Browsing: Ricardo Santos

Intoler√Ęncia de petistas contra manifestantes de Bolsonaro em S√£o Lu√≠s, no Bar do L√©o, no Vinhais.¬†

Um registro feito sobre a intoler√Ęncia dos defensores de Lula-Haddad. Abaixo, uma mensagem feita pelo whstsapp por uma eleitor de Bolsonaro – 17:

S√≥ pra vcs saberem: Eu , meu genro e minha filha est√°vamos¬† no BAR do L√ČO. Todos somos eleitores de Bolsonaro. Estamos caracterizados. E chegou aqui um PTista de carteirinha , adivinhem , M√°rcio Jardim.

Chamou um monte de Petistas, e estão aqui só nos cercando.

 Bati uma foto nossa. Olha só o que vi depois. Olha o dedo do doido. Depois vieram nos interpelar dizendo que estávamos com arma. Monte de escroque enviesado.

Ligamos pra polícia. 17 neles!

O ex-secret√°rio de Estado dos Esportes, M√°rcio Jardim (PT),¬† novamente foi flagrado em atitudes nada “democr√°ticas” contra eleitores do candidato a presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), que foi esfaqueado recentemente por um ex-membro do PSOL.

Jardim j√° √© conhecido pelos atos de intoler√Ęncias e agress√Ķes contra eleitores de Bolsonaro, reveja as cenas de selvagerias e agress√Ķes ao boneco Pixuleco, que foi furado a facadas durante um evento pacifico do Movimento Vem Pras Ruas. (REVEJA AQUI)¬†

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranh√£o, deputado estadual Othelino Neto (PC do B), recebeu do governador Wellington Dias a Medalha Gr√£-Cruz, mais alta comenda da Ordem Estadual do M√©rito Renascen√ßa do Piau√≠. A homenagem ocorreu durante cerim√īnia realizada na noite de sexta-feira (19), no Teatro 4 de Setembro, em Teresina (PI), como parte das comemora√ß√Ķes alusivas ao 196¬ļ Anivers√°rio da Ades√£o do Piau√≠ √† Independ√™ncia do Brasil.

O parlamentar foi homenageado, entre outras importantes personalidades que foram condecoradas, por servi√ßos dignos e admir√°veis prestados ao povo piauiense. ‚ÄúEstar no Piau√≠ √© sempre uma grande satisfa√ß√£o e, com muita alegria, levo esta medalha para o Maranh√£o, reconhecendo que a homenagem foi, tamb√©m, para o nosso povo.¬† N√≥s e o Piau√≠ temos diversas situa√ß√Ķes em comum e essa parceria entre os estados, por meio de seus Governos e Casas Legislativas, com pol√≠ticas p√ļblicas corretas, tem mudado para melhor nossas realidades, beneficiando cada vez mais maranhenses e piauienses‚ÄĚ, enfatizou.

Sobre as a√ß√Ķes conjuntas de governo, em prol de ambos os estados, Othelino Neto ressaltou as melhorias j√° alcan√ßadas em diversas √°reas, destacando a do Turismo, ao citar como exemplo a Rota das Emo√ß√Ķes, que envolve os¬† litorais do Maranh√£o, Piau√≠ e Cear√° . ‚ÄúJ√° estamos concluindo o √ļltimo trecho de pavimenta√ß√£o entre Barreirinhas e Paulino Neves, o que vai melhorar ainda mais essa rota t√£o bela que tamb√©m envolve Barra Grande. Ser√° um ganho para ambos os estados, gra√ßas √† boa articula√ß√£o entre os governos‚ÄĚ, disse.

