Família Feliz é família com casa própria.

Casa Própria é o seu desejo? Então qual é a minha ideia para resolver o problema? Assista o vídeo direto de um conjunto do Minha Casa Minha Vida. Eu sei como fazer e eu vou fazer.

#juntos pela família

O governador Flávio Dino (PCdoB) caiu em enorme contradição, hoje (11), durante entrevista ao JMTV 1ª Edição, da TV Mirante.

Logo no início da sua participação, o comunista foi questionado pelo jornalista Sidney Pereira sobre a promessa de retirar os municípios maranhenses do “rol dos municípios mais pobres do Brasil”.

“Como explicar que o senhor tenha falhado exatamente nessa proposta, que foi aquela que mais despertou esperança nos maranhenses?”, questionou o apresentador.

“Eu não prometi esse absurdo, que seria obviamente algo inviável, algo inalcançável”, respondeu Dino.

Mas prometeu sim.

No dia 1º de janeiro de 2015, da sacada do Palácio dos Leões, o novo governador do Maranhão disse:

“O que nós queremos é que ao fim do governo não tenha nenhuma cidade maranhense no rol das 100 piores do Brasil”.

Veja abaixo o vídeo. (Blog do Gilberto Leda)

Por meio de manobras, o governador Flávio Dino ingressou com representação contra o deputado estadual Wellington do Curso para retirar do ar propaganda eleitoral em que o parlamentar informa sobre as várias apreensões de carros e motos por conta do não pagamento do IPVA.

Inicialmente, o Ministério Público Eleitoral se manifestou favorável ao deputado Wellington e deixou claro entender tratar-se, tão somente, do direito de fala. Posteriormente, no entanto, o juiz eleitoral se manifestou para que a propaganda do parlamentar fosse retirada do ar. Agora, no entanto, a assessoria jurídica de Wellington do Curso já ingressou com recurso da decisão, a fim de garantir que a verdade seja mantida na propaganda eleitoral.

“Somente 6 segundos de verdade foram suficientes para incomodar o governador Flávio Dino, que ingressou na Justiça para tirar esse trecho da nossa propaganda eleitoral do ar. O MPE, no entanto, assegurou o nosso direito de fala sobre a ‘blitz do IPVA’. Em momento algum mentimos ou inventamos fatos sobre o governador Flávio Dino. Inclusive, nosso posicionamento sempre foi em defesa da população e contra atos arbitrários desse Governo. Enquanto eles nos perseguem com essas baixarias, seguimos firmes trabalhando de forma séria e honesta!”, disse Wellington.

Uma grande carreata marcou a visita do deputado estadual Othelino Neto (PC do B), candidato à reeleição, no domingo (9), a Nova Iorque, cidade beneficiada com emendas de sua autoria nas áreas de infraestrutura e educação. Na oportunidade, ele fez um balanço de sua atuação parlamentar no município.

O parlamentar agradeceu o apoio da população e falou sobre os benefícios alcançados. “Agradeço a belíssima recepção e o reconhecimento do nosso trabalho em prol da cidade. Destinei emendas para o asfaltamento de ruas, principalmente nas vias que dão acesso à zona rural. Também pude ajudar na intermediação da reforma da única escola pública estadual e quero continuar trabalhando por Nova Iorque. Juntos, ajudaremos muito mais”, disse Othelino, durante o comício realizado na praça principal da cidade, que também recebeu melhorias do Governo do Estado.

Lideranças regionais demonstraram apoio total ao presidente da Assembleia Legislativa, durante o comício. A prefeita Mayra afirmou que a votação deste ano será diferente . “Pela primeira vez, Nova Iorque tem a oportunidade de votar em candidatos que não só fazem promessas, mas que ajudam realmente nosso município . Conseguimos obras importantes, graças ao intermédio do deputado Othelino Neto, gerando emprego e renda para a população”, enfatizou.

O ex-prefeito de São João dos Patos, Zé Mário, também participou do evento e falou sobre a importância de ter um representante no Legislativo Estadual. “Othelino ajudou a melhorar a vida de pessoas de vários municípios e tenho certeza que será um bom representante do Sertão Maranhense”, acentuou.
São Luís
Pela manhã, o presidente da Assembleia esteve na caminhada do governador Flávio Dino, candidato à reeleição, que percorreu os bairros Vila Zé Reinaldo e Cidade Olímpica, em São Luís.

Além de Othelino Neto, vários candidatos da chapa do governador marcaram presença na mobilização, que arrastou uma multidão. Participaram os candidatos ao Senado, Eliziane Gama e Weverton Rocha, além de diversos candidatos a deputado.

Ponto positivo para Roseana:

Roseana Sarney, que estava sumida, reapareceu prometendo fazer algo importante, que todo gestor de verdade deveria fazer: devolver aos pobres os seus bens que foram tomados.

Um trecho antigo da história egípcia diz que a bela princesa Cleópatra abria os celeiros fechados pelos imperadores romanos, para que a população faminta tivesse comida. Os opressores, que dominavam as terras orientais com mãos fortes, eram odiados, pois tomavam seus bens, além de deixar o povo sedento, com fome.

