Aparelhamento ideológico, mordaças, absurdos do comunismo maranhense…

Não foi essa a mudança que pedimos e lutamos. O Maranhão idealizado, anunciado, prometido em campanhas ainda não aconteceu. Para mostrar o tamanho do absurdo, até os políticos contrários ao comunismo tiveram que se calar, mesmo com a grande vantagem de ter um político de sua legenda, quase ocupando o lugar de presidente do Brasil.

Que é isso, companheiros?

  porcao1

Lava Jatos mostrando o outro lado do Brasil ao Mundo…

O pedido de prisão preventiva ao ex-presidente Lula pela justiça brasileira, mostra que o juiz federal Sergio Moro outra vez foi mais rápida no gatilho e enquadrou o ex-presidente, que,  poderá ir pra trás das grades antes de ser nomeado.

Brasil mostrando sua cara: Para muitos que achavam que a Justiça brasileira era uma palhaçada, estavam acima da lei, eram “intocáveis”, se achavam “o cara”, a justiça foi feita na medida certa. Resta saber se o Lula vai entregar seus parceiros de crime. Ou vai ficar calado aceitando o Brasil ficar no prejuízo, surrupiado, quebrado, roubado. É hora de Lula abrir a boca e parar de fingir que “não sabe nada”!!!

No pedido de prisão, os promotores citam o filósofo niilista Friedrich Nietzsche para alegar que o ex-presidente Lula, embora já tenha ocupado o mais alto cargo da administração pública federal, não é um “super-homem” e, portanto, não estaria imune às leis.

“Nunca houve um Super-homem. Tenho visto a nu todos os homens, o maior e o menor. Parecem-se ainda demais uns com os outros: até o maior era demasiado humano”, descreve o Ministério Público de São Paulo na introdução do pedido de prisão do petista. “Ninguém está acima ou à margem da lei. A lei vale para todos, indistintamente, ricos ou pobres, pouco importando a cor, credo, raça ou profissão”, resumem os promotores.

Trecho retirado do Josias de Sousa deste domingos. Abaixo, foto de Lula com Lobão, João Alberto, e outros conhecidos político, veja aqui:porcao

 

Na manhã desta quinta-feira (10), no Plenário da Assembleia Legislativa, aconteceu a Sessão Solene em homenagem aos 35 anos da Juventude Socialista do PDT. O evento, solicitado via Requerimento do deputado Rafael Leitoa, segundo vice-presidente do partido no estado, serviu para homenagear também o ex-presidente da JSPDT, Jerry Abrantes, falecido em 2015.1941efe112d34d344d73c88ab1594907

O evento contou com a participação do deputado estadual Rafael Leitoa; do deputado federal Weverton Rocha; do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior; do prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim; do vereador Ivaldo Rodrigues; do secretário estadual Márcio Honaiser; da diretora do DETRAN/MA; da Larissa Abdalla; da presidente estadual da JSPDT, Idalete Rodrigues, e da Juventude Nacional, Everton Gomes; bem como várias outras lideranças políticas do Maranhão.

As qualidades do partido, a defesa das bandeiras históricas do trabalhismo, educação e a ética, foram palavras defendidas em quase todos os discursos. O deputado federal Weverton Rocha lembrou dos tempos de JSPDT e de um sonho que teve em Cuba, num Congresso comandado por Fidel Castro, em 2000. O parlamentar federal decidiu que, dali em diante, seguiria uma carreira política.

O prefeito Gil Cutrim recordou que o otimismo e a fé devem ser os parceiros de quem exerce um cargo executivo, já que o Brasil enfrenta sérios problemas financeiros, com altos e baixos nos repasses aos municípios. Edivaldo Holanda Júnior ressaltou a importância da parceria do PDT e juventude em sua eleição, além de sua filiação, em meados de 2015. Edivaldo também comentou sobre a grandeza do partido e dos grandes nomes que fizeram parte da legenda, indo de Brizola a Jackson Lago. O prefeito de São Luís finalizou prometendo honrar a história do partido que sempre admirou.