O governador do Piau√≠ enfatizou a forte atua√ß√£o de Othelino Neto pela uni√£o entre os dois estados. ‚ÄúN√≥s temos uma rela√ß√£o muito boa com o Maranh√£o em diversas √°reas, mas destaco a √°rea da Infraestrutura. Quando precisei interligar a regi√£o de Luzil√Ęndia com ponte e asfalto, pude contar com o Governo do Maranh√£o e o apoio da Assembleia Legislativa. Othelino Neto √© um deputado maranhense muito¬† querido pelos piauienses, j√° que ele sempre lida com temas comuns aos dois estados‚ÄĚ, destacou.

Rafael Leitoa (PDT), deputado estadual reeleito que tem forte atua√ß√£o em Timon, regi√£o integrada metropolitana do estado do Piau√≠, participou da cerim√īnia e classificou como importante a homenagem ao presidente Othelino Neto. ‚ÄúUm reconhecimento de suma import√Ęncia ao nosso presidente pela irmandade que h√° entre os dois estados. A ocasi√£o tamb√©m nos faz retribuir o que a Assembleia do Maranh√£o fez ao governador Wellington Dias por todos os servi√ßos prestados aos maranhenses. Isso faz com que os dois estados se estreitem ainda mais, inclusive nas pol√≠ticas sociais de desenvolvimento‚ÄĚ, avaliou.

O senador Roberto Rocha (PSDB) passou a campanha inteira dividindo-se em dois.

Ora era o candidato a governador do Maranh√£o, ora o pai que precisava cuidar do filho.

E, na esteira do debate sobre o insucesso da sua √ļltima incurs√£o eleitoral, aproveitou para tratar de um assunto pessoal, e que ele preferiu n√£o abordar abertamente durante as elei√ß√Ķes.

Rocha tem um dos filhos, Paulo Roberto, internado em S√£o Paulo. Tratando de um c√Ęncer.

Agora, passada a disputa eleitoral, ele posou para uma foto com o rebento, no hospital. E se manifestou sobre o caso.

‚ÄúEm S√£o Paulo, no Hospital Albert Einstein, com meu filho para mais uma sess√£o de quimioterapia. Deus no comando‚ÄĚ, declarou, comentando, ainda, o fato de n√£o ter tocado no assunto na campanha.

“Jamais falaria dessa questão pessoal no período eleitoral, como não falei. Sofri calado.

Mas agora, creio que as pessoas merecem e tem o direito de saber, afinal sou homem p√ļblico.

Apenas dois exemplos da atualidade, que desmascaram por completo as propagandas enganosas do ex-juiz.

Primeiro vídeo: coitados dos pescadores:

Um estado banhado por 12 bacias hidrogr√°ficas, ecossistemas ricos, mas, em constantes perigos.

Cidade pobre onde o povo sobrevive da pesca não tem a presença do Estado, que não demostra interesse na população pobre, sobretudo na preservação dos rios sujos e poluídos de esgotos, muitos já assoreados, como nosso Itapecuru, que abastece várias cidades.

Segundo vídeo: violência em alta, facção entra na casa de idoso e executa sem dó nem piedade pai de Promotor de Justiça.

Filhos de idoso assassinado por bandidos dentro de sua pr√≥pria casa conclamam aos maranhenses n√£o votar em Haddad, candidato comunista, mas, em Jair Bolsonaro, que pretende acabar com a farra das fac√ß√Ķes.

Diferente da propaganda enganosa do governo, que diz que o Maranh√£o est√° melhor para viver pelo √ļnico motivo que, no governo de Roseana Sarney, houve decapita√ß√Ķes de¬† presidi√°rios, que se enfrentavam e se matavam, mas, que na atualidade as fac√ß√Ķes est√£o em paz dentro do presidio.

Quem est√° fora dos pres√≠dios que sofre nas m√£os das fac√ß√Ķes, cada vez mais aparelhadas.

Por qual raz√£o?

Plano de governo do poste de Lula foi trocado novamente.

A campanha de Haddad entra no viés da enganação e da mentira: mudaram a cor, tiraram o vermelho, mudaram várias vezes o plano de governo na clara intenção de esconder os planos sujos de mudar a Constituição do Brasil para beneficiar manobras comunistas, como aconteceu na Venezuela.

