Tudo errado, bandidos soltos, assaltando e matando trabalhadores.

Vivemos num ciclo de impunidades, a injustiça é a grande culpada pelos altos índices da violência. A sociedade precisa dar as mãos contra a criminalidade. A polícia faz sua parte, os  governos tentam aparelhar a polícia, mas, falta a Justiça entender que bandido bom é atrás das grades e não nas ruas…

Enquanto isso, outro assalto a ônibus que, por milagre o motorista sobreviveu ao tiro desferido pelo bandido, que cada vez mais agem livremente armados nos ônibus, assaltando trabalhadores e estudantes.

A Justiça do Maranhão continua sendo a grande culpada e, nós, trabalhadores, pagadores de impostos, as verdadeiras vítimas…

O EMA

O EMA

Na sessão plenária desta segunda-feira (07), o deputado estadual Wellington do Curso (PPS) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa para apresentar Projeto de Lei que concede a reparação dos danos sofridos por vítimas de disparos de armas de fogo, “balas perdidas”, decorrentes de conflitos envolvendo terceiros e forças policiais. Por não ser de competência do Legislativo Estadual, Wellington encaminhou o projeto ao Executivo, a fim de que haja a implantação referida.517af5a9245a84a67bb3c190609d0d59

Ao se pronunciar, o parlamentar fez referência aos casos de mortes por bala perdida, a exemplo do que aconteceu na última sexta-feira (4), com Jorrimar Everton Galvão, alvejado com um tiro na testa.

Para o deputado Wellington, o Estado deve fazer algo, nem que seja reparar o dano, já que não terá como devolver a vida e, tampouco, suprir o vazio que a perda de um familiar ocasiona.

“Infelizmente, o número de vítimas de bala perdida em nosso estado é perceptível. A exemplo disso, podemos citar a morte do senhor Jorrimar, na última sexta-feira, que foi alvejado quando estava indo buscar sua filha na escola. Ora, estamos aqui diante de um vazio que nada nem ninguém poderá suprir. É a vida de um pai, de um marido, de um trabalhador que foi ceifada. Bem sabemos que não há valor que atenue a dor que os familiares estão sentindo, mas acreditamos que o Estado tem a obrigação de fazer algo. Por isso, apresentamos aqui o Projeto que concede a reparação dos danos sofridos por vítimas de disparos de armas de fogo, decorrentes de conflitos envolvendo terceiros e forças policiais. Esperamos que assim se faça a reparação de um dano, ainda que material, já que não há meio capaz de trazer de volta a vida de um ser humano”, afirmou.

Ao ensejo, o deputado Wellington encaminhou mensagem de pesar à Lucimeire Galvão, esposa de Jorrimar, que foi assassinado. Ainda quanto aos crimes, Wellington solicitou a elucidação na investigação da morte da jovem estudante Alessandrina Alves Rodrigues, assassinada no dia 03 de junho de 2015, na Ponte José Sarney, que liga o bairro do São Francisco à Avenida Beira Mar, em São Luís.

“Volto a solicitar a elucidação na investigação da morte da jovem estudante Alessandrina, que foi vítima de bala perdida, em um ônibus da capital maranhense. Há quase nove meses e não há quem se culpe pela morte em questão. O Estado pode até ter esquecido, mas a família certamente sente todo dia a falta da Alessandrina. A impunidade não pode dominar um cenário em que as vidas das pessoas são ceifadas”, disparou o deputado.

ENTENDA O PROJETO:

O Projeto objetiva proteger, auxiliar, prestar assistência e indenizar as vítimas de disparos de armas de fogo por “balas perdidas”, bem como as vítimas da violência, no estado do Maranhão, através dos seus órgãos competentes.

A obrigação de reparar os danos sofridos por vítimas de disparos de armas de fogo supramencionada independe da demonstração de culpa.

A Prefeitura de Alcântara denunciou no Ministério Público, via representação criminal, o descaso do vereador Ivan Ferreira com o dinheiro público ao gastar irregularmente recursos da Câmara Municipal e não enviar o Relatório de Gestão Fiscal da Câmara de Vereadores ao TCE, causando prejuízo de mais de R$ 2 milhões de reais à população do município. O dinheiro era destinado às ações de saúde, estradas vicinais e pavimentação urbana.

