Browsing: Ricardo Santos

Enquanto se diz “vitima” de ataques de José Sarney (ex-senador sem mandato), o governador comunista Flávio Dino comanda “cortina de fumaça” usando as estruturas do governo a  seu bel prazer.

Para reeleger Flávio Dino  vale tudo: Tática dos comunistas é acusar quem faz cobranças dos gestores, que devem ser cobrados e precisam dar satisfações à população, contribuintes, eleitores.

Enquanto governador “economiza” fazendo corte nos hospitais, deixando pessoas sem atendimento digno, gravidas e crianças morrendo, aviões e helicópteros cruzam os céus do Maranhão em pré-campanhas, diferente daquilo que prometeu Flávio Dino ao “proclamar a República do Maranhão”.

Flávio Dino está gastando muito dinheiro em voos, alguns desses para se encontrar com lideranças petistas em Brasilia ou SP.

Enquanto governador faz corte na Saúde (economia) vidas preciosas padecem em filas de ambulâncias em busca de tratamento. 

As intermináveis “filas de ambulâncias” e corredores de socorrões lotados continuam no “Maranhão da mudança”. Alguns casos nem ambulâncias os maranhenses têm par serem socorridos, tendo que ser ajudados por taxistas. Mas, ainda assim, aviões para fazer campanha cortam a todo instantes os céus do Maranhão.

Em Zé Doca no Maranhão indígenas sofrem sem atendimento

Defensores do comunismo  afirmam que governador estava de cinto (transversal) que não aparece na foto. Situação de usar “cintos transversais”, que causam riscos, foi péssimo exemplo!

Legalista que é o ex-juiz não deveria dirigir um carro que aparentemente está sem o equipamento exigido por leis, logo no Maranhão atual, onde carros são guinchados para um pátio e depois leiloados.

As fotos nas redes sociais ganharam velocidade e todos no Maranhão viram o governador aparentemente sem o cinto de segurança.

Ocorre que alguns partidários do governador, alguns deste que se prestam a perseguir e atacar a honra de outros políticos, encheram  as redes sociais  com o argumento de que o governador estava usando o equipamento de segurança, mas, que na foto não aparecia por se tratar de um assessório que não fica à mostra.

Seria simples, mas, até agora o governador comunista, nem sua equipe de comunicação, nem bajuladores de plantão quiseram mostrar uma foto do CORCEL, carro dirigido ontem pelas ruas de Imperatriz, para esclarecer de uma vez por todos se possui ou não o cinto de segurança transversal.

Em minha opinião, qualquer pessoa que olha o governador sem usar o cinto de segurança logo causa estranheza, afinal, na sua gestão mais de 2.500 carros foram apreendidos e levados para um pátio do Detran, depois leiloados. Acho que Flávio Dino se exibiu sem considerar o mal exemplo que causaria ao público.

Nota:

Sobre o velho corcel dos tempos da UFMA:

Segundo informações postadas nas redes sociais, um antigo estudante de direito que foi contemporâneo de Flávio Dino na UFMA, fez o seguinte comentário:

“Dino estava relembrando o tempo de estudante na UFMA, tempo que só ele tinha carro e dirigia (sem cinto) pelas ruas da UFMA, naquele tempo sua família frequentava o Casarão do Calhau”.

Era saudades. Tá explicado.

O deputado estadual Sousa Neto utilizou as redes sociais para comentar a eventual privatização da CAEMA, que voltou a ser destacada pela imprensa nacional, conforme revelou o blog (reveja). 

Para o parlamentar “Flávio Dino foi desmascarado, mais uma vez, pela imprensa nacional”, ao se referir a matéria publicada pelo jornal O Estado de São Paulo. Veja abaixo a postagem de Sousa Neto.

O curioso é que ninguém no Governo Flávio Dino se posicionou sobre o assunto e ainda fica o pertinente questionamento de Eduardo Braide sobre o assunto, também destacado pelo blog (reveja).

