Monthly Archives: novembro, 2018

Como diz a musica do cantor Dalton: isso é muito estranho!

Depois das eleições, bastou faltar dinheiro em caixa, para que uma enxurrada de dinheiro público fosse derramada nas ruas de uma cidade do interior do Maranhão, sem que, até agora, a Polícia recuperasse a outra metade da dinheirama que ninguém sabe em que bolsos foram parar.

Abaixo, fotos e vídeo do vergonhoso assalto que aconteceu debaixo dos bigodes vermelhos de Flávio Dino (PCdoB) e do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela (também do PCdoB), que ainda permanece no cargo público.

 

A caravana da reconstrução, liderada pelo prefeito ribamarense Luis Fernando Silva, devolveu, neste sábado (24) a dignidade aos moradores do Residencial Mestre Antônio, região da Sede do Município.

Mais obras no Residencial Mestre Antonio SJ Ribamar

Após anos de esquecimento, os moradores já podem começar a traçar metas e fazer planos. É que o prefeito Luis Fernando assinou a ordem de serviço que dá início imediato aos serviços de pavimentação e drenagem de mais ruas da localidade.

Apesar de toda a dificuldade financeira, Luis Fernando lembrou que dará continuidade ao trabalho, priorizando as principais necessidades da população, afinal foi para isso que foi eleito. “Meu patrão é o povo, não fui votado para enrolar, enganar ou tão pouco trabalhar contra a minha população. Recebi a confiança da população por meio do voto, para trazer benefícios e fazer acontecer. E dentro da nossa realidade financeira, estamos cumprindo nossos compromissos com o povo”, disse o prefeito.

Líder do governo na Câmara Municipal de Ribamar, o vereador Cristiano Pinheiro falou de sua decepção em razão dos últimos acontecimentos no legislativo ribamarense quando nove dos dezesseis vereadores, votaram na quinta-feira, (22), contra o projeto do Executivo que possibilitaria asfalto para pelo menos 60 km de ruas e avenidas do município.

“O meu sentimento é de vergonha e indignação, pois acompanhamos dia a dia o trabalho sério e comprometido feito pelo prefeito Luis Fernando que é o da reconstrução da cidade. Assim como bem disse o prefeito, nós também fomos votados pelo povo e é dever de cada um de nós votar com o povo e não contra ele”, desabafou o vereador ao lado dos vereadores, Nádia Barbosa, Marlene Monroe, Manoel do Nascimento, Professor Salis e Osvaldo Brandão.

Já a vereadora Marlene Monroe, lembrou das comunidades que passam por necessidades e que infelizmente por atos como esse, executados pelos vereadores, foram diretamente prejudicadas. “É de uma proporção tão grande a atitude dos vereadores que chego a me entristecer. Será que eles não pensaram o número de famílias que foram prejudicadas com essa atitude”, questionou a vereadora.

Luis Fernando retomou o discurso e reafirmou que seu compromisso é com o povo de Ribamar e que as obras podem até demorar mais do que o previsto, mas que vai levar a reconstrução a todos os cantos do município. “Estão só adiando, porém vou fazer tudo aquilo que prometi, não estou aqui para brincar e sim para trabalhar e é isso que vou continuar fazendo”, garantiu.

Bisbilhotar a vida dos adversários políticos pode, dos bandidos não?

Em Bacabal, bando fortemente armado mete terror nas vias públicas: bancos assaltados, destruidos, a população aflita. Quanta fragilidade!

A fama de um estado fraco correu no submundo da bandidagem. O ataque a Bacabal era esperado como uma tragédia anunciada; o governo pode bisbilhotar a vida dos adversários, enquanto deixa a bandidagem agindo livre?

Faltou inteligência das forças policiais do Maranhão, um estado adormecido, maltratado após eleição.

Mesmo sabendo que nos vizinhos estados as organizaçoes criminosas estavam em constantes conflitos, podendo descer para cá a qualquer momento, os serviços de inteligência, como se observa, vacilaram em não se precaver.

Agora é esperar que o governador explique através de outra nota “sem pe nem cabeça”, tipo coisas que acontecem sem início, meio, só o fim, “quando foram ver já tinha acontecido”. E por fim, quem vai levar a culpa de tudo ja sabemos de có: é sempre a gestão passada.

Abaixo, fotos enviadas pelo whatsapp por moradores de Bacabal totalmente em pânico:

Simpatia dos esquerdistas pelo diabo:

Enquanto os cristãos da política se escondem, os defensores da corrupção, que destroem e matam, não escondem suas preferências diabólicas. Dilma fez isso em recente encontro de líderes comunistas. Acreditem, uma aliança dos infernos foi  anunciada por nossa ex-presidenta.

