Surpresa?

A nova regra criada para beneficiar quem deveria pagar pelos crimes passou de boa. Preparem-se para o pior.

Em qualquer país sério, civilizado, democrático, o Judiciário acataria o Legislativo e não criaria leis, novas regras, nem manobras. Que vergonha.

Se tivesse vergonha na cara, honrasse a Justiça, o ministro deveria se abster de votar, pelo motivo simples:  Dias Toffoli que foi advogado do PT, teve indicação do então presidente Lula para ocupar o cargo de ministro (não teve concurso ou eleição, mas pistolão) e acaba legislando em favor do ex-patrão.

A gora o ex-patrão poderá ser solto pelos ministros da suprema corte. Surpresa alguma se olharmos a trajetória da maioria dos ministros . O Toffoli, por exemplo, que deu seu voto de minerva em favor do ex-patrão, o Lula, já era previsível. O pior que ninguém fez ou disse nada contra, muito menos ele.

Pareceu um jogo combinado, tinha até torcida nos presídios.

Ex-patrão se prepara para ser solto por quem deveria usar seus poderes em favor da justiça, mas os ministros da suprema corte, novamente, como previsto, agiram em favor do crime. O ex-funcionário do Lula, do PT, Dias Toffoli, lá estava de prontidão para dar o voto de minerva em favor de Lula.

Num país sério, que se diz “democrático” , que cobram democracia e respeito, os poderes deveriam fortalecer as instituições, e não passar por cima delas.

Abaixo,trecho da vida pregressa de Dias Toffoli:

Retrocesso, injustiça, impunidade: STF se rendendo de vez ao crime?

O piti de Dino e Jerry:

Pelo visto não é só a feminista Manu Dávila, do PCdoB,  que gosta de se posicionar a favor de picaretas  que agem contra as leis. Confira abaixo.

Não é de hoje que Flávio Dino se comporta como torcedor de futebol do time que joga contra o Brasil, hoje, nas redes sociais ele deu provas de que lado está, e de quem defende. O pior que não estava só, do seu lado estava o Márcio Jerry, outros súditos do Dinismo.

Pânico: comunistas “pegaram ar” após gringo levar um tabefe…

Após o episódio da troca de ofensas entre jornalistas no estúdio da Rádio Jovem Pan de São Paulo, que culminou com agressões verbais, insultos,  e pra finalizar, um tapa na cara do gringo que se diz jornalista, envolvido em crimes de receptações de mensagens roubadas por hackers, tendo nesta trama, uma comunista que foi ex-vice presidente derrotada do candidato do PT, Fernando Haddad, nas eleições de 2018. Vale lembrar que a Manu é da laia comunista de Dino e Jerry.

O gringo envolvido em várias encrencas internacionais, já algum tempo vive perambulando pelo Brasil, ofendendo e desafiando gente de bem, como neste caso, do jornalista Augusto Nunes, chamado de “covarde” pelo gringo da Intercept, Glenn Greenwald, durante o programa Pânico da Rádio Jovem Pan.

Sobre a vice do poste do PT de Lula, o Frenando Haddad,  Manu Dávila, quando soube das mensagens roubadas, esperávamos que ela deveria agir como brasileira, e entregar, se fosse bem intencionada, para as autoridades públicas o criminoso, mas, parece que preferiu ocultar, ou mesmo apoiá-lo, ou talvez, coisa bem pior, mas isso a Polícia Federal já está investigando. Confira aqui:

Foi essa comunista que Flávio Dino apoiou, pediu nossos votos, foi essa que o Maranhão votou para ocupar o cargo de vice-presidente do Brasil?

Que coisa!

Abaixo, o piti de Dino e Jerry:

 

Avante, retrocesso!

E tome engano, povo: antes de se eleger prometendo mudar o Maranhão, o ex-juiz federal Flávio Dino do PCdoB, afirmava em alto e bom som, que o problema do Maranhão era que um grupo roubava o dinheiro do povo pobre, para usar em politicagem, que ele ia mudar essa triste realidade, mas, passados 5 anos de comunismo, o Maranhão está piorado, mais pobre, entrou na extrema pobreza, no último lugar em tudo, perdendo até para o vizinho Piauí.

Culpa da politicagem. Grupo comunista chegou com fome ao poder, parece que comeram tudo que estava pela frente; nas ultimas eleições, Flávio Dino, esbanjando a maquina, se reelegeu levando consigo, debaixo das suas asas todos seus aliados. Como que não empobrecer desta forma?

O pior que, o ex-juiz Flávio Dino, que acusava de roubo os outros, parece que vai seguir num palanque querendo ser presidente, fazendo criticas ao Bolsonaro, já teria prometido ganhar as eleições de 2020.