“Se a decisão é de que não terá privatização, por qual motivo está se gastando dinheiro público para pagar um estudo se privatiza ou não a CAEMA? Não seria melhor investir esse recurso, mais de R$ 8 milhões, na própria CAEMA?” questionou Braide.

Com a palavra o Governo Flávio Dino, que segue adotando um silêncio sepulcral. ( blog do Gilberto Leda)

Ex-governador do Ceará diz que não apoia projeto de Lula em 2018 e que o Brasil atual não precisa de esquerdismos.

Pré-candidato a presidente do Brasil pelo PDT diz que o Brasil precisa acabar com as guerras políticas (esquerda e direita) que o gestor não deve “brincar de querer ser Deus”. O ex-governador, que foi ministro do Brasil esteve em Goiânia e participou da abertura do Congresso Estadual da Central dos Sindicatos Brasileiros .Confira a reportagem na integra aqui:

Flávio Dino em constantes visitas ao ex-presidente acabou virando tema de “notícia” na mídia nacional, explorando a temática esquerdista. Um erro corajosamente apontado por Ciro.

Citando Lenin, ex-governador do Ceará manda recados: o Brasil não cabe num projeto de esquerda, como dizia Lenin: “esquerdismo é a doença infantil do comunismo”.

Em entrevista durante sua passagem pela cidade de Goias, ex-governador do Ceará lembrou que deu maior votação para eleger Dilma presidenta e afirmou que a candidatura de Lula em 2018 é desserviço ao Brasil, que  o país precisa de um projeto que vá alem do “esquerdismo”.

Confira abaixo trecho da entrevista:

Senador esteve com o ministro dos Transportes e solicitou agilidade na tramitação dos projetos para revitalização das estradas.

O senador Roberto Rocha (PSB-MA) esteve em audiência nesta sexta-feira (14) com o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa, para solicitar celeridade ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), para que a autarquia elabore o pré-projeto que visa recuperar a BR-308, no trecho que corta o Maranhão até o município de Alcântara.

O Estudo de Viabilidade Técnica e Ambiental já foi concluído. “É uma rota de escoamento de produção muito importante que liga os estados do Pará e o Maranhão. A recuperação da rodovia representa uma melhoria na infraestrutura, diminui o número de acidentes, barateia os custos do transporte de cargas e estimula a atividade econômica nos municípios que são cortados por essa estrada”, afirmou Roberto Rocha.

O parlamentar maranhense também solicitou que o ministro cobrasse agilidade ao DNIT para que a autarquia também faça o pré-projeto da BR-402, que visa alterar o traçado da rodovia entre Barreirinhas e Araioses — trecho correspondente a Rota das Emoções. “Essa estrada tem uma importância internacional para o Maranhão, uma vez que é a partir dela que está um dos destinos turísticos mais belos do Brasil e que necessita de uma infraestrutura melhor, mais moderna e segura, além de facilitar muito o acesso de turistas nacionais e estrangeiros na faixa litorânea do Maranhão”, explicou Roberto Rocha.

ANEL RODOVIÁRIO DE BALSAS

O anel rodoviário do município de Balsas também foi tratado na audiência com o ministro Quintella Lessa. Roberto Rocha disse que o Estudo de Viabilidade Técnica da obra está concluído e aguarda que a obra seja incluída no Programa de Aceleração do Crescimento. “Solicitei ao ministro que a documentação sobre esse pleito seja tramitada com maior rapidez. Esse empreendimento é fundamental para Balsas, sobretudo, em função de estar na região do Matopiba, onde caminhões e carretas transitam diariamente com soja e outros produtos do campo para o Porto de Itaqui. Portanto, o anel viário vai desafogar o trânsito de veículos pesados na região e melhorar o fluxo”, destacou Roberto Rocha.

O ministro se comprometeu em acelerar as demandas trazidas pelo senador, levantar quais as obras previstas pelo Ministério dos Transportes em 2018 para o Maranhão e averiguar quais rodovias estaduais podem ser federalizadas. “Na condição de senador só é possível buscar recursos, caso elas se tornem trechos federais”, frisou Roberto Rocha.

