Roubalheira no governo do Maranhão?

0

Maranhão piorado: após 4 anos de comunismo, o povo continua pobre, impedido e explorado.

Sobre o atraso do Maranhão descobriu-se, após 4 anos, precisamente no segundo mandato da gestão do comunista Flávio Dino, que o estado está endividado, que menos gerou emprego na região Nordeste, com dificuldades até para celebrar convênios com o governo federal, do qual é dependente, pois não produz nada muita coisa, suas 217 cidades, que entraram na Extrema Pobreza recentemente, dependem de repasses federais.

Apesar de toda pobreza que o cerca, o governador comunista Flávio Dino, que vive viajando, paga caro para aparecer na imprensa sulista como “melhor governador do Brasil”, vive criticando e ofendendo o presidente e seus ministros.

Comunista, né? Pero no mucho revolucionario…

Lembrem-se sempre das palavras do ex-juiz, recém empossado governador, Flávio Dino, do Partido Comunista, que dizia que a partir de sua posse, no Maranhão seria “proclamado a República”, que não haveria mais roubos, dinheiro desviado para fazer campanha polítrica, que ia cuidar dos pobre, etc. SQN!

A Revista Crusoé traz em sua edição desta quinta-feira, 15, a explicação de tanta pobreza. Confira:

Os comentários estão desativados.