Rebaixados na “Série D”:

Política rasteira do município de Barra do Corda, cidade paupérrima do interior do Maranhão ganha repercussão na Assembleia Legislativa. Dois deputados que disputam o controle político da cidade, que deveriam buscar aliviar o sofrimento dos pobres que entraram na Extrema Pobreza, ficaram discutindo assuntos de baixo calão e, por pouco, não saíram nos tapas.

Deputados brigando por time rebaixado, esquecendo que a população entrou na Extrema Pobreza, está passando fome…

Cordino ficou sem corda:

Com a desculpa de discutir o “bem estar” do time da série D ( na lanterna do campeonato maranhense) e preste a ser rebaixado para inter-bairros, dois deputados de Barra do Corda trocaram acusações e impropérios da tribuna da Casa.

O estreante deputado Fernando Pessoa, que é aliado dos comunistas, quem diria, rasgou o verbo pra cima do tarimbado Rigo Teles. Confira abaixo um trecho do discurso do deputado iniciante, que, pelo que demostrou na sua primeira participação desta legislatura já começou mal.

Deputado Rigo Teles, o presidente do Cordino hoje se chama Bruno César.

Senhor Deputado Rigo Teles, eu queria também lhe informar que os bloqueios são justamente, o senhor conhece o Luizinho da CEMAR? Aquele mesmo Luizinho da CEMAR que foi preso junto com sua família pela Polícia Federal. o Luizinho da CEMAR entrou com uma ação pedindo o bloqueio do Cordino porque, segundo ele, fazia negócios com o time do Cordino. Segundo ele, tem cheque do time do Cordino.

Agora eu abro aqui de novo um aparte para Vossa Excelência me falar quem era o presidente em 2012, porque aí o presidente de 2012 é quem tem que dar explicações pelos débitos que existem do Cordino. Não somos nós, não somos a gestão que está hoje, não é o presidente atual que tem que dar explicação, é Vossa Excelência que tem que dar explicação porque tanto o Luizinho da CEMAR é aliado seu como também o presidente do Cordino, que eu não sei quem era em 2012, é aliado seu, mas com certeza era aliado seu.

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), deve concluir, nos próximos dias, a composição das comissões permanentes da Casa para o biênio 2019-2020.

O assunto será discutido em reunião com os vereadores. De acordo com o Regimento Interno do Poder Legislativo, os colegiados são compostos por três membros cada; e o período de exercício dos membros das comissões corresponde a um biênio.

“Vamos discutir todos os assuntos relacionados às comissões permanentes numa reunião com os vereadores”, destacou Osmar Filho ao abordar o assunto durante sessão ordinária. Segundo ele, todos os partidos com representação no parlamento devem ser contemplados.

O Palácio Pedro Neiva de Santana, sede do Legislativo, conta hoje com 19 comissões temáticas. A distribuição das vagas dos colegiados entre os 31 parlamentares deve ocorrer pela Mesa Diretora em comum acordo com os líderes de partidos e ratificados por meio de eleição interna entre os integrantes dos colegiados.

Para o vereador Isaías Pereirinha (PSL), com a definição das comissões, os parlamentares ludovicenses terão legitimidade para começar os trabalhos, além de fiscalizar as ações e apresentar propostas.

Atribuições – As comissões são grupos de parlamentares que opinam sobre os projetos em tramitação na Casa, orientando as votações no plenário. Esses colegiados também têm outras atribuições como realizar estudos, fiscalizar os atos do Executivo, promover visitas, audiências públicas e debates sobre temas de interesse da cidade.

A Comissão de Constituição, Justiça, Legislação, Administração, Assuntos Municipais e Redação Final, por exemplo, tem como atribuição emitir parecer a respeito de aspectos constitucional, legal, regimental e formal das proposições. Os projetos são impedidos de tramitar sem o parecer dessa comissão.

Outro exemplo é a Comissão de Orçamento, Finanças, Obras Públicas, Planejamento e Patrimônio Municipal que, por sua vez, deve opinar sobre matérias tributárias, empréstimos públicos, dívida pública e outras questões que alterem a despesa ou receita do Município.

Adequações – Até o final da legislatura de 2012, o Legislativo Ludovicense era composto por 13 Comissões. Na legislatura seguinte, com o aumento, de 21 para 31, no número de vereadores, foram feitos desmembramentos, elevando para 18 a quantidade de comissões. No entanto, com as modificações e adaptações, com a nova legislatura a Casa ganhou um novo colegiado, totalizando a quantidade de 19 comissões.

