Monthly Archives: junho, 2018

Comunista em constantes palaques…

Flávio Dino parece não medir esforços usando as estruturas públicas em atividades eleitorais, quando deveria aproveitar os recursos que tem à sua disposição para tirar o Maranhão da pobreza e atraso.

A última de Dino:

O ex-juiz Flávio Dino vive parecendo em tentativas de querer anular fato de Lula estar preso, que está impedido pela Lei de Ficha Limpa de ser candidato.

Ora, o Lula, todos sabem, não poderá disputar as eleições de 2018, o própria Flávio Dino (mesmo abrindo palanque para Lula no Maranhão recentemente) sabe que isso é impossível, tanto que Dino já teria até uma candidata a presidente, a deputada Manuela Dávila, do seu partido, o PCdoB.

No entanto, nas redes sociais, o comunista vive aparecendo ao lado de Lula, dando declarações de apoio ao ex-presidente condenado que cumpre pena como presidiário.

Já pensou se todo condenado pela justiça brasileira resolver se candidatar a cargos eletivos?

Não ficou bem para um ex-juiz esse pepel.  Enquanto Flávio Dino perde tempo em palanques, deveria trabalhar para tirar o Maranhão da pobreza.

“Tomem vergonha na cara”  

Vereador desmascara o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior e o governador Flávio Dino: praias sujas e fétidas, esgotos continuam afugentando nossos turistas.

Em vídeo gravado na praia do Calhau, o vereador de São Luís, Estevão Aragão (PSDB) diz para o prefeito Edivaldo Holanda e o governador Flávio Dino (PCdoB) “tomarem vergonha na cara” e cuidar de nossas praias, que são atrativos turísticos.

Pega na mentira: lembram das propagandas e anúncios feitos pelo governador comunista de que não tinha mais esgotos sendo lançasdos nas praias?

Nas imagens abaixo, feitas pelo vereador Estevão Aragão, na Praia do Calhau, principal atrativo turístico de nossa cidade, os esgotos continuam sendo lançados nas praias:

O prefeito Luis Fernando Silva empossou os titulares e suplentes da gestão 2018/2020 do Conselho Municipal da Juventude. A solenidade ocorreu nesta sexta-feira (08) no Salão do Turismo e contou com a presença do vice-prefeito, Eudes Sampaio, do secretário nacional da juventude, Assis Junior, do presidente do Conselho Nacional de Juventude (CONJUVE), Anderson Pavin, além de mais de 40 conselheiros nacionais da Juventude, que cumpriam agenda no Maranhão, incluindo o conselheiro Neilson Marques, ribamarense e também membro da equipe do Governo Municipal.

Durante a cerimônia, além de parabenizar os conselheiros e toda a juventude, o prefeito Luis Fernando lembrou a trajetória exitosa dos jovens na superação da interrupção brusca das políticas públicas para a Juventude, em decorrência da péssima administração a que o município foi submetido entre os anos de 2011 e 2016.

“A juventude é o pilar da minha administração. Nós precisamos ter um olhar diferente para a juventude e por essa razão, lá em minha primeira gestão, deixei criada a Secretaria da Juventude, que foi destruída. Deixamos programas de capacitação para os nossos jovens, que também foram abandonados. Destruíram sonhos, mas retomamos tudo desde o dia 1º de janeiro do ano passado”, lembrou o gestor.

Luis Fernando disse ainda que a posse do Conselho Municipal de Juventude, é mais uma etapa da reconstrução dos sonhos e planos dos jovens. “Esta é uma luta de todos nós e vamos seguir erguendo a mesma bandeira, que é o desenvolvimento exitoso das políticas públicas voltadas à juventude”, disse.

Na oportunidade foi lançado também o Inova Jovem, programa que compreende o Pano da Juventude que visa estimular os jovens negros em situação de vulnerabilidade para o empreendedorismo. O secretário nacional da juventude, Assis Filho, avaliou como positiva a política que vem sendo implementada pelo prefeito Luis Fernando em prol do desenvolvimento dos jovens ribamarenses.

“Luis Fernando dispensa comentários. Gestor sério e de grande competência, é um dos poucos prefeitos que lança um olhar com atitude para o avanço de políticas públicas que englobem os jovens e, claro, os inclua de forma participativa e decisiva”, parabenizou.

Assis também falou sobre a importância da formatação do conselho com sua representatividade no poder público e sociedade civil. “O conselho é peça fundamental para o desenvolvimento de ações voltadas a esse público jovem e é claro que esperamos que a retomada seja fundamental para o futuro dos jovens ribamarenses”, destacou.