Presidente da Câmara , Vereador Ivan Ferreira

Presidente da Câmara , Vereador Ivan Ferreira

O descaso do presidente da Câmara Municipal de Alcântara, Ivan de Jesus Moraes Ferreira, ao não responder nenhuma das notificações da Prefeitura, encaminhadas a ele, solicitando que o mesmo regularizasse o seu RGF – Relatório de Gestão Fiscal, relativo ao segundo semestre de 2015, fez com que o procurador do município, José Salomão F. Moreira Júnior, entrasse com representação criminal contra o presidente da Câmara de Vereadores.

Ivan Ferreira foi denunciado por vários atos praticados de improbidade administrativa. O descaso do vereador em não cumprir o que manda a Lei de Responsabilidade Fiscal está impedindo a transferência de mais de R$ 2 milhões de reais em recursos de convênios e emendas parlamentares para a saúde, estradas vicinais e pavimentação urbana, inclusive as estradas de Raimundo Su e assentamentos do Incra.

O presidente da Câmara de Vereadores não cumpriu o que manda o artigo 54 da Lei Complementar n° 101/2000, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), onde os presidentes das Câmaras Municipais devem publicar o Relatório de Gestão Fiscal (RGF).

A representação informa à Justiça que o prazo para publicação do RGF pela Câmara Municipal de Vereadores venceu em 30 de janeiro deste ano, sem que o vereador Ivan Ferreira tenha, até a data de ontem (09), tomado a providencia que lhe compete exclusivamente, mesmo tendo sido notificado várias vezes, desde 11 de fevereiro deste ano. A jogada política do vereador ao sentar em cima do relatório visa apenas manchar a imagem da atual administração e prejudicar a população alcantarense.

Segundo o procurador, o descumprimento dos prazos para a publicação do RGF da Câmara Municipal prejudica a população, pois impede que Alcântara receba transferências voluntárias, até que a situação seja regularizada, gerando a inscrição do município no Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC), que cria vários problemas para a prefeitura e consequentemente à população.

Convênios e emendas parlamentares

Para receber recursos de convênios e emendas parlamentares, o município tem que estar o com nome limpo e em dia com a documentação fiscal, inclusive o RGE. Caso essa situação criada pelo presidente da Câmara de Vereadores prossiga, a população de Alcântara poderá perder o convênio celebrado com o Incra, de aproximadamente R$ 1 milhão e meio de reais, para a melhoria das estradas vicinais de Raimundo Su e todos os assentamentos.

O município também foi indicado pelo deputado federal Júnior Marreca para ser beneficiado com emenda parlamentar, no valor de mais de R$ 121 mil reais, com recursos do Ministério da Saúde, com prazo final até 13 de março deste ano para apresentar todos os documentos fiscais. Também do Governo Federal é a emenda da deputada federal Eliziane Gama no valor de R$ 500 mil reais, destinada ao apoio e manutenção da Unidade de Saúde e pavimentação urbana, com prazo final de até 15 de março de 2016.

“Depois de várias solicitações oficiais ao presidente da Câmara para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, agora o município apresentou representação criminal por improbidade administrativa junto ao Ministério Público para que o vereador cumpra o que estabelece a Lei e não cause mais prejuízo à população”, disse o procurador. A denúncia pede que o Ministério Público notifique o mais rápido possível o presidente da Câmara Municipal.

Boca no Trombone: Moradores de São José de Ribamar denunciam o caos no programa da TV Difusora.

“A situação está tão critica que nem o padroeiro está resolvendo, deu cupim em Ribamar”, disse o indignado apresentador.zé cirilo

Realmente é de causar vergonha, as lamentáveis imagens mostrando o tamanho do absurdo foram ao ar pelo programa “Boca no Trombone” da TV Difusora, pelo apresentador Zé Cirilo, sobre o caos que tomou conta de São José de Ribamar.

