Monthly Archives: agosto, 2018

Jerry pra escanteio?

Flávio Dino apareceu de mãos dadas com Weverton Rocha durante caminhada sem a presença de Márcio Jerry.

A pergunta que n√£o quer calar:

A foto de m√£os dadas foi ap√≥s as 18h, ap√≥s expediente do trabalho no Pal√°cio dos Le√Ķes?

“Escantear”foi um termo usado durante o governo comunista para explicar a expuls√£o de um aliado.

Já foram tantos,  que a ausência numa foto ja se imagina que alguém foi trocado, traído, ou expulso da convivência palaciana.

Deputado estadual, que participou do registro do ex-presidente no TSE, destaca que a vontade da população em tê-lo novamente no comando do país é refletida claramente em todas as pesquisas de intenção de votos.

Um dia após o registro oficial da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à presidência,  o deputado Zé Inácio destacou o ato político liderado pelo Partido dos Trabalhadores (PT), com a presença de mais de 50 mil pessoas em Brasília.

‚Äď A candidatura de Lula √© a vontade do povo, pois em todas as pesquisas ele √© visto como candidato eleito em primeiro turno, e os juristas s√£o enf√°ticos em afirmar que Lula tem direito a ser candidato, participar de debates e ter seu nome nas urnas no pr√≥ximo dia 7 de outubro ‚Äď disse Z√© In√°cio.

O  registro foi antecedido de uma marcha de militantes rumo ao TSE, saindo de estados vizinhos até chegar em Brasília, para registrar Lula e Fernando Haddad como vice-presidente.

No ato, 152 juristas entregaram uma carta em que defendem a Constituição Federal, a legalidade e a candidatura de Lula, que tem recebido apoio nacional e internacional.

Um dos trechos da carta de Lula ao povo brasileiro foi lido por Zé Inácio.

‚ÄúQuero que o povo brasileiro possa decidir se me dar√° a oportunidade de, junto com ele, consertar este pa√≠s. A partir de amanh√£, vamos nos espalhar pelo Brasil para nas ruas, no trabalho, nas redes sociais, mas principalmente olhando nos olhos das pessoas, lembrar que esse pa√≠s um dia j√° foi feliz e que os mais pobres estavam contemplados no or√ßamento da Uni√£o como investimento, e n√£o como despesa. Cada um de voc√™s ter√° que ser Lula fazendo campanha pelo Brasil, lembrando ao povo brasileiro que nos governos do PT o povo trabalhador teve mais emprego, maiores sal√°rios e melhores condi√ß√Ķes de vida‚ÄĚ, disse.

Participaram do ato em Bras√≠lia, senadora Gleisi Hoffmann; a ex-presidente Dilma Rousseff; o ex-prefeito Fernando Haddad e a deputada Manuela D¬īAvila.

Lançamento da campanha a deputado federal acontecerá às 18h, em Caxias.

Aos 33 anos, o vice-prefeito de Caxias, Paulo Marinho J√ļnior, anunciar√° para a¬† popula√ß√£o do Leste maranhense sua disposi√ß√£o de represent√°-los na C√Ęmara Federal de Brasilia.

Filho de políticos da terra,  Paulo Marinho estará recebendo todos na Associação Recreativa Alecrim.

O deputado J√ļnior Verde (PRB) participou, na √ļltima semana, da cerim√īnia de abertura do XV Encontro dos Conselheiros e Ex-Conselheiros Tutelares da Regi√£o do Munim. O evento foi organizado pela Associa√ß√£o dos Conselheiros e Ex-Conselheiros do Estado do Maranh√£o (ACECTMA).

‚ÄúEventos como esse fortalecem o trabalho dos conselheiros e demonstram o quanto √© essencial a atua√ß√£o deles dentro na nossa sociedade, em defesa das nossas crian√ßas e adolescentes. A sociedade que buscamos muito tem a ver com a atua√ß√£o desses bravos homens e mulheres”, afirmou o parlamentar durante o evento.

J√ļnior Verde destacou, ainda, que o encontro ajuda a manter vivo o desejo de defender as crian√ßas e os adolescentes do estado, com a troca de experi√™ncias e relatos vividos dentro dos munic√≠pios onde cada conselheiro atua.