Não há como negar que forças do mal destruíram vidas no decorrer dos anos em nosso país. Ficou comprovado que no comando da política brasileira não houve interferência da luz divina, as trevas prevaleceram e com ela a destruição de vidas.

No Maranhão houve vitória dessa esquerda, que apoiou Haddad, defensor de Dilma e Lula, dos corruptos e criminosos. A luz não brilhou, o sal não salgou? Abre teus olhos, igreja!

As eleições de 2018 colocaram na posição estratégica muitos adeptos do cristianismo. Com a direita de Bolsonaro muitos frequentadores de igrejas cristãs ascenderam a cargos de lideranças, só não se sabe ao certo se vão ser “sal e luz do mundo”, ou apenas servirão de estercos para inescrupulosos maquinem o mal através de seus mandatos, trazendo destruição aos estados do Brasil.

Parece tão claro, mas ainda há cegueiras.

Só espero que nossos líderes, representantes do Cristo, possam entender as criticas e questionamentos levantados.

Dilma e o diabo que carregue os defensores de corruptos.

O site O Antagonista mostrou como os esquerdistas cumprem a ordem do diabo: Roubar, Matar e Destruir:                                  Continuação:

 

A pesar de ser encarado como “mitologia” pelos políticos, a missão do diabo ficou conhecida por todos no Brasil exatamente como diz a bíblia:

Roubaram, Mataram e Destruíram.

Abaixo, um trecho com a tradução da musica Sympathy For The Devil, dos Rollings Stones:

Compaixão Pelo Diabo

Por favor, permita que eu me apresente sou um homem de riquezas e bom gosto estive por aí por muitos, muitos anos

Roubei a alma e a fé de muitos homens.

E eu estava por perto quando Jesus Cristo, teve seu momento de dúvida e dor certifiquei-me de que Pilatos lavasse suas mãos e selasse seu destino

Prazer em conhecê-lo, espero que adivinhe meu nome mas o que está te intrigando é a natureza de meu jogo…

Popularidade em queda: Flávio Dino perdendo o respeito dos advogados?

A vitória da chapa do presidente da OAB, Thiago Dias, sobre a chapa encabeçada pelo ex-presidente da Ordem, Mário Macieira, pela segunda vez, só demostra o desgaste que o comunista tem de sua classe.

Corre nos bastidores da advocacia, que a única coisa que cresceu vertiginosamente na gestão comunista, durante os 4 anos no Maranhão, foram alguns escritórios de advocacia.

Abaixo, trecho do blog do Gilberto Leda:

 

Outro contraste:

Internet tem, mas saúde, higiene, alimentos com qualidade, não!

Saúde Zero: Feiras e mercados do Maranhão: esgotos, sujeira e urubus…

O Maranhão continua lindo na propaganda enganosa e cara de Flávio Dino e Márcio Jerry, mas a dura realidade é totalmente diferente.

Imagens de como o governo do Maranhão continua esquecendo aspectos básicos da saúde, como esgotos jorrando a céu abeto e sendo lançados nos seus rios. Na postagem abaixo, o mercado de Pinheiro. (reveja a sequência clicando aqui)

Procurado pelo blog para dar explicação, o secretário de Obras da cidade de Presidente Juscelino, disse que o problema dos urubus é causado por uma granja,  que abate frangos e joga seus dejetos nas ruas do mercado.

Abaixo, uma cidade do Maranhão onde esgotos e urubus disputam lugar entre os moradores:

Sujeira e falta de higiene ainda cercam os mercados do Maranhão, nada mudou pra melhor em quatro anos. 

Diz a máxima:

“pra saber se o lugar que serve comida presta, observe a higiene do local”. Neste sentido, os mercados da maioria das cidades do interior do Maranhão são sujas, anti-higiênicas, impróprias, cercadas de lixo, esgotos e urubus.

Higiene e saúde zero: Pinheiro é a cidade mostrada pela Rede Globo onde uma idosa morreu na porta de um hospital abandonado.

Em 2016, o prefeito de Pinheiro ganhou a eleição sem o apoio do governador, que era inimigo do prefeito, mas em 2018 foi reeleito com apoio maciço do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, que em dois anos de mandato, pelo visto, preocupou-se mais em eleger a esposa deputada, da mesma forma que Flávio Dino, de reeleger-se e fazer uma imensa bancada de aliados na Assembleia Legislativa do Maranhão, no Senado Federal e na Câmara dos Deputados em Brasília.

