O vice-presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, deputado Wellington do Curso (PPS), utilizou a tribuna, na manhã desta quinta-feira (3), para denunciar a situação de abandono e a falta de segurança nas escolas de São Luís.

?????????????

Durante o pronunciamento, Wellington relatou a situação de abandono em que a Unidade Básica de Ensino Prof. João de Sousa Guimarães, localizada no bairro Divinéia, se encontra, e denunciou, também, que a instituição está sendo alvo de vandalismo e não possui sequer água, o que implica na impossibilidade de se ter aulas regulares, segundo ele.

O parlamentar solicitou, ainda, que a Secretaria Municipal de Educação e a de Segurança com Cidadania da capital adotem providências, a fim de solucionar as exorbitantes problemáticas observadas na escola em questão. “Estamos vivenciando um período em que a violência tornou-se protagonista em um cenário marcado pela morte e banalização da vida. Infelizmente, nós, enquanto cidadãos, estamos à mercê do cumprimento de tal direito. A escola, que deveria ser um local propulsor de conhecimento, tornou-se alvo de vândalos, expondo a vida a risco. Não estamos nos referindo a um ou outro caso de vandalismo”, disse.

O parlamentar declarou que “a Prefeitura, de maneira negligente e irresponsável, tem ignorado as demandas escolares e, como resultado, nossas crianças estão sem ter, sequer, água e tampouco aulas. Estão matando os sonhos das crianças, já que sem a educação a possibilidade de realizá-los é ínfima ou inexistente. Não podemos admitir que o futuro de nosso estado seja assassinado. Não podemos banalizar a vida ao ponto de considerar a insegurança como algo normal”.

Wellington diz esperar que a Prefeitura adote medidas quanto às denúncias. “Por isso, denunciamos hoje essa triste realidade e esperamos que a Prefeitura, por meio das Secretarias, adote providências que atenuem a situação caótica e façam jus ao cumprimento dos direitos à segurança e à educação”, disparou o parlamentar.

Flávio Dino quer que o povo acredite na Dilma, no papai noel… 

Taí uma boa forma de mostrar que tem aprovação popular de 65%: Mostra a cara, Flávio Dino, mostra que apoia Dilma lá em cidades como Belágua.

Será que nossos miseráveis irmãos vão ter natal?  Saiba mais sobre a cidade que se arrependeu de votar em Dilma, clicando aqui:

retardad

Quem esperava que o nosso governador fosse eleito para usar o cargo para mudar a pobreza do Maranhão, pode desistir.

Enquanto o povo maranhense vive na pobreza, comunistas vivem viajando para Brasilia para fazer politicalhas.

É natal, já que o governador não mudou a pobreza do Maranhão, mas, quer que acreditemos em papai noel, na inocência da presidenta e todo o bando de apoiadores do PT que está preso na Lava Jatos também.

Flávio Dino, que passou o ano inteiro fazendo politicalha, termina o ano de 2015, tentando impedir o impeachment de Dilma.

Esperava-se que o governador ficasse de fora desse processo de cassação da presidente (impeachment) mas, parece que morre medo do PMDB de José Sarney assumir o comando de Brasilia… Tá com medo, governador?

 

“quem pensa que chegou ao nível máximo, vai sempre olhar para cima e ver alguém num nível mais elevado que o seu…”

A citação acima, cai muitíssimo bem sobre nosso governador. O comunista Flávio Dino, pensou que fortalecendo a equipe petista, no afã de estar próximo da presidenta Dilma Rousseff, lhe daria garantias…

Para vencer o candidato do Sarney, Flávio Dino chamou até tucanos, depois de ser eleito, expulsou todos...

Para vencer o candidato do Sarney, Flávio Dino chamou até tucanos, depois de ser eleito, expulsou todos…

Apesar de cercar-se de petistas e, consequentemente afastar-se dos tucanos, Dino foi eleito com apoio maciço do PSDB.  E agora, com a abertura do processo de impeachment da petista?

Os algozes digitais palacianos, tentaram desmerecer os esforços do PSB na esfera federal. As interlocuções trabalhadas pelo senador Roberto Rocha com os tucanos foi combatida, assim como, as tentativas de reaproximação do deputado José Reinaldo Tavares com caciques do PMDB.

Pois é, governador, que tal deixar de olhar apenas numa direção e olhar para os lados? Respeitar quem não reza na cartilha comunista, contemplar os aliados esquecidos seria um bom começo…

barbosa

“Impeachment é um mecanismo regular do sistema presidencialista, mas é traumático. Pode trazer consequências que não temos condições de avaliar hoje”, afirmou.

Para Joaquim Barbosa, parte das instituições brasileiras não está funcionando. “E a que menos funciona, a meu ver, é a mais importante delas, a Presidência da República. Acho que há uma crise na Presidência da República. No nosso sistema político a Presidência é o centro de gravidade. O presidente é o catalisador de todas as ações, ele se comunica diretamente com a nação, esse é o seu papel mais importante. Isso não ocorre no Brasil.”

