Monthly Archives: agosto, 2019

As principais demandas do município de Monção estiveram em pauta, nesta segunda-feira, 26, durante uma reunião do senador Roberto Rocha com a prefeita do município, Cláudia Silva, que visitou o escritório do parlamentar em São Luís, acompanhada de 11 vereadores, da vice-prefeita Sônia Jansen, dos ex-prefeitos Henrique Silva, Murilo Jansen, além de outras lideranças.

Encontro deverá ser coroado com outra importante obra no interior do MA

Entre as demandas solicitadas foram incluídas melhorias nas estradas, no sistema de abastecimento de água e as instalações de uma agência do Banco do Brasil e um cartório no município.

O senador Roberto Rocha falou sobre o projeto “Travessia”, de sua autoria, que vai substituir todas as pontes de madeira por estruturas de aço e concreto de pequeno e médio porte. O projeto que será executado pela Codevasf, vai possibilitar uma infraestrutura durável e econômica para o escoamento da produção agrícola, além da acessibilidade com segurança para a população.

A comitiva de Monção considerou a reunião com o senador Roberto Rocha satisfatória. Segundo a prefeita Claudia Silva, as solicitações foram ouvidas e asseguradas pelo parlamentar maranhense: “Agradeço ao Senador Roberto Rocha por ter atendido as nossas reivindicações de estradas vicinais, pontes de concreto e poços artesianos para o nosso município. Na mesma oportunidade reivindicamos também o funcionamento de todos os serviços da agência do Banco do Brasil em Monção”, afirmou.

Cumprindo extensa agenda política na região metropolitana de São Luís, a deputada estadual Helena Duailibe (Solidariedade) firmou parcerias em Paço do Lumiar e São José de Ribamar. Encerrando a semana na cidade balneário, a parlamentar, que ficou em segundo lugar na votação dos ribamarenses, colocou-se à disposição do prefeito Eudes Sampaio para tratar demandas do município.

“Solicitei informações sobre as obras de reparação da basílica do padroeiro do Maranhão, manifestando todo o meu apoio nessa empreitada como deputada cristã e devota de São José de Ribamar”, relatou Helena.

O prefeito Eudes Sampaio agradeceu a visita da deputada. “Ela é muito querida pelos ribamarenses e isso me deixa muito satisfeito. Nossa parceria será muito importante para o município. Agradeço a sua visita e preocupação com nossas causas”.

São José de Ribamar abriga uma das maiores cerimônias religiosas do Maranhão, com cerca de 50 mil fiéis, que visitam a igreja durante o mês de setembro como um ato de renovação da fé e agradecimento por todas as bênçãos alcançadas.

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), participou do corpo litúrgico da missa celebrada no último dia da novenário do Festejo do Divino Espírito Santo, em Matões, na noite de sábado (24). A convite da Paróquia Nossa Senhora da Conceição e do Divino Espírito Santo, Othelino fez uma das leituras da celebração, em um momento de fé e devoção à terceira pessoa da Santíssima Trindade.

 A celebração do Divino Espírito Santo em Matões é realizada há mais de 200 anos. Dizem que os portugueses foram quem trouxeram a tradição para a comunidade rural da região. A festa é uma celebração da religiosidade popular.

 “Muito bom participar da Festa do Divino em Matões. Assisti a toda a missa e fiz uma das leituras. Uma satisfação ver esse momento de grande expressão da fé, que renova não só o nosso espírito, mas a confiança em um mundo de paz para todos nós”, declarou Othelino Neto.

“A Festa do Divino Espírito Santo em Matões é uma das festas mais bonitas do Maranhão. E nos sentimos honrados com a presença do nosso presidente Othelino Neto, que está aqui prestigiando e conhecendo a Festa do Divino Espírito Santo e reconhecendo que é uma das maiores festas do estado do Maranhão. Então, isso nos enche de orgulho, prazer e satisfação de ter a presença de tantas pessoas ilustres do Maranhão inteiro”, afirmou o ex-deputado e ex-prefeito de Matões, Rubens Pereira.

 O deputado federal licenciado e atual secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Júnior, também ressaltou que o festejo é uma das maiores festas católicas do estado do Maranhão e uma grande festa cultural. “Nós recebemos muitos visitantes e, hoje, recebemos o presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto. Momento de renovar a nossa fé, encontrar muitos amigos e, portanto, é um dia de muita alegria”.

