Monthly Archives: outubro, 2018

Absurdo: Quem manda nos poderes são os Leões do Palácio do governo?

O jornalista Diego Emir trouxe uma importante revelação de um caso que demostra o possível favorecimento do grupo comunista no Tribunal Regional Eleitoral, uma impostante corte da justiça. Flávio Dino se elegeu prometendo mudança, ao que parece repete os mesmo abusos praticados pelo Sarney durante vários ano.

Outros candidato que se sentiram prejudicados exigem da justiça eleitoral reparação dos danos.

É preciso que o TRE passe a limpo  esse tipo de escândalo. Abaixo, denúncia do blog do Diego Emir:

A Coligação “Maranhão quer mais” entrou com pedido de suspeição do juiz eleitoral Alexandre Lopes de Abreu. De acordo com os advogados, a chapa encabeçada por Roseana Sarney (MDB), “recebeu a denúncia de que um parente direto do magistrado possui nomeação em cargo comissionado no governo comunista, trabalhando no Palácio dos Leões, porta com porta com o Governador Flávio Dino”.

Raul Abreu Antunes é irmão do juiz Alexandre Lopes de Abreu e está nomeado no cargo de assessor especial da Casa Civil. Diante dessa situação, a Coligação “Maranhão quer mais”, afirmou que “a condição é constrangedora, pois naturalmente o magistrado vai querer defender o emprego do seu parente ou no mínimo é grato pelo cargo que o mesmo possui no governo”.

Confirmadas estas situações, a Coligação “Maranhão quer mais”, foi feito o pedido de que reconhecida a suspeição, seja feita a anulação de todas as decisões proferidas pelo juiz Alexandre Lopes de Abreu. Caso não seja reconhecida a suspeição, é pedido que seja requerida a remessa dos autos apartados ao Egrégio Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, com a concessão de efeito suspensivo.

Maior feito do comunismo foi trazer Roseana Sarney de volta para o embate politico:

Imaginem a cena esdrúxula protagonizada por Flávio Dino em pleno horário nobre, durante uma entrevista como candidato a governador do Maranhão, buscando sua reeleição, o comunista falando na TV Mirante, que era para perguntar para Roseana, ex governadora, e não para ele sobre coisas que não estavam funcionando no Maranhão.

Observem na imagem um exemplo de uma obra do governo que está sendo usada nas isenções da campanha de Flávio Dino. Obra eleitoreira?

Uma tuitada do governador virou notícias da imprensa do Sul do Brasil e, logo após virou publicidade do governo, e mote eleitoral…

No áudio abaixo, uma mensagem sobre esse momento, entendendo como o Estado foi projetado para disputar eleições e não crescer, produzir. O gestor foi insensível com os pobres conterrâneos ao aumentar de impostos, forçar empresas fecharem as postas, impedir a classe empresarial de crescer, gerar desemprego, enfim, uma reação em cadeia que em 4 anos tornou o  pobre Maranhão mais pobre, a caminho de uma VENEZUELA.

Durante 4 anos Flávio Dino fez campanha para eleger seus aliados políticos. Gastaram milhões em publicidades enganosas, algumas com teor claro político eleitoreiro, com a absurda finalidade de comparar o atual governo com o passado. Foi assim, com olhos no passado que Dino & Jerry conduziram o Estado, dicotomizando politicamente com o grupo Sarney com o objetivo de fazer de uma mulher, Roseana Sarney, sua caixa de pancada.

Clic e ouça:

Audio – Obra virou Palanque

No país comunista gastando capital dos pobres maranhenses?

Turma de Flávio Dino não se emenda mesmo, arrotam o tempo que o grupo Sarney fazia farras com dinheiro público, mas eles próprios fazem bem pior.

O que teve de secretários comunistas postando fotos de jatinhos, helicópteros, jantares caros, almoços, regabofes e etc não tá no gibi.

Olha ai as fotos de outro comunista fazendo festa com “o capital” dos pobres maranhense:

O abuso com o dinheiro público, parece não ter limite no Maranhão. O secretário adjunto de Esporte e Lazer, Américo Botelho Lobato Neto, foi curtir a Copa do Mundo da Rússia em pleno exercício do cargo. No entanto, o membro do Governo Flávio Dino não foi exercer nenhuma missão oficial ou muito menos representar alguém ou o Estado, mas sim, se divertir e fazer muita farra com os milhares de torcedores.

Toda essa curtição de Américo Lobato foi exposta pelo próprio em suas redes sociais. Desde o dia 14 de junho, data do seu embarque até 4 de julho, dia que retornou da Rússia, a farra foi exposta em sua rede social Instagram.

