Browsing: Ricardo Santos

A imprensa foi calada, a Justiça e autoridades do Maranhão continuam calados.

Antes de iniciar esse post quero me desculpar ante a dor dos familiares e dos que ainda sofrem com este insolúvel caso.

Quem realmente pagou pela morte de Décio?

Mistério: Quem realmente pagou para calar Décio?

Antes para ser blogueiro tinha que ser corajoso, ser meio louco. Décio era incansável, um polêmico nato, todo tempo atrás dos fatos, batia de frente, e assim, quem calava acabou calado.

Bastou tirarem a vida de um blogueiro para que muitos tentassem ocupar seu lugar. A briga é feia, de uns tempos para cá todos estão migrado da Tv e Rádio, tem muita gente boa, mas tem espertalhão se dando bem, uns que foram inventados apenas para ganhar dinheiro, extorquir, bajular, ser laranja de governantes.

Quanta falta faz o Décio Sá.

O pior é que tem aqueles que falam mal dos blogues, que julgam, condenam, que passam a vida toda esculhambando blogueiros, mas, nas “horas de aflição”, de “decidir” eleição, de passar informação para atacar adversários, sempre estão lá, de braços abertos.

Todos calados. Por hora, só lembranças boas dos tempos de enfrentamentos, de quando  fazer blog não era tão disputado. O Décio foi calado, e seu lugar continua vago.

 

Durante a sessão plenária desta quarta-feira (23), o deputado estadual Wellington do Curso (PP) utilizou a tribuna para formalizar a solicitação de vários estudantes da rede municipal de ensino de São Luís.

Deputado Wellington do Curso denuncia falta de merenda escolar em São Luís

Deputado Wellington do Curso denuncia falta de merenda escolar em São Luís

Trata-se da denúncia de que algumas escolas da capital estão liberando os alunos por falta de merenda, o que fez com que vários estudantes realizassem manifestação na última terça-feira.

Diante disso, Wellington, que é membro da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, protocolou indicação solicitando que a Prefeitura de São Luís adote medidas a fim de garantir o fornecimento de merenda escolar.

“Recebemos as denúncias de vários professores e pais de alunos reclamando sobre a forma como a educação é tratada em nossa capital. Os alunos das escolas UEB Maria Amélia Profeta, (Coroadinho), a UEB Rubem Almeida (Bequimão), a UEB Professor João de Souza Guimarães (Sol e Mar) e o anexo da UEB Jornalista Neiva Moreira (Bequimão) estão sendo liberados mais cedo por falta de merenda. Em nossas escolas, falta até merenda escolar. Um verdadeiro absurdo. Não estamos falando de uma praça, mas sim de escolas, um ambiente em que se constrói o futuro da nossa cidade e, por isso, requer atenção, exige compromisso. Como membro da Comissão de Educação, eu não poderia me omitir e é por isso que deixo aqui a solicitação que não é só minha, mas de alunos, pais e professores da rede municipal de ensino.”, afirmou Wellington.

Em Entrevista ao Jornal Pequeno, o prefeito eleito de Caxias Fábio Gentil disse que recebeu com perplexidade a decisão do Comitê Intergestores Bipartite (CIB) que alterou a gestão dos recursos do Ministério da Saúde da prefeitura de Caxias para o governo do Estado. Segundo o prefeito eleito, “existe uma tentativa de intervenção injusta na gestão da Saúde em Caxias”.

Prefeito eleito de Caxias Fábio Gentil

Prefeito eleito de Caxias Fábio Gentil

Fábio Gentil conta que má gestão na Saúde é apontada como a maior causa da derrota dos seus adversários políticos. Ele disse esperar uma parceria franca e transparente com o governo estadual para “solucionarmos a caótica situação de Caxias”.

O prefeito eleito de Caxias faz um apelo ao bom senso dos que irão decidir a plena gestão dos recursos da Saúde no Município. “É injusto querer manipular verbas públicas da saúde ao bel-prazer daqueles magoados com a derrota política”, afirmou Fábio Gentil.