 Muito semelhante ao Festejo do Divino Espírito Santo de Alcântara, onde ambos celebram a terceira pessoa da Santíssima Trindade, no festejo em Matões as Caixeiras do Divino dão lugar aos Foliões, que são homens simples, muitos deles analfabetos, mas que pregam o Evangelho durante todo o ano nas comunidades rurais. Eles só vêm para a cidade na época do festejo.

 “É extraordinária a fé do povo. É uma fé simples, uma fé popular, a chamada religiosidade popular, mas de suma importância para a Igreja e para a evangelização. Então, nós nos servimos desses homens simples para evangelizar”, destacou o padre Maurício Carvalho, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição e do Divino Espírito Santo.

 “Eu vi aqui uma fé que me encanta. A população toda orando, crendo, rezando e desejando o bem para si e para os outros”, declarou a deputada Cleide Coutinho (PDT), que também participou do festejo. (Blog do Diego Emir)

Com o tema “Solução Para o Maranhão”, o senador Roberto Rocha (PSDB) realizou, nesta última sexta-feira, 23, uma audiência pública com comunidades quilombolas de Alcântara e órgãos federais como Codevasf, Funasa, Incra, Agência Espacial Brasileira, Banco do Nordeste e Conab.

O evento aconteceu no auditório do IFMA e reuniu centenas de pessoas de Alcântara e regiões vizinhas. Cerca de 40 comunidades estavam representadas na audiência.

O objetivo do encontro foi levar esses órgãos para ouvir as pessoas do município, e elaborar um diagnóstico preciso para resolver os problemas mais urgentes que elas enfrentam.

“Esta não é a primeira vez que venho a Alcântara para ouvir as comunidades. A nossa preocupação é mudar para melhor a vida dessas pessoas que tanto necessitam. Não sou do executivo, mas por meio de órgãos federais como a Codevasf, já trouxemos inúmeras melhorias para as comunidades de Alcântara e toda a região”, disse Roberto Rocha.

Representantes das comunidades quilombolas se manifestaram

Representando os órgãos federais estavam o diretor presidente da Codevasf, Sérgio Luís Soares; o diretor executivo da Funasa, Márcio Sousa; o diretor de Negócios do Banco do Nordeste, Rosendo Júnior; Maura Jorge, superintendente do Incra; Dulce Cutrim, superintendente da Conab; o Coronel Monteiro, superintendente da Secretaria de Patrimônio da União; André Barreto, representando a Agência Espacial Brasileira; Jones Braga, Superintendente regional da Codevasf; Rui Alcides, superintendente substituto do Incra e Alan Ramalho, chefe de representação regional  da Fundação Palmares. No âmbito municipal, participaram o prefeito de Alcântara, Anderson Wilker; o vice-prefeito, Sargento Leitão, o vereador Guterres Filho, o diretor do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Edalton Reis.

Com ativa participação na audiência, os representantes de comunidades pediram melhorias para os seus povoados. “Agradecemos por essa oportunidade falar dos problemas da nossa comunidade. O nosso povoado precisa de muita coisa, nos sentíamos esquecidos. Não temos estrada, falta água; a escola precisa de reforma e muitas outras coisas”, desabafou Maria Rodrigues de Araújo, moradora do povoado Itapuaua. Representando o povoado Cajueiro, o lavrador Anastácio de Lima e Silva também reclamou do isolamento e da falta d’água.

Demandas – Todas as solicitações feitas foram acolhidas de imediato, muitas delas foram logo asseguradas pelo senador e pelos órgãos presentes, outras encaminhadas às pastas competentes, que garantiram empenho no cumprimento de todas as demandas.

“Recebemos inúmeras sugestões. Muitas delas poderemos atender em prazo rápido, outras, temos que analisar a melhor forma de atender, porque não se trata apenas de recursos, e, sim, de como fazer”, disse Roberto Rocha, que garantiu, ainda, se empenhar ao máximo para levar a Alcântara o projeto Estação Cidadania, que tem como finalidade disponibilizar à população a prestação de serviços públicos, mediante a integração de diversos órgãos no mesmo local, oferecendo atendimento ágil, eficiente e de qualidade.

O diretor de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Codevasf, Sérgio Soares, que responde pela presidência da Companhia, destacou que há uma forte determinação em ajudar a promover o desenvolvimento de Alcântara. “Estamos hoje aqui para ouvir de perto as necessidades da população.  Por meio de emendas do senador Roberto Rocha, já investimos quase quatro milhões de reais em equipamentos agrícolas. A Codevasf já está presente em Alcântara a partir dos diversos equipamentos de apoio entregues pela empresa, como kits de irrigação familiar, barcos e patrulhas agrícolas, além das quase 400 cisternas instaladas. Mas temos a convicção de que é apenas o início do trabalho que será realizado no município”, ressaltou Sérgio Soares.

