Crescimento da popularidade de Wellington deixa PDT/PCdoB desesperados.

O Palácio dos leões se fechou contra candidatura de Wellington do Curso. O motivo é simples, dos pré-candidatos, até agora, o único que tem crescido assustadoramente e que tem chances reais de vencer. O medo de perder as eleições fez do PDT e PCdoB, maiores interessados na administração da capital se insurgirem contra o crescimento de Wellington, que teve um rendimento maior que todos os pré-candidatos.

Jerry sabe que não pode deter o crescimento de Wellington por isso tem anunciado nas redes sociais que o Palácio dos Leões não vai dar apoio a Wellington. Confira:

dn

O PDT, que se tornou uma espécie de oligarquia local, está há mais de 20 anos na liderança das administrações da capital.

Para pirar a situação, a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, cercou-se de figurões tarimbados da “oligarquia Sarney”, gente da estirpe de Edmar Cutrim, Cláudio Trinchão, Hélio Soares, Pedro Fernandes, Gastão Vieira, Costa Ferreira, Stênio Resende, etc, sem falar do PT de Dilma e Lula, que sempre fizeram tudo para agradar José Sarney e Roseana.

edivaldo-5

É com esse tipo de gente que o PDT/PCdoB, que se dizem combater o grupo Sarney, vão disputar a eleição na capital. Melhor para Wellington, aliás, excelente!!!

 

 

ch

TETAS OCUPADAS

Assim como o PCdoB ainda controla a Agência Nacional do Cinema, o PT mantém postos na Caixa, DNOCS, delegacias da Agricultura etc.

NA ANCINE, O PC DO B SE ESBALDA NO NEPOTISMO

Na farra do “aparelhamento” a Agência Nacional do Cinema (Ancine) desde 2005, o PCdoB distribui cargos para membros do comitê central do partido e, claro, para parentes. Caso do deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), que emplacou cunhada na Ancine.

Conhecido por usar cartão corporativo para gastar sem piedade dinheiro público, pagando até tapioca, Silva foi medíocre ministro do Esporte, no governo Lula.

ANCINE VIROU ‘PRIMEIRO EMPREGO’ NO PC DO B

Detalhe que espanta o Planalto no “aparelhamento” da Agência Nacional do Cinema (Ancine), pelo PCdoB, é o número boquinhas para membros do comitê central do partido. Não se exige entender de cinema ou ter experiência no serviço público, mas haver atuado em entidades estudantis do PCdoB, tipo UNE, Ubes (secundaristas), UJS, UEE. Um prêmio pelo aliciamento de jovens militantes para o partido.

CARREIRA BRILHANTE

Ouvidora-geral da Ancine, Luana Bonone, do PCdoB, também fez “carreira” na estudantil UES e na UJS (União da Juventude Socialista).

MESMA FÔRMA

Thiago Franco de Oliveira virou assessor do presidente da Ancine, Manoel Rangeto Neto (dirigente do PCdoB) após atuar na Ubes e UJS.

MESMO ROTEIRO

Outro ex-presidente da UNE, Felipe Maia Silva, também do comitê central do PCdoB, desfrutou de cargos na Ancine entre 2008 e 2010.

Conhecido na Câmara dos Deputados por ter sido premiado 12 vezes na loteria em 1997, o atual segundo vice-presidente da Casa, Fernando Giacobo (PR-PR), preside sessão em junhoOs deputados Fernando Giacobo (PR-PR) e Heráclito Fortes (PSB-PI) formalizaram as suas candidaturas à presidência da Câmara dos Deputados na Secretaria-Geral da Mesa nesta segunda-feira (11). Com eles, a lista oficial tem sete candidatos. A expectativa é de que o número chegue a cerca de 16 nomes até o dia da votação.

Até a semana passada, Fausto Pinato (PP-SP), Marcelo Castro (PMDB-PI), Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO), Carlos Manato (SD-ES), Fábio Ramalho (PMDB-MG) haviam se inscrito. Apesar de ainda não terem oficializado, Rogério Rosso (PSD-DF), Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Beto Mansur (PRB-SP) já anunciaram as suas candidaturas.

Hoje, está prevista uma reunião da Mesa Diretora, às 15 horas, que definirá regras como data, horário, tempo de fala de cada candidato e segundo turno. As decisões devem ser referendadas pelo colégio de líderes, com reunião prevista para as 17 horas. Embora a eleição esteja oficialmente marcada para quinta-feira, foi feito um acordo ontem com o presidente interino, Waldir Maranhão (PP-MA), para antecipar a sessão para as 19 horas de quarta-feira.