Conselho Municipal da Juventude

O Conselho é formado por dez componentes, representados pelo poder público e sociedade civil. É um órgão de caráter consultivo e fiscalizador, criado por lei para estudar, analisar, elaborar, discutir e propor planos, programas e projetos relativos à juventude no âmbito municipal. Também tem a função de participar da elaboração e da execução de políticas públicas da juventude em colaboração com os órgãos públicos municipais; além de desenvolver estudos e pesquisas relativas à juventude. Tem como objetivo subsidiar o planejamento das ações públicas no município; fiscalizar e exigir o cumprimento da legislação referente aos direitos dos jovens; entre outras atribuições.

Números do IBGE comprovam outra vez que o Maranhão foi usurpado: aumento de impostos prejudicou o estado.

Diferente da  propaganda do governo comunista, que mostra um Maranhão rico, bonito, os números oficiais mostram o contrário: após 4 anos, o Maranhão piorou em vários aspectos, além de explorar e cobrar cargas altíssimas de impostos, o governo do Maranhão foi incapaz de criar mecanismo que reduzissem a inflação, que continua castigando o povo do estado mais pobre do Brasil.

Em quem Flávio vai tentar jogar a culpa dessa vez?

Caixa do governo bombando: bolsos dos maranhenses cada vez faltando.

Pior que investir somas milionárias em sua imagem, nas publicidades e propagandas mentirosas, Flávio Dino aumentou impostos, se apropriou dos bens dos maranhenses, como carros e motos dos motoristas que não tiveram condições de pagar o IPVA de seus veículos, que foram recolhidos nos pátios  da Vip Leilões, depois vendidos.

Personalismo caro:

Enquanto a população pobre do Maranhão continua sendo explorada, consequentemente, sendo obrigada a pagar os anúncios das propagandas milionárias vinculadas em sites, jornais e revistas nacionais (até internacionais).

Em quase 4 anos de governo, Flávio Dino (que busca desesperadamente sua reeleição) foi incapaz de olhar com carinho para a população pobre, prova disso foi que, através do seu secretário de Comunicação, Márcio Jerry (apelidado de Primeiro Ministro), gastaram aproximadamente mais de 200 milhões (ninguém sabe ao certo)  em propagandas exaltando a imagem de Flávio Dino. Somas que poderiam ser aplicadas na Saúde, Segurança, Educação da população, que nas suas propagandas o comunista jura de pés juntos que estão melhor.

Para entender melhor sobre a inflação que castiga o povo estado mais pobre do Brasil, clic aqui:

Dando seguimento ao programa de regularização fundiária, iniciado em 2017, a prefeitura de São José de Ribamar, por meio da Secretaria Municipal de Regularização Fundiária (SEMREF), voltou a contemplar às famílias ribamarenses com a entrega de novos títulos definitivos de propriedade nas áreas da Sede, Vilas e região limítrofe. Nesta sexta-feira (08), o prefeito Luis Fernando, entregou oficialmente 150 títulos, o que totaliza só este ano, 410 famílias com direito a moradia definitiva.

Com o documento, os proprietários poderão a partir de agora, obter a matrícula do imóvel diretamente junto ao Cartório de Registro de Imóveis e assim poder obter os direitos reais sobre os seus imóveis.

Para o prefeito Luis Fernando, a entrega significa a certeza que a partir de agora cada família tem do seu pedaço de terra. “Só em 2017 entregamos mais de 1300 títulos para as comunidades de Canudos e Terra Livre. Hoje voltamos a convocar as famílias para entregar mais 150 títulos, e ainda este ano, outros 300 documentos de posse já estão sendo programados para entrega”, disse o prefeito

Segundo o secretário da SEMREF, Daniel Sousa, o número significativo, representa o comprometimento do prefeito pela busca da igualdade, sobretudo na aquisição da moradia. “O prefeito Luis Fernando está garantindo cidadania para as famílias que já aguardavam pelos seus espaços e hoje se configura realidade”, disse.

Realidade bastante comemorada pelo seu Carlos Alberto de Sousa. Segundo ele, o tempo de espera não significou nada, diante da certeza de ter sua terra regularizada.

“Muito feliz por receber em mãos, o meu título que a partir de agora chamo de meu patrimônio. Agradeço ao prefeito pelo compromisso e pelo trabalho sério que ele vem desenvolvendo”, agradeceu.

Além do vice-prefeito, Eudes Sampaio, também participaram da entrega os vereadores Paulo Alencar, o vereador professor Cristiano, líder de Governo, Manoel do Nascimento, além dos administradores regionais, Giovanni Montinni, Henrique Queen, César Vieira e Milton Cesar e demais secretários.

