Monthly Archives: setembro, 2018

 Crime eleitoral:

Tudo indica que a m√°quina p√ļblica est√° sendo derramada para que¬† o governador comunista, que tanto prometeu mudar o Maranh√£o pela “democracia”, seja a todo custo eleito logo no primeiro turno.

Em alto e bom som, o secret√°rio de Estado da Sa√ļde, Carlos Lula, aparece em √°udios comprometedores pressionando servidores para ajudarem nas elei√ß√Ķes. A julgar pela forma que fala, a cosia n√£o est√° t√£o f√°cil como mostram as pesquisas pagas pelo governo, dando conta da vit√°ria logo no primeiro turno.

A situa√ß√£o √© preocupante, os √°udios comprometedores foram denunciados ao TRE por outros candidatos. Desta forma, usando as estruturas p√ļblicas em beneficio eleitoral, qualquer um ganha no primeiro turno.

Confira nos √°udios abaixo:

O prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva, autorizou neste sábado (22), o início da obra de reconstrução da Avenida Paraíso, localizada no Jardim Tropical. A tão esperada ordem de serviço, íntegra o complexo de mais de 20 obras entregues a população em decorrência da programação de aniversário dos 66 anos de emancipação política.

Luis Fernando assina ordem de serviço para a reconstrução da Avenida Paraíso

Constru√≠da na primeira gest√£o de Luis Fernando, a Avenida Para√≠so, considerada cart√£o postal e refer√™ncia, a localidade foi encontrada totalmente destru√≠da por falta de manuten√ß√£o e conserva√ß√£o. Para o prefeito Luis Fernando, a situa√ß√£o al√©m de ser um profundo desrespeito a popula√ß√£o, tamb√©m simboliza o descaso e a falta de respeito da √ļltima gest√£o com a popula√ß√£o do Jardim Tropical.

“O Jardim Tropical √© o bairro mais populoso do munic√≠pio. Por aqui circulam milhares de pessoas todos os dias. Deixei pronta a avenida, com drenagem profunda, cal√ßamento, pavimenta√ß√£o em toda a sua extens√£o Al√©m das ruas do entorno e hoje retorno para fazer tudo novamente em raz√£o da falta de gest√£o p√ļblica “, lamentou o prefeito.

Com recurso pr√≥prio, detalhou, “fizemos o Pojeto da Avenida que custou 400 mil reais e em parceria com o Governo do Estado vamos devolver a Avenida totalmente asfaltada, com drenagem profunda para acabar com o problema da chuva e vamos tamb√©m recuperar as Alamedas Imperatriz, Ribamar , Pa√ßo do Lumiar, Arari, Itapecuru, A√ßail√Ęndia, Santa Luzia, Pastos Bons, Avenida dos Bosques, Porto Franco, e Santa Luzia”.

Para o presidente da Associa√ß√£o dos Moradores, Daniel, a obra n√£o apenas simboliza respeito mas devolve dignidade aos moradores do Jardim Tropical que sofrem com o descaso. “O prefeito Luis Fernando tem o nosso respeito e admira√ß√£o pelo trabalho s√©rio que vem fazendo e em menos de dois anos com o in√≠cio da obra, resolve o problema que gerava tanto motivo de indigna√ß√£o da popula√ß√£o”, disse.

Ainda na maratona de entregas, Luis Fernando devolveu a popula√ß√£o, as obras de recupera√ß√£o do Trajeto de √Ēnibus das Vilas Oper√°ria e Kiola. A via liga as localidades, a Avenida Tancredo Neves e conseq√ľentemente a MA 201.

O Trajeto recebeu servi√ßos de drenagem, galerias e sinaliza√ß√£o. Desde o inicio da obra, o morador, Junior Alves, de 47 anos, acompanha as melhorias que, segundo ele, h√° mais de uma d√©cada n√£o via.¬† ‚ÄúEsse trabalho que a Prefeitura est√° fazendo √© muito bom e estava mais do que na hora. Muitas vezes tivemos que fazer estes reparos, hoje n√£o, o asfalto est√° ai e de qualidade‚ÄĚ, afirmou.