Além disso, a Câmara também resolveu alterar as nomenclaturas de alguns desses colegiados. É o caso da Comissão de Transporte, Comunicação, Energia e Segurança que acumula muitos temas amplos, mas foi desmembrada e acabou ganhando a denominação de “Mobilidade Urbana”.

Para adaptar à nova realidade do parlamento, algumas comissões foram criadas ou tiveram que ser desmembradas. O exemplo foram as comissões de Educação, de Cultura, de Saúde, de Esporte e de Trabalho que eram temas tratados por um só colegiado, porém, tiveram que ser desmembrados.

Dr Leonardo Sá vai ao Ministério do Desenvolvimento Regional pedir recuperação da Barragem do Pericumã.

O deputado estadual Dr Leonardo Sá (PR), foi recebido nesta terça-feira (19), pelo Ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto.

Na oportunidade, o parlamentar discutiu a questão relacionadas às barragens dos rios Pericumã em Pinheiro e Flores em Joselândia.

Na companhia do deputado federal Josimar de Maranhãzinho (PR) e do deputado estadual Hélio Soares (PR), Dr Leonardo Sá apresentou a extrema necessidade de uma intervenção na barragem do rio Pericumã, antes que ocorra uma tragédia na cidade.

Construída em 1982 pelo DNOCS – a Barragem do Pericumã nunca passou por manutenção e nas últimas semanas uma das comportas acabou rompendo, fazendo com que a água dos campos inundassem alguns bairros da principal cidade da Baixada Maranhense.

O ministro Gustavo Canuto disse que o Governo Federal dará atenção especial as duas barragens, principalmente e com urgência a do rio do Pericumã, por conta da atual situação.

Dr Leonardo Sá agradeceu a atenção do ministro do Desenvolvimento Regional e mostra mais uma vez que está atento as demandas do povo de Pinheiro, e não medirá esforços para garantir o desenvolvimento da cidade.

Monólogo comunista obriga deputado ficarem contra diálogo na Casa do Povo.

Vergonha: Deputados estaduais estão impedidos de falar, mas os deputados de Brasília querem cobrar explicações?

Novamente, os “novos” deputados votaram pela “mordaça”. Quem perde é a população que esperou atitude nova dos recém eleitos deputados, que, aparentemente se dizem favoráveis aos “diálogos”, mas na primeira oportunidade que têm, votam contra o “diálogo” do Executivo com o Legislativo. Ou seja, os secretários do governo comunista, como era num passado bem próximo, continuarão sem dar explicações para a população.

Novidade?

É esse o governo que dialoga? O pior é que em Brasilia, alguns deputados comunistas adoram fazer cenas de cobrar explicações do presidente Jair Bolsonaro, mas aqui no “Maranhão da mudança” nada de “diálogo”, é lei da mordaça.

Abaixo, fiquem com trecho do blog Atual7:

Monólogo comunista: deputados barram explicações de secretários. Prática antiga…

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão barrou, nesta segunda-feira 18, pedido de informações ao secretário estadual da Segurança Pública, Jefferson Portela, sobre as viaturas adquiridas e alugadas pelo governo de Flávio Dino (PCdoB), entre os anos de 2015 e 2019.

Votaram pelo indeferimento Cleide Coutinho (PDT) e Pará Figueiredo (PSL), ambos governistas.

Por meio do requerimento, Wellington tentou acesso à quantidade de viaturas e seus respectivos valores, bem como placas, chassis e órgãos e unidades para onde foram destinadas as viaturas, inclusividade detalhando quais as cidades.

Com a rejeição, ele solicitou que o pedido possa ser apreciado pelo Plenário da Casa, na sessão desta terça-feira 19.

Será mais um teste para os novatos em votação de temas polêmicos, de interesse da população, mas que desagradam o Palácio dos Leões.

Sem transparência

Esta é a segunda vez em que a Mesa da Alema barra pedido de informações públicas ao deputado Wellington do Curso.

A primeira foi na semana passada, a respeito do projeto Escola Digna. Ele pretendia, por meio da Assembleia Legislativa, ter acesso à relação das 830 unidades que o governo comunista diz ter reformado, construído ou reconstruído, detalhando que tipo de ação foi feita em cada.