Fonte: Uol Noticias

 

O deputado Zé Inácio participou do Encontro de Tática Eleitoral do Partido dos Trabalhadores (PT) de São Luís, realizado no domingo (10), no auditório Fernando Falcão da Assembleia Legislativa. O evento teve como objetivo discutir a tática eleitoral a ser adotada pelo PT na capital maranhense.4f4d6ca7-76f4-4200-8331-c4d0939333ae

Durante o Encontro, debateu-se duas propostas de tática eleitoral do PT de São Luís: candidatura própria e aliança política com outro partido na eleição da Prefeitura da capital. Ao todo, mais de 100 delegados e delegadas estiveram presentes no Encontro, e, pela decisão da maioria, o PT deliberou pela aliança política com o Partido Democrático Trabalhista (PDT), cujo candidato é o atual prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior.

Para Zé Inácio, encontros, como o que ocorreu, promovem o reposicionamento do Partido dos Trabalhadores no cenário atual. “A discussão interna que fizemos através de plenárias e manifestações reposicionou o PT no debate eleitoral em São Luís. Hoje decidimos que o melhor caminho para o PT na capital é a aliança com o PDT, partido comprometido com as demandas da classe trabalhadora, incansável na luta em defesa da democracia e contra o golpe protagonizado pela direita com o impeachment da nossa Presidenta Dilma”, ressaltou o deputado.

O parlamentar destacou, ainda, que a decisão tomada pelo PT de São Luís garantirá o fortalecimento do partido na capital, pois o PT reúne todas as condições para contribuir de forma significativa com a próxima gestão do Prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). “O PT é um partido de massas que dialoga com a sociedade e busca melhorar a vida da população através da implementação de políticas públicas. Temos experiência e acúmulo histórico no que se refere a gestão. Nos últimos treze anos, com os governos Lula e Dilma, mostramos que é possível melhorar a vida das pessoas – sobretudo das classes populares – através de uma gestão progressista. É desta forma que pretendemos colaborar com o governo Edivaldo”, enfatizou Zé Inácio.

No Encontro ficou estabelecida, ainda, a próxima agenda do PT de São Luís, que será no dia 20 de julho, onde o Diretório Municipal definirá o nome a ser indicado para pleitear a vaga de vice-prefeito na chapa majoritária com o PDT. Além disso, será definida também a listagem dos candidatos e candidatas a vereadores e vereadoras do partido na capital.

É sempre assim, descartam e depois dizem que “virou sarneisista”…

Dá para entender? Márcio Jerry descartando publicamente o pré-candidato Wellington do Curso(PP), que sempre foi aliado do governador. Pelo visto, a ambição de querer ganhar as eleições nas principais cidades do maranhão, para isso, passando por cima de aliados, vai continuar sendo uma prática neste maranhão que não muda.

O inusitado anúncio, curiosamente, aconteceu depois do afastamento de seu adjunto na Secretaria de Comunicação, que foi flagrado em “diálogos” com a pré-candidata Elisiane Gama, e depois que o PT foi levado a apoiar o prefeito da capital, que concorrerá a reeleição.

Ora, o líder do PCdoB, Márcio Jerry, ao anunciar pelo tuíter, que o Palácio dos Leões vai ter apenas três candidatos, que são: Holandinha, Elisiane e Bira, acabou  impondo uns e desmerecendo os outros, jogando para fora nomes bons.

Desta forma, Marcio Jerry, obriga Wellington e outros pré-candidatos buscarem aliados fora do governo, que está ficando conhecido como “a panelinha vermelha”.

Abaixo, a tuitada de Jerry, capturada pelo jornalista Diego Emir:

mj

Declínio petista: No Maranhão legenda de Dilma e Lula virou bengala de outras legendas.

A imposição governista pretende ocupar a vice-prefeitura. O PT sempre foi coadjuvante, nunca passou de vice. O nome de Mário Macieira está sendo cogitado como vice de Holandinha.

Macieira: PCdoB quer fazer dele vice- prefeito.

Macieira: PCdoB quer fazer dele vice- prefeito.

Comenta-se nos bastidores que o Palácio dos Leões, com força total sobre o PT, forçou o partido abrir mão da candidatura própria para compor com o PDT, dentro do esquema montado pelo PCdoB, partido do governador Flávio Dino. Apesar de ter elegido deputados e vereadores, no Maranhão, o PT só conseguiu ser coadjuvante em candidaturas de prefeito e governador.