J√° na Vila Sarney Filho II, foi inaugurada a Unidade B√°sica de Sa√ļde do bairro. A unidade vai beneficiar milhares de pessoas que vivem na regi√£o e em localidades. O funcionamento da UBS facilita o acesso da popula√ß√£o √† sa√ļde sem precisar se deslocar para a sede do munic√≠pio ou para outras cidades.

Programação de Aniversário

Ainda no sábado (22), o prefeito devolveu a reconstrução da primeira etapa da Praça São Benedito e o Parque da Campina. O local foi totalmente recuperado, com colocação de novos bancos, pintura, calçamento, quadra além da instalação de uma academia ao ar livre, pedido aliás do grupo de voluntários da Campina e prontamente atendido pelo prefeito.

No domingo (23), a programa√ß√£o de entrega obras seguiu com a reconstru√ß√£o das pra√ßas S√£o Jos√© dos √ćndios e da Praia do Meio. Participaram dos atos, o vice-prefeito, Eudes Sampaio, os vereadores Cristiano, L√°zaro e Osvald o Brand√£o, al√©m de secret√°rios municipais e lideran√ßas comunit√°rias.

Milhares de pessoas, residentes nas cidades de Magalh√£es de Almeida e Santa Quit√©ria, participaram de grandes carreatas, caminhadas e reuni√Ķes que confirmam o apoio √† candidatura do deputado federal Hildo Rocha e demais concorrentes do grupo liderado pela candidata ao Governo, Roseana Sarney. As maiores express√Ķes pol√≠ticas da regi√£o participaram dos eventos que reuniram p√ļblico recorde, em toda a hist√≥ria pol√≠tica das duas cidades.

Al√©m do deputado Hildo Rocha e da candidata Roseana, estavam presentes: os prefeitos Tadeu Sousa (Magalh√£es de Almeida); Jo√£o Igor (S√£o Bernardo do Maranh√£o e o ex-prefeito de Magalh√£es de Almeida, Neto Carvalho; os candidatos ao senado Sarney Filho e Edison Lob√£o; os deputados estaduais C√©sar Pires e a ex-prefeita de Chapadinha, Ducilene Belezinha que est√° em campanha por uma vaga na Assembleia Legislativa. Vereadores, ex-vereadores, secret√°rios e ex-secret√°rios municipais e centenas de l√≠deres de v√°rios segmentos sociais tamb√©m participaram dos eventos: S√Ęmia Moreira; Selma do Tosa; Francisca Moreira; Eliezer Chico Mar√° e ainda

Projeto de Hildo Rocha beneficia 16 municípios do Baixo Parnaíba

A calorosa recepção ao deputado Hildo Rocha não é à toa. O parlamentar é autor do Projeto de Lei 2043/2015, que inclui dezesseis municípios da Região do Baixo Parnaíba, na região do semiárido nordestino. A proposta, de acordo com o parlamentar, abre enormes possibilidades de desenvolvimento porque os municípios passarão a receber tratamento diferenciado do Governo Federal e haverá incentivos para a implantação de empresas voltadas para a produção.

O projeto do deputado Hildo Rocha prev√™ a inclus√£o de: √Āgua Doce do Maranh√£o, Anapurus, Araioses, Bel√°gua, Brejo, Buriti, Chapadinha, Magalh√£es de Almeida, Mata Roma, Milagres do Maranh√£o, Santa Quit√©ria, Santana do Maranh√£o, S√£o Benedito do Rio Preto, S√£o Bernardo, Tutoia e Urbano Santos.

‚ÄúA proposta j√° foi aprovada em todas as comiss√Ķes da C√Ęmara e agora tramita no Senado, onde j√° foi aprovada em uma comiss√£o. √Č por isso que eu preciso do voto de voc√™s para que eu possa continuar lutando pela aprova√ß√£o final desse projeto. Tamb√©m √© indispens√°vel que os candidatos do nosso grupo, Roseana, Sarney Filho e Lob√£o, os nossos candidatos a deputados estaduais e federais, sejam eleitos para que possamos aprovar e implantar esse importante projeto para o desenvolvimento da regi√£o. ‚ÄĚ, destacou Hildo Rocha.