“Cerveja do Maranhão é feita com mandioca de Pernambuco”, afirma blogueiro.

O que era pra ser uma novidade acabou sendo meio que um “plágio”, explica Stenio Johnny: “uma cerveja anunciada como sendo 100% original do Maranhão é quase que na totalidade feita em Pernambuco, imitando outra que já existia no mercado”.

A cerveja magnifica anunciada recentemente com pompa de 100% maranhense é uma imitação da Cerveja Nossa, originária de Pernambuco.

Stenio Johnny aprovou a magnifica: “preço bom, sabor magnífico”

O blogueiro Stenio Johnny, descobriu, com exclusividade, que até a mandioca usada na cerveja é produzida em Pernambuco,  e segundo uma “fonte velada”, “apenas o rótulo da cerveja é feito no Maranhão”, desconstruindo a propaganda enganosa do governador comunista.

Abaixo, a foto do blogueiro degustando uma mandioca líquida 100% pernambucana.

Eleição no Maranhão sem “diálogo”.

Troca-troca deveria ser no mínimo informado aos eleitores, que votaram num candidato para ocupar cargo e depois de eleito, foi retirado do Legislativo pelo Executivo. É normal isso?

Ex-juiz faz rateio com cargos de deputados no Maranhão. Distribuição de cargos deverá onerar  o paupérrimo cofre publico em milhões. A lógica seria cortar gastos, mas, Dino segue nos passos do atraso.

Mais Sinecuras:

Quem paga a conta do rateio?

Faltou lealdade com o eleitor que nunca imaginou que o ex-juiz, que foi reeleito para comandar o governo do Maranhão pudesse usar táticas do passado. Flávio Dino deveria falar qual seria sua atitude com relação aos aliados que não seriam eleitos. Não falou nada sobre “cortar” gastos com aliados em secretarias que nada produzem, apenas oneram os cofres públicos para os contribuintes pagarem as pesadas contas.

Dá pra entender? Maranhão segue lógica contrária do Brasil, que corta gastos.

Um mandato de deputado federal em Brasilia está sendo disputado por dois suplentes sem mandatos: Simplício Araújo, mas, que deverá ficar com Gastão Vieira, pois não tem mais secretarias que aguentem tanta divisão entre aliados.

No feitio de José Sarney, que contemplava seus aliados “agasalhando” em cargos públicos para o povo pagar a conta, as mexidas do governador do Maranhão estão sendo observadas como antigas manobras. Desta feita, o governador Flávio Dino, que se esquivou de falar a verdade aos seus eleitores, deu novamente um imenso “zignal” nos incautos que esperavam mudanças.

Segundo Flávio Dino ele é o governador que mais cumpre promessas, mas a mudança prometida, de “fazer diferente do Sarney, nada até hoje.

Enquanto isso, o Estado segue no atraso, perdendo espaço para o vizinho Piaui.

Eita Maranhão que não muda, eita povo que gosta de ser enganado.

O Instituto de Ensino Superior Franciscano (IESF) promoverá no próximo dia 27 de Fevereiro, Aula Magna do Curso de Direito. Será às 19 horas, no auditório do prédio anexo da instituição. A cerimônia marcará a inauguração do curso, aberto no final do ano passado com autorização do Ministério da Educação, através da portaria do nº 904, de 24 de dezembro de 2018 e terá palestra do Dr. Roberto Veloso. Veloso é Juiz Federal, Doutor em Direito e Professor da UFMA. A palestra terá o seguinte tema: “Necessárias ou nocivas: propostas do governo federal para o enfrentamento da violência.”

Cerimônia marcará a inauguração o curso e terá palestra do Juiz Federal Dr. Roberto Carvalho Veloso

A abertura de novos cursos de Direito estava suspensa pelo MEC em todo o País desde 2013, mas assim que o governo voltou a avaliar as solicitações, o IESF teve seu pleito analisado e aprovado. A faculdade cumpriu todos os requisitos do MEC, incluindo avaliação presencial, e o curso foi credenciado com nota 4 (em escala de 1 a 5), um excelente conceito.

O diretor-geral do IESF, Tiago Carneiro, explicou que o curso de Direito estava previsto no Plano de Desenvolvimento da faculdade desde o início da implantação, pois é oferecido em outras IES e não poderia ficar fora da lista. “O momento hoje é de amadurecimento e consolidação da instituição e a graduação de Direito vem para somar”, comentou Tiago.