O bloco comunista que tenta comandar as Américas quer esconder, no segundo tempo da campanha do Brasil, o fantasma que destruiu a Venezuela de Chavez-Maduro, tirando de Fernando Haddad, tudo que possa lembrar os abusos cometidos pelo comunismo que ronda nosso país.

Atolado na corrupção que levou para a cadeia boa parte do PT de Haddad, inclusive seu mentor, o ex-presidente Lula, querem mudar agora, tudo que estava estampado antes.

Est√° claro, mas, se querem para desenhar, o site O Antagonista pode esclarecer mais ainda:

 

O empres√°rio Raphael Bernal de Souza, propriet√°rio da Maxximus Manuten√ß√Ķes e Servi√ßos, registrou ocorr√™ncia na Delegacia de Combate √† Crimes Tecnol√≥gicos, onde denunciou ser v√≠tima de¬†fake news¬†entre outros atos que atentam contra a sua honra e imagem pessoal, profissional e familiar.

Acrísio Gonçalves: Arquiteto do golpe.

Segundo as den√ļncias de Raphael Bernal de Souza, prestadas ao delegado Odilardo Muniz Lima Filho, um aproveitador, que atende pelo nome¬†Acrisio Daniel Cerveira Gon√ßalves, usou as redes sociais, principalmente o aplicativo WhatsApp, para compartilhar inj√ļrias e difama√ß√Ķes contra a sua pessoa, fam√≠lia e empresa, perante seus clientes, amigos e a sociedade maranhense.

No Boletim de Ocorrência, Raphael Bernal, afirma ainda ter conhecido Acrisio Gonçalves através de Jhone José Lima Leite, mas que acabou se afastando da referida pessoal após um golpe que lhe custou enormes prejuízos financeiros, do qual tenta se recuperar até a presente data.

Armação

O empres√°rio sup√Ķe haver evid√™ncias de que provavelmente existe uma ‚Äúarma√ß√£o‚ÄĚ entre Acrisio¬†Gon√ßalves e Jhone Leite para tentar tirar vantagem financeira do mesmo, mais uma vez.

Acrisio Gonçalves e Jhone Leite, portanto, seriam, imagina-se,  possíveis aliados de uma movimentação criminosa para prejudicar ainda mais o senhor Raphael Bernal, já que a sua empresa foi prejudicada em contratos com grandes clientes e fornecedores, levando-a a inadimplência em que se encontra atualmente.

‚ÄúN√£o tenho d√ļvida que fui v√≠tima de uma arma√ß√£o criminosa arquitetada por essa dupla de not√≥rios aproveitadores da amizade, lealdade e inoc√™ncia alheias na tentativa de arrancar dinheiro meu e da minha empresa. Hoje estou convencido de que, quando o¬†Jhone Leite me apresentou para o Acr√≠sio j√° estavam combinados para me prejudicar e me extorquir. Quando descobri tudo, e n√£o cai na chantagens deles, a√≠ usaram as redes sociais para me atacar. Mas eles ir√£o ter que prestar contas com a Pol√≠cia e a Justi√ßa e muito em breve‚ÄĚ,¬†desabafou o empres√°rio.

Para o advogado de¬†Raphael Bernal, Antonio Jos√© Oliveira Gomes, ex-delegado da Polic√≠a Civil e atual procurador do estado, o seu cliente foi v√≠tima do que pode ser considerada at√© uma poss√≠vel ‚Äúorganiza√ß√£o criminosa‚ÄĚ, uma vez que o empres√°rio possivelmente n√£o foi a primeira v√≠tima dos operadores Jhone Leite e Acrisio¬†Gon√ßalves.

Há ocorrência de outras pessoas que foram igualmente lesados pela dupla.

