Browsing: Ricardo Santos

Lava Jato chegará ao cupinzeiro de Ribamar?

À época, a notícia sobre a negociata da empreiteira com o clã cupiniano ganhou repercussão nacional, mas, de lá para cá, pouco ou quase nada se falou sobre as negociatas milionárias.

Coube ao jornalista Gilberto Lima, com vários anos de experiencia como funcionário de Caema, trazer a informação à tona, na tarde deste quinta-feira 13, mostrando que o ex-prefeito Gil Cutrim (PDT), pode ter recebido somas milionárias para facilitar os negócios da empreiteira Odebrecht, muitos dos quais estão sob investigações da Lava Jato.

Na postagem do jornalista, ligado ao governo comunista, chega a dizer que o ex-prefeito é apontado como mentor dos acordos com a Odebrecht. Confira abaixo:

Gil Cutrim, ex-prefeito de São José de Ribamar, é apontando como o mentor do consórcio intermunicipal de saneamento e fez acertos com o governo Roseana Sarney, por meio do ex-secretário de Saúde Ricardo Murad, para que a Caema deixasse de operar no município.

Até hoje, a Caema não recebeu nada, a título de indenização, pelos investimentos que fez para montar todos os sistemas de abastecimento de água e de coleta de esgoto.

Pelos levantamentos realizados, a Caema teria direito a uma indenização de, no mínimo, R$ 6 milhões pelos investimentos feitos ao longo de vários anos de operação nos dois municípios.

Com o aprofundamento das investigações pode-se, finalmente, descobrir quem foi beneficiado para entregar esses sistemas de saneamento para a Odebrecht Ambiental. Continue lendo aqui:

 

Páscoa dos oprimidos? Tem que ter muita revolta e ódio no coração para fazer esse tipo de coisa…

Lamentável, no momento em que o mundo inteiro pede paz,  estende as mãos em preces a favor dos oprimidos, a igreja  católica da Itália é afrontada por uma minoria.

Abaixo, imagens que chocaram o mundo durante a semana santa, período em que os católicos e cristãos comemoram a Páscoa.

“Golpe da direita”? E agora, os comunistas vão acusar quem: Sarney ou o Bolsonaro?

A polícia confirmou a morte da ex-candidata a vereadora nas Eleições 2016, Andreza Ariani Castro, no bairro da Cabanagem, em Belém, na noite desta quinta-feira (13). Segundo a Polícia Militar, ela foi baleada e morreu na hora. Uma equipe de investigadores da Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Pará foi encaminhada até o local do crime para levantar as primeiras informações.

Andreza Ariani Castro, 21 anos, era conhecida como “Senhorita Andreza”. Ela se filiou ao Partido Comunista do Brasil (PC do B) durante o Congresso da União da Juventude Socialista (UJS), em 2016 e concorreu as últimas eleições municipais na capital.

A vítima foi presa no dia 22 de janeiro de 2016. Ela era suspeita de tráfico de drogas e apologia ao crime, quando teve um vídeo divulgado nas redes sociais em que chamava amigos para uma festa onde supostamente haveria o uso de drogas ilícitas. O vídeo viralizou e tornou ela conhecida. (G1)

Senador de nome limpo…

A benção do bom nome: Tranquilo, Rocha ganha notoriedade por onde passa por não ter seu nome em esquemas da Lava Jato. O senador Roberto Rocha tem comentado sobre o novo horizonte que se abre.

O senador Roberto Rocha (PSB – MA) não consta na lista da corrupção. Diferente do governador Flávio Dino, que está desesperado por ter sido incluso na lista dos investigados em vigarices nacionais.

Nas emissoras dos comunistas, Roberto Rocha é constantemente atacado pelos blogueiros comandados por Márcio Jerry, como “senador asa de avião”, pela alusão de ter tentado ajudar o avião vermelho a decolar, mas, da mesma forma que vários aliados, Rocha foi expulso da comunhão palaciana.

O fato é que Roberto Rocha está sendo conhecido pelo fato de não ter seu nome na Lava Jato, e isso, para um político da atualidade é muito importante, inclusive para fazer o Maranhão decolar de vez. Avante, Roberto Rocha.

Abaixo, trecho do jornalista Robert Lobato, que relata a boa recepção nas viagens em companhia do senador de nome limpo.