IFMA de Alcântara – Informado pelo diretor do IFMA, Edalton Reis, da necessidade de ampliação da estrutura do IFMA de Alcântara, que já comporta com dificuldade o quantitativo de alunos do município, o senador Roberto Rocha lembrou que já destinou milhões para reformas de universidades, a exemplo da UFMA e de IFMA’s de outros municípios. E assegurou recursos para dobrar a capacidade da instituição. O anúncio foi comemorado pela plateia presente.

Fundo Social para comunidades – Como parte das discussões do dia, o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas assinado entre o Brasil e os Estados Unidos para o Centro Espacial de Alcântara foi destacado pelo senador Roberto Rocha como um dos principais fatores de desenvolvimento econômico e de redenção social para o município.

“Haverá um fundo de compensação social, proposto por mim ao Governo Federal, para investir nas comunidades, não apenas quilombolas, mas, comunidades vulneráveis do nosso estado, que tem o maior quantitativo do Brasil. A expectativa de circulação de dinheiro por ano, com a exploração comercial da Base, é de 10 bilhões. Se o percentual do fundo de compensação for de 1%, serão aproximadamente 400 milhões de reais. Dois terços desse fundo vão para as comunidades e um terço vai para o IPHAN investir no patrimônio material e imaterial”, explicou.

O Antagonista

A reportagem do Globo Rural sobre o conluio para incendiar as margens da BR-163, no Pará, traz a declaração de uma pecuarista que disse ter visto carros do ICMBio sendo usados para atear fogo na região.

“Esse povo, se eles veem você, eles já vêm armado, já manda você parar, já toma seu celular. Você não pode fazer nada. As caminhonetes que eles andam fazendo esse terror todo, está escrito ICMbio. O presidente Bolsonaro tá certo quando diz que essas ONGs estão botando fogo,” disse a pecuarista identificada como Nair Brizola.

Em sua página no Facebook, o Padre Zezinho se manifestou a respeito da guerra de narrativas ideológicas que vem sendo alimentada mundo afora no tocante às queimadas na Amazônia:

E arremata: “No Congresso e no Judiciário estão alguns dos maiores incendiários”

“Estão é botando fogo no Brasil”

Fiz uma canção sobre a Amazônia e assino embaixo até hoje. Mas sou bem inteligente para saber que estes incêndios já têm mais de 40 anos. Não aconteceram apenas hoje e não é só porque o atual governo não legislou que as chuvas destes períodos apagassem tais incêndios.

Há o fenômeno natural da seca nestes meses e há o crime dos que intencionalmente fazem queimadas.

Assim como não culpei nem FHC, nem Lula, nem Dilma, nem Temer, não culpo Bolsonaro. Eu não odiava os outros presidentes e não odeio Bolsonaro.

Esta gritaria mundial é histérica. Não vejo ninguém culpando Trump pelos incêndios na Califórnia, nem o Governo Português pelos incêndios em Portugal.

Continuarei a cantar “AMAZÔNIA, É PROIBIDO QUEIMAR E MATAR“, mas sei que tudo não começou apenas há seis meses.

Bom senso ajudará a ler a mídia, determinada em arrasar com o Bolsonaro. Todos sabem das dívidas impagáveis de alguns inimigos do atual presidente!

Não votei nele, nem em Haddad, mas se Haddad tivesse ganho, os incêndios continuariam, até porque o país não tem como controlar o clima nem a maioria dos incendiários que querem tudo, menos que a atual democracia dê certo. Querem outro regime político no Brasil.

No Congresso e no Judiciário estão alguns dos maiores incendiários.

Apelos do Papa Francisco

Que há incêndios na região amazônica, tanto em partes do Brasil quanto de países vizinhos como a Bolívia, é um fato berrante e aberrante há décadas. Não é isto o que está sendo contestado pelo pe. Zezinho. Não há contradição entre a postura do sacerdote brasileiro, que pede mais objetividade e menos viés ideológico, e a postura do Papa Francisco, que tem feito apelos para que se tomem medidas concretas e efetivas em defesa da Amazônia. (Aleteia)

A serviço do bem ou do mal?

O Jornal O Globo diz, neste domingo, que os governadores do Maranhão e Amapá, ambos comunistas, se recusavam, até ontem, pedir ajuda ao presidente Jair Bolsonaro, mas que, nesta segunda-feira, deverão (se Deus quiser) pedir ajuda no combate às queimadas.