A politicagem do comunismo de Flávio Dino, que engana o povo pobre com mentiras que cuida do social é a mesma tática usada pelo PT de Lula, que passou 14 anos no poder central do Brasil, e no fina de quase quatro mandatos (dois de Lula e dois de Dilma) o Brasil estava no fundo do poço, sem falar que Flávio Dino pode ter usado, também, a máquina pública no segundo turno das eleições de 2018, sustentada pelos explorados pagadores de impostos, para fazer campanha para o Haddad do PT, que alegava ser “democrata” contra um “fascista”, resultado?

O povo enganado do Maranhão elegeu o Haddad, mas ainda bem que os outros estados disseram não a esse tipo de “democracia”. Deus é bom.

Para entender melhor, fiquem abaixo com a reportagem do G1.

Em dois anos, 223 mil pessoas entraram na extrema pobreza no Maranhão, segundo um estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta quarta-feira (6), que faz parte do Sistema de Indicadores Sociais 2019.

1 em cada 4 brasileiros vive com menos de R$ 420 por mês, aponta IBGE
Em 2016, o percentual de maranhenses na extrema pobreza era de 16,9% da população, o que corresponde a quase 1,1 milhão de pessoas. Em 2018, o número no estado subiu para 19,9% (1,3 milhão), um acréscimo de aproximadamente 223 mil pessoas nessa situação.

Rendimento e concentração de renda
O Maranhão também continua sendo a unidade da federação com o menor rendimento domiciliar per capita médio (rendimento médio por pessoa) do país. Segundo o IBGE, o rendimento de R$ 607 em 2018 teve queda em relação ao ano anterior, quando a média era de R$ 615.

São Luís teve o segundo menor rendimento entre as capitais, com R$ 1.043 em 2018, mesmo tendo registrado aumento de R$138,00 em comparação com 2017.

O IBGE também divulgou dados do índice de Gini – que mede a concentração de renda e varia de 0 a 1, sendo 0 a distribuição perfeita e 1 a desigualdade máxima. De acordo com o estudo, o Maranhão teve índice de 0,526, o mesmo registrado em 2017. O número indica um grau de concentração de rendimento menor que o detectado para o Brasil, que alcançou 0,545 em 2018 e 0,538 em 2017.

O G1 pediu um posicionamento sobre o aumento da pobreza extrema no estado, mas o Governo do Maranhão não se pronunciou até a última atualização dessa reportagem.

Haja impostos.

Flávio Dino estaria tentando justificar lotação máxima do governo? Estado gigantesco, inchado e pobre. A máquina pesada, devagar, quase parando.

O Maranhão está piorado, mas o governador Flávio Dino, parece que vive tentando justificar sua péssima atuação como gestor, alegando clichês baratos repetidos por esquerdistas.

O blogueiro Neto Cruz, noutra furada inédita sobre os bastidores da cidade balneária, São José de Ribamar, fala sobre a rejeição de Jota Pinto.

Orientado por “assessores” neófitos na política, o pré-candidato a prefeito de São José de Ribamar, Jota Pinto, mais conhecido como “Forasteiro”, não cansa de pagar mico.

Na ânsia de “virar ribamarense” a qualquer custo, recorreu à batida estratagema, usada por político de interior, para tornar algum forasteiro “cidadão” de alguma localidade: o famigerado título de cidadão.

Mas ele e seus assessores só esqueceram de combinar com os russos, ou melhor, com os vereadores ribamarenses, os mesmo de “outros carnavais”.

A proposição encontrada nos arquivos da Câmara Municipal de São José de Ribamar não passou de “proposição”, pois nunca foi aprovada pelos vereadores da legislatura da época em que o título foi apresentado, conforme revelou o blogueiro NC.

Justiça seja feita, o mico não deve ficar só na conta do Pinto, e assessores. O presidente da Câmara, Beto das Vilas, tem parte efetiva na micagem por não ter se dado ao trabalho de pelo menos averiguar a matéria.

Confira mais sobre o mico lendo aqui:

Pode isso, STF?

Caso Dilma: ex-presidenta teve mandato de prisão decretada, mas um ministro do STF decidiu negar sua prisão, curiosamente, o ministro que “libertou” Dilma da cadeia aparece em vídeo derretendo-se em elogios à então candidata. Num país que luta para ser sério, no mínimo o voto desse ministro deveria ser questionado.

Sites bancados pelo comunismo acusando daquilo que são.

Acusar de dono, pode?

Diferente daquilo que reza a cartilha do Lulo-comunismo, o Brasil do pós PT se esmera na política sem padrinhos, mandantes, chefões.

Interessante que numa filmagem recente, o ministro que beneficiou a ex-presidente Dilma, impedindo sua prisão, contribuindo com a impunidade, apareceu num vídeo tecendo elogios a então candidata.

