Petistas acusam PF de ser de Bolsonaro, mas o ministro do STF, Fachin, pertence a Dilma? Tire suas dúvidas neste vídeo…

2

Pode isso, STF?

Caso Dilma: ex-presidenta teve mandato de prisão decretada, mas um ministro do STF decidiu negar sua prisão, curiosamente, o ministro que “libertou” Dilma da cadeia aparece em vídeo derretendo-se em elogios à então candidata. Num país que luta para ser sério, no mínimo o voto desse ministro deveria ser questionado.

Sites bancados pelo comunismo acusando daquilo que são.

Acusar de dono, pode?

Diferente daquilo que reza a cartilha do Lulo-comunismo, o Brasil do pós PT se esmera na política sem padrinhos, mandantes, chefões.

Interessante que numa filmagem recente, o ministro que beneficiou a ex-presidente Dilma, impedindo sua prisão, contribuindo com a impunidade, apareceu num vídeo tecendo elogios a então candidata.

Se formos seguir a lógica dos jornalistas esquerdistas, de acusar o o atual presidente, também, o ministro da Justiça do Brasil, de usarem a PF como sendo sua?

Na manhã de ontem, dia 5 de novembro de 2019, a PF saiu para cumprir ordem de prisão da ex-presidente Dilma, mas o ministro do STF, Edson Fachin, negou um pedido da Polícia Federal pela operação deflagrada para coletar provas de corrupção e lavagem de dinheiro, via esquema com a JBS com senadores do MDB, que garantiu sua eleição à época, com apoio, inclusive de membros da  Suprema Corte, como observado no vídeo.

Confira abaixo:

 

2 respostas para “Petistas acusam PF de ser de Bolsonaro, mas o ministro do STF, Fachin, pertence a Dilma? Tire suas dúvidas neste vídeo…”

    • Na atualidade ele estaria impedido de julgar algo de alguem que ele pediu derreteu-se e, elogios ao pedir votos. A regra é válida?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.