“A parceria de Flávio Dino em Coroatá foi igual a dele com Edivaldo Jr em São Luís: usou o Estado para a enganar a população”, denuncia deputado Wellington

4

Utilizar a máquina pública para favorecer aliados políticos e enganar a população. Essa já é uma velha prática do governador Flávio Dino que, em 2016, também fez uso do poder do Estado para beneficiar o aliado Edivaldo Holanda Júnior, então candidato à reeleição ao cargo de prefeito de São Luís.

Foi essa situação que o deputado estadual Wellington do Curso denunciou ao usar a tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (09), ao fazer referência à sentença que condenou Flávio Dino por abuso de poder para beneficiar aliados em Coroatá, e o tornou inelegível.

Ao fazer uso da palavra, Wellington lembrou os inúmeros ataques e acusações sofridos em 2016, quando foi um dos candidatos mais bem vistos  pela população de São Luis para ocupar o cargo de prefeito.

“Utilizaram e abusaram do poder econômico. Houve compra de votos, uso das máquinas administrativas do município e do estado para me prejudicar e desequilibrar o resultado das eleições de 2016, quando fui candidato a prefeito de São Luís. A parceria de Flávio Dino em Coroatá foi igual a dele com Edivaldo Jr em São Luís: usou o Estado para enganar a população. No caso de Coroatá, ficou claro  nos autos que o asfaltamento do município só continuaria caso elegessem o prefeito apoiado por Flávio Dino. Um verdadeiro absurdo. O Governador Flávio Dino disse que para Coroatá ter acesso às portas abertas do Palácio dos Leões seria necessário eleger aquele prefeito, que era o seu amigo. Em São Luís, na época das eleições, foi a mesma velha prática política. Tinha placa do ‘Mais Asfalto’ em todo canto de São Luís; tinha placa de parceria estampada por toda a cidade. Colocaram um asfalto de péssima qualidade e que em muitos lugares nem existe mais, como é o caso de bairros como o São Cristóvão e Cidade Operária que foram alvos de investigação e denúncias do Ministério Público. A população de São Luís é testemunha que logo após as eleições as máquinas de asfalto sumiram dos bairros e periferias da cidade. Flávio Dino e Edvaldo prometeram, também, entregar o Hospital da Criança, que já era promessa da campanha de 2012 e voltaram a enganar e mentir na campanha de 2016. Bastou ganhar a eleição e a parceria acabou: inauguraram na semana passada apenas a recepção do Hospital; São Luis voltou a ser entregue aos buracos e por aí foi. Flávio Dino usa o Governo para se manter, manter seus benefícios e manter seus aliados. O benefício da população nunca foi um objetivo do governador que acha que o Maranhão é dele”, disse o deputado Wellington.

4 respostas para ““A parceria de Flávio Dino em Coroatá foi igual a dele com Edivaldo Jr em São Luís: usou o Estado para a enganar a população”, denuncia deputado Wellington”

  1. Se não fosse os inúmeros concursos feito pelo governo de Flávo Dino, que é o dono do estado, com certeza o curso desse deputado já teria fechado.

  2. Vejo que ALguém está usando estado pra enganar o povo, a mudança prometida NÃO está acontecendo e o povo só destruição