Diante da gravidade dos fatos, o advogado da v√≠tima est√° a requerer das autoridades petentes, garantia de vida e da integridade f√≠sica de seu cliente, ante a possibilidade de atos de repres√°lia, face √† den√ļncia de t√£o graves fatos.

Crimes na internet j√° est√£o tipificados pela legisla√ß√£o brasileira e pode ser aplicada, al√©m de multas, deten√ß√£o para os chamados ‚Äúcriminosos cibern√©ticos‚ÄĚ e est√£o a se tornar rotina em nossa cidade, nosso estado, nosso pa√≠s.

Xingamentos a Bolsonaro penalizar√£o o Maranh√£o.

Por essa ninguém esperava, Flávio Dino desesperado partindo para o lado pessoal, atacando um candidato que tem reais chances de ganhar a eleição do segundo turno para presidente do Brasil.

A classe pol√≠tica foi unanime em desaprovar os xingamentos. Na manh√£ desta sexta-feira, 19, durante entrevista numa r√°dio local, o deputado federal Alu√≠zio Mendes, que ter√° que “se virar nos 30” para trazer beneficio ao Estado, comentou as declara√ß√Ķes do governador:

‚ÄúEu acho que governador (Fl√°vio Dino), tem que ser pouco mais equilibrado, ponderado [‚Ķ] mas sem fazer oposi√ß√£o de forma pessoal direta e covarde a um candidato que ser√° presidente, que pode, acredito que n√£o v√° fazer, mas poderia penalizar o povo do Maranh√£o por essa irresponsabilidade‚ÄĚ.

Flávio Dino demostrou a todos que subindo no palanque de Lula-Haddad, acabou descendo o nível cívico-democrático, em ato extremo contra o candiato Jair Bolsonaro, que tudo indica será o próximo presidente do Brasil (isto, se forças ocultas não barrarem antes). Tudo indica que na tentativa  de cacifar-se no plano nacional, sem pensar na população empobrecida do seu estado.

As tuitadas absurdas de Fl√°vio Dino apenas demostram que o governador reeleito, ao contr√°rio daquilo que a l√≥gica pol√≠tica delineou, de fazer “barba, cabelo e bigode” nas elei√ß√Ķes de 2018, ganhando com expressivo uso da maquina publica, tem ca√≠do no conceito popular, quando tenta se impor, na tentativa de chamar para si os holofotes.

Os xingamentos ao Bolsonaro neste momento, no momento que traz para a capital do Maranh√£o o candidato do PT, Frenando Haddad, para encerrar sua campanha no estado mais pobre do Brasil, que atualmente, coisa de 4 anos, entrou na EXTREMA POBREZA, pode ser uma manobra arriscada.

Afinal, Lula sempre teve liga√ß√Ķes fortes no estado mais pobre do Brasil (hoje na extrema pobreza), que passou v√°rios anos sob a administra√ß√£o da alian√ßa PT/PMDB, da qual Haddad fez parte, inclusive, nada fazendo contra as famosas escolas de taipas dos munic√≠pios do estado, quando foi ministro da Educa√ß√£o de Lula.

Abaixo, algumas “reportagens” (tudo indica que plantadas) na m√≠dia para ganhar aspecto nacional e mundial:

S√≥ para constar…

Alguns blogueiros e jornalista estão apavorados com a delação de uma lista da imprensa que comia alto nos governos dos Sarneys-Murads.

N√£o causou surpresa a quantidade de gente.

O interessante √© que est√° lotada de jornalistas que se dizem “anti-Sarney” na tal lista, isso que √© o mais intrigante.

Apesar de estar rindo, n√£o vou public√°-la, n√£o cabe a mim esse papel, nunca falei aqui das listas fantasmas, nem persegui ou falei dos colegas que ” se deram bem”, e continuam se dando no governo atual. Nem UMA LINHA sobre quem est√° nos “poderes”,¬† blogueiros, jornalistas, irm√£s, primas, at√© cadelas.

Paz e amor, galera!

1 2 3 387