Mas  Cleópatra, seguia confiante em direção ao reino. Pelo visto a história se repete, a rainha do Maranhão, que estava esquecida, retornou em grande estilo. Que Roseana cumprirá sua promessa e ficará notabilizada na história do povo maranhense, a exemplo da rainha egípcia, ninguém tem dúvidas.

Pior para o comunista que não aprendeu com os exemplos deixados pela história.

Abaixo, trecho das promessas de Roseana Sarney exibido ontem no horário eleitoral desta segunda-feira, dia 10 de setembro de 2018:

Prefeitão cobrando apoio?

Municipalistas foram chamados às pressas pelos dois Leões famintos da Pedro II, para uma “reunião”, ao que tudo indica, com teor puramente eleitoral.

Comunista Rubens Junior que ascendeu na política graças aos municipalistas expõem nas redes sociais o verdadeiro teor da reunião, mas logo é interpelado por um internauta.

Após 4 anos como chefe do Executivo estadual o governador simplesmente expressou sua verdadeira intenção à frente do poder: usar o poder para continuar no poder.

Segundo anúncio feito pelos próprios comunistas nas redes sociais, o encontro serviu para cobrar apoio eleitoral.

Recentemente um vereador de seu partido, o PCdoB, teve que interromper um evento eleitoral para cobrar do governador, que ficou conhecido como “prefeitão” , abastecimento de águas em sua cidade. Imaginem, o básico não foi capaz de prover ao povo. Reveja aqui:

Um pouco do “municipalismo” oprimido na gestão ideológica maranhense:

Prefeitos foram calados, oprimidos, impedidos. Gestão COMUNISTA interferiu diretamente na mais importante esfera de atuação pública, causando desconforto aos munícipes das 217 cidades.

Um governador centralizador, mandão, que se colocou no lugar do chefe municipal e esqueceu que deveria governar, ao invés de “controlar” os municipalistas.

Que Flávio Dino nunca desceu de seu alanque eleitoral, isso ninguém contesta. A questão é o desprezo total pela instancia municipal, que está mais próxima da população, que foi esquecida durante 4 anos, mas agora, em época eleitoral, noutra demostração de desespero, demostram  claramente suas intenções: cobrar os prefeitos.

Vale lembrar que, durante quatro anos os municipalistas foram esquecidos pelo “prefeitão”, que não deu a devida valorização aos prefeitos a estes que são os mais  importantes elos com a população, neste caso, os eleitores dos interiores.

 

Em entrevista à TV Mirante, nesta segunda-feira, 10, o candidato ao governo do Maranhão pelo PSDB, Roberto Rocha, afirmou não conhecer nenhum estado que tenha um potencial, em riquezas naturais, maior do que o Maranhão (Acompanhe pelo link:

http://g1.globo.com/ma/maranhao/jmtv-1edicao/videos/t/edicoes/v/roberto-rocha-e-entrevistado-no-jmtv1/7008290/).

E deixou claro que, tanto o Maranhão, quanto os maranhenses, precisam ser preparados para crescer economicamente. 

O candidato relacionou, ainda, como o grande desafio dessa preparação, a geração das cadeias produtivas, que, segundo ele, é o que vai possibilitar o crescimento econômico: realizar o conjunto de etapas consecutivas, ao longo das quais os insumos sofrem algum tipo de transformação, tais como beneficiamento do produto, industrialização e comercialização.

Roberto Rocha citou como exemplo a soja, que é produzida principalmente em Balsas. “Esse é o desafio: pegar a soja, o milho, o mlheto, e transformar em ração animal por um lado e, por outro lado, em óleo comestível.

Ao ser questionado sobre qual o seu plano para o Maranhão, Rocha respondeu que tem em seu plano de governo dois eixos fundamentais: preparar o Maranhão e também os maranhenses. Referiu-se ao “Caderno de Boas Idéias”, registrado em cartório, como o seu plano de Governo, constituído em mais de 180 propostas dispostas em dois eixos: preparar o Maranhão, com cinco principais temas e preparar os maranhenses, com outros cinco temas.

Roberto Rocha falou ainda de dotar o estado de infraestrutura como boas estradas, retomada da livre iniciativa para a economia maranhense e a compensação da exploração das riquezas e potencialidades do estado. Citou como exemplo a Base de Alcântara, sobre a qual, tem proposição de criação de um fundo financeiro de compensação para beneficiar comunidades existentes no município, como quilombolas, quebradeiras de coco, etc. Como experiência semelhante, Roberto Rocha, por meio de atuação parlamentar, já garantiu a 23 municípios maranhenses cortados pela Estrada de Ferro Carajás, ao longo de 670 km de extensão da ferrovia, de serem beneficiados com royalties no valor de 15%, pelo escoamento da produção de minério de ferro, ou por serem afetados por operações de desembarque e embarque ou, ainda, para cidades onde se localizam pilhas de estéril, barragem de rejeitos ou instalações de beneficiamento. “O Maranhão é um estado rico. Temos que fazer os maranhenses serem sócios dessa riqueza”, afirmou Rocha.

1 3 4 5 6 7 440