O ex-presidente do STF ressaltou que “o Brasil precisa de lideranças políticas lúcidas, com uma visão muito clara de sociedade e do que precisa ser feito para mudar o país, para completar essa formação inacabada do Estado”. Segundo Barbosa, falta alguém para dizer a verdade para o brasileiro.

“Não vejo, tanto na ala governamental quanto na oposição, a liderança lúdica que dê a direção correta”, disse.

Barbosa afirmou que as instituições de controle do Estado, como o Judiciário e o Ministério Público, continuam funcionando e que não se surpreendeu com o escândalo da Lava-Jato: “Para mim, isso é uma sequência natural (do mensalão).”

Em relação ao julgamento do mensalão, Barbosa disse que as pressões não o abalaram, mas o que chamou a atenção dele foi a questão racial.

“Fazia o que qualquer juiz sério naquela posição teria que fazer. Era um mero executor de decisões coletivas. Estou convicto de que por trás daqueles ataques insensatos, violentos estava a velha questão racial”, ressaltou.

Barbosa disse que não pensa em entrar para a política: “Acho que não tenho vocação para política. Nunca gostei, nem mesmo na época de estudante. Acho que sou uma pessoa livre demais para dar esse passo.”

Blog reproduz a postagem do blogueira Mônica Alves, sobre destruição de um importante órgão da Saúde pública municipal. Acompanhem abaixo:834723375-001020-04012014

Há exatamente 1 mês, o Deputado Estadual Wellington do Curso (PPS) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para denunciar a irresponsabilidade da Prefeitura de São Luís com a proteção aos animais e a saúde pública. Claro, uma coisa tem totalmente a ver com com a outra, afinal, a “causa animal” também é sinônimo de saúde.2cc7393a-29f1-418b-9581-3a7186bfd230

A denúncia feita pelo nobre deputado, em Novembro passado, fazia referência à atual situação da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) que está desativada e, segundo o parlamentar, vem apresentando riscos à saúde pública.

Em Abril deste ano eu também denunciei, aqui no Blog, o descaso da prefeitura com a “causa animal” e, na oportunidade, fui até o Centro de Zoonoses e constatei a não funcionalidade do Centro, o que já dura 02 anos. (Reveja AQUI).

Passados 30 dias e sem nenhum resultado, Wellington utilizou, de novo, a tribuna para solicitar que fosse destinada mais atenção à saúde pública e, ainda, aos casos das doenças que têm acometido a população, a exemplo da raiva, do calazar, leptospirose, dentre outras.

Ao se pronunciar, ele traçou paralelo entre os constantes casos de cidadãos acometidos por doenças e a desativação do antigo Centro de Controle de Zoonoses da capital maranhense, o que, segundo ele, releva a postura negligente e irresponsável da Gestão Municipal.

O parlamentar destacou, ainda, proposição de sua autoria que solicita ao Governo do Estado, através da Secretaria de Saúde, que adote providências a fim de evitar o aumento expressivo no número de casos de Microcefalia no Maranhão, já que 16 casos já foram notificados. O deputado fez referência, também, aos elevados índices de pessoas que morreram vítimas de calazar, o que evidencia a necessidade emergencial de se reativar a Unidade de Vigilância em Zoonoses e também adotar medidas que evitem o aumento no número de óbitos de pessoas vítimas de doenças causadas pelo Aedes Aegypti.

“Recentemente, o Ministério da Saúde realizou uma coletiva para tratar sobre os casos frequentes de microcefalia no Nordeste. Em nota à imprensa, anunciou-se estado de emergência na região. No Maranhão, em específico, há o registro de 16 casos, sendo 1.248 casos suspeitos de microcefalia no País. Paralelo ao iminente surto da doença e a sua relação com o Zica vírus, temos os casos de calazar, leptospirose, além de  doenças causadas pelo Aedes aegypti. Apesar de tal realidade, infelizmente, a Prefeitura de São Luís, de forma negligente, omite-se dos cuidados básicos que evidenciariam a preocupação necessária quanto à saúde pública. Como ápice da negligência da Gestão Municipal, tem-se a presente situação do antigo Centro de Controle de Zoonoses, atual Unidade de Vigilância em Zoonoses, que foi interditado e até hoje não possui sede. Por não aceitarmos a postura negligente da Prefeitura como um mecanismo que expõe a vida de inúmeros ludovicense a risco, trazemos novamente à esta Casa a realidade que assola a população, objetivando assim combater as ações contínuas e lesivas à vida. Somente nesse ano, 44 casos já foram notificados na capital. No ano passado, ocorreu apenas um óbito na capital maranhense. Analisando-se o cenário nacional, percebemos que as demais cidades têm tido ações que evidenciam a preocupação dos gestores com a saúde pública, postura essa não observada em São Luís. Temos aqui por principal objetivo solicitar que sejam adotadas providências que zelem pela integridade física dos cidadãos e, assim, pelo bem mais precioso que o ser humano pode ter: a vida”, relatou.

Continue lendo aqui:

Na manhã desta quarta-feira (02), o deputado Zé Inácio (PT) usou a tribuna para destacar a Resolução Política do Partido dos Trabalhadores de apoio ao Governo Flávio Dino.