Autor do Requerimento para realização da Sessão Solene, o deputado Rafael Leitoa se mostrou satisfeito em homenagear a organização de jovens que lhe apresentou a política. Membro da JSPDT de Timon, Rafael Leitoa fez parte da Direção Nacional da Juventude Socialista do partido e, hoje, encontra-se deputado estadual pela legenda. “Nossa juventude completa hoje 35 anos de luta, derrotas e vitórias. Nossa luta é constante, das derrotas tiramos aprendizado e valorizamos nossas vitórias, pois nelas reconhecemos o quanto trabalhamos para manter os princípios de nosso partido”, concluiu Rafael Leitoa.

Tudo errado, bandidos soltos, assaltando e matando trabalhadores.

Vivemos num ciclo de impunidades, a injustiça é a grande culpada pelos altos índices da violência. A sociedade precisa dar as mãos contra a criminalidade. A polícia faz sua parte, os  governos tentam aparelhar a polícia, mas, falta a Justiça entender que bandido bom é atrás das grades e não nas ruas…

Enquanto isso, outro assalto a ônibus que, por milagre o motorista sobreviveu ao tiro desferido pelo bandido, que cada vez mais agem livremente armados nos ônibus, assaltando trabalhadores e estudantes.

A Justiça do Maranhão continua sendo a grande culpada e, nós, trabalhadores, pagadores de impostos, as verdadeiras vítimas…

O EMA

O EMA

Na sessão plenária desta segunda-feira (07), o deputado estadual Wellington do Curso (PPS) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa para apresentar Projeto de Lei que concede a reparação dos danos sofridos por vítimas de disparos de armas de fogo, “balas perdidas”, decorrentes de conflitos envolvendo terceiros e forças policiais. Por não ser de competência do Legislativo Estadual, Wellington encaminhou o projeto ao Executivo, a fim de que haja a implantação referida.517af5a9245a84a67bb3c190609d0d59

Ao se pronunciar, o parlamentar fez referência aos casos de mortes por bala perdida, a exemplo do que aconteceu na última sexta-feira (4), com Jorrimar Everton Galvão, alvejado com um tiro na testa.

Para o deputado Wellington, o Estado deve fazer algo, nem que seja reparar o dano, já que não terá como devolver a vida e, tampouco, suprir o vazio que a perda de um familiar ocasiona.

“Infelizmente, o número de vítimas de bala perdida em nosso estado é perceptível. A exemplo disso, podemos citar a morte do senhor Jorrimar, na última sexta-feira, que foi alvejado quando estava indo buscar sua filha na escola. Ora, estamos aqui diante de um vazio que nada nem ninguém poderá suprir. É a vida de um pai, de um marido, de um trabalhador que foi ceifada. Bem sabemos que não há valor que atenue a dor que os familiares estão sentindo, mas acreditamos que o Estado tem a obrigação de fazer algo. Por isso, apresentamos aqui o Projeto que concede a reparação dos danos sofridos por vítimas de disparos de armas de fogo, decorrentes de conflitos envolvendo terceiros e forças policiais. Esperamos que assim se faça a reparação de um dano, ainda que material, já que não há meio capaz de trazer de volta a vida de um ser humano”, afirmou.

Ao ensejo, o deputado Wellington encaminhou mensagem de pesar à Lucimeire Galvão, esposa de Jorrimar, que foi assassinado. Ainda quanto aos crimes, Wellington solicitou a elucidação na investigação da morte da jovem estudante Alessandrina Alves Rodrigues, assassinada no dia 03 de junho de 2015, na Ponte José Sarney, que liga o bairro do São Francisco à Avenida Beira Mar, em São Luís.

“Volto a solicitar a elucidação na investigação da morte da jovem estudante Alessandrina, que foi vítima de bala perdida, em um ônibus da capital maranhense. Há quase nove meses e não há quem se culpe pela morte em questão. O Estado pode até ter esquecido, mas a família certamente sente todo dia a falta da Alessandrina. A impunidade não pode dominar um cenário em que as vidas das pessoas são ceifadas”, disparou o deputado.