Comunistas não conseguem esconder as ciumeiras:

Sem ao menos ter filiação partidária, o novato tem qualidades que desbancam gente de peso no jogo político do Maranhão atual. Com sua imagem de gestor, leve, já desbancou políticos tarimbados (cargas pesadas) como Bira do Pindaré, Márcio Jerry e Othelino Neto(este último iniciou sua vida política “do outro lado da Ponte” pelas mãos da ex-governadora Roseana Sarney).

 Um Camarão na cabeça de Flávio Dino…

Felipe Camarão é um secretário bem apresentável, constantemente tem aparecido na foto do líder comunista. Na foto acima, no momento da condecoração de Filipe Camarão com a Medalha Manuel Beckman, na Assembleia Legislativa sob os aplausos dos deputados governistas. As conversas de bastidores apontam para ele, se tudo der certo, já em 2020 poderá ser o candidato de Flávio Dino para substituir Edivaldo Holanda Júnior na prefeitura da capital.

Politicamente, o secretário de Estado  da Educação Felipe Camarão, se tornou em pouco tempo a grande promessa política da gestão comunista.  Em pouco tempo o secretário que é uma espécie de “pupilo” do governador, já desbancou gente que se julgava estar na fila para ser, por exemplo, cotado para ser próximo candidato a prefeito pela indicação dos dois Leões da entrada do Palácio.

Bem nas fotos com Flávio Dino:

Sobre sua gestão à frente da Seduc, posso afirmar que ainda está longe de se tornar uma secretaria estruturada, como nos governos que antecederam, que viviam de política e para fazer política, a Educação continua sendo o principal gargalo por onde escoem milhões, precisando ser gerida com mais zelo, mas, apesar das complexidades, Felipe Camarão parece estar dando conta.

Nesta quinta-feira (13), o prefeito Luis Fernando Silva assinou a ordem de serviço para o início do processo de regularização fundiária das localidades Canudos e Terra Livre, bairros situados nas imediações da Reserva de Itapiracó. A ação, aguardada pelos moradores há 20 anos, que beneficiará mais de 2 mil famílias da região, contou ainda com a presença da juíza de direito da 2ª Vara Cível e corregedora do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de São José de Ribamar, Ticyane Gedeon Maciel Palácio.

“A unidade entre os poderes, executivo, judiciário, representado pela Dra. Ticyane, aguerrida em todo o processo, além é claro, da Câmara Municipal, e a população, é que hoje, depois de 20 anos, podemos iniciar o processo de regularização imobiliária e fundiária, dando às famílias o direito de chamar de seu, o chão onde vivem”, comemorou o prefeito.

A juíza Ticyane Palácio, enalteceu o gesto e determinação do prefeito Luis Fernando na finalização do processo. “Sem um executivo forte a frente desse processo, jamais teríamos o resultado que estamos tendo hoje. Vamos seguir acompanhando o processo e dando suporte na legitimidade dos títulos”, completou a juíza titular.

De acordo com o secretário de regularização fundiária, Daniel Souza, todo o processo de regularização fundiária será finalizado até o mês de setembro deste ano, data em que o prefeito deverá entregar os títulos definitivos às famílias.

“Com a assinatura da ordem de serviço, o prefeito Luis Fernando autorizou o início do processo de regularização e até o aniversário da cidade, que acontece em setembro deste ano, o Maranhão terá São José de Ribamar como modelo no processo participativo de regularização”, detalhou.

Ainda segundo o secretário, a ação é resultado, também, de parceria do município com a Superintendência da Secretaria do Patrimônio da União Federal (SPU), que resultou no acordo de cooperação assinado no último dia 19 de maio deste ano.

Como meta ainda para este ano, estão previstos a regularização fundiária do Jota Câmara e São Braz e Macacos, este último incluído por meio de parceria firmada com o Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão.

Até chegar à versão final do projeto, a Comissão envolveu a população, a Assembleia Legislativa, os prefeitos dos quatro municípios da Ilha, o Estado, a Procuradoria da República, a Justiça Federal – que homologou o acordo entre os gestores -, e os Institutos Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC) e Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – órgãos técnicos que deram todo o embasamento para a atualização.