Um dos diferenciais do encontro foi o reconhecimento que a organiza√ß√£o deu √†s crian√ßas e aos adolescentes, com a presen√ßa da adolescente Stefany Maria Viegas na mesa da abertura, al√©m de autoridades de √≥rg√£os relacionados √† prote√ß√£o desse p√ļblico vulner√°vel. O encontro contou com a participa√ß√£o de v√°rios conselheiros e ex-conselheiros da Regi√£o do Munim e de outros munic√≠pios maranhenses.

Aliado cupiniano tenta atrapalhar pavimentação de rua em bairro de São Jose de Ribamar.

Sempre atrapalhando a reconstrução, um aliado do cupinzeiro ensaiou o início de uma manifestação na manhã desta sexta-feira, 17, para tentar (pasmem!), impedir a pavimentação de uma rua em Ribamar, na região do Pindaí.

Graças a determinação da atual gestão, comandada pela prefeito Luis Fernando, e dos moradores que deram um chega pra lá no mala, as máquinas seguiram normalmente os trabalhos.

Na foto, o registo dos serviços sendo executados normalmente.

Isso aí, o bem sempre vence o mal na cidade do Santo Forte, Ribamar.

Utilizar a m√°quina p√ļblica para favorecer aliados pol√≠ticos e enganar a popula√ß√£o. Essa j√° √© uma velha pr√°tica do governador Fl√°vio Dino que, em 2016, tamb√©m fez uso do poder do Estado para beneficiar o aliado Edivaldo Holanda J√ļnior, ent√£o candidato √† reelei√ß√£o ao cargo de prefeito de S√£o Lu√≠s.

Foi essa situação que o deputado estadual Wellington do Curso denunciou ao usar a tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (09), ao fazer referência à sentença que condenou Flávio Dino por abuso de poder para beneficiar aliados em Coroatá, e o tornou inelegível.

Ao fazer uso da palavra, Wellington lembrou os in√ļmeros ataques e acusa√ß√Ķes sofridos em 2016, quando foi um dos candidatos mais bem vistos¬† pela popula√ß√£o de S√£o Luis para ocupar o cargo de prefeito.

‚ÄúUtilizaram e abusaram do poder econ√īmico. Houve compra de votos, uso das m√°quinas administrativas do munic√≠pio e do estado para me prejudicar e desequilibrar o resultado das elei√ß√Ķes de 2016, quando fui candidato a prefeito de S√£o Lu√≠s. A parceria de Fl√°vio Dino em Coroat√° foi igual a dele com Edivaldo Jr em S√£o Lu√≠s: usou o Estado para enganar a popula√ß√£o. No caso de Coroat√°, ficou claro¬† nos autos que o asfaltamento do munic√≠pio s√≥ continuaria caso elegessem o prefeito apoiado por Fl√°vio Dino. Um verdadeiro absurdo. O Governador Fl√°vio Dino disse que para Coroat√° ter acesso √†s portas abertas do Pal√°cio dos Le√Ķes seria necess√°rio eleger aquele prefeito, que era o seu amigo. Em S√£o Lu√≠s, na √©poca das elei√ß√Ķes, foi a mesma velha pr√°tica pol√≠tica. Tinha placa do ‚ÄėMais Asfalto‚Äô em todo canto de S√£o Lu√≠s; tinha placa de parceria estampada por toda a cidade. Colocaram um asfalto de p√©ssima qualidade e que em muitos lugares nem existe mais, como √© o caso de bairros como o S√£o Crist√≥v√£o e Cidade Oper√°ria que foram alvos de investiga√ß√£o e den√ļncias do Minist√©rio P√ļblico. A popula√ß√£o de S√£o Lu√≠s √© testemunha que logo ap√≥s as elei√ß√Ķes as m√°quinas de asfalto sumiram dos bairros e periferias da cidade. Fl√°vio Dino e Edvaldo prometeram, tamb√©m, entregar o Hospital da Crian√ßa, que j√° era promessa da campanha de 2012 e voltaram a enganar e mentir na campanha de 2016. Bastou ganhar a elei√ß√£o e a parceria acabou: inauguraram na semana passada apenas a recep√ß√£o do Hospital; S√£o Luis voltou a ser entregue aos buracos e por a√≠ foi. Fl√°vio Dino usa o Governo para se manter, manter seus benef√≠cios e manter seus aliados. O benef√≠cio da popula√ß√£o nunca foi um objetivo do governador que acha que o Maranh√£o √© dele‚ÄĚ, disse o deputado Wellington.

Baixarias, desesperos, é desta forma que os comunistas demostram liderança de Flávio Dino?