A coordenação será do advogado e professor Prof. Esp. Antônio de Pádua Cortez Moreira Junior, que tem vasta e larga experiência.

“A escolha pelo professor Antônio de Pádua se deu foi pela experiência que ela tem na coordenação na área de cursos de Direito, por ser uma profissional que conhece bem as características do IESF, bem como a proposta trazida por ele, de uma matriz curricular específica e exclusiva elaborada para atender as necessidades locais. A missão do professor Pádua é recuperar a qualidade da formação de profissionais da área e o orgulho da cidade em ter um curso diferenciado de Direito, que é um dos mais procurados em todo o País”, afirmou o diretor Tiago Carneiro. (Blog Neto Cruz)

Quase 140 agremiações, entre brincadeiras, escolas, blocos, bandas e artistas locais deverão garantir a diversão do carnaval ribamarense

Lançamento do Carnaval 2019 em São José de Ribamar

Em meio a uma verdadeira festa de ritmos e sons, foi lançado oficialmente nesta sexta-feira (15), o Carnaval 2019 de São José de Ribamar. O prefeito Luis Fernando, grande anfitrião, saudou os representantes da cultura ribamarense, que lotaram o Salão de Turismo. Durante o evento, ele deu detalhes de toda a programação da folia momesca, que este ano ocorrerá de 02 a 05 de março.

Com o tema “A Cultura das Américas em São José de Ribamar”, a edição faz alusão à recente realização da IOV América, que reuniu mais de trinta países na troca de culturas e artes populares. A programação oficial vai contar com apresentações de cerca de 138 agremiações, genuinamente ribamarense, entre blocos organizados, afro, escolas de samba, além de 74 apresentações de bandas, artistas locais, dentre outros.

Para o prefeito Luis Fernando, a realização do carnaval não é apenas uma ação de gestão, mas um permanente resgate e reconstrução da cultura, que reflete diretamente na valorização dos artistas locais.

“Graças a Deus temos a cultura como um importante eixo da gestão e por esta razão, temos previsão orçamentária que permite de forma responsável, incentivar nossos artistas para que juntos façamos mais uma grande edição do carnaval ribamarense, a exemplo do que vem ocorrendo nos últimos dois anos, especialmente no ano passado, quando da consagração do bicampeonato da escola paulistana Acadêmicos do Tatuapé, que homenageou a rica história e religiosidade do município”, lembrou o prefeito ao lado do vice-prefeito, Eudes Sampaio.

Um dos grandes representantes da cultura ribamarense, Reinaldinho, agradeceu e empenho do prefeito que não mede esforços para incentivar os artistas. “Apesar de toda crise econômica e financeira, o prefeito Luis Fernando de forma sempre responsável cumpre com sua promessa e, além de honrar o pagamento dos cachês, sempre o faz de forma antecipada como forma de preparação até para que o artista tenha como se organizar”, parabenizou.

O vereador e líder do Governo, Professor Cristiano, também enfatizou que Luis Fernando não é apenas o prefeito da reconstrução, mas também o prefeito da cultura, fazendo referência ao empenho e comprometimento que tem em prol da cultura. “Indiscutivelmente mais uma marca desta gestão é a cultura, o incentivo dado aos artista e principalmente: a valorização”, completou.

Também participaram do lançamento do carnaval, os vereadores Professor Salis e José Lázaro, além das vereadoras Nádia Barbosa e Marlene Monroe. 

Circuitos da Folia

Além da Sede e Vilas, os circuitos da folia que serão abertos no sábado de carnaval, (02), ainda contam com outros três endereços, Parque Vitória, Matinha, e Vila Sarney Filho II. A segurança dos espaços oficiais da folia, será reforçada por homens da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, além da Guarda Municipal e segurança privada.

Lava-Pratos

A 73ª edição do Carnaval do Lava Pratos será realizada nos dias 09 e 10 de no Parque Municipal do Folclore Therezinha Jansen, na orla marítima da sede da cidade. Dez bandas devem garantir a diversão do Lava Pratos.

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), manteve, nesta quinta-feira (14), movimentada agenda de trabalho em Brasília.

O presidente da Câmara também esteve com o senador Weverton Rocha discutindo assuntos de interesse de São Luís.