Cidades importantes do Maranhão, como Pinheiro, permanecem abandonadas, recebendo do governo comunista apenas pintura dos prédios das escolas estaduais, do programa Mais Escolas, que finge tratar da educação do munícipe.

Menos pior:

Recentemente a cidade ganhou atenção do governo federal para construção de outra feira com melhores adaptações.

Essa é a terceira vez que o prefeito de Pinheiro, prefeito Luciano Genésio do PP, vai a Brasília para receber recursos viabilizados pelo senador  Roberto Rocha, que serão aplicados no mercado da cidade.

Abaixo, imagens do mercado:

(Imagens enviadas por internauta de Pinheiro)

Gestão ideológica:

Comunistas dando provas que pretendiam enganar a todos o tempo todo.

Depois de reeleger-se com gigantesco derrame, o estrago começou a aparecer. O gestor que ia “mudar o Maranhão” foi engolido pela trágica passagem pelo governo do estado mais pobre do Brasil, que em quatro anos entrou na Extrema Pobreza.

Um gestor de verdade sabe tirar um estado da pobreza e fazer gerar riquezas, mas, diferente da lógica administrativa, o gestor ideológico só onerou ainda mais o estado.

Como era esperado, após as eleições de 2018, em que foram eleitos todos os aliados de Flávio Dino, o governo faz um anuncio que já estava sendo aguardado por todos que observavam quanta loucura estava sendo feita pelo ex-juiz, que se transvestiu de “gestor” fazendo do governo uma péssimo tribunal de exceção onde apenas comunistas (ou aliados) estão certos.

Abaixo, trecho do blog do Marco Déça:

O Decreto é, praticamente, uma confissão de que o Maranhão está à beira do colapso financeiro, após quatro anos de gestão comunista.

Flávio Dino pretende cortar gastos com diárias, veículos, passagens aéreas, telefones; e quer renegociar contratos com fornecedores.

Dino justifica os cortes de despesas com a suposta perda de R$ 1,5 bilhão em repasses federais que o Maranhão sofreu em virtude da recessão.

A verdade, porém, é outra.

Apesar de ter recebido o governo com caixa de R$ 3 bilhões em 2015 – R$ 2 bilhões de financiamentos do BNDES e outro R$ 1 bilhão no caixa do Fundo de Pensão e Aposentadoria dos servidores (Fepa) – Dino conseguiu produzir um rombo de R$ 6 bilhões no Maranhão com gastos descontrolados ao longo de quatro anos.

Esse rombo foi produzido, sobretudo, com aumento desenfreado da folha de pagamento e gastos descontrolados com aliados.

Nota:

Diferente daquilo que dizem, não sou inimigo de Flávio Dino, não tenho ódio dele, de Sarney, ou Roseana.

Apesar de ter apoiado por vários anos o atual governador, durante sua primeira gestão fiz oposição assim como fiz por vários anos ao grupo de Roseana. Não houve a prometida “mudança” por Flávio Dino, que mentiu para ser eleito, mas, o que houve foi loteamento da máquina pública de membros do PCdoB.

Não sou inimigo de Roseana ou Flávio Dino, sou um critico que tenta mostrar os erros dos gestores. Apenas isso.

Os erros mostrados durante os quatro anos começaram a aparecer. Por hora apenas a ponta do iceberg, ou o inicio do fundo do poço.

Nove vereadores de São José de Ribamar deram nesta quinta-feira, 22, na Câmara Municipal, prova de irresponsabilidade e descomprometimento com o desenvolvimento da cidade ao votarem contra projeto do Executivo que possibilitaria asfalto para pelo menos 60 km de ruas e avenidas do município.

Nonato Lima, Valdo Coelho, Serra Alta, J. Lindoso, Jô Viana, Moisés Gama, Paulo Alencar, Juliano e Negão foram os políticos ribamarenses que receberam o voto e confiança do eleitor na última eleição municipal e impediram a prefeitura de levar pavimentação e saneamento básico para os bairros.

Ou seja, um voto que  não foi contra o prefeito, mas contra o cidadão de São José de Ribamar que tanto necessita de infraestrutura na porta da sua casa.

Pelo menos uma pergunta não quer calar: esses nove vereadores estão a serviço de quem?

É claro que com essas atitudes eles querem derrotar o povo de São José de Ribamar, não o prefeito que tem se esforçado de todas as formas para reconstruir o município.

Foi sem dúvida uma decisão de traição contra o povo e que prejudica praticamente todos os bairros que não têm pavimentação em suas ruas e avenidas, bem como os moradores dessas localidades.

O seu bairro é um dos prejudicados pela trairagem desses maus políticos.

(Blog do Seu Riba)

1 2 3 4 9