Fachin envia inquérito contra o deputado Weverton Rocha à Justiça do DFEx-líder do PDT, Weverton perdeu o foro privilegiado do Supremo

Redação Diário do Poder

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin determinou que o inquérito contra o deputado federal Weverton Rocha (PDT-MA) por peculato seja enviado a uma das Varas Criminais Federais do Distrito Federal. A decisão foi tomada a partir do entendimento do Supremo sobre a restrição do foro privilegiado para crimes praticados no exercício e em razão da função pública.

O parlamentar, que foi líder do PDT na Câmara, é investigado por liberar pagamentos a ONGs suspeitas de irregularidades no emprego de verbas federais enquanto era assessor especial do Ministério do Trabalho, em 2009. O caso foi enviado ao Supremo após Weverton assumir o mandato de deputado federal em 2012.

“No caso em tela, como visto, apuram-se fatos atribuídos ao atual Deputado Federal Weverton Rocha Marques de Sousa, supostamente praticados à época em que exercia o cargo de Assessor Especial do Ministério do Trabalho e Emprego, cenário no qual não se enquadram os requisitos de fixação da competência deste Supremo Tribunal Federal para processo e julgamento de parlamentares. Tal circunstância evidencia a inexistência de motivo apto a justificar o prosseguimento desta causa penal no âmbito restrito desta jurisdição especial”, declarou o ministro em sua decisão.

Weverton Rocha é citado como suposto pré-candidato ao Senado pelo estado do Maranhão nas eleições deste ano.

Não creio em casualidades e, na política, elas não existem mesmo. Tudo é importante na atividade política.

Com o senador Robert Rocha acontecem fatos estranhos. A primeira dúvida era se ele conseguiria a liderança do PSDB, já que esse partido estava teoricamente no cume do poder político no Maranhão. Digo teoricamente porque a vice-governadoria, para o PSDB, significava nada. Simplesmente nada.

Roberto e Sebastião Madeira conseguiram o comando do partido e o partido voltou a ser, de fato, um partido e mais, apto para o pleito desse ano.

A partir daí, o Roberto Rocha transformou-se em uma tábua de tiro ao alvo. Não foi respeitado nem mesmo o seu drama familiar, na enfermidade de um filho e os ataques chegaram ao ponto de ser atacado por notícias falsas, as tais fakes.

Essa introdução, a faço para dizer o óbvio: ninguém atira em árvore sem frutos. Somente essa sanha contra o senador demonstra que ele tem viabilidade e deixa severas preocupações em outros arraiais.

A quem Roberto Rocha incomoda. Quem…?

O maior interessado na não candidatura tucano é um leão forte e carrancudo, pelas bandas da beira-mar. O sonho do governo do Maranhão é uma eleição plebiscitária no primeiro turno e sem Roberto Rocha no páreo, a imagem do plebiscito se torna cada vez mais forte.

O outro interessado é o grupo Sarney. A maior parte do eleitorado maranhense está no grupo “desiludidos de toda ordem”. Nesse grupo estão os decepcionados com a política de maneira geral, os decepcionados atávicos com o sarneisismo e as viúvas chorosas da sanha comunista.

Para esse grupo (desiludidos de toda ordem) que é a maioria dos maranhenses, entre as opções postas, a que mais se aproxima deles é Roberto Rocha. Não pode ser acusado de sarneisismo, de comunismo, de incompetente, de corrupto, por exemplo.

A eleição de Roberto Rocha é a maior quebra de paradigma da política maranhense retirará do sarneisismo , em definitivo, a opção majoritária e devolvera o comunismo ao seu justo tamanho. Nanico.

Ademais, quem tem um histórico de vitórias para deputado estadual e federal por tantas vezes e que teve um milhão e meio de votos para o senado na última eleição, não pode, em nenhuma hipótese, ser menosprezado ou desconsiderado.

A vivência política diz que ninguém pode ser obrigado a apoiar ou desapoiar, entretanto essa mesma vivência diz que todas as nossas atitudes carregam consequências.

Ser contra a candidatura tucana, qualquer um pode ser, mas deve ficar bem claro qual é o objetivo dessa atitude. Mais ainda, se essa atitude beneficia o PSDB. Nesse momento, o PSDB necessita mais da presença do Roberto Rocha, que Roberto Rocha do PSDB. A retirada de Roberto Rocha não traz benefício aos tucanos e ao Maranhão.

A conta é simples. O Roberto Rocha é senador da república até 2023 e o PSDB tem quatro meses para viabilizar uma eleição majoritária e proporcional. O partido quase morreu em quatro anos de genuflexão serviçal ao comunismo e, sem dúvida morrerá se, agora, sair dos trilhos.Somos tão viáveis que temos três postulantes ao senado, todos com inquestionável valor político e eleitoral. O candidato a governador, Roberto Rocha, é, de longe, o mais preparado entre os outros do certame.