O parlamentar reuniu-se com membros da Bancada Maranhense, ocasião na qual estreitou o diálogo acerca de temáticas políticas importantes, e encontrou-se com diretores da Câmara dos Deputados e ministros do governo Jair Bolsonaro.

A organização da agenda contou com a total colaboração do deputado federal Pedro Lucas Fernandes (PTB). Também participaram dos encontros os vereadores Estevão Aragão (PSDB) e Marquinhos (DEM); o deputado federal Gil Cutrim (PDT); além do procurador-geral da Câmara, Vitor Cardoso.

Osmar Filho conversou com a coordenadora da Rede Legislativa de Rádio e TV da Câmara Federal, Evelin Maciel Brisolla. Na pauta, tratativas para produzir programas do Poder Legislativo Municipal que deverão ser inseridos na programação da Rádio e TV Câmara ou até mesmo veiculados através de um canal próprio que poderá ser disponibilizado através da parceria entre a Casa e a Câmara.

O presidente participou de reunião com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Foram discutidos projetos infraestruturais para alavancar o setor na capital maranhense.

Osmar Filho reuniu-se com o ministro Marcelo Álvaro e tratou de investimentos para a capital.

Também foi proposta a criação de uma frente de trabalho que envolva a participação dos municípios, estado e governo federal objetivando estabelecer uma agenda permanente capaz de alavancar investimentos que estimulem atividades culturais e o turismo no Maranhão.

No Ministério do Desenvolvimento Regional, Osmar foi recebido pelo assessor especial da pasta, Marco Porto. Foi debatida a possibilidade de obter recursos para serem investidos no saneamento básico dos bairros de São Luís.

Osmar Filho também esteve com os senadores Weverton Rocha e Eliziane Gama (PPS).

“Tratou-se de uma visita extremamente produtiva, pautada em propostas de desenvolvimento para o Maranhão”, assinalou o líder do PDT na Câmara Alta.

O presidente da Câmara visitou o gabinete da liderança do PTB na Câmara, cujo comando está sob a responsabilidade de Pedro Lucas.

“A agenda serviu, ainda, para estreitarmos a relação da Câmara Municipal com a nossa classe política e os representantes do governo federal. O Parlamento de São Luís, garanto, estará inserido nos debates importantes que possam trazer benefícios para capital e para o estado”, disse Osmar.

De acordo com ele, os vereadores ludovicenses irão se reunir nos próximos dias para elaborar uma pauta de assuntos de interesse da cidade que serão permanentemente discutidos em Brasília.

Nesta sexta-feira (15), Osmar Filho terá reuniões com representantes do Banco do Brasil e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Ele finalizará a agenda de trabalho participando de um almoço com a juventude do PDT.

Soberania, uma palavra esquecida, mas que os Lulo-comunistas deveriam levar a sério.

Flávio Dino arregou?

A principal pauta dos Lulo-comunistas não era a politicagem?

Enfim, será que já cansou das infantilidades de brigar com o governo federal, ou foi medo de perder o controle dos portos, que levou o comunista a Brasilia?

Para os sensacionalistas tudo é lindo, mas os fatos são bem diferentes. O comunista não fez esse gesto de graça, tem curinga na manga.

Detalhe: Será que agora a foto oficial do presidente do Brasil, que Flávio Dino desrespeita será, enfim, colocada no Palácio dos Leões?

Alguém ajuizado neste governo avise ao governador  que o momento é de pensar no povo. Antes de tudo se faz necessário entendermos o momento do Brasil, Bolsonaro de volta ao cargo de presidente para cumprir agenda de trazer o Brasil de volta ao desenvolvimento.

Ninguém esperava que o governador comunista fosse visto em Brasilia, ao lado do vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, na tarde desta quinta-feira, 14.

Neste sentido, os gestores ideológicos que se fecharam em nome dos Estados do Nordeste, talvez ainda não caíram na real, ao pedirem uma pauta secundária, contrária à nova direção dada pelos gestores nacionais. Flávio Dino morre pela sua ideologia, o perigoso é levar para a cova seu estado junto.

Viagem a Brasilia antes de tudo foi midiática. Dino já demostrou que está pouco se lixando para o azar dos pobres que passam fome nas 217 cidades do pobre Maranhão.

Enquanto isso, o Maranhão segue investindo em coisas desnecessárias, gastando dinheiro em viagens, perdendo tempo e dinheiro com politicagens que prendem o estado no atraso.

1 2 3 4 486