No processo de transição surgiu a tentativa de “estadualização” dos recursos da Saúde de Caxias. Como o senhor tem enfrentado esse problema?

Essa mudança pretendida só foi proposta após o resultado das urnas. Há uma tentativa de intervenção indevida na gestão de saúde em Caxias. Duas resoluções editadas recentemente pelo Comitê Intergestores Bipartite (CIB) confessam isso. Elas alteram a mudança da gestão dos recursos destinados a Fundação Humberto Coutinho. Esses recursos hoje administrados pelo município passariam à Secretaria de Saúde do Estado. Vimos com perplexidade e preocupação. A subseção da OAB em Caxias propôs uma Ação Civil Pública pedindo a nulidade desses atos.

Uma decisão do juiz titular da 1ª Vara da Fazenda Pública de Caxias tornou sem efeito as tais resoluções. Na prática, essa decisão impede provisoriamente a intervenção pretendida.

Qual é o fundamento para estadualizar a gestão da verba de Saúde de Caxias?

Não há fundamento fático e tampouco jurídico. Em sua decisão, o juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública diz isso. Nos ofícios subscritos pela administradora da Casa de Saúde e Maternidade de Caxias, da Secretaria Municipal de Saúde de Caxias e da própria exposição de motivos de casa resolução, não existe fundamento que alicerce a conclusão do CIB para editar as duas resoluções.

Na Ação proposta pela subseção da OAB se aponta possíveis indícios de irregularidade nessa decisão?

A subseção da OAB assinala indícios de montagem de procedimento administrativo pelo fato da requisição da direção da Casa de Saúde e Maternidade de Caxias ter sido autorizada antes mesmo de seu protocolo na Secretaria Municipal de Saúde. Na decisão judicial, o magistrado afirma que é possível identificar nos documentos que integram o procedimento administrativo a ausência de qualquer deliberação pelo Conselho Municipal de Saúde de Caxias a respeito da alteração na gestão dos recursos da Saúde.

A decisão da primeira pode ser derrubada no Tribunal de Justiça?

Sei que podem recorrer para anular a decisão do juiz da primeira instância. Mas, apelo ao bom senso dos que irão decidir a assegurarem a plena gestão dos recursos da saúde de Caxias ao Município. É injusto querer manipular verbas públicas da saúde ao bel-prazer daqueles magoados com a derrota política. Precisamos é unir nossas forças, dar as mãos, Governo do Estado e Município, em parceria franca e transparente, para assim solucionarmos a caótica situação da saúde em Caxias.

Se a intervenção do Governo do Estado ocorrer, o modelo de gestão da UPA pode ser comprometido?

O modelo de gestão da UPA de Caxias, que é administrada pela Prefeitura, pode simplesmente acabar, ficando a gestão sob a responsabilidade da Secretaria Estadual de Saúde com a indicação de todos os funcionários pela livre escolha do grupo que perdeu as eleições no município. A gestão na saúde é considerada a maior causa do infortúnio sofrido em 02 de outubro, pelos meus adversários.

Além dessa surpresa na área da Saúde, sua equipe tem tido alguma dificuldades no processo de transição?

FG- Montei uma equipe capacitada para realizar esse processo de transição, que é coordenada pelo vice-prefeito Paulo Marinho Júnior. Até agora, tudo está transcorrendo de maneira tranqüila. Tenho recebido semanalmente relatórios da situação inerente a cada pasta. Até o final deste mês vamos reunir a equipe e realizar um balanço geral do que vamos herdar da atual gestão e, então, planejar os primeiros 100 dias de governo.

Prefeito, a sua eleição foi uma surpresa no meio político. Existe um segredo para a sua vitória?

O segredo foi o povo, que silenciosamente foi às urnas e provou a sua vontade de mudar a atual realidade da gestão administrativa de Caxias. Durante toda a minha campanha priorizei o debate aberto e franco com a população, fiz uma campanha humilde, limpa e ao mesmo tempo ousada. O povo entendeu e aprovou meu nome. Agora é administrar com todos os sentidos voltados para solucionar as carências da cidade, que não são poucas.