Nome aclamado

Todas as lideran√ßas que se pronunciaram, foram un√Ęnimes em destacar o trabalho do deputado federal Hildo Rocha. ‚ÄúFalar sobre as qualidades de Hildo Rocha √© muito f√°cil porque ele tem uma hist√≥ria de vida exemplar. Conhe√ßo Hildo de longas datas, conhe√ßo o seu trabalho, a sua luta, a sua capacidade. Por isso posso afirmar: Hildo Rocha merece o nosso apoio, √© digno da confian√ßa do nosso povo, merece ser reeleito‚ÄĚ, afirmou o ex-prefeito Neto Carvalho.

Líder municipalista

O deputado federal Sarney Filho, candidato ao Senado, destacou o perfil municipalista de Hildo Rocha. ‚Äú√Č um parlamentar trabalhador que tem estreitos la√ßos com os munic√≠pios maranhenses. Hildo Rocha j√° √© uma lideran√ßa nacional, por isso, precisamos eleg√™-lo para que ele possa ajudar a futura governadora Roseana trazendo recursos para os munic√≠pios maranhenses‚ÄĚ anunciou Sarney Filho.

‚ÄúHildo trabalhou comigo no senado, quando eu fui l√≠der do governo do presidente Lula. J√° naquela √©poca ele me ajudou muito no meu trabalho que resultou em grandes benef√≠cios para o nosso Estado. Quando eu assumi o governo, trouxe Hildo para compor a minha equipe porque ele j√° foi vereador e prefeito, logo, conhece os problemas da popula√ß√£o. Na elei√ß√£o passada ele conquistou o seu primeiro mandato de deputado federal e agora disputa a reelei√ß√£o. Por conhecer a sua capacidade, a sua seriedade, pe√ßo que voc√™s votem neste grande homem. Hildo Rocha, 1513‚ÄĚ, enfatizou Roseana.

‚Äú√Č um grande amigo, homem sincero, trabalhador, correto. Tive a oportunidade de trabalhar com Hildo Rocha, durante o governo de Roseana Sarney, tenho acompanhado o seu trabalho, no Congresso Nacional, e percebo a sua dedica√ß√£o, o seu esfor√ßo para honrar, para dignificar o mandato. Por tudo isso, o Maranh√£o precisa mant√™-lo no parlamento pois ele faz a diferen√ßa‚ÄĚ, afirmou o deputado estadual C√©sar Pires.

O prefeito de Magalh√£es de Almeida, Dr. Tadeu de Jesus, falou sobre os benef√≠cios que o deputado Hildo Rocha viabilizou para o munic√≠pio. ‚ÄúHildo Rocha j√° fez muito pela nossa cidade, provou que tem compromisso com a popula√ß√£o de Magalh√£es de Almeida. Agora, ser√° reeleito com o nosso apoio, com o apoio das pessoas que gostam de Magalh√£es de Almeida para que ele possa ajudar mais ainda a nossa popula√ß√£o‚ÄĚ, afirmou o prefeito.

Desde novembro de 2017, quando a √°rea de abrang√™ncia da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do S√£o Francisco e do Parna√≠ba (Codevasf) foi ampliada para todo territ√≥rio maranhense, por for√ßa de lei de autoria do senador e candidato ao governo do Maranh√£o, Roberto Rocha (PSDB), j√° foram viabilizados pelo congressista cerca de R$ 150 milh√Ķes.

Com os recursos assegurados e as obras executadas, a consequência automática é de que as atividades rurais serão impulsionadas, através do aumento da produção de alimentos, novas oportunidades de empregos, distribuição de renda e melhoria nos índices sociais das famílias que vivem no campo. As obras realizadas nos centros urbanos também prometem potencializar o desenvolvimento das cidades e melhorias na qualidade de vida da população.

‚ÄúO Maranh√£o re√ļne totais condi√ß√Ķes para ser destaque na produ√ß√£o de alimentos na regi√£o Nordeste e ter um novo ciclo de progresso nas zonas urbanas. Eu quero preparar o nosso povo trabalhador para um novo patamar das atividades econ√īmicas rurais, possibilitando que as fam√≠lias tenham a chance de plantar, comercializar o que produz de forma competitiva e aqueles que moram nos munic√≠pios a chance de conviver com uma cidade melhor‚ÄĚ, disse Roberto Rocha.