Se formos seguir a lógica dos jornalistas esquerdistas, de acusar o o atual presidente, também, o ministro da Justiça do Brasil, de usarem a PF como sendo sua?

Na manhã de ontem, dia 5 de novembro de 2019, a PF saiu para cumprir ordem de prisão da ex-presidente Dilma, mas o ministro do STF, Edson Fachin, negou um pedido da Polícia Federal pela operação deflagrada para coletar provas de corrupção e lavagem de dinheiro, via esquema com a JBS com senadores do MDB, que garantiu sua eleição à época, com apoio, inclusive de membros da  Suprema Corte, como observado no vídeo.

Confira abaixo:

 

Esperando pelo pior?

Morte de indígena, vítima de emboscada por madeireiros, teria sido alertada durante entrevista, mas o governador lavou as mãos.

Dados comprovam gravidade dentro da atuação estadual, mas governador, como sempre,  prefere “jogar” a culpa noutros…

Bombástica a revelação que madeireiros estavam há meses prontos para atacar indígenas de reservas maranhenses, até a Rede Globo tentou alertar o governador Flávio Dino, durante suas viagens ao Sul do Brasil para dar entrevistas. Para quem acompanha os conflitos com madeireiros,  que não respeitam limites, vivem agindo dentro e fora dos limites federais, o assassinato poderia ser evitado.

Ao que tudo indica, no afã de atacar o presidente Bolsonaro, como gosta de fazer, Dino teria, inclusive, jogado os problemas da violência na conta da Funai, Polícia Federal, do Ibama, esquecendo de dizer que, o dever de impedir o desmatamento crescente no estado, fora dos limites federais (reservas), é de seu governo, conforme teria sido alertado pela entrevistadora da Globo.

Desta feita, outra pergunta continuará pairando: governador Flávio Dino, ainda no palaque, que adora acusar, em incansáveis “entrevistas” , que foi previamente avisado, continuará agindo desta forma, jogando para outros, ou vai assumir quem de fato é?

(Informações blog do Gilberto Leda)

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), participou, nesta terça-feira (5), da entrega de seis viaturas policiais, recuperadas pelo Governo do Estado, para incrementar a Segurança Pública de municípios da Baixada maranhense. Os veículos, entregues ao 10° Batalhão da Polícia Militar do Maranhão, em Pinheiro, serão distribuídos também para Santa Helena, São Bento, Viana e Alcântara, onde atenderá o Terminal do Cujupe.

Othelino, ao lado da deputada Thaiza e do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, participa da entrega das viaturas 

“A união entre Prefeitura, Governo e Assembleia é essencial para que o forte investimento em segurança seja ainda mais intensificado no Maranhão. A região da Baixada tem o nosso apoio nesse combate à criminalidade, para que os indicadores de violência continuem diminuindo. Essa é mais uma conquista para a população de toda essa região que será atendida”, afirmou Othelino Neto.

Esta é a primeira vez que o reforço chega também ao Terminal do Cujupe, para promover mais segurança ao local por onde transita centenas de pessoas diariamente. “Nossa preocupação é com o embarque e desembarque, que envolve quem vai da Baixada para a capital, reforçando o policiamento e, ao mesmo tempo, disponibilizando viaturas”, explicou o comandante de Policiamento do interior do Estado, coronel Heron.

Também presente no ato de entrega das viaturas, a deputada Thaiza Hortegal (PP) disse que a ação fortalece os laços entre os poderes, para que a sociedade se sinta mais segura. “Foi um momento de felicidade, pois não só Pinheiro, mas grande parte dos municípios da Baixada recebeu equipamentos para melhorar o seu aparato de segurança, apesar do momento de crise. É um ato significativo realizado com a união da Assembleia e os governos do estado e município”, ressaltou a parlamentar.

Já o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, agradeceu aos deputados Othelino e Thaiza, que, segundo ele, têm sido muito presentes no sentido de contribuir com a população da Baixada maranhense. “Eles têm se esforçado cada dia mais para conquistar ações governamentais para nossa região. Só temos a agradecer. Ficamos felizes em também, com o nosso apoio, garantir mais segurança aos pinheirenses”, disse.

De acordo com o comandante geral da Polícia Militar do Maranhão, coronel Ismael Fonseca, a entrega das viaturas representa um avanço do Governo do Estado no investimento em segurança. “Dentro de uma região estratégica do sistema de segurança pública e da corporação, nós procuramos atualizar e dinamizar o policiamento dentro desse território. Então, dentro desse implemento que está sendo dado agora estamos procurando atender às demandas, principalmente nos municípios de maior porte, para reduzirmos os índices de criminalidade na região”, esclareceu.

Também participaram da solenidade o chefe do Gabinete Militar da Alema, coronel Jinkings; o comandante de Policiamento da Área 5 (Apicum a Atari), coronel Vieira; além de vereadores da região.