Estevão Aragão faz denúncia na Câmara Municipal pela retomada dos contratos com os fornecedores de alimentação para a rede de ensino na capital maranhense

O vereador Estevão Aragão (PSB) confirmou na tribuna da Câmara Municipal a denúncia deste blog sobre a falta de merenda escolar nas escolas da rede municipal de ensino em São Luís.

– Nós enquanto representantes do povo, fomos procurados a respeito dessa questão. Fica aqui meu apelo ao secretário de Educação e ao Prefeito Municipal para que essas questões sejam resolvidas – afirmou Aragão. ( Blog do Marco Déça)

Pra onde está indo o dinheiro?

Essa imagem printada do tuíter oficial do líder do comunismo maranhense, criou uma espécie de frisson nos seu súditos. É que virou motivo de comemoração pagar funcionário.

Embora no Maranhão pagamento em dia (ou antecipado) sempre tenha acontecido, atualmente precisa ser anunciado e bem comemorado.

Só não se sabe até quando.

screenshot-2016-11-23-at-08-29-29

Para onde se vai se vê assaltos, mortes; a violência fora de controle. Era essa a “mudança” prometida por Flávio Dino ao criticar Roseana Sarney? A desculpa é que a Polícia está dando resposta rapidamente, mas, antes não dava? O que mudou, de fato?

Sousa Neto cobrou as promessas feitas por Flávio Dino para a segurança públic

Sousa Neto cobrou as promessas feitas por Flávio Dino para a segurança pública

Fiquem abaixo, com a cobrança feita pelo deputado Sousa Neto, diante de um parlamento que se omite em cobrar do governador uma atitude que combata de fato a bandidagem:

 “A segurança está agonizando no Maranhão. O governo Flávio Dino perdeu o controle da criminalidade e da violência em todo o Estado”. Esse foi o tom do discurso do deputado estadual Sousa Neto (PROS), na sessão plenária na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (22). Na oportunidade, ele apresentou dados do 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, produzido pelo Fórum Nacional de Segurança Pública, que comprovam o descaso do governo Comunista com a Segurança Pública.

O parlamentar falou sobre mortes em série ocorridas na noite da última sexta-feira (18), em Imperatriz. “A SSP divulgou que foram 7 homicídios. Fala-se em 12, em poucas horas. Na grande ilha, foram 6 até o domingo (20), com destaque para o assassinato de uma grávida na porta da Delegacia do Maiobão. Uma adolescente de 17 anos foi queimada e esquartejada na região do Itaqui-Bacanga, e o delegado da área só soube por meio da imprensa”.

Sousa Neto cobrou as promessas feitas por Flávio Dino. “Estamos vivendo em uma terra sem lei, onde a marginalidade impera. Uma das promessas de Flávio Dino, em 2014, era de acabar a violência no Estado, valorizar policiais, investir no reaparelhamento da segurança, e ao que vemos, nada aconteceu. Uma onda de crimes tomou conta do Estado, os números são alarmantes”, criticou.

Números

Levantamentos do Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostram que, enquanto o Brasil reduziu em 2% os índices de violência, no Maranhão, houve um aumento de 8%.

O crime de latrocínio, roubo seguido de morte, subiu 62%, enquanto o Brasil registrou redução, segundo o Anuário, de 2%. Foram 117 ocorrências em 2015 contra 72 no ano anterior, o que deixa o Estado na terceira posição do Nordeste. Em 2015, foram registrados 2.007 homicídios contra 1.902, em 2014, aumento de 4,7%, o que deixa o Maranhão em 5º lugar no ranking do Nordeste.

Sousa Neto mostrou, também, indicadores de roubos e furtos de veículos (que em 2015 cresceu 14,3% para cada 100 mil veículos), e da violência contra a mulher, outra preocupação, já que, somente em São Luís, são registrados 12 casos por dia, de acordo com a Delegacia Especial da Mulher (DEM).