Continue lendo aqui:

Teólogos do apocalipse afirmam que o ataque dos EUA usando a MOB foi profetizado há milhares de anos.

A “mãe de todas as bombas”, assim chamada porque em inglês as iniciais dessa designação coincidem com a do acrônimo oficial MOAB –Massive Ordnance Air Blast—,  pesa 10 toneladas e foi lançada de um avião MC-130 do Comando de Operações Especiais das Forças Aéreas e tem um raio de impacto de mais de um quilômetro e meio.

A bomba, dotada de um dispositivo com GPS, tinha como meta “minimizar o risco enfrentado pelas forças armadas afegãs e estadunidenses”, segundo o Pentágono.

O comunicado oficial afirma que o Exército dos EUA “tomou todas as precauções” para evitar mortes de civis nesses ataques e que suas operações prosseguirão “até que o Estado Islâmico do Afeganistão seja destruído”. Ainda não se sabe, porém, se houve vítimas. (Informações do El País, Reuters)

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) participou, na manhã desta terça-feira (11), de audiência pública que teve por objetivo firmar um acordo entre a Assembleia Legislativa do Maranhão com o Judiciário, comprometendo-se a garantir a acessibilidade no Parlamento Estadual.

Participaram da audiência o juiz da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, Douglas Martins; o titular da 11ª Promotoria de Justiça especializada na Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, Ronald Pereira; além do Procurador-Geral da Assembleia Legislativa, Luiz Felipe Rabelo Ribeiro e dos deputados Bira do Pindaré (PSB) e Eduardo Braide (PMN).

Ao parabenizar o Judiciário pela iniciativa e o Ministério Público pelo importante papel desempenhado, Wellington ressaltou que essas solicitações são antigas e que, inclusive, as apresentou desde 2015 na Assembleia.

“ Desde 2015, temos feito uma defesa incondicional do cumprimento dos direitos da pessoa com deficiência. Inclusive, essas solicitações aqui discutidas nessa audiência eu apresentei desde setembro de 2015, quando pessoas com deficiência procuraram o nosso gabinete. Encaminhamos as solicitações  e, agora, com essa postura do Judiciário e com a fiscalização por parte do Ministério Público, espero que as demandas saiam do papel e tornem-se realidade.  Essa falta de acessibilidade não é exclusiva da Assembleia, mas já é algo comum nos prédios públicos. Essa realidade deve ser combatida e é por isso que continuaremos fiscalizando e denunciando”, disse Wellington.

encaminhamento da audiência, a Assembleia se comprometeu em efetivar a adequação de rampas, calçadas e passarelas; além da adequação do estacionamento que acontecerá em 180 dias e promoção de curso de capacitação referente ao atendimento destinado à pessoa com deficiência para servidores da Casa. Todas as medidas de acessibilidade devem ser implantadas até dezembro de 2018.

Até gente do Sarney…

Pensei ter visto tudo na vida, até que um comunista, investigado em esquemas de propinas do PT fosse chamado de “justo” por seus funcionários. Que ridículo.

Na imagem abaixo, um recorte retirado das redes sociais, no tuíter, onde funcionários do Palácio dos Leões declaram que o patrão é justo, íntegro, blá, blá, blá. Dá até pena:

Se não bastasse os Sarneysistas, ainda tem secretários de pastas importantes, que gastam rios de dinheiro publico em obras, que acham que, por estarem sendo gestores de obras públicas, fazendo obras, justificam idoneidade do patrão.

Confira abaixo:

Enxurrada$ de propaganda$: Jerry achou uma forma de tirar a Mirante da falência…

Após ser denunciado de receber  propina, líder comunista do Maranhão recorreu às emissoras de tvs e rádios, sites e blogues para enxurrada de propagandas do governo.

Essa é boa, comunistas culpam a Globo de perseguição à esquerda, mas acabaram recorrendo à TV Mirante, repetidora do sinal da Rede Globo no Maranhão, para propagar suas publicidades.

A secretaria de Comunicação estatal, que movimenta somas bilionárias é comandada pelo jornalista Márcio Jerry, que é presidente estadual do PCdoB no Maranhão, o mesmo que vive esbravejando, brigando, praguejando via redes sociais contra blogueiros e jornalistas que não rezam na cartilha do comunismo.

Parece que o “super” secretário achou uma forma de tirar as emissoras do Sarney da “falência” .