ENTENDA O PROJETO:

O Projeto objetiva proteger, auxiliar, prestar assistência e indenizar as vítimas de disparos de armas de fogo por “balas perdidas”, bem como as vítimas da violência, no estado do Maranhão, através dos seus órgãos competentes.

A obrigação de reparar os danos sofridos por vítimas de disparos de armas de fogo supramencionada independe da demonstração de culpa.

A Prefeitura de Alcântara denunciou no Ministério Público, via representação criminal, o descaso do vereador Ivan Ferreira com o dinheiro público ao gastar irregularmente recursos da Câmara Municipal e não enviar o Relatório de Gestão Fiscal da Câmara de Vereadores ao TCE, causando prejuízo de mais de R$ 2 milhões de reais à população do município. O dinheiro era destinado às ações de saúde, estradas vicinais e pavimentação urbana.

Presidente da Câmara , Vereador Ivan Ferreira

Presidente da Câmara , Vereador Ivan Ferreira

O descaso do presidente da Câmara Municipal de Alcântara, Ivan de Jesus Moraes Ferreira, ao não responder nenhuma das notificações da Prefeitura, encaminhadas a ele, solicitando que o mesmo regularizasse o seu RGF – Relatório de Gestão Fiscal, relativo ao segundo semestre de 2015, fez com que o procurador do município, José Salomão F. Moreira Júnior, entrasse com representação criminal contra o presidente da Câmara de Vereadores.

Ivan Ferreira foi denunciado por vários atos praticados de improbidade administrativa. O descaso do vereador em não cumprir o que manda a Lei de Responsabilidade Fiscal está impedindo a transferência de mais de R$ 2 milhões de reais em recursos de convênios e emendas parlamentares para a saúde, estradas vicinais e pavimentação urbana, inclusive as estradas de Raimundo Su e assentamentos do Incra.

O presidente da Câmara de Vereadores não cumpriu o que manda o artigo 54 da Lei Complementar n° 101/2000, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), onde os presidentes das Câmaras Municipais devem publicar o Relatório de Gestão Fiscal (RGF).

A representação informa à Justiça que o prazo para publicação do RGF pela Câmara Municipal de Vereadores venceu em 30 de janeiro deste ano, sem que o vereador Ivan Ferreira tenha, até a data de ontem (09), tomado a providencia que lhe compete exclusivamente, mesmo tendo sido notificado várias vezes, desde 11 de fevereiro deste ano. A jogada política do vereador ao sentar em cima do relatório visa apenas manchar a imagem da atual administração e prejudicar a população alcantarense.

Segundo o procurador, o descumprimento dos prazos para a publicação do RGF da Câmara Municipal prejudica a população, pois impede que Alcântara receba transferências voluntárias, até que a situação seja regularizada, gerando a inscrição do município no Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC), que cria vários problemas para a prefeitura e consequentemente à população.

Convênios e emendas parlamentares

Para receber recursos de convênios e emendas parlamentares, o município tem que estar o com nome limpo e em dia com a documentação fiscal, inclusive o RGE. Caso essa situação criada pelo presidente da Câmara de Vereadores prossiga, a população de Alcântara poderá perder o convênio celebrado com o Incra, de aproximadamente R$ 1 milhão e meio de reais, para a melhoria das estradas vicinais de Raimundo Su e todos os assentamentos.

O município também foi indicado pelo deputado federal Júnior Marreca para ser beneficiado com emenda parlamentar, no valor de mais de R$ 121 mil reais, com recursos do Ministério da Saúde, com prazo final até 13 de março deste ano para apresentar todos os documentos fiscais. Também do Governo Federal é a emenda da deputada federal Eliziane Gama no valor de R$ 500 mil reais, destinada ao apoio e manutenção da Unidade de Saúde e pavimentação urbana, com prazo final de até 15 de março de 2016.

“Depois de várias solicitações oficiais ao presidente da Câmara para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, agora o município apresentou representação criminal por improbidade administrativa junto ao Ministério Público para que o vereador cumpra o que estabelece a Lei e não cause mais prejuízo à população”, disse o procurador. A denúncia pede que o Ministério Público notifique o mais rápido possível o presidente da Câmara Municipal.