No final da apresentação, Zé Cirilo, ainda se benzeu, desconjurando o prefeito “cupim”. Veja no vídeo abaixo:

Os militantes do Partido dos Trabalhadores no Maranhão devem ser proibidos de realizar qualquer ato pró-Dilma Rousseff e Lula na Avenida Litorânea no dia 13 de março.

É uma questão de bom senso.pixuleco-1

Desde o final do ano passado, os manifestantes do “Fora Dilma” deixaram marcada para esta data uma mobilização no mesmo local. Até a semana passada, tudo corria bem para que os protestos em São Luís seguissem (como sempre vem ocorrendo) de forma absolutamente pacífica.

Mas veio a condução coercitiva do ex-presidente Lula na sexta-feira (4) e o lamentável episódio do ataque ao Pixuleco no sábado (5) . Confira no blog do Gilberto Leda:

E o que se tem hoje é um clima de guerra. A manifestação anti-Dilma segue marcada para o dia 13. Mas, por todo o país (São Luís aí incluída), os petistas têm anunciado que também vão às ruas.

“Não vamos brincar”, declarou ao Blog do Gilberto Léda, na segunda-feira (7), o presidente estadual do PT, Raimundo Monteiro.

No caso da capital maranhense, os militantes pró-Lula e Dilma dizem que vão para o mesmo local do “Fora Dilma”.

Está claro que o objetivo é o confronto.

É imperioso, portanto, que as autoridade do estado ajam com firmeza para impedir a presença de petistas na Litorânea no domingo. É uma questão de bom senso.

Condenação pelo Tribunal de Justiça tira do páreo o ex-prefeito do PMDB, e fortalece projeto de reeleição do prefeito tucano Josemar Sobreiro, que fica praticamente sem adversário consistente

Marco Deça

Revés de Arôso favoreceu Josemar a se consolidar contra um Dutra antipatizado em Paço do Lumiar…

Revés de Arôso favoreceu Josemar a se consolidar contra um Dutra antipatizado em Paço do Lumiar…

O prefeito de Paço do Lumiar, Josemar Sobreiro (PSDB), praticamente consolidou seu projeto de reeleição no município.

Embalado pela recuperação da gestão nos últimos meses, Professor Josemar viu ontem o Tribunal de Justiça manter a condenação de seis anos de reclusão contra o ex-prefeito Gilberto Arôso (PMDB).

Pela Lei Eleitoral, qualquer condenação nas instâncias de 2º Grau da Justiça tira do páreo os pretensos candidatos.

Arôso era o único adversário que estabelecia certa disputa com Josemar.

Até agora, nem o ex-deputado Domingos Dutra (PCdoB), nem o empresário Caetano Jorge (PV), conseguiram mostrar a que vieram na disputa em Paço do Lumiar, apesar das estruturas que se dispõem a apoiá-lo.

Consolidado pela entrada no PSDB e fortalecido pelo apoio do PDT, Josemar deve conquistar os eventuais eleitores de Gilberto Arôso, tradicionalmente antipáticos a figuras como ad e Dutra e ainda pouco afeitos a novatos como Caetano.

Fora do páreo em Paço do Lumiar, Gilberto Arôso ainda tem outro problema a resolver.

Por decisão do Supremo Tribunal Federal, qualquer condenado em nível de segunda instância no Brasil é obrigado, automaticamente, a iniciar o cumprimento da pena, o que é o seu caso. Mas esta é uma outra história…

Facção vermelha?

Em primeiro lugar, é bom que se diga que, não fica bem para os autointitulados “defensores das manifestações democráticas”, tomarem partido em movimentações que incitam a violência, demostrando apoio a vândalos transvestidos de políticos, como observado no sábado passado, quando uma turba de baderneiros furou a facadas e chuços o boneco Pixuleco.

Reveja o lamentável episódio do ataque ao evento da praça Maria Aragão, que, mesmo estando devidamente documentada, houve intervenção de baderneiros armados com facas: 

fac

A tresloucada ação foi acompanhada de perto por secretários e assessores do governo do Estado.