Fica inexplicável, portanto, procurar soluções distantes, quando essa solução está ao nosso lado, ao alcance de nossas mãos. Qualquer atitude que objetive tirar o Roberto Rocha do páreo é sujeita a muitos porquês.

Sonho que não tenhamos oportunidade para responder a nenhum desses porquês.

Deputado Sousa Neto cobra resultado da sindicância que apurou envolvimento de Policiais Militares com a espionagem de adversários de Flávio Dino.


Coronel Heron entre PMs: Filiado ao PCdoB, ele é o principal suspeito do comando da espionagem

O deputado estadual Sousa Neto (PRP) cobrou do governo do Estado o resultado da sindicância que investigava a emissão de uma circular da Polícia Militar (PM) determinando o levantamento de dados de adversários de Flávio Dino (PCdoB) que pudessem atrapalhar o processo eleitoral.

O parlamentar questionou se a sindicância foi concluída e, se foi, qual o resultado.

Por e-mail, O Estado buscou informações oficiais junto a Secretaria de Comunicação e Articulação Política (Secap), que é comandada por Ednaldo Neves, sobre esta sindicância.

Não houve resposta.

Mas afinal, o que o governo quer esconder em relação a este caso de espionagem institucional usando a Polícia Militar? Ou será que depois do vazamento dos depoimentos de membros da corporação que apontaram para a existência de um coordenador eleitoral dentro da PM – no caso o coronel Heron Santos – a sindicância foi extinta?

Sousa Neto cobra diariamente na Assembleia o resultado da Sindicância que investigou a espionagem

O fato é que o secretário de Segurança, Jefferson Portela, precisa se posicionar a respeito. Até mesmo porque durante todo o episódio – que teve várias versões – o delegado garantiu que tudo seria investigado de forma transparente e os culpados seriam punidos.

De acordo com informações passadas pela Secap, o pedido de informações já foi para a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), mas de lá nunca veio a resposta.

Será por qual motivo?

Talvez a tentativa seja de deixar o caso cair no esquecimento, o que será difícil, pois há representações no Ministério Público Federal (MPF) com pedidos de investigação do caso.

Ainda há muito o que se falar sobre a espionagem no Maranhão…

Da coluna Estado Maior de O EstadoMaranhão

Uso da mentira: se Flávio Dino está bem intencionado, por que usa táticas do passado? 

Após 4 anos, a constatação que a ideologia fez piorar o Maranhão. Separou aliados, usou e abusou da máquina pública, fez uso de táticas nefastas que o povo maranhense deseja acabar de vez.

A esperada “alternância de poder” aconteceu, mas logo “um novo projeto” de perpetuar-se no poder (como fez Sarney) tornou-se a nova obstinação de Flávio Dino, que usa métodos stalinistas para expulsar possíveis adversários, impedindo que pensamentos contrários ganhem forças diante do seu projeto pessoal (de poder).

Preocupante:
nas enxurradas de propagandas do governo ninguém sabe o que é propaganda do governo ou PROPAGANDA ELEITORAL para se promover usando as estruturas públicas.

Não foi por “mera coincidência” que os principais aliados de Flávio Dino em 2014 estão fora de seu palanque em 2018. Roberto Rocha, Zé Reinaldo, Waldir Maranhão são exemplos claros de que a mudança de Flávio Dino foi apenas no campo ideológico: Dino implantou o comunismo no Maranhão, quando deveria dar expressão a novos pensamentos, pensar uma mudança que trouxesse riquezas, gerasse renda, empregos, desse uma nova forma ao estado mais pobre do Brasil, que continua pobre.

Sobre a tática da “polarização” proposta por Flávio Dino para se reeleger nas costas de quem já foi “vencido”, impedindo outras alternativas, usando a tática stalinista para sepultar outras candidaturas, impedir outros políticos que podem mudar o Maranhão sem ideologias.

Na semana passada, mas uma propaganda enganosa desmascarada. Pra que enganar, usar artifícios chulos, se Dino está tão bem?

A enganação é seu principal objetivo, donde se conclui que: nada mudou, Sarney e Flávio Dino são os mesmos subprodutos da publicidade enganosa. Ambos são mentiras fáceis de serem desmascarados.

Ao lado, a peça publicitária enganosa ventilada nas emissoras de TVs/Rádios, sites e blogues financiados pelos cofres do governo:

Tática do passado:

Hoje em dia está cada vez mais difícil separar propaganda institucional da propaganda eleitoral.

1 4 5 6 7 8 10