma loura, que na hora “h” não era a prefeita…

preisão

A pior de todas: Revelação do além!

Teve a reportagem sobre “a revelação da morte de um pai de santo”. Detalhe, o homem já viveu mais de 100 anos. Ora, o que se pode esperar de um homem que está com mais de cem anos, além de estar esperando que “parta para a eternidade” a qualquer momento?

Sangue de Jesus tem poder!!!!

Assessor enfezado!telma-oliveira-moura-jean-alves-495x371

Nos bastidores do poder Rangedor, os comentários foram sobre a ferocidade de um certo assessor de um influente político que é “poderoso” no poder Rangedor.

As revelações, muito bem documentadas, causaram um certo mal estar no seio comunista, que chegam aos níveis dos milhões. Comentários dão conta que, o assessor é homem forte na Casa do Povo, acostumado dar murro em mesa de certa Câmara Municipal onde todos ouvem suas broncas e ficam caladinhos.

Olha aí, a documentação:oficio-visao-e-perfil-telma-moura-oliveira-cerimonial-e1440462942912Clic nas imagens para ampliá-las.

Assim que se faz, político tem que brigar pelos direitos do povo:

Protesto contra o aumento da energia elétrica feito pelo deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB), na Câmara dos Deputados.

Fiquem com o discurso que mostra os preços abusivos liberados por Dilma:

O Governo, paralisado, nada faz e torce para que a recessão econômica que domina o País e o preço das tarifas que assustou o consumidor e diminuiu o consumo de energia elétrica empurrem o problema para diante; talvez até para 2016. Mas o que poderá acontecer se os reservatórios das hidrelétricas não se recuperarem e se a estiagem continuar por mais algum tempo?

A situação hoje é a seguinte: as principais regiões produtoras de energia hidrelétrica do País são a Região Sudeste e a Região Centro-Oeste, que produzem 70% do total do parque hidrelétrico e que no dia 31 de março tinham apenas 28,54% de água nos reservatórios. A terceira é a Região Nordeste, que participa com 18% do total e tinha só 23,53% de volume hídrico em seus reservatórios. No Sul, cuja participação é de menos da metade da participação do Nordeste, em torno de 7%, havia 39,3% de volume. E no Norte, que participa com cerca de 5%, o volume de água era de 61%. Em abril começa a estiagem e a partir de maio não mais choverá até outubro, quando tem início o próximo período chuvoso.

Portanto, o Governo escolheu nada fazer e rezar para que o consumo diminua, para que os preços reduzam o consumo, pois desde fevereiro de 2014 o reajuste da conta de luz chega a quase 60%. Um absurdo!

Hoje as tarifas praticadas no Brasil estão entre as mais altas do mundo para a indústria, contribuindo sobremaneira para o aumento do chamado Custo Brasil. Entre os 28 países pesquisados, tomando-se os preços em reais por megawatts utilizados, somente na Índia, onde se cobra tarifa de 596,96, e na Itália, onde esse valor é de 536,14, praticam-se preços mais altos do que no Brasil — 498,28. No Canadá, o valor cobrado é 129,87; nos Estados Unidos, 128,23; na Argentina, 57,63. Todos os demais países do mundo têm tarifas para a indústria mais baratas que as do Brasil.

E no Maranhão? Nosso Estado tem tarifas caríssimas. Praticamos o preço mais elevado da Região Nordeste — 506,13. Em âmbito nacional, entre os 27 Estados, 17 têm tarifas mais baratas do que as nossas. E olhem que nós produzimos o dobro da energia que consumimos.

Leia na integra clicando aqui:

Os comentários estão desativados.