Avante, Mirante…

Como se diz no popular, a emenda saiu pior do que o soneto.

Como já se sabe, o sigilo das delações de ex-executivos da Odebrecht só foi levantado no dia 4 de abril, data em que o relator do caso no Supremo, ministro Edson Fachin, decidiu abrir 76 inquéritos contra agentes políticos e remeter às instâncias competentes as 200 demais petições.

Na tentativa de explicar a possibilidade de vazamento do conteúdo da delação de José de Carvalho Filho, ex-funcionário da Odebrecht que acusou Flávio Dino (PCdoB) de ter recebido propina de R$ 400 mil, os comunistas acabaram se enrolando mais ainda.
Como se diz no popular, a emenda saiu pior do que o soneto.

A maior parte do seu conteúdo, no entanto, só foi conhecida do grande público na terça-feira (11).

Mas, para se defender, Flávio Dino apresentou uma certidão do dia 17 de março, duas semanas antes da quebra do sigilo dos dados (saiba mais).

Além disso, o governador apresentou uma pesquisa sobre os autores do projeto, para provar que ele não assinou o texto original da proposta: o documento foi impresso no dia 16 de março.

Confrontados com essa informação, os comunistas apressaram-se em dizer que as “cartas de seguro” foram tiradas pelo governador com antecedência diante de recentes boatos sobre a delação.

Um desses “boatos” teria sido publicado na coluna de Lauro Jardim, que, curiosamente, citou propinada de R$ 200 mil a Flávio Dino no já longínquo mês de agosto de 2016 (reveja).

Na pressa em justificar o injustificável, esqueceram de procurar melhor resposta para um fato: como souberam que os supostos boatos tratavam-se, especificamente, do PL 2.279/2007?

Em tempo: uma coisa pode não ter nada a ver com a outra, mas Nicolao Dino, irmão de Flávio, é o atual nº 2 da Procuradoria-Geral da República (PGR), de onde partem os pedidos contra os citados na Lava Jato.(Gilberto Leda)

Um bom exemplo a ser seguido neste Maranhão de explorações. Se o executivo e legislativo pensassem no povo, o Maranhão seria menos injusto…

O prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB), decidiu reduzir para 2,5% a alíquota do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN). Nos últimos seis anos, a prefeitura cobrou, na maior parte da gestão passada, uma alíquota de 5%, valor máximo permitido por lei e contrário à política de estímulo à economia local, iniciada pelo prefeito Luis Fernando em sua primeira gestão.

Articulada pela equipe de transição do novo governo, a redução foi aprovada pela Câmara Municipal ribamarense e, agora, após obedecido o princípio da noventena, empresários de vários setores da economia terão o benefício da redução da alíquota.

De acordo com o prefeito Luis Fernando, a medida torna o empresariado local mais competitivo, estimula a atração de mais empresas e fomenta, consequentemente, a criação de novos empregos no município.

Ele lembra que a decisão adotada logo que assumiu o comando da prefeitura em 2005, ajudou no crescimento econômico registrado nos seis anos os quais esteve à frente do Executivo. “Naquele momento reduzimos a alíquota e com isso aumentamos a base de arrecadação. Após a nossa saída, essa alíquota aumentou e um dos resultados foi a fuga de empresas do nosso município”, comentou Luis Fernando.

Arrecadação – Mesmo com uma alíquota de 5% do ISSQN, nos primeiros meses da nova gestão, o município já registrou aumento na arrecadação municipal. Em fevereiro de 2017, por exemplo, foram arrecadados R$ 2,9 milhões. Comparando com o mesmo mês de fevereiro de 2016, foi observado um acréscimo de 106,55%. Em fevereiro de 2016, foi contabilizada uma arrecadação de apenas R$ 1,4 mi.

A expectativa é que essa arrecadação continue crescendo com o aumento na base de arrecadação, por meio do estímulo da redução do imposto municipal. Além do fator da redução, outro aspecto deverá contribuir com o crescimento futuro da economia local: a credibilidade.

Empresários, profissionais liberais e a população em geral, voltaram a ter a certeza de que os recursos arrecadados serão revertidos em serviços e obras para a população. “Hoje as pessoas sabem que existe uma administração honesta e uma gestão correta com os recursos da receita pública”, finalizou o prefeito.

1 253 254 255 256 257 430