Browsing: Ricardo Santos

Leões comendo as carnes dos pobres…

Dinheiro para pagar emissoras do Lobão/Sarney não falta? Viram os locutores do Palácio dos Leões abrindo o jogo sobre o rico aluguel do Sistema Difusora?

Em tempos de crise, as emissoras do Lobão nunca faturaram tão alto...

Em tempos de crise, as emissoras do Lobão nunca faturaram tão alto…

O sistema de emissoras que chega a cobrir mais de 100 municípios, numa jogada de mestres, teria sido alugada para ser usada pelo grupo do governador para eleger seus “aliados” durante as eleições de 2016.

Um dos apresentadores de um programa sobre política, recentemente se empolgou e começou criticar um politico que  seria dono de uma emissora da capital do Maranhão.

Os microfones da Difusora pareciam queimar pólvora, e a metralhadora giratória abriu fogo contra o tal político da “capital”,  que não estaria pagando em dia seus funcionários, inclusive, deixando de pagar a conta da luz, etc.

Daí, deixou a questão “capital” e passou a esculhambar o político, que seria um traidor do governador, que começou igual mas passou a pensar diferente, que deveria ser submisso aos Leões, parari, parará… e,  inevitavelmente, acabou tornando-se alvo dos blogueiros-locutores, subalternos do setor da Comunicação Estatal.

O recém desafeto do governador, por tabela, do secretário de Comunicação do Governo do Estado, Márcio Jerry, acabou se tornando uma das pautas diárias da emissora, lá para tantas, um dos empolgados locutores soltou a pérola “a rádio dele não é como aqui na Difusora, que o pagamento é feito no dia certo, com fartura…”.

Muito bom, Srs. governistas, em tempos de crises, de cortes, deveriam tomar mais cuidado ao ostentar gastos com dinheiro público, será que está sobrando dinheiro para bater em desafetos políticos, usando emissoras caras, principalmente sendo do grupo do Sarney/Lobão?

De que forma o comunista Flávio Dino pretende gerar emprego e renda no Maranhão criando mais impostos?

Esperou-se que o comunismo baixasse os preços das mercadorias e os impostos, observa-se, porém, o contrário no pobre Maranhão de tantas desigualdades.

Os abusos do comunismo histórico chegaram ao ápice na sua versão maranhense: um dos estados mais pobres do Brasil,  quem diria, sob a foice e martelo do comunismo, terá que aumentar impostos exorbitantes a partir de 2017.

retardado

cupimVídeo desmonta farsa das 500 obras do prefeito Gil Cutrim.

Mais de 2 milhões de buracos espalhados por toda cidade. Nas vilas, mais um conjunto de obras de Gil Cutrim.

Nas vilas não existe milagre de recuperação e muito menos de conservação, o que existe muito mesmo são crateras, lama e sujeira.

Veja o vídeo!

Parece piada mais é buraco mesmo, todos deixado pela prefeitura de Ribamar, sob o o comando do prefeito Gil Cutrim. (Ribamar Online)

Excesso de propagandas no governo comunista é notório, eficiência que é bom, nada.

Cadê a SMTT?

Onde estão os agentes de transito da prefeitura de São Luís, que vivem multando quem estaciona e locais impróprios?

Sem falar da falta de utilização do gabinete móvel, que em tese, deveria estar sendo utilizado para tratar assuntos do grande público que está sendo lesado em vários locais de nossa cidade.

Será que essa viatura do Procon, que passou a manhã desta quarta-feira estacionada em pleno retorno do São Francisco, próximo da sede do Procon, não tem serviços para realizar?

 

viat

viatura-2

 

Alô, Ministério Público: obras do hospital estão paradas…

Absurdo: hospital levou 4 anos para ser construído e nunca foi concluído.  As crianças ainda vão esperar mais 4 anos?

O flagrante foi feito por um transeunte (morador do bairro Alemanha) e postado nas redes sociais (whatsapp) e começa a gerar revolta, ainda mais por que está ganhando criticas de todos os lados, tanto dos apoiadores, quanto dos opositores do atual prefeito, que se elegeu com as promessas de entregar em tempo recorde a obra que já está para completar 4 anos.

Em suas aparições no horário político, o prefeito de São Luís mostrava as obras de conclusão que estavam á todo vapor. Mas, passadas as eleições, tudo está parado.  Lamentável.

obras-paradas

Mudança para pior: Como sempre, quem paga é o povo…

Comunismo é isso, governo controla tudo, aumenta tudo.  Não é que o governador Flávio Dino (PCdoB), que era totalmente (antes de ser eleito governador) contra aumentos de impostos que pesavam no bolso da classe trabalhadora, mas, que hoje, quer arrancar a pele dos coitados?

Pior que,  Dino enviou para ser aprovado com extrema urgência, ontem (13), projeto de lei que altera o Sistema Tributário do Estado, que, provocará aumento de preços das contas de luz, de combustíveis, de cigarros e de serviços como telefonia e TV por assinatura.