Governador comunista coloca PT debaixo do braço e anuncia a 15ª legenda a favorecer a coligação de Edivaldo Holanda. A decisão do PT foi tomada na tarde deste domingo, 10, durante Encontro de Tática Eleitoral. A tática do PT vai favorecer a legenda de Edivaldo na televisão, mas, pode desfavorecer no sentido de estar envolvido em corrupção, no momento que seus lideres enfrentam os tribunais e, também, o impeachment de Dilma.

Pior que isso, o partido que tem quadros bons, como o deputado Zé Inácio, jovem deputado que a exemplo dos colegas de parlamento, Wellingto do Curso e Eduardo Braide, que pretendem disputar a prefeito da capital, mas não foi aproveitado.

E assim, o Partido de Dilma e Lula permanece no rabo da fila na capital do maranhão, prestes a encerrar seu ciclo de existência.

Maranhão voltou a ter vontade de morar na televisão…

Quem diria a TV de Edinho Lobão faturando alto com publicidades do governo comunista. Mas, não eram eles, até pouco tempo, que apelidavam o herdeiro do Sistema Difusora de “Edinho 30%”?

Imagem pescada do facebook do governador

Imagem pescada do facebook do governador: foto tirada na TV Difusora, que pertence a “Edinho 30%”

O governador Flávio Dino parece desesperado para mostrar que fez alguma coisa nestes dois anos que esquentou a cadeira do Executivo. Acho que deveria mostrar a realidade, como por exemplo, como está a vida dos moradores da cidade de Belágua e outras que foram mostradas nacionalmente antes da eleição de 2014. Que tal o antes e o depois, governador?

Enquanto isso, preferem mostrar peças publicitárias vazias, como se estivéssemos em tempo de eleições.

Só lembrando que publicidade custa caro, quando o maranhão era governado por Roseana Sarney, ela não poupava esforços para aparecer. Midiática, a dona do Sistema Mirante queria aparecer de toda forma. Mas, parece que o governador da mudança, Flávio Dino, quer seguir seu (mal) exemplo. Tanto que em algumas “entrevistas” em rádios, televisões e blogues, parece gritar aos eleitores: “ pelo amor de Deus estou trabalhando, olhem”.

Já que os comunistas não têm sistema de mídias, como fazem? Será que estão “metendo a mão no pote” para custear essa avalanche de “entrevistas” e propagandas a todo instante nos principais canais televisivos do estado?

Flávio Dino parece repetir a governadora Roseana Sarney, que apelava para as publicidades enganosas. No tempo, a oposição dizia que dava “até vontade de morar na televisão” que só mostrava coisa bonita, diferente, lógico, da realidade.

No “Maranhão da mudança” uma avalanche midiática de publicidades enganosas. Nada contra o governo da “mudança” gastar verbas publicitárias com jornalistas e blogueiros, mas parece que há um exagero em querer aparecer, como se quisessem chamar a todo instante a atenção do eleitor para mostrar que estão trabalhando.

Além de televisão e rádios, tem propaganda maciça nos sites pagos, facebook, google, até de revistas, como a Veja.

O deputado Wellington do Curso (PP) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, na manhã da última quinta-feira (7), para cobrar pela 12ª vez a reativação da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ).5662f9cc-a739-4a48-96fc-0ae4400fddbf

A UVZ da capital é responsável pelo controle e recolhimento de animais infectados das ruas e não possui sede fixa, elevando assim os riscos à população. O deputado Wellington cobrou explicações da Prefeitura por não reativar a Unidade.

“Em onze oportunidades, já ocupamos a tribuna desta Casa para solicitar do prefeito Edivaldo Holanda Júnior mais respeito com a sociedade e com os animas. Duas questões: a primeira é a saúde pública e a segunda a falta de amor com os animais. O Prefeito não tem carinho e não tem respeito nem com os animais, nem com os seus criadores, tratadores, defensores, protetores dos animais, em São Luís. Hoje estamos solicitando pela 12ª vez ao Prefeito Edivaldo à reativação da Unidade de Zoonoses. A primeira solicitação foi feita em caráter de urgência, no dia 1º de setembro de 2015, ressaltamos a importância tendo em vista que, desde dezembro de 2012, está desativado, isso retrata a falta de respeito, carinho, amor com os animais, falta de atenção com a população”, disse o deputado.

