Monthly Archives: junho, 2018

Dino e a desastrosa “fakenews” comunista:

N√£o √© a primeira vez que um governante se exp√Ķe em suas pr√≥prias vergonhas.¬† A impress√£o que temos √© que Fl√°vio Dino n√£o tem auxiliares que possam orient√°-lo, da√≠ uma sucess√£o de erros que o colocaram noutra cena vexat√≥ria.

Neste novo epis√≥dio de “fakenews”, o l√≠der comunista parece que tentou posar de vitima, mas, acabou sendo visto como o vil√£o da hist√≥ria.

Triste fim para aqueles que tentam passar com uma versão da verdade. O comunismo praticado no Maranhão acabou revelando sua verdadeira face, a cada dia o governador do Maranhão se complica quando tenta convencer alguém, quase sempre apontando dedos para se justificar.

Desperte para a verdade, governador: Vossa Excelência está nu.

Abaixo, deixo o coment√°rio sobre o recente caso, feito pelo jornalista Linhares Jr.

O governador Fl√°vio Dino denunciou uma not√≠cia falsa contra si mesmo. Uma esp√©cie de “auto fake news”.

A peça noticiava a morte do governador em um desastre.

A pessoa que idealizou essa pataquada só pode achar que o povo maranhense é muito burro. E que a classe jornalística de nosso estado é formada por covardes e desqualificados.

Quem iria disseminar notícia falsa sobre a morte de um candidato que está vivo? Para ele desmentir depois e sair por cima?

Quem iria usar um site conhecido em todo o estado que iria facilitar MUITO a checagem do fato?

O link da notícia é falso! Ela não existe! A notícia falsa é, olhem a loucura, falsa.

Ao “denunciar” o fato o governador fez quest√£o de frisar “como ser√° a elei√ß√£o desse ano”.

Essa é uma tentativa furreca de fazer a população acreditar que tudo o que sair contra esse governo na imprensa é fake news.

Esse deve ser o primeiro caso de falsificação de notícia falsa da história mundial.

Ademais, o silêncio da classe em relação a isso soa como um atestado da falência da falência do jornalismo local.

 

Essa alma quer reza?

Sisudo, Flávio Dino (comunista) é visto constantemente em eventos da igreja, em alguns carrega até a bíblia. Nesta imagem, ao lado do prefeito Edivaldo numa celebração da Igreja Católica durante o feriado de Corpus Christi.

Em ano eleitoral vale tudo.

Dino sisudo:
No meio cristão, o comunista não consegue disfarçar sua face carregada. Já o prefeito Edivaldo Holanda, sempre com um sorriso frouxo.

 

 

O vereador Estev√£o Arag√£o (PSDB) deu entrada, nesta quarta-feira (30), no Minist√©rio P√ļblico, em uma representa√ß√£o por improbidade administrativa contra o prefeito de S√£o Lu√≠s, Edivaldo Holanda J√ļnior, que ainda n√£o atualizou o Plano Diretor da cidade, atrasado h√° dois anos.

O √ļltimo plano foi criado em 2006, portanto deveria ter sido atualizado pela Prefeitura at√© 2016, cujo prazo m√°ximo √© de dez anos, institu√≠do pela Lei 10.257, do Estatuto das Cidades.

‚ÄúS√£o Lu√≠s tem crescido de forma desordenada nos √ļltimos anos, ent√£o, o plano al√©m de ser uma obriga√ß√£o √© extremamente necess√°rio para a organiza√ß√£o da nossa metr√≥pole. Meu papel, enquanto vereador, √© cobrar para que seja colocado em pr√°tica‚ÄĚ, acentuou Estev√£o.

Plano Diretor

Em suma, o plano diretor √© o instrumento que o Poder P√ļblico Municipal disp√Ķe para implementar a “Cidade Sustent√°vel”. Isso vale para munic√≠pios com mais de 20 mil habitantes e os que est√£o localizados em regi√Ķes metropolitanas e aglomera√ß√Ķes urbanas.

Pela Lei 10.257, al√©m do descumprimento do prazo, tamb√©m incorre em improbidade administrativa, o prefeito que impedir ou deixar de garantir alguns requisitos no processo de revis√£o do plano diretor, como: promo√ß√£o de audi√™ncias p√ļblicas e debates com a participa√ß√£o da popula√ß√£o e de associa√ß√Ķes representativas dos v√°rios segmentos da comunidade, a publicidade quanto aos documentos e informa√ß√Ķes produzidos e o acesso de qualquer interessado aos documentos e informa√ß√Ķes produzidos.

1 11 12 13