Dentro dos recursos viabilizados, o parlamentar maranhense e candidato ao governo assegurou quase R$ 10 milh√Ķes para a recupera√ß√£o completa de estradas vicinais em diversos munic√≠pios. ‚ÄúA revitaliza√ß√£o de todas elas vai melhorar a trafegabilidade e os acessos das comunidades rurais, al√©m da amplia√ß√£o do escoamento da produ√ß√£o, especialmente, para fam√≠lias que vivem do sustento da agricultura familiar‚ÄĚ, disse Roberto Rocha.

Para a Baixada Maranhense, regi√£o mais pobre do Maranh√£o e do Brasil, o senador maranhense viabilizou, atrav√©s da Codevasf, cerca de R$ 10 milh√Ķes para constru√ß√£o de 500 cisternas, que quando estiverem prontas, v√£o ajudar a capta√ß√£o de √°gua para consumo humano e animal e, tamb√©m, na melhoria da atividade da agricultura e pecu√°ria para pelo menos 500 mil fam√≠lias.

Tamb√©m est√° no cronograma das a√ß√Ķes do senador a constru√ß√£o dos chamados Diques da Baixada. Uma obra monumental, via Codevasf, que vai proteger os campos e os lagos ao longo de 71 km da Ba√≠a de S√£o Marcos, cobrindo 21 munic√≠pios, impedindo que a √°gua do mar penetre nas √°reas de √°gua doce. O resultado ser√° um criadouro natural e perene para a irriga√ß√£o, o cultivo de pescados, agricultura, pecu√°ria, transformando a economia da regi√£o, gerando milhares de empregos e renda para √†s fam√≠lias da baixada. ‚ÄúQuando essa obra for entregue, o Maranh√£o se tornar√° o maior produtor de arroz do Nordeste e exportaremos a nossa produ√ß√£o de alimentos para as demais regi√Ķes do Pa√≠s. A Baixada deixar√° de ser uma regi√£o pobre para se tornar produtiva e vi√°vel‚ÄĚ, destacou Roberto Rocha.

BARRAGENS

Est√£o em fase de estudos e elabora√ß√£o de projetos a constru√ß√£o de 11 barragens pelo Maranh√£o. Elas ser√£o implantadas com tecnologias visando contemplar o acesso a √°gua de consumo, denominada ‚Äúprimeira √°gua‚ÄĚ. As barragens tamb√©m v√£o permitir uma melhora significativa nas atividades que envolvem a irriga√ß√£o, como plantio, lavouras e produ√ß√£o de alimentos em geral. O resultado √© o aumento dos √≠ndices socioecon√īmicos de cada regi√£o, permitindo melhores condi√ß√Ķes de vida aos homens do campo.

SOCORRO AS √ĀGUAS MARANHENSES

Bandeira permanente do senador, o cuidado e preserva√ß√£o ambiental correm perigo. Recentemente, a Codevasf percorreu aproximadamente 20 mil quil√īmetros em pesquisa de campo dos Rios Mearim e Itapecuru. O estudo dessa natureza foi pioneiro, do ponto de vista parlamentar. √Č que nenhum congressista do pa√≠s havia viabilizado recursos para essa finalidade. E os resultados s√£o preocupantes: alta degrada√ß√£o das nascentes, polui√ß√£o e assoreamento em v√°rios pontos.

Com a presen√ßa da empresa p√ļblica no Maranh√£o, as obras de recupera√ß√£o e revitaliza√ß√£o completa dos rios maranhenses podem se tornar realidade, atrav√©s de a√ß√Ķes como as de controle de processos erosivos, prote√ß√£o das nascentes e desassoreamento dos rios. No pacote est√° inclu√≠do tamb√©m a Lagoa da Jansen, em S√£o Lu√≠s, que h√° anos est√° polu√≠da e nada foi feito para mudar essa situa√ß√£o. ‚ÄúConsegui viabilizar um cr√©dito or√ßament√°rio para projeto de recupera√ß√£o, sustentabilidade ambiental da lagoa. Tenho a convic√ß√£o de que com a Codevasf, as coisas v√£o acontecer‚ÄĚ afirmou Roberto Rocha.