Abaixo, medida do TRE contra disseminação de fakenews comunista:

‚ÄúAnalisando o conte√ļdo das postagens impugnadas, tenho que elas, de certa forma, extrapolam os limites a informa√ß√£o, na medida em que exp√Ķem dizeres associados a imagens pejorativas da candidata ROSEANA SARNEY MURAD, veiculadas na p√°gina de internet da rede social FACEBOOK/INSTRAGRAM‚ÄĚ, destacou o desembargador Jos√© de Ribamar Castro, membro do Tribunal Regional Eleitoral do Maranh√£o (TRE-MA).

Informação e foto do blog do Gilberto Leda.

 

Pesquisa TABAJARA, a famosa pesquisa engana-besta!!!

Os comunistas inovaram na forma de fazer pesquisas, as maquinas v√£o na frente colocando o asfalto “sonrisal” e o instituto de pesquisas vem atras preenchendo os formul√°rios, a informa√ß√£o √© do Blogueiro Filipe Mota.

Segundo ele esse √© o “modus operandi” do Instituto Data Ilha, mesmo assim, Fl√°vio Dino conseguiu somente 52,3%. O instituto tem que ser r√°pido, pois a durabilidade do asfalto √© muito curta! Abaixo, trecho do blog do Felipe Mota:

Pesquisa encomendada pela Difusora/Pal√°cio dos Le√Ķes √© preocupante para Fl√°vio Dino

O titular deste Blog é testemunha ocular de como se baseou a Pesquisa Data ilha, encomendada pela TV Difusora.

Os recenseadores da pesquisa Data ilha foram recentemente ao Bairro de F√°tima, logo ap√≥s as m√°quinas de asfalto sa√≠rem da comunidade e aproveitaram para pegar a opini√£o de eleitores, foram na feira e nas casas por onde o asfalto “sonrisal” passou. O ‘modus operandi’ da Data Ilha √© este.

Os contratantes da pesquisa orientaram os recenseadores a coletarem informa√ß√Ķes apenas onde os servi√ßos de recapeamento asf√°ltico s√£o realizados, isso tem sido em toda a Regi√£o Metropolitana e nos demais munic√≠pios do estado.

Mesmo assim, as pesquisas de inten√ß√Ķes de votos apontam para um segundo turno no Maranh√£o, uma vez que, quanto mais se aproxima do pleito, o atual governador Fl√°vio Dino (PC do B), vai caindo significativamente. Prova disso s√£o as pesquisas encomendadas por seu grupo que sinalizam que o governador chegou ao teto, ou seja, n√£o avan√ßa mais.

Ouvindo apenas 2 mil eleitores, entre os dias 4, 5 e 6, o Data ilha registrou a pesquisa sob o n√ļmero MA -03307/2018, com uma margem de erro de 3,3 pontos percentuais e n√≠vel de confian√ßa de 95%.

A pesquisa aponta que Flávio Dino tem 52,3%, Roseana 28,1%, Roberto Rocha 3%, Maura Jorge 1,4%, Ramon Zapata e Odívio Neto aparecem empatados com 0,5%.

Como se v√™, pelos n√ļmeros encomendados pelos pr√≥prios aliados do governador, a elei√ß√£o ainda n√£o come√ßou e muitos menos j√° acabou, como os comunistas tentaram passar a ideia de “j√° ganhou”.

O candidato a deputado federal, J√ļlio Sim√Ķes (PSDB), segue fortalecendo a sua campanha rumo √† C√Ęmara Federal. Nesta √ļltima quarta-feira, 15, ele participou de um evento esportivo no bairro Vila Oper√°ria, em S√£o Lu√≠s, e angariou apoios de mais de 200 jovens que aderiram ao seu projeto pol√≠tico.

O encontro foi organizado pelos representantes da juventude, Maicon, Nelson e Carlos, e atraiu jovens dos bairros de J. Lima, Vila Flamengo, São Luís, Maiobão, São José de Ribamar, Vila Operária, Paranã, dentre outros bairros da capital.

‚ÄúMe sinto feliz por merecer a confian√ßa desses jovens que est√£o abra√ßando essa causa conosco. Temos muitos projetos que contemplam diretamente a nossa juventude e vamos trabalhar incansavelmente para que todos sejam efetivados, quando estivermos na C√Ęmara Federal‚ÄĚ, afirmou J√ļlio.

1 2 3 8