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) e a Polícia Civil deram cumprimento a dez mandados de busca e apreensão e a um mandado de prisão temporária, na manhã desta terça-feira, 5, na capital, em razão de decisão judicial da 1ª Vara Criminal do Termo Judiciário de São Luís.

A operação ocorreu, após investigação de beneficiamento de celebração de convênios junto a Secretarias Municipais de São Luís, com aplicação de recursos de emendas parlamentares da Casa Legislativa da Capital.

A operação teve como alvos as entidades Instituto Social Renascer e Instituto Periferia, e seus responsáveis legais, Izadora Pestana Rocha e Márcio Rogério Leonardi, respectivamente; os contadores Ney Almeida Duarte, Paulo Roberto Barros Gomes e Neuber Dias Ferreira Júnior e seus respectivos escritórios de contabilidade; e o despachante Márcio Jorge Berredo Barbosa.

As medidas foram requeridas pelo MPMA para evitar a destruição ou ocultação de provas, e para instruir o Procedimento Investigatório Criminal instaurado pela 1ª Promotoria de Justiça Criminal do Termo Judiciário de São Luís, que apura a possível falsificação do Atestado de Existência e Regular Funcionamento, regularmente emitido pelas Promotorias de Justiça de Fundações e Entidades de Interesse Social da Capital.

Segundo as investigações, o Instituto Renascer e o Instituto Periferia acima teriam utilizado o Atestado de Existência e Regular Funcionamento para se beneficiarem mediante a celebração de convênios junto a Secretarias Municipais de São Luís, com aplicação de recursos de emendas parlamentares da Casa Legislativa da Capital.

Paulo Roberto Barros Gomes foi preso temporariamente pelo prazo de cinco dias. Também foram apreendidos computadores e diversos documentos, que serão periciados.

Coordenaram a operação as unidades do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), bem como a Superintendência de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor) e a Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC).

As informações são do Ministério Público

A área Itaqui-Bacanga, uma das regiões mais populosas de São Luís, receberá, nesta terça-feira (05), a segunda audiência pública promovida pela Câmara de Vereadores com o objetivo de discutir com a sociedade a proposta do novo Plano Diretor da capital maranhense, elaborada pela Prefeitura.

O encontro será realizado no Centro de Convenções da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), a partir das 19h.

A exemplo do que aconteceu na última sexta-feira, no auditório do IFMA do Monte Castelo, quando foi realizada a primeira audiência, centenas de moradores de bairros situados nesta região, como Sá Viana, Vila Embratel e Anjo da Guarda, por exemplo, estão sendo aguardados, assim como parlamentares; membros do Poder Executivo; e representantes de entidades.

No evento do IFMA, um dos pontos que gerou mais debate entre os presentes foi a possível redução territorial da área da Zona Rural, composta por dezenas de bairros.

Nas audiências, é importante destacar, todos os participantes têm assegurado o direito de opinar sobre a proposta e apresentar questionamentos.

Os trabalhos são coordenados por uma Mesa Diretora composta pelos vereadores que presidem as Comissões Temáticas responsáveis em analisar o projeto.

Outras seis audiências públicas – sendo duas na zona urbana e quatro na zona rural (nesta região, para oferecer comodidade e estimular a participação popular, a CMSL disponibilizará ônibus para fazer o transporte dos moradores, caso haja necessidade) – serão promovidas ao longo deste mês.

Cronograma de audiências públicas

Dia 05 de novembro (terça-feira): Centro de Convenções da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), na Avenida dos Portugueses, nº 1966, bairro Bacanga. Início às 19h.

Dia 09 de novembro (sábado): Escola Estadual Professor Mário Martins Meireles, na Avenida Engenheiro Emiliano Nogueira, km 15, Rua 06, s/n, Mangue Seco, bairro Pedrinhas. Início às 9h.

Dia 12 de novembro (terça-feira): Auditório localizado na Cidade Universitária Paulo VI da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), na Avenida Lourenço Vieira da Silva, nº 1000, bairro Jardim São Cristóvão. Início às 19h.

Dia 16 de novembro (sábado): Quadra Poliesportiva do Bairro Itapera, situada na Avenida Principal, s/n, bairro Itapera. Início às 14h.

Dia 19 de novembro (terça-feira): Auditório da Assembleia Legislativa do Maranhão, na Avenida Jerônimo de Albuquerque, Sítio do Rangedor. Início às 19h.

Dia 23 de novembro (sábado): Igreja Evangélica do Quadrangular, na Rua 10, s/n, bairro Coquilho. Início às 9h.

Dia 26 de novembro (terça-feira): Unidade de Educação Básica Gomes de Sousa, na Rua da Igreja, nº 100, bairro Vila Maranhão. Início às 18h.

1 2 3 4 565