Para ajudar a salvar as √°guas do Maranh√£o, o senador j√° viabilizou junto com a bancada de deputados e senadores mais R$ 15 milh√Ķes para compra de equipamentos modernos e maquin√°rios de √ļltima gera√ß√£o, como dragas, escavadeiras hidr√°ulicas, ca√ßambas, tratores que ser√£o usados para recupera√ß√£o das nascentes e bacias do estado.

INFRAESTRUTURA URBANA

O munic√≠pio de Balsas foi o escolhido para ser o primeiro do Maranh√£o a ter 100% de √°guas e esgotos tratados, al√©m de ruas com drenagens e totalmente pavimentadas no Maranh√£o. O projeto de engenharia e saneamento b√°sico para no valor de R$ 4 milh√Ķes j√° foi viabilizado por Roberto Rocha e os R$ 100 milh√Ķes para implanta√ß√£o completa da rede foram garantidos. ‚ÄúSer√° a maior obra de saneamento b√°sico que estar√° em curso em toda a regi√£o Nordeste do Brasil. √Āgua limpa e esgoto com destina√ß√£o correta, longe das casas e das pessoas‚ÄĚ, comemorou o congressista.

A implanta√ß√£o de per√≠metros irrigados em Imperatriz e Balsas, por meio da Codevasf, promete alavancar a produ√ß√£o de alimentos na regi√£o Tocantina e Sul do Estado. Logo, poder√£o ser criadas √°reas extensas que permitem o desenvolvimento e o plantio de v√°rias culturas, como uva, manga, acerola e outras. Os recursos est√£o sendo trabalhados, em Bras√≠lia, por Roberto Rocha. ‚ÄúConstruiremos uma nova Petrolina no Nordeste brasileiro, exportando frutas, verduras e legumes para todas as regi√Ķes, com a qualidade do solo maranhense‚ÄĚ finalizou o parlamentar.

Ensino com tecnologia

O candidato a deputado federal, Paulo Marinho Junior (PP), cumpriu uma agenda de visitas na capital maranhense. Neste domingo (23), ele visitou moradores e se encontrou em uma reunião na associação de moradores, no Barreto.

O candidato ressaltou seu compromisso na educa√ß√£o das crian√ßas, defendeu o uso de tecnologia (tabletes) para os alunos do ensino fundamental, tamb√©m falou da import√Ęncia da popula√ß√£o ser bem representada no parlamento federal, em Bras√≠lia.

“Quem est√° ensinando as crian√ßas? As creches ensinam, as escolas, mas √© necess√°rio usar a tecnologia, e isso √© importante para nossos filhos, ensino de qualidade para os profissionais do futuro. Isso √© que precisamos, isso que defendo‚ÄĚ, disse Paulo Marinho.

No final da reuni√£o, Paulo Marinho J√ļnior saiu pelas ruas com os moradores para ver a situa√ß√£o do bairro.

 Direitos Humanos com víeis ideológico, politico, com cores partidárias e bandeiras de movimentos?

Enquanto fazem “plen√°rias”, seres Humanos sem Direitos est√£o morrendo nas portas dos hospitais, filas de ambul√Ęncias, nas estradas. Nas 217 cidades pobres, miser√°veis, o governo comunista s√≥ esteve presente em eventos de forma superficial?

Pior que, em quatro anos, a ideia que os comunistas passaram foi que as estruturas do governo estavam inclinadas, ou aparelhadas pelo vieis partidario. A ideia que passam é que não trabalham de verdade para retirar as pessoas dos sofrimentos, mas, agem superficialmente, apenas para dizer que existem.

N√£o estou querendo apontar dedos, mas vou aproveitar as publica√ß√Ķes na tentativa de levar uma reflex√£o aos ocupantes do governo, dos poderes, das secretarias:

Com tanta pobreza nas 217 cidades, com sofrimento maci√ßo de uma popula√ß√£o, sobretudo na √°rea da Sa√ļde, como visto pelos pacientes cr√īnicos que morreram em busca de hemodi√°lise (entenda aqui), tudo que fazem √© participar de eventos festivos, de alguns grupos, tudo que conseguem √© participar de marchas, ou fazer “plen√°rias”? Ser√° que s√≥ conseguem se preocupar em beneficiar seguimentos apoiados por partidos de esquerda, a popula√ß√£o no geral padece sem Direitos Humanos?