O que Américo Lobato precisa explicar é por qual motivo ele passou quase um mês de “férias” na Rússia e continuou recebendo seu salário integralmente? Esse fato pode ser comprovado ao acessar o Portal da Transparência do Governo do Maranhão.

Américo Lobato é advogado e como secretário adjunto de Esporte e Lazer recebe quase R$10 mil. O secretário adjunto de Esporte e Lazer deve explicações…

Mas a secretaria de “transparência” parece que só existiu mesmo para futricar a vida de ex-secretários de Roseana Sarney, mas os atuais secretários, pelo jeito, podem aprontar todas.

“Eles não se emendam”.

Em manifesto, ex-secretário pretende denunciar os abusos de Flávio Dino e promete brigar nas esferas da justiça pela sua condenação. Confira abaixo:

Manifesto de Ricardo Murad ao povo maranhense.

Seja qual for o resultado das eleições de 2018 no Maranhão, seja quem ganhe as eleições para governador, irei apresentar à Justiça Eleitoral, ao TRE/MA e ao TSE se for o caso, uma ação (AIJE) para que sejam apurados todos os abusos, condutas vedadas e demais ilícitos eleitorais que macularam, e ainda estão a macular as eleições, praticados por Flávio Dino. Ele não se emenda.

Já está condenado e inelegível por oito anos a contar de 2016, pelos abusos que comandou na eleição de Coroatá, lança mão, para sua reeleição, de dezenas de práticas abusivas e ilícitas.

Não tenho dúvidas: as eleições 2018 no Maranhão estão eivadas de graves ilicitudes que devem ser punidas porque os atos abusivos de gravidade absoluta maculam as eleições.

Abaixo apresentamos os tópicos que irão fazer parte da ação. Já há provas dos ilícitos, continuamos a colher mais provas e de outros ilícitos que estão sendo apurados, e, para quem interessar e quiser participar da ação como autor (candidatos, coligações e partidos) ou apenas apresentar provas desses abusos ou de outros, pedimos que entrem em contato.

Seguem os temas dos tópicos que irão compor a ação (AIJE):

 

  1. Abuso de poder e conduta vedada – Uso do programa Mais Asfalto, por 4 anos, com finalidade eleitoral

 

  1. Abuso de poder e conduta vedada – Utilização do Palácio dos Leões para fins de eleitorais – Reuniões político-eleitoral – Lançamento de candidatas – Cooptação de prefeitos com recursos do Estado

 

  1. Abuso de poder e conduta vedada – Suspensão de apreensão de veículos, multa, etc, por meio de decreto a regulamentar lei federal – Oferecimento de benefício em ano eleitoral que não estava em execução no ano anterior

 

  1. Abuso de poder (religioso) – Utilização das capelanias (Polícias Militar Civil e bombeiros) para fins eleitoral

 

  1. Abuso de poder e conduta vedada – espionagem política (Fichamento de adversários e autoridades para fins de controle)

 

  1. Abuso de poder e conduta vedada – Utilização da propaganda institucional, por 4 anos, para fins eleitorais

 

  1. Abuso de poder – Doação de um hospital público (anexo do HCM) com objetivos eleitorais – Beneficiamento de quase 80 mil pessoas

 

  1. Abuso de poder – Utilização da PGE/MA como escritório eleitoral do governador, correligionários e partidos

 

  1. Abuso de poder – Utilização e assédio a servidores para participar de reuniões e atos de campanha eleitoral

 

  1. Abuso de poder – Abuso dos meios de comunicação – Utilização de rádio estatal e rádios comunitárias para fins eleitorais

 

  1. Abuso de poder – Utilização de grêmios estudantis para fins eleitorais

 

  1. Abuso de poder e econômico – Pagamento (verba de publicidade) e utilização de sites e blogs para fins eleitorais

 

  1. Abuso de poder econômico – Financiamento de empresas de pesquisa eleitoral

 

  1. Abuso dos meios de comunicação – Manutenção de meio de comunicação (TV Difusora), consorciado com partidos políticos, como meio de propaganda próprio e para censurar e manipular a propaganda eleitoral gratuita

 

  1. Abuso de poder econômico, “caixa dois”, doação de origem vedada – Utilização de veículos e estruturas de empresas privadas na campanha eleitoral que direta ou indiretamente mantêm contrato com o poder público

 

  1. Abuso de poder e conduta vedada – Utilização de programas sociais para fins eleitorais – distribuição de cheques

 

  1. Abuso de poder e conduta vedada – Contratação e utilização de serviços de whatsapp (Whatsapp de Todos Nós) para fins eleitorais.

Entrevista Hora Extra

O deputado federal e candidato a senador, José Reinaldo Tavares (PSDB), destacou esta semana, em entrevista exclusiva ao jornal Extra, a importância das eleições deste ano e a força que tem um senador da República no contexto político nacional.

