Browsing: Ricardo Santos

NOTA DE PESAR

Na manhã de hoje (11), recebemos a notícia do falecimento do ex-governador do Maranhão e ex-prefeito da capital maranhense, atualmente, deputado federal João Castelo. Ele faleceu na manhã deste domingo, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Um homem de extensa trajetória política e que já estava no quinto mandato de deputado federal, após ter exercido os cargos de governador, senador, prefeito da capital maranhense e presidente da EMAP.

Neste momento, solidarizo-me com familiares e amigos e pe√ßo a Deus que conforte os cora√ß√Ķes dos que choram em virtude da perda de um ente querido.

Deputado Wellington do Curso

Informa√ß√Ķes dadas pelos familiares do ex-governador Jo√£o Castelo, confirmam que o vel√≥rio ser√° na sede do Legislativo Estadual, no S√≠tio da Rangedor, Cohafuma.sede-assembleia-legislativa-maranhao-940x540

O velório está previsto para iniciar a partir das 23h.

Na segunda (12), será celebrada uma missa às 15h, logo após o sepultamento, que será no Cemitério Parque da Saudade do Vinhais, às 17h.

√ďrg√£os p√ļblicos decretaram luto oficial pela morte do pol√≠tico Jo√£o Castelo

Governo, Prefeitura, Assembleia e C√Ęmara de S√£o Lu√≠s decretaram luto oficial pelo falecimento do deputado federal, ex-governador do Estado e prefeito de S√£o Lu√≠s, Jo√£o Castelo Ribeiro Gon√ßalves (PSDB), que morreu neste domingo (11), aos 79 anos.

Milit√Ęncia tucana: antes de ser internado no hospital S√≠rio-Liban√™s, em S√£o Paulo, Castelo deu sua grande contribui√ß√£o ao Brasil, fortalecendo as campanhas pelo IMPEACHMENT da presidenta Dilma. Valeu, Castelo

Bom combate: Sempre ao lado da milit√Ęncia tucana, antes de ser internado no hospital S√≠rio-Liban√™s, em S√£o Paulo, Castelo deu sua grande contribui√ß√£o ao Brasil, fortalecendo as campanhas pelo IMPEACHMENT da presidenta Dilma. Valeu, Castelo

Até agora nada foi informado oficialmente sobre o translado do corpo, velório e preparativos para o funeral do político, comenta-se, porém, que a Assembleia Legislativa foi o primeiro local a ser cogitado para o velório.

Nota de falecimento emitido pela familia:

A fam√≠lia do deputado federal Jo√£o Castelo Ribeiro Gon√ßalves, cumpre a dolorosa miss√£o de informar aos parentes, aos amigos e a todo o povo maranhense o seu falecimento na manh√£ deste domingo, dia 11 de dezembro de 2016, e aproveita para agradecer a todos aqueles que durante o per√≠odo em que ele esteve convalescente, se solidarizaram com suas ora√ß√Ķes, com suas mensagens e com seus sentimentos crist√£os.

Que Deus acolha a alma do nosso querido e amado Castelo e que nos reconforte com sua infinita misericórdia num momento de tanta dor e saudades.

Gardênia Castelo, Gardeninha Castelo e João Castelo Filho.

Dino tenta afirmar que est√° no v√°cuo de Lula.

O ano eleitoral de 2016 nem acabou, mas j√° se antecipam candidaturas para 2018. Do nada, os maranhenses foram surpreendidos com declara√ß√Ķes eleitorais do governador comunista, Fl√°vio Dino, na manh√£ do s√°bado, 10 de dezembro, oficializando sua candidatura √† reelei√ß√£o ao governo para 2018.

O olhar do petista Márcio Jardim demostra toda empolgação por Dino...

O olhar do petista M√°rcio Jardim demostra toda empolga√ß√£o pela candidatura de Dino a presidente pelo PT…

A “planta√ß√£o” de uma “reportagem” no sul do Brasil foi entendida como recado para o governado de S√£o Paulo, Geraldo Alckmin, de que a esquerda ter√° um representante, mesmo que o Lula seja preso e n√£o seja candidato.

O tucano Alckmin foi o grande vencedor das elei√ß√Ķes de 2016, derrotando os petistas na grande maioria dos munic√≠pios onde Lula dominava por d√©cadas.

Flávio Dino é Lulopetista apaixonado, foi esquecido pelo PT durante todo o governo Lula, que não esconde a preferencia de Sarney no Maranhão. Mas apesar disso, Dino foi quem mais investiu na defesa de Dilma e fez várias tentativas tresloucadas de livrá-la.