Por incrível que possa parecer, os tais baderneiros, gritavam no vídeo que tinham o apoio do governo. A tentativa seria mostrar aos policiais que a atitude era garantida pelo chefe do Executivo estadual, Flávio Dino, o mesmo que meses atrás, anunciava ao Brasil inteiro, as mesmas palavras dos baderneiros, que: “não vai ter golpe”.

Fica difícil, aliás, impossível não ligar o governo comunista aos baderneiros presentes ao evento, ainda mais que alguns secretários que estavam presentes teriam, segundo as palavras do manifestante que gritava “cadê o governo estão perdendo o cara”, que foi reconhecido pelas imagens como “Chocolate”, foram os mesmo que estiveram na delegacia (plantão permanente do Parque do Bom menino) para soltar os baderneiros, mesmo sendo presos em flagrante delito portando armas brancas, inclusive, ferindo um policial.

Diante de tantos indícios e nenhum pronunciamento ou resposta o governo, só resta uma conclusão: O governo de todos é, também, governo de facções? Vejam o vídeo:

Em sua agenda pelo interior do estado no último fim de semana, registros da inauguração do Centro de Imagem Antônio Joaquim da Cunha, na cidade de Tuntum.397d287e-86d7-4873-8a3d-c6c1cd51351a

Ao lado do governador Flávio Dino,  do secretário Marcos Pacheco, de outros colegas deputados, do ex-prefeito Pires e do prefeito de Tuntum, Cleomar Tema, a deputada estadual Ana do Gás (PRB) visitou as novas instalações da unidade de saúde, da entidade filantrópica Antônio Joaquim da Cunha. O funcionamento do local se dará a partir de um convênio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) a fim de possibilitar o atendimento de pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O Centro de Imagem vai oferecer à população a realização de exames de tomografia computadorizada, ultrassonografia, raio x e mamografia. O local será referência para mais de 520 mil pessoas dos 31 municípios que compõe as regiões de Presidente Dutra e São João dos Patos.530e10ec-1fa8-422e-a8fb-f09257dd9da6

A deputada Ana do Gás defendeu na Assembleia a conclusão das obras do centro. “A conclusão desse centro de imagens é um verdadeiro presente para as mulheres da região, que poderão agora fazer exames de média e alta complexidades “, comemorou a parlamentar.

O deputado estadual Zé Inácio (PT), utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (8), para fazer referência ao Dia Internacional da Mulher.

Ao discursar, o parlamentar reconheceu o avanço em políticas públicas para mulheres e destacou as conquistas que devem ser celebradas, enquanto outras ainda precisam ser alcançadas, visto os desafios difíceis que elas enfrentam.55cebc76-c920-4f8c-ba7a-c2a94bd52143

“O Dia Internacional da Mulher é marcado como o dia de luta das mulheres que tiveram e ainda têm direitos a serem conquistados, direitos esses que vão desde o voto ao trabalho digno. No Brasil, além do direito ao voto, que se configurou em 1932, as mulheres também lutaram para conquistar o direito à maternidade, à educação e ao trabalho. No entanto, ainda existem diversas barreiras que impedem as mulheres de desfrutarem da igualdade, mesmo diante dos avanços significativos. Dentre eles, há o problema da violência e a baixa representação política”, lamentou Zé Inácio.

Para o deputado Zé Inácio, o combate à violência contra a mulher no Maranhão, é um desafio que deve envolver ações conjuntas entre a sociedade, os poderes executivo, legislativo e judiciário e as organizações da sociedade civil, e é de fundamental importância a participação da mulher no cenário político, a fim do desenvolvimento social da classe.

“Não podemos aceitar que as mulheres sejam violentadas pela sua condição de mulher, como vimos recentemente no assassinato da trabalhadora rural Francisca das Chagas, do município de Miranda do Norte, em fevereiro do ano passado. Em relação à participação das mulheres na política, o Brasil ainda detém de uma das taxas mais baixas da presença das mulheres no Congresso Nacional. O combate à violência, a participação das mulheres na política, sua inclusão no mercado de trabalho e o seu direito às condições dignas, asseguram-se com ações e mobilizações  populares para que possamos construir uma sociedade sem violência, com a participação efetiva e a garantia da igualde de gênero”, ressaltou o deputado.

1 330 331 332 333 334 402