O parlamentar tucano também criticou os chamados “aventureiros” da política, que só aparecem em tempo de eleição, e os candidatos que fazem promessas, sem ter projetos e obras no estado.

O candidato ao Senado Zé Reinaldo criticou os “aventureiros” que só se apresentam ao povo em tempo de eleição.

“É muito fácil um candidato a senador chegar e prometer tudo. Tem candidatoaoSenado que já teve chance e não fez nada pelo estado”, disse Zé Reinaldo.

“Mas eu tenho a minha consciência tranquila. Já fiz muito pelo Brasil e em especial pelo estado Maranhão, nos mais diferentes cargos que assumi ao longo da minha pública. Tenho obras em todo o estado. Tenho orgulho do que fiz”, enfatizou o candidato.

Ex-ministro dos Transportes, ex-presidente da Sudene (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste) e ex-diretor-presidente do Departamento Nacional de Obras e Saneamento (DNOS), Zé Reinaldo foi vice-governador por duas vezes, governador do Maranhão e é deputado federal pela segunda vez.

MARANHÃO E O SENADO

De acordo com o parlamentar, a maioria população maranhense desconhece o trabalho de um senador, “porque muitos chegam aqui, em tempo de eleição, e depois somem. Então o povo acha que é um cargo que precisa ser pensado”, disse.

“É preciso que eleitor faça uma reflexão importante nas eleições do dia 7 de outubro: por que a população maranhense não consegue lembrar de nenhum projeto, aprovado pelo Senado Federal, que tenha beneficiado o estado?”, questionou.

Ao destacar a força que tem um senador, ele fez também um comparativo do Senado com a Câmara Federal. “O estado de São Paulo tem 70 deputados federais, e o Maranhão 18. Mas ambos têm o mesmo número de senadores, total de 03, como as demais unidades da Federação”, explicou.

BANDEIRA DE LUTA

Segundo Zé Reinaldo, a população precisa saber que o senador tem muita força, “e essa força pode ser transformada na solução de problemas gravíssimos, em benefícios à população”, disse

“Eu, por exemplo, estou determinado a lutar no Senado contra a pobreza do Maranhão, através de investimento na Educação, que para mim, é a solução para todos os problemas do Brasil, como a questão do desemprego e da violência”, completou.

APOIO E INDECISOS

São ser questionado sobre as pesquisas de intenção de voto, Zé Reinaldo disse que vai lutar até o último dia na busca de votos para a sua eleição a senador.

O candidato recebeu nas últimas semanas o apoio de lideranças históricas do PDT, como Dra. Clay Lago, viúva do ex-governador Jackson Lago, do economista Aziz Santos, do engenheiro Rubem Brito, e dos ex-prefeitos Léo Costa (Barreirinhas), José Francisco Pestana (Cururupu) e Pedro Filho (Conceição do Lago-Açu).

Grupos políticos de várias regiões do estado também têm lhe procurado e manifestado apoio. Candidatos a deputado estadual e a federal das coligações de Flávio Dino e Roseana Sarney fazem dobradinha com Zé Reinaldo pelo interior afora. Tavares, no entanto, está de olho, no voto do grande número de indecisos nestas eleições – 38%, segundo as pesquisas. “Vamos buscar esses votos para consolidar a nossa vitória”, acentuou.

Dois Leões do Palácio:

Enxurrada de pesquisas dando vitórias para os dois Leõezinhos  famintos pelas carnes dos pobres maranhenses…

“Notícia” palaciana: como sempre aconteceu no Maranhão a máquina pública se impôs contra adversários. A “notícia” dada pela imprensa governista dá como certa a vitória em primeiro turno na chapa governista: Flávio Dino, Weverton Rocha e Eliziane Gama.

Na maior cara de pau o governa mostra aos incautos, aos pobre eleitores, contribuintes explorados que ficaram Sem carros e motos, que pagaram caro o preço da POLITICAGEM IRRESPONSÁVEL, que continuará empobrecendo o Maranhão. Abaixo, a “notícia” que a imprensa marrom, beneficiada pelos cofres que bancam várias emissoras alugadas, mas, ninguém sabe ao certo por quem, pois falta transparência em tudo no Maranhão atual.

Absurdo: Líder nacional de pesquisa, o presidenciável Bolsonaro perdeu na pesquisa TABAJARA governista até para candidato de Weverton Rocha e Flávio Dino.

Como sempre aconteceu as pesquisas apareceram na forma de “reportagem” dando vitória ao líder do grupo governista.

Colocaram a rejeição de Flávio Dino em baixo.

O pior de tudo: o fenômeno eleitoral brasileiro das últimas décadas perde para o candidato de Weverton Rocha e Flávio Dino:

1 10 11 12