“Mais uma vez é lamentável a segurança pública no Estado do Maranhão. E esses índices são do anuário, não são índices plantados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado e pela mídia comunista”, concluiu. (Informações do blog do Daniel Matos).

Correria nos gabinetes:

Muita gente saiu correndo depois que a notícia de espalhou dando conta que um gás misterioso começou a vazar num dos anexos que levam aos gabinetes dos deputados da Assembleia Legislativa no inicio dessa manhã.

A principio um forte odor de gás de cozinha, mas depois descobriu-se que não era GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), pois a cozinha (e também refeitório) ficam há vários metros do local do vazamento.

O forte cheiro de gás acabou provocando o esvaziamento dos gabinetes nessa manhã na Assembleia Legislativa do Maranhão. A Brigada de Incêndios do Corpo de Bombeiros da Assembleia foi acionada, mas, até o inicio da sessão o vazamento de gás não tinha sido identificado.

Gás misterioso: até o inicio da sessão o vazamento não tinha sido identificado

Gás misterioso: até o inicio da sessão o vazamento não tinha sido identificado pelo Bombeiro no anexo I da Assembleia

Vergonha, desconfie de quem premia bandidos e esquece os direitos dos cidadãos de bem. Imagine como a defesa dos “manos” está sendo feita em todo o Brasil, no Maranhão?

dh

Operação prende advogados ligados a facção criminosa em São Paulo

Vice-presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos, Luiz Carlos dos Santos, é um dos presos na operação.

Uma operação na manhã desta terça-feira (22), em São Paulo, prende advogados ligados a facções criminosas. Eles são suspeitos de movimentar o dinheiro do crime organizado e de indicar agentes penitenciários para morrer.

O vice-presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos. Luiz Carlos dos Santos, está entre os alvos e já foi preso em Cotia, na Região Metropolitana de São Paulo.

Ele e os outros advogados são suspeitos de movimentar dinheiro do crime organizado em contas bancárias e ainda de ajudar a criar uma espécie de banco de dados com os nomes e endereços de agentes penitenciários e dos parentes deles para serem mortos.

A operação da Polícia Civil e o Ministério Público já cumpriu pelo menos 30 dos 41 mandados de prisão na capital e no interior de São Paulo.

A investigação começou em presidente Prudente, onde estão dois presídios de segurança máxima. Confira aqui a reportagem da Globo:

Nas eleições de 2018, Flávio Dino e Waldir Maranhão pretendem fortalecer a esquerda pós Lula…  

Flávio Dino, pensando em dominar a legenda lulista no Maranhão, pretende empurrar goela abaixo dos sarnopetistas o deputado Waldir Maranhão. A obsessão do comunista seria armar o jogo político no Maranhão ao lado de sua verdadeira paixão, o PT. Mas não está sendo fácil o Palácio dos Leões forçar a entrada do “guerreiro do povo brasileiro” na legenda. Abaixo, postagem do petista Robert Lobato, que ouviu vários membros da executiva estadual do PT, que afirmam que nada foi tratado sobre o assunto, nem mesmo se cogita tal manobra.

bob

Feminicídios seguem acontecendo abertamente: onde estão as feministas, onde está a Secretaria das Mulheres?

Ainda no inicio da semana uma mulher grávida, assim como sua gestação foram ceifadas por bandidos fortemente armados. O assassinato, ou melhor, execução, aconteceu na porta de uma delegacia, debaixo dos narizes da Polícia Civil.

O crime compensa?

Parece que sim, o governo comunista só se preocupa com o Presidio de Pedrinhas, ainda premia com dinheiro público, os bandidos.

Para piorar, outra mulher foi morta; uma adolescente de 17 anos foi estuprada até a morte e depois esquartejada e jogada no esgoto. Confira na reportagem do Jornal O Imparcial:

img_20161122_101919

img_20161122_102037img_20161122_102102

 

1 313 314 315 316 317 430