Durante sessão plenária na Assembleia Legislativa do Maranhão, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) utilizou a tribuna para se posicionar contra a postura do Governo do Estado ao leiloar 2.439 veículos e motos só em 2017. As apreensões foram feitas pela Polícia Militar em São Luís e outras cidades. Os números foram extraídos dos editais de leilão divulgados até o dia 07 de julho de 2017.

Ao se pronunciar, Wellington destacou a ação do Governo do estado como algo ilegal e irresponsável, sob a perspectiva social.

“Enquanto o Supremo Tribunal Federal deixa claro seu posicionamento firme quanto à ilegalidade da apreensão de veículos, o Governo do estado insiste em apreender os veículos de maranhenses.

Só em 2017, quase 2.500 veículos e motos já foram leiloados pelo Governo do Estado. É ilegal, fere a Constituição. Não é invenção. É entendimento consolidado. Além de ser inconstitucional, ainda temos a irresponsabilidade social. São veículos e motos dos nossos maranhenses. De homens e mulheres, trabalhadores”, disse Wellington.

Ainda durante o seu pronunciamento, Wellington mencionou ainda o Projeto de Lei Nº 099/2017, que é de autoria do deputado Wellington e prevê o impedimento da retenção, apreensão e recolhimento do veículo com o IPVA atrasado. Tramita também na Assembleia o Projeto de Lei 152/2017 e de sua autoria, que permite que os servidores públicos do Maranhão parcelem em até 12 vezes o pagamento do IPVA dos seus veículos com desconto na folha de pagamento.

Júnior Verde comemorou a aprovação, pois acompanhou todos os passos dados para chegar ao projeto que será sancionado. No ano passado, o parlamentar apresentou um projeto de Lei com o objetivo de estabelecer os limites dos quatro municípios, chegando a entregá-lo nas mãos do prefeito da capital, Edivaldo Holanda.

“Foi um passo histórico, possível graças um trabalho incansável dos deputados que integram a Comissão, e todos estão de parabéns. Mesmo não sendo membro do Colegiado, participei de todas as etapas dessa construção coletiva”, recordou Júnior Verde.

Até chegar à versão final do projeto, a Comissão envolveu a população, a Assembleia Legislativa, os prefeitos dos quatro municípios da Ilha, o Estado, a Procuradoria da República, a Justiça Federal – que homologou o acordo entre os gestores -, e os Institutos Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC) e Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – órgãos técnicos que deram todo o embasamento para a atualização.

Em nota divulgada na noite desta quinta-feira (12), o deputado estadual Zé Inácio (PT) repudiou a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba. O parlamentar alerta para o equívoco da denúncia, demonstrado pela defesa de Lula, e classificou a sentença como absurda, movida a interesses políticos.

Segue a nota:

Para Zé Inácio, condenação do ex-presidente Lula tem motivação política

O deputado estadual Zé Inácio (PT) vem a público manifestar seu repúdio em face da sentença proferida pelo juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, em que condenou o Presidente Lula, o melhor presidente da história do Brasil.

Durante a instrução processual, a defesa do Presidente Lula demonstrou os equívocos da denúncia, com as peças acusatórias dos procuradores reconhecendo a inexistência de provas materiais e de seu envolvimento com os crimes relatados na peça acusatória.

Esta absurda condenação intenciona de forma cristalina interferir na disputa política e evitar que o Presidente Lula seja candidato, haja vista as recentes pesquisas de intenção de voto que o colocam na preferência do povo brasileiro ao cargo de Presidente da República em 2018.

Manifestamos nossa total confiança de que tal injusta condenação será revista na instância superior, reconhecendo a conduta correta do Presidente Lula ante a certeza de que inexistem elementos para sua condenação.

Seguiremos firmes na defesa da Democracia, da Justiça e de Lula!

Deputado Zé Inácio

Líder do PT na Assembleia Legislativa do Maranhão

1 2 3 4 5 218