Zé Inácio na tribuna destaca que o apoio se deve ao Governo Flavio Dino de implementar as políticas públicas do Governo Dilma

Zé Inácio na tribuna destaca que o apoio se deve ao Governo Flavio Dino de implementar as políticas públicas do Governo Dilma

“Destaco que a Resolução Política do PT faz um chamamento a todos os partidos da base da Presidenta Dilma em torno dos compromissos com as transformações sociais e com os programas implementados nos governos LULA-DILMA.

Se fosse uma decisão simples de adesão ao governo Flávio Dino, não seria um processo demorado, construído no diálogo e no consenso político progressivo”, disse o Petista.

Zé Inácio (PT) destacou que a decisão do PT/MA baseia-se ainda pela determinação do Governo Flávio Dino de implementar as políticas públicas do Governo Dilma com a criação de programas estaduais importantes ao desenvolvimento do nosso Estado, como o Mais IDH, o Escola Digna, o Bolsa Escola, Mais Bolsa Família, Mais Asfalto, Mais Sementes, o fortalecimento da agricultura familiar, a inclusão dos jovens no esporte e outros, com a inclusão social e a participação popular, construindo uma agenda de desenvolvimento sustentável para o Maranhão. “Parte desse processo foi demonstrado nas mobilizações de ruas, diante das ameaças de retrocesso aos direitos da classe trabalhadora e na construção da Frente Brasil Popular no Maranhão, ocasião em que o PT e o PCdoB atuaram de forma conjunta, com os movimentos sociais, sindical e popular”, ressaltou.fd3aa59e-8d6f-4eee-9ce0-942200aa046a

Decisão – O parlamentar Zé Inácio (PT) durante Sessão explicou que a decisão política é motivada também pelo enfrentamento com as forças conservadoras que tentam apagar o legado dos Governos Lula e Dilma, responsáveis por tirar milhões de pessoas da extrema pobreza e de resgatar a dignidade e a autoestima do povo brasileiro, sobretudo, os mais pobres. “Portanto temos de identificar os aliados e não podemos perder de vista que o que está em jogo: o enfrentamento com as forças conservadoras e dentre elas, o PSDB que tentam paralisar o nosso país, numa tentativa de antecipar as eleições de 2018”.

Zé Inácio (PT) finaliza destacando que a Resolução, representa o compromisso do PT com o PC do B somando-se a outros partidos e forças progressistas, em fortalecerem juntos, a mobilização popular e um amplo processo de defesa permanente da democracia, fortalecendo também as bandeiras históricas como; os direitos humanos, direitos sociais, políticos, culturais e econômicos, o combate às desigualdades com distribuição das riquezas e justiça social, o desenvolvimento sustentável, a soberania nacional e a defesa do mandato constitucional da Presidenta Dilma.

Fogo amigo?IMG_2913-1-1_640x460_acf_cropped

A mesma equipe que propaga o milagre dos “65% de  aprovação” do governador, detona a esposa e vive falando mal senador Roberto Rocha. Abaixo, nota enviada pela sua assessoria:

Nota à Imprensa

Notícias divulgadas em blogs maranhenses, baseadas em interceptações telefônicas feitas pela Polícia Federal no âmbito da operação Sermão aos Peixes, dão conta de conversas onde o nome da esposa do senador Roberto Rocha, Ana Cristina Ayres Diniz aparece supostamente relacionado a atos envolvendo a prefeitura de Balsas.

 A gravação sugere que a esposa do senador seria a Secretária de Saúde do Município, o que por si só já revela a irresponsabilidade das ilações feitas em sua divulgação.

A Sra. Ana Cristina não é e nunca foi funcionária da Prefeitura de Balsas. Aliás, não exerce nenhum cargo público em qualquer esfera de governo.

Além disso, não conhece as duas pessoas alvo das gravações, com quem nunca se encontrou ou tratou, mesmo remotamente, de qualquer assunto.

Diante da gravidade dos fatos maldosamente imputados a ela, constituiu advogado que já reuniu os documentos que comprovam sua condição de não pertencer aos quadros funcionais da Prefeitura de Balsas. Com esses documentos está dando entrada na Polícia Federal com pedido para que esta abra inquérito policial visando esclarecer as condições da gravação e as circunstâncias do envolvimento do seu nome.

Além disso sente-se na obrigação de acionar judicialmente quaisquer pessoas que tenham dado seguimento às interpretações absurdas feitas sem qualquer fundamento na realidade dos fatos.

Assessoria de Comunicação

Gabinete do senador Roberto Rocha

A mentira 65…c904e5cc-f4a4-4d34-b7cf-6e497d65d981

Abaixo, vídeo enviado pelo whatsApp mostrando uma manifestação de alunos da rede estadual, que tiveram de sair das salas de aula para pedir segurança. Ninguém aguenta mais, governador.

Da próxima vez que Vossa Excelência encomendar uma “pesquisa”, lembre seus funcionários para dar uma passadinha nas escolas públicas, talvez, assim, o Senhor saberá a verdade sobre “sua aprovação” de 65%…

1 445 446 447 448 449 485