Neste ínterim surge a importante pergunta:

ARTICULAR PARA O BEM:                                                                               o segundo deputado mais votado do Maranhão precisa mudar sua “articulação”.

Onde está o ex-secretário de Articulação Política, campeão de votos pelo Maranhão, que deveria estar articulando para o bem da população de um estado superpopuloso, que não tem esgotos, sem água encanada, que está sendo prejudicado pelas queimadas, etc?

Para o bem dos maranhenses, é preciso que a imprensa deixe de bajular os “poderosos” e fale a verdade. Alguém precisa falar a real: hora de articular com o governo federal e não fazer o jogo contrario. Nós não votamos em birras ou picuinhas.

Na imagem ao lado, o segundo deputado mais votado do Maranhão em seu momento de briga com o presidente. Não estaria na hora de mudar sua “articulação”, deputado Márcio Jerry?

O político conhecido pela alcunha de “moral da BR” estaria sendo desmoralizado na política maranhense?

A notícia da exoneração de um aliado da bancada do PL (Partido Liberal) pelo presidente Jair Bolsonaro, caiu feito uma bomba nesta sexta-feira, 23. Nova indicação deverá ser feita para contemplar outro aliado de Bolsonaro no Maranhão.

Os reais motivos que levaram à saída precoce do superintendete do INCRA, Mauro Rogério, com apenas 15 dias à frente do órgão federal, ainda não se sabe ao certo, mas a causa, segundo especula-se, todos sabem de có: briga política.

É bem verdade que exoneração do aliado de um político forte, em franca ascensão, como Josimar de Maranhãoziho, da forma como aconteceu causou muitas especulações, uma delas, que pairam sobre a direção do Incra, seriam antigas práticas do governo do PT, que vão contra a nova política federal.

O certo é que a exoneração foi, de fato, assinada presidente Jair Bolsonaro, que decidiu exonerar o superintendente do INCRA, Mauro Rogério Maranhão Pinto, que assumiu o cargo no dia 6 de agosto, após indicação do deputado Josimar de Maranhãozinho (PL), mas ele não durou nem um mês no cargo.

O pedido de exoneração, segundo especula-se, partiu de gente ligada aos filhos de Bolsonaro, o deputado federal Aluísio Mendes (Podemos). O INCRA que é um dos órgãos federais mais importantes no estado do Maranhão, a partir de agora está vago à espera de outra indicação política.

Quem vencerá: “moral da BR”, ou Aluízio, “amigo do filho”?

O vereador licenciado e atual secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Ivaldo Rodrigues, reuniu amigos e correligionários, na noite desta última quinta-feira (22), na sede do PDT, em São Luís, para declarar apoio à pré-candidatura do presidente da Câmara Municipal, Osmar Filho, para prefeito da capital maranhense, em 2020.

O gesto de Ivaldo unifica, ainda mais, todos os setores do Partido Democrático Trabalhista em torno do nome de Osmar, que já conta com os apoios de outros 22 vereadores, dos 31 com assento no Palácio Pedro Neiva de Santana.

“Nós trilharemos os caminhos do desenvolvimento, os caminhos do progresso em nossa cidade. Conte comigo, Osmar, e conte com meus aliados. O apoio a Osmar é uma deliberação fechada do partido. Nós estamos aqui, Osmar, porque o PDT tem uma militância aguerrida, que levará vossa excelência à prefeitura de São Luís para continuar o trabalho que nós já desenvolvemos nessa cidade”, disse Ivaldo.

Osmar Filho, que recebeu diversas manifestações de carinho, agradeceu a ao seu colega pedetista.

“Estou muito feliz em ter recebido o apoio do amigo Ivaldo e dos seus correligionários. Ivaldo, que também tem toda legitimidade para pleitear a pré-candidatura, fez um gesto nobre e aderiu a este projeto que está sendo construído de forma coletiva, ouvindo a população e a classe política”, afirmou Osmar.

Até tu, Anita?

No momento em que se observa no ar, focos de incêndios midiáticos, em busca de culpados pelas devastações da Amazônia.

Índia brasileira questiona em vídeo postado nas redes sociais a intenção da cantora sexy, Anita, sobre convite para ir para sua casa.

Isso que dá querer holofotes da mídia, a impressão que a cantora causou é que teria sido melhor ter ficado calada, ou na melhor das hipóteses, ter gravado um vídeo com seu “rebolation” básico, talvez agradasse mais neste momento de incêndios onde o correto seria “apagar” fogo.

Restou a pergunta: foi hipocrisia ou oportunismo midiático?

 

1 2 3 4 5 10