Registros fotogr√°ficos feitos em redes sociais por um secret√°rio de Estado (Direitos Humanos), sugerem que as estruturas est√£o do governo est√£o posicionadas apenas para atender determinado seguimento. Enquanto isso, a popula√ß√£o morrendo nas filas de ambul√Ęncias, portas de hospitais, ou nas estrados como aconteceu com QUATRO PESSOAS, reveja aqui:

Confira nas fotos publicadas (dom√≠nio p√ļblico) pelo secret√°rio (petista) Xico Gon√ßalves nas redes sociais:

 

Nota: 

As cr√≠ticas e observa√ß√Ķes acima, foram feitas na inten√ß√£o de dar um feedback aos governantes, para que saibam que neste extenso Maranh√£o, de 217 cidades, est√£o cheias de demandas, cheias de seres HUMANOS precisando de DIREITOS.

 

O Prefeito L√ļcio Fl√°vio, do munic√≠pio de Itinga do Maranh√£o, sofreu mais uma derrota nesta sexta-feira (21) na elei√ß√£o da C√Ęmara de Vereadores do munic√≠pio.

A derrota de L√ļcio exp√Ķe a fragilidade pol√≠tica de sua gest√£o √† frente da Prefeitura de Itinga

Durante a vota√ß√£o para eleger o novo Presidente da Casa, o Prefeito L√ļcio, prevendo a derrota do seu primo e candidato √† Presid√™ncia, vereador Max de Oliveira, retirou a chapa governista da disputa. O grupo de oposi√ß√£o, composto por 06 vereadores, venceu o pleito e elegeu Gelciane Torres como nova Presidente da C√Ęmara, impondo uma amarga derrota ao atual Presidente da Casa, vereador Max, que √© primo do Prefeito L√ļcio.

A derrota de L√ļcio exp√Ķe a fragilidade pol√≠tica de sua gest√£o √† frente da Prefeitura de Itinga, que tem sido alvo de duras cr√≠ticas pela popula√ß√£o itinguense e n√£o tem conseguido dialogar com a classe pol√≠tica do munic√≠pio. Sem o seu primo comandando a Casa, L√ļcio perde for√ßa na C√Ęmara Municipal e v√™ amea√ßada a sua reelei√ß√£o.

Al√©m da elei√ß√£o da Presidente da C√Ęmara, a vereadora Gelciane, foram eleitos tamb√©m para a Mesa Diretora da Casa: vice-presidente Alzenir Teixeira; primeiro secret√°rio Raidean Silva; e o segundo secret√°rio Ant√īnio Gon√ßalves Cavalcante, o vereador Grand√£o. Esta √© a composi√ß√£o da Mesa que comandar√° a C√Ęmara Municipal de Itinga do Maranh√£o a partir de 1¬į de janeiro de 2019.

Maura Jorge responde a Fl√°vio Dino:

“Ofensa √© tomar carros e motos dos pobres, aumentar conta de luz, deixar a popula√ß√£o na pobreza”.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, a  candidata a governadora na chapa de Jair Bolsonaro no Maranhão, Maura Jorge (PSL), teve seu programa eleitoral suspenso a pedido governador Flávio Dino.

Segundo Maura Jorge, pela palavra “banana”.

Por G1 Maranh√£o ‚ÄĒ Pinheiro, MA.

Uma idosa identificada como Ilda Ferreira Barbosa, de 65 anos, morreu na noite dessa quinta-feira (20), em frente ao Hospital Regional da Baixada Maranhense Dr. Jackson Lago, em Pinheiro, distante 87 km de S√£o Lu√≠s. Segundo familiares, ela n√£o foi atendida e a reclama√ß√£o dos familiares √© que houve omiss√£o de socorro. A idosa morreu dentro do √īnibus de pacientes, que fazem hemodi√°lise em S√£o Lu√≠s.