Boca no Trombone: Moradores de São José de Ribamar denunciam o caos no programa da TV Difusora.

“A situação está tão critica que nem o padroeiro está resolvendo, deu cupim em Ribamar”, disse o indignado apresentador.zé cirilo

Realmente é de causar vergonha, as lamentáveis imagens mostrando o tamanho do absurdo foram ao ar pelo programa “Boca no Trombone” da TV Difusora, pelo apresentador Zé Cirilo, sobre o caos que tomou conta de São José de Ribamar.

No final da apresentação, Zé Cirilo, ainda se benzeu, desconjurando o prefeito “cupim”. Veja no vídeo abaixo:

Os militantes do Partido dos Trabalhadores no Maranhão devem ser proibidos de realizar qualquer ato pró-Dilma Rousseff e Lula na Avenida Litorânea no dia 13 de março.

É uma questão de bom senso.pixuleco-1

Desde o final do ano passado, os manifestantes do “Fora Dilma” deixaram marcada para esta data uma mobilização no mesmo local. Até a semana passada, tudo corria bem para que os protestos em São Luís seguissem (como sempre vem ocorrendo) de forma absolutamente pacífica.

Mas veio a condução coercitiva do ex-presidente Lula na sexta-feira (4) e o lamentável episódio do ataque ao Pixuleco no sábado (5) . Confira no blog do Gilberto Leda:

E o que se tem hoje é um clima de guerra. A manifestação anti-Dilma segue marcada para o dia 13. Mas, por todo o país (São Luís aí incluída), os petistas têm anunciado que também vão às ruas.

“Não vamos brincar”, declarou ao Blog do Gilberto Léda, na segunda-feira (7), o presidente estadual do PT, Raimundo Monteiro.

No caso da capital maranhense, os militantes pró-Lula e Dilma dizem que vão para o mesmo local do “Fora Dilma”.

Está claro que o objetivo é o confronto.

É imperioso, portanto, que as autoridade do estado ajam com firmeza para impedir a presença de petistas na Litorânea no domingo. É uma questão de bom senso.

Condenação pelo Tribunal de Justiça tira do páreo o ex-prefeito do PMDB, e fortalece projeto de reeleição do prefeito tucano Josemar Sobreiro, que fica praticamente sem adversário consistente

Marco Deça

Revés de Arôso favoreceu Josemar a se consolidar contra um Dutra antipatizado em Paço do Lumiar…

Revés de Arôso favoreceu Josemar a se consolidar contra um Dutra antipatizado em Paço do Lumiar…

O prefeito de Paço do Lumiar, Josemar Sobreiro (PSDB), praticamente consolidou seu projeto de reeleição no município.

Embalado pela recuperação da gestão nos últimos meses, Professor Josemar viu ontem o Tribunal de Justiça manter a condenação de seis anos de reclusão contra o ex-prefeito Gilberto Arôso (PMDB).

Pela Lei Eleitoral, qualquer condenação nas instâncias de 2º Grau da Justiça tira do páreo os pretensos candidatos.

Arôso era o único adversário que estabelecia certa disputa com Josemar.

Até agora, nem o ex-deputado Domingos Dutra (PCdoB), nem o empresário Caetano Jorge (PV), conseguiram mostrar a que vieram na disputa em Paço do Lumiar, apesar das estruturas que se dispõem a apoiá-lo.

Consolidado pela entrada no PSDB e fortalecido pelo apoio do PDT, Josemar deve conquistar os eventuais eleitores de Gilberto Arôso, tradicionalmente antipáticos a figuras como ad e Dutra e ainda pouco afeitos a novatos como Caetano.

Fora do páreo em Paço do Lumiar, Gilberto Arôso ainda tem outro problema a resolver.

Por decisão do Supremo Tribunal Federal, qualquer condenado em nível de segunda instância no Brasil é obrigado, automaticamente, a iniciar o cumprimento da pena, o que é o seu caso. Mas esta é uma outra história…

1 423 424 425 426 427 495