Comenta-se que muito dinheiro do Maranh√£o entrou no ralo petista, mas, de nada adiantaram as viagens e toda gastan√ßa do ex-juiz e governador, Fl√°vio Dino, pois toda petezada foi afastada. Dino, que chamou Temer de “golpista” ficou chupando dedo, ¬†enquanto Alckmin continua crescendo no cen√°rio brasileiro.

Na justificativa do ex-juiz, que prometeu de pés juntos cuidar da pobreza do povo do Maranhão, esperávamos que Dino, diferente do que fez José Sarney, esquecesse politicagens, mas, foi um grande engano. Dino quer ser a todo custo ser presidente, mesmo de olho no governo do Maranhão.

Vale destacar, que, caso Lula seja preso (tudo indica que ser√°) Dino dever√° se lan√ßar de vez candidato a presidente e ter√° que enfrentar Alckmin, para piorar a aventura de Dino, ele poder√° perder duas vezes para os tucanos, pois ao deixar o governo para disputar as elei√ß√Ķes, quem vai assumir ser√° um tucano, Carlos Brand√£o, seu vice.

Fiquem abaixo, com um vídeo que mostra todo o empenho de Flávio Dino, na defesa de Dilma, quando deveria cuidar dos pobres do Maranhão, mas preferiu gastar dinheiro do Maranhão em viagens a Brasilia num projeto que todo o Brasil rejeitou.

 

 

Diferente de Fl√°vio Dino, Roberto Rocha pensa no desenvolvimento do Maranh√£o, para isso, tem se articulado no plano federal.

Rocha de bem no cen√°rio nacional

Rocha bem articulado no cen√°rio nacional

N√£o d√° para entender essa loucura de Fl√°vio Dino fazer defesa para o PT.¬†Todos lembram que nos governos petistas de Dilma e Lula s√≥ existia Lula para o PMDB de Sarney. Durante as elei√ß√Ķes de 2014, os petistas apoiaram o Lob√£o para governador. Mas, Fl√°vio Dino teima em querer ter o partido de Lula.

Dino sempre quis a liderança do PT para atuar como sub-legenda do PCdoB na politica do Maranhão, mas, os petistas continuam rejeitando Flávio Dino. Lá no plano federal, enquanto Dino se afasta do poder central, o senador socialista Roberto Rocha (PSB) vem aproveitando as oportunidades de trazer recursos e viabilizar obras para o Maranhão.

Zona de Exportação do MA Entregando ao presidente Michel Temer o primeiro contêiner com brindes tecnológicos personalizados da ZEMA - Zona de Exportação do Maranhão, o projeto que tramita no Senado Federal.

Zona de Exportação do MA
Entregando ao presidente Michel Temer o primeiro contêiner com brindes tecnológicos personalizados da ZEMA РZona de Exportação do Maranhão, o projeto que tramita no Senado Federal.

Rocha, a convite do chefe do Executivo Federal participou de viagens ao Nordeste lado do presidente Michel Temer, e aproveitou a oportunidade para viabilizar a Zona de Exportação do Maranhão.

Fl√°vio Dino pensa que governar √© “fazer favor” para “cumpanheiros”:

Balanço: No final de seu segundo ano, o Maranhão mudou para pior: saiu de uma oligarquia patrimonialista para uma ditadura comunista.

A verdade √© que o Maranh√£o regrediu politicamente, continuamos uma ilha provinciana, onde bandidos de colarinhos e fac√ß√Ķes governam juntos. Em alguns bairros da Grande Ilha, como Cohatrac V, Ara√ßagy, Vila Piramide, o poder paralelo reina absoluto, lugar sem leis, onde a regra √© matar ou morrer (para sobreviver).

Lugar sem leis: Violência explode no Maranhão, em 13 anos esquerdistas conseguiram piorar a vida do Brasileiro. O Maranhão continua no rabo da fila. Foto ATUAL7.

Lugar sem leis: Viol√™ncia explode no Maranh√£o, em 13 anos, esquerdistas conseguiram piorar a vida do Brasileiro. Apesar de “mudar”, o Maranh√£o continua negando direitos b√°sicos. Foto ATUAL7.

A sociedade vive com medo sem poder sair de casa, com direitos básicos negados.  Os jovens, rapazes e moças vítimas da violência, saem de casa cedo, as moças engravidando e abortando. Os rapazes engessando no sub-mundo, morrendo cada vez mais cedo.

Na pol√≠tica, o parlamento teve que se submeter. Deputados e vereadores, via de regra, t√™m que permanecer calados e agirem feitos teleguiados, sendo que, apenas alguns deputados s√£o agraciados com “emendas”.