Wellington ainda ressaltou duas audiências públicas realizadas em defesa dos animais e solicitou ao Governo do Estado, por meio de Indicação, a instalação de um Hospital Público Veterinário no Maranhão.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, em São Luís, já foram confirmados até maio deste ano, 23 casos de calazar, com o registro de 7 óbitos. Em 2015 foram 84 casos e 15 óbitos. Já em 2014 foram 93 casos e apenas 1 óbito. Em todo o Maranhão, foram 473 casos com 22 óbitos em 2014, já em 2015 foram 479 casos e 51 óbitos, até maio deste ano foram 89 casos e 8 óbitos.

Desativação do antigo Centro de Zoonoses:

O Centro de Zoonoses foi criado em 1988 no Campus da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e foi desativado pela Prefeitura em 28 de novembro de 2012 por conta de denuncias e maus tratos com os animais.

Segundo a gestão municipal, em 2015, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), passou por uma ampla reforma e ampliação. Houve requalificação de todos os espaços físicos do Centro, como instalações elétricas e hidráulicas, recuperação dos laboratórios de entomologia e leishmaniose e pintura interna e externa do prédio, entre outras intervenções, como a construção de mais quatro canis para isolamento de animais para observação.

O CCZ, que não tinha cessão de direito do terreno que antes funcionava na Uema. Mesmo assim, com reforma, a Prefeitura de São Luís desperdiçou R$ 184.826,60 (Cento e oitenta e quatro mil e oitocentos e vinte e seis reais e sessenta centavos

A imagem abaixo merece análise: quer dizer que, depois de 40 ano de “oligarquia Sarney”, as estruturas do governo continuam sendo usadas em “pré-campanhas”?

Aos defensores do Palácio esta seria uma tuitada normal, feita num dia de folga de um secretário, que ocupa um cargo político no governo, que vive recebendo lideranças em seu gabinete durante a semana.

Talvez não seja tão simples, uma vez que se trata do líder do partido do governador, o PCdoB, que criticou por anos o uso político das estruturas do Executivo em reunião partidárias.

Pergunto ao pretenso candidato a deputado federal, Márcio Jerry: agora, na gestão comunista, já está podendo fazer politicagens com uso da máquina pública?

IMG_20160709_190439

2° semestre

Com apoio da Prefeitura, a Universidade Federal do Maranhão (Ufma) iniciará as atividades acadêmicas na Unidade Avançada de Alcântara em agosto. Vinculada ao Campus de Pinheiro, a unidade possui prédios doados pela Prefeitura, com aprovação da Câmara Municipal. Em reunião recente com o prefeito Domingos Araken, dirigentes da Ufma definiram estratégias para iniciarem o funcionamento da nova unidade.

O prefeito Araken também formalizou em comunicado oficial, encaminhado à Assessoria de Interiorização da instituição, o interesse e a demanda do município para o Programa de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor/Ufma), tanto para a primeira como para a segunda licenciatura, nos cursos de História, Biologia, Filosofia e Educação Física, para funcionamento no município de Alcântara.

Na solicitação, a Prefeitura formaliza ainda que disponibilizará estrutura e espaço físico para sediar as salas de aulas aos referidos cursos e que aguarda instruções da Ufma para consolidar o Parfor no município. Araken afirmou que “a Prefeitura dará o apoio necessário a instituição de ensino para efetivar ações protocoladas no Termo de Cooperação Técnica, já consolidado entre a Ufma e Alcântara”, disse Araken.

Participaram da reunião os professores do Campus de Pinheiro, Arckley Bandeira, Itálo Santirocchi, Victor Coelho, Rickley Marques e do Campus/Codó, Liliane Corrêa Lima; vereadores, secretários e dirigentes municipais e estudantes da Ufma de Pinheiro. Diretor do Campus de Pinheiro, Rickley Marques, disse que em agosto a instituição iniciará o funcionamento em Alcântara com a aquisição de móveis e equipamentos, material de expediente e atividades de ensino, pesquisa e extensão.

“A participação da comunidade acadêmica do Campus Pinheiro é fundamental nesse início de trabalho em Alcântara”, disse Marques. Segundo ele, há uma necessidade de maior participação da Ufma na região que vai da Baía de São Marcos até a fronteira com o Pará. Discentes bolsistas de projetos de pesquisas e mais 30 alunos das disciplinas História do Brasil e Maranhão Imperial e Patrimônio Histórico Cultural, ministradas por Santirocchi e Arkley Bandeira, também integraram a comitiva.

1 359 360 361 362 363 477