Enquanto Flávio Dino manda os deputados da Assembleia aumentar os preços (Mais impostos) os gastos do governo estão nas alturas. Depois nem pode reclamar que o povo sente “saudades” de Roseana Sarney. Abaixo, confira a imagem do Ronaldo Rocha:

protestos8

Nota do blog:

Antes das eleições, o secretário que acumula super poderes no governo “de todos”, da “mudança”, fazia severas criticas ao antigo governo sobre as festas e banquetes feitos no Palácio, dos gastos, etc…

Mas, hoje, os mesmos banquetes e gastos piores acontecem. Só falta alguém para cobrar,  mas, pelo jeito, quem antes criticava, hoje se banqueteia nas mesmas coisas que falavam mal antes.  Confira abaixo, até festa para atriz infantil para agradar os filhos do governador se faz com dinheiro público:

Estadão UOL –  O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), voltou nesta terça-feira, 13, a articular a aprovação do projeto que atualiza a lei de abuso de autoridade. O movimento ocorre um dia após a Procuradoria-Geral da República (PGR) oferecer denúncia contra o peemedebista.protestos5

Por meio de interlocutores, Renan consultou líderes partidários para tentar colocar a proposta em votação antes do recesso parlamentar. Na semana passada, ele havia desistido da votação após a maioria do Supremo Tribunal Federal decidir mantê-lo na presidência da Casa.

O posicionamento mudou após a denúncia da PGR e a divulgação da delação do ex-executivo da Odebrecht Cláudio Melo Filho envolvendo a cúpula do PMDB e o presidente Michel Temer na Lava Jato.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PT-PE), disse que foi procurado por “emissários” que questionaram se ele garantiria os votos do partido. O PT não quer se expor sozinho e Costa pediu garantia de pelo menos 41 votos.

Embora considere o tema relevante, o petista acredita não haver maioria na Casa para assegurar a aprovação neste ano. “Não queremos ficar sozinhos. O PSDB, que está com o japonês batendo à sua porta, diz que não vota. Eles querem que aprove, mas não vão botar a cara. Só nós vamos botar a cara e nos desgastar?”, questionou Costa.

À tarde, em entrevista, Renan defendeu a aprovação do projeto. “O Brasil está precisando muito de uma lei para conter o abuso de autoridade”, afirmou.

Renan ressaltou que a colocação do projeto na pauta do plenário não era uma retaliação e lembrou que ela foi incluída no calendário semanas antes, após acordo entre os líderes. “Abuso de autoridade não foi pautado hoje. Plenário e líderes definiram a matéria como um dos temas prioritários para serem votados até final do ano”, disse.

O presidente do Senado foi denunciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro porque teria recebido R$ 800 mil em propina por meio de duas doações oficiais de uma empreiteira destinadas à sua campanha ao Senado em 2010. O senador nega qualquer irregularidade.

 

Quem financia o “fora Temer”?

Quando era para gastar irresponsavelmente os “manifestantes” (gente da esquerda, lulopetistas, comunistas) não “protestavam”, e assim, o dinheiro dos suados  impostos do povo  escoou pelos ralos da corrupção.

Agora, quando é para enxugar os gastos, por em ordem a bagunça deixada pelos corruPTos, aparecem os mesmos protestos de sempre que pediam “FICA DILMA”  e “fora Temer”. Só uma lembrança: os governadores do Nordeste, na maioria são lulopetistas e muitos deles gastam o suado dinheiro do povo nessas baboseiras de “manifestações pela democracia”, lembram do “fica Dilma”, do “não vai ter golpe”?

Abaixo, trecho do Jornal espanhol El Pais:

protestos

fora

Finalizando com um trecho da “manifestação” em Brasilia do Portal G1:

protestos3

É um engano pensar que crimes de encomenda tiveram fim no Maranhão.

Atualmente qualquer menino desnutrido das periferias de São Luís sabem usar armas. Basta ver nos bairros Ilhinha (São Francisco), Divinéia (Pirâmide do Araçagi) Vila Conceição (Altos do Calhau), quantos estão sendo usados pelas facções, que fazem desses menores, seus executores. Por hora vamos falar apenas de política.

O recente episódio do assassinato de encomenda de um vereador eleito numa pacata cidade do Maranhão revela que o crime continua agindo nas diversas camadas sociais do estado.Quem diria que regrediríamos aos tempos da pistolagens, dos os crimes bárbaros que pensávamos que ficariam no passado de tigres, carcarás e oligarcas? Política no Maranhão ainda se faz com mortes, sangue, suor e muitas lágrimas.

Matar ou morrer:

E isso, lógico que não se resume à pequena cidade de Godofredo Viana, aqui mesmo em São Luís, nas recentes eleições, muita gente foi execrada, gente que foi desmoralizada, perseguida, muitos tiveram morte decretada em nome de uma “causa”, que nada mais é que um projeto de morte.

Essa política que pensávamos que iria mudar com a ascensão do comunismo. Ledo engano.

g1

 

A suplente Luana Alves correndo para tomar posse de deputada em Brasilia, na correria, figurões do governo, também,  estariam tramando sua cassação para contemplar um “cumpanheiro”do PL.

A imagem abaixo, do casal de políticos de Santa Inês, prefeito Ribamar Alves e Primeira Dama do município, ambos do (PSB), que é suplente de deputada, foram flagrados no aeroporto de São Luís rumo à Brasilia, na madrugada dessa quarta-feira, 13.

Stalin explica:

Vale lembrar que, hoje em dia, qualquer membro do PSB, também, PSDB, atualmente são vistos como inimigos do PL (Palácio dos Leões). A razão para tamanha desconfiança é simples, na visão esquizofrênica dos atuais mandatários do PL, os antigos companheiros querem se candidatos ao governo, por isso precisam ser combatidos.

luana-alves

1 214 215 216 217 218 341