A grande sacada dos comunistas foi pacificar o antigo Presidio de Pedrinhas, que na gest√£o de Roseana Sarney, ganhou destaque nacional pelas decapita√ß√Ķes.

Para tanto, comenta-se nos bastidores que h√° acordos entre governo e fac√ß√Ķes; dentro do presidio rola bebidas, fumo, drogas, prostitui√ß√Ķes e estupros.

Quando a pol√≠cia aperta um pouquinho, prendendo traficantes, as fac√ß√Ķes incendeiam √īnibus e escolas.

Excessos de propagandas, muita mentira e falsidade foram os resultados dos dois anos de gest√£o da mudan√ßa. Observou-se que os pilares sociais; Educa√ß√£o, Sa√ļde e Seguran√ßa, n√£o aconteceu o cumprimento da promessa de “mudan√ßa”, pelo menos para melhor, como foi prometido.

Seguran√ßa deficit√°ria; Fl√°vio Dino tentou comandar com bra√ßo de ferro o Quartel General da PM, apesar das persegui√ß√Ķes e das constantes tentativas, o QG ainda continua unido em torno de seus ideais.

Na sa√ļde da gest√£o comunista vale ainda a regra “muradista”: cortar gastos e “fazer sumir”.

Educa√ß√£o n√£o houve avan√ßos, como anunciados nas propagandas das “escolas em tempo integral”, existentes em qualquer cidade do Brasil. Abaixo, um recorte das noticias sobre o bra√ßo de ferro comunista, comandando a pol√≠tica da mesma forma como fazia o oligarca Jos√© Sarney:

dino

Nota do blog: Fl√°vio Dino, defensor do Lulopetismo, acredita que na Venezuela, Cuba e no Brasil, a esquerda melhorou a vida do povo nos √ļltimos 13 anos.

Dino, defensor das “esquerdas” pretende ser presidente do Brasil, para isso, tem investido em propagandas enganosas. Em breve blog far√° “retrospectiva” do ano 2016, ano em que os comunistas expulsaram todos que “divergiam” da forma comunista de pensar a pol√≠tica. Sendo que para tomar o poder contou com a ajuda e parceria de v√°rios pol√≠ticos que lutaram ao logo da hist√≥ria contra Sarney, uma ampla frente ganhou as elei√ß√Ķes de 2014. A vit√≥ria se deu pelas cabe√ßas que pensavam diferente do Petismo, que passou 13 anos colado ao Sarney e longe de Dino.

Fl√°vio Dino, hoje, no poder, faz pior que Sarney, que mantinha todos ao seu redor. Dino, usa, persegue e expulsa. Ditador se saindo pior que o oligarca.

¬†“Deu Cupim”: obras feitas em Ribamar foram outros quinhentos…

Vergonha: até muro pintado foi catalogado como obras do prefeito "Cupim"...

Vergonha: at√© muro pintado foi catalogado como obras do prefeito “Cupim”…

Sem ter obras para mostrar o jeito foi “maquiar” obras alheias. Absurdo aconteceu em S√£o Jos√© de Ribamar, ondo o prefeito Gil Cutrim, ou “Cupim”, como ficou conhecido depois de passar v√°rios anos sem fazer nada, mandando recentemente, antes de sai do cargo, catalogar pinturas em pr√©dios, meio fios, limpeza de pra√ßas, vacina√ß√£o em idosos, animais, como sendo ‚Äúobras importantes‚ÄĚ.

Já foi tempo em que a próspera Ribamar obras importantes eram entregues à população todos os dias, como a fábrica de gelo, que foi pintada recentemente (entenda aqui),  sem que alguém precisasse contar, ou no caso, como está sendo feito hoje: catalogar procedimentos normais numa prefeitura, sendo que, até vacinação em animais estão sendo catalogados.

¬†Isso mesmo, em S√£o Jos√© de Ribamar n√£o se fala noutra coisa; cupinzada contabilizou no pacote de ‚Äú500 obras‚ÄĚ incluindo at√© vacina em idoso, crian√ßas, e, pasmem, vacina de de gado, calhorro e gatos…

¬†√Č compreens√≠vel o vexat√≥rio expediente.

Há exatos seis anos atrás, quando assumiu a prefeitura de São José de Ribamar, o prefeito Gil Cutrim (PDT), substituindo o prefeito Luis Fernando Silva, nada fez para justificar esse tempo todo que passou sentado com a boca escancarada cheia dente, esperando sua hora de zarpar.

 

 

1 250 251 252 253 254 376