A senhora, assim como os outros passageiros do √īnibus, morava em Pinheiro, mas tem que fazer hemodi√°lise na capital do estado, pois na cidade j√° deveria ter sido inaugurado um centro de hemodi√°lise, mas as obras est√£o atrasadas. Isso for√ßa os doentes viajarem oito horas por dia, sendo tr√™s vezes por semana para fazer o tratamento.

Segundo outros pacientes que vinham no √īnibus, no trajeto pr√≥ximo a S√£o Lu√≠s para Pinheiro, a idosa come√ßou a passar mal. Neste momento foi feito um contato com o hospital em quest√£o para que a idosa fosse atendida. O hospital n√£o atende em urg√™ncia e emerg√™ncia, mas √© o mais equipado da cidade por se tratar de um hospital de alta complexidade. Ao chegar na porta do hospital, as pessoas que acompanharam o caso, dizem que a entrada da idosa n√£o foi autorizada e, assim, ela morreu no local.

Em nota ao G1, a SES disse que a paciente foi orientada a n√£o sair de S√£o Lu√≠s, por recomenda√ß√£o m√©dica. A nota contradiz ainda as testemunhas, pois a secretaria garante que “um m√©dico da unidade entrou no micro√īnibus para realizar o primeiro socorro, e, em seguida, a paciente foi submetida aos procedimentos cl√≠nicos exigidos neste caso, dentro do hospital”.

Centros de hemodi√°lise

O problema dos centros de hemodi√°lise no Maranh√£o n√£o foi resolvido at√© hoje. O governo havia reservado em 2014 quase R$ 7 milh√Ķes para a constru√ß√£o de sete novos centros de hemodi√°lise no estado. A obra da cl√≠nica de Chapadinha deveria ter sido entregue em 2015 e, segundo o governador Fl√°vio Dino (PCdoB), em entrevista √† TV Mirante, come√ßou a funcionar neste m√™s de setembro de 2018, mas o local onde deveria ser constru√≠do o centro de tratamento, continua apenas com uma placa e sem obras. Os outros centros tamb√©m n√£o foram entregues ainda.

Em 2016, uma liminar da justi√ßa determinou que o Governo do Estado entregasse a cl√≠nica de Chapadinha em um prazo de um ano sob pena de multa de 10 mil reais por dia. At√© o fim de 2017, a multa j√° passava de R$ 1 milh√£o. Para esta obra espec√≠fica, o Minist√©rio P√ļblico do Maranh√£o investiga o uso R$ 2 milh√Ķes e 400 mil que haviam sido liberados para a obra da cl√≠nica em Chapadinha em um conv√™nio com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econ√īmico e Social (BNDES).

Sobre a construção do centro de hemodiálise, a secretaria, por meio de nota, não fala nada a respeito, mas diz que o serviço de hemodiálise de Pinheiro será inaugurado ainda em setembro dentro do Hospital Macrorregional, assim como vem funcionando em Chapadinha. A nota diz ainda que Balsas será o próximo município a contar com o serviço, mas não apresenta mais detalhes.

As dificuldades de quem precisa deste tratamento semanal j√° foram tratadas em reportagens no Jornal Hoje e no Jornal Nacional.

Veja a nota completa da SES

A Secretaria de Estado da Sa√ļde (SES) lamenta a morte da paciente que estava em tratamento em S√£o Lu√≠s e informa que a mesma foi orientada a permanecer na capital por recomenda√ß√£o m√©dica. A SES esclarece, ainda, que:

  1. A equipe do Hospital Macrorregional de Pinheiro prestou toda a assist√™ncia √† paciente. Inclusive, um m√©dico da unidade entrou no micro√īnibus para realizar o primeiro socorro, e, em seguida, a paciente foi submetida aos procedimentos cl√≠nicos exigidos neste caso, dentro do hospital;
  2. O serviço de hemodiálise de Pinheiro será inaugurado ainda em setembro e funcionará dentro do Hospital Macrorregional;
  3. Como parte da expans√£o do servi√ßo de hemodi√°lise no interior do estado, deu-se in√≠cio ao atendimento dos pacientes cr√īnicos renais na cidade de Chapadinha esta semana e, em janeiro, o munic√≠pio de Balsas tamb√©m contar√° com o servi√ßo.
1 2 3 4 5 11