Monthly Archives: Maio, 2018

 O Estado inexiste!

Um idoso e uma criança são baleados por bandidos fortemente armados.

Causa mortis: crianças estão morrendo devido “guerras de facções” em plena luz do dia na capital do Maranhão.

Outra criança levou tiro, outro idoso foi vitima de latrocínio. A justificativa continua sendo a mesma: a culpa é da dicotomia política (irresponsável) proposta por Flávio Dino e Márcio Jerry, que culpam Sarney por tudo. Não importa se alguém reclamar que não é do grupo Sarney, que só está cobrando, que vai ser taxado de “aliado de Sarney”.

O lado negativo da “dicotomia” proposta pelos comunista: enquanto facções trocam tiros e matam crianças nas ruas de São Luís, tentam justificar a falta de Segurança, a ausência do Estado, alegando que “não há mais decapitações” dentro dos muros do presídio de Pedrinhas.

Bandidagem mata idosos e crianças na capital do Maranhão, a única providencia do governo é justificar que não há mais “decapitações em pedrinhas”. Na semana passada, outras crianças morreram vitimas de balas por guerras de facções que trocam tiro nas ruas da capital do Maranhão, que Flávio Dino jura de pés juntos que conseguiu diminuir a violência. 

O idoso foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), já a criança (de dois anos) brincava com seus familiares numa área próximo a uma restaurante, quando vários bandidos chegaram atirando, sendo que uma das balas atingiu a criança.

O idoso identificado como Washington Andrade Serra, de 64 anos, foi morto com um tiro, no início da manhã desta quinta-feira (24), no bairro Chácara Brasil, região do Turu, em São Luís. Abaixo, as imagens da mudança que não teve.

Facção criminosa assassina homem em plena luz do dia: detalhe, um dos tiros acertou uma criança de dois anos.

Outra morte violenta: idoso que foi comprar pão sofre “latrocínio”. Bandidos estão soltos, fazendo novas vitimas.

Nota:

O Maranhão se tornou uma  vergonha. O Estado que inexiste, da justificativa infantil de Flávio Dino, que sugere que aqueles que tentam cobrar, que tentam criticar o governo estejam “do lado do Sarney”. Colocando todos num dicotomia, numa “polarização” irresponsável.

Sem ter capacidade de ocupar o cargo de gestor, Flávio Dino tenta jogar em terceiros a sua falta de responsabilidade.

 

 

 

Crescimento de Eliziane preocupa aliados de Flávio Dino e Márcio Jerry. Alguns conhecidos “pupilos” que não conseguem esconder a ciumeira de uma mulher que vem se destacando e colocando alguns “machos” pra escanteio…

A imagem abaixo circulou pelas redes sociais, principalmente em grupos de WhatsApp do Maranhão, mostrando o ódio de alguns aliados (PDT e PSB) contra Eliziane Gama.

De imediato gerou uma discussão a partir de quem interessaria pichar os muros da cidade de Timon com frases que visam claramente atingir o projeto da deputada federal Eliziane Gama (PPS) rumo ao Senado Federal.

A principal suspeita recai sobre “aliados” da irmã ligados ao Palácio dos Leões, mas precisamente dos que ainda insistem com a candidatura de senador do deputado estadual Bira do Pindaré (PSB).

Mas, enquanto os “inimigos íntimos” de Eliziane conspiram contra a sua pré-candidatura, ela segue consolidando e ampliando a sua caminhada rumo à Câmara Alta do Congresso Nacional. ( Com informações dos blogues do Marco D’Eça e Robert Lobato).

 

Na manhã desta quarta-feira (23), o deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) utilizou a tribuna para solicitar que o governador Flávio Dino reduza o imposto sobre circulação de mercadorias e serviços – ICMS, como forma de diminuir o alto valor da gasolina no estado, assim como já o fez em outras oportunidades. Somente nos últimos dez dias, já foram 4 aumentos no preço da gasolina no país, sendo que 45% do valor do combustível correspondem a impostos.

No final de 2016, o Governo do Estado sancionou a Lei nº 10.542/2016 que aumentou as preços da gasolina, do etanol, tarifas de energia elétrica, internet, telefonia e TV por assinatura, a partir do reajuste de ICMS, tornando o combustível mais caro em todo Maranhão. Wellington votou contra esse aumento por entender que a medida prejudica consideravelmente o povo maranhense.

Atualmente, 26% do valor da gasolina são destinados ao imposto estadual, o que tem atingindo diretamente o bolso do trabalhador maranhense.

“Diante do grande do número de desempregados no Maranhão, não podemos permitir que a população pague a conta da ineficácia da administração pública por meio de altas cargas tributárias. Precisamos encontrar maneiras para que não joguemos o prejuízo no bolso do cidadão maranhense onde principalmente os mais pobres, moto-taxistas, taxistas padecem. Se na capital o preço já está alto, imagine no interior! Por isso, solicito ao governador Flávio Dino que, assim como houve redução do ICMS de 17% para 2% no fornecimento do óleo diesel para as empresas do sistema de transporte urbano da região metropolitana de São Luís e Imperatriz, haja redução da alíquota do ICMS que incide sobre o valor do combustível. Votei contra o aumento de impostos dos combustíveis. Flávio Dino, dê exemplo e reduza o ICMS, reduza o imposto que incide sobre os combustíveis no Maranhão. O povo maranhense não merece pagar por mais essa conta!”, destacou o deputado Wellington ao reafirmar seu compromisso com a população e a luta para reduzir o preço do combustível.

Timon parou no tempo. Alô, Bira, calado?

Uma das principais cidades do Maranhão sofre com os problemas de coleta de lixo, administrada pelo prefeito Luciano Leitoa do PSB, aliado do deputado Bira do Pindaré, que calou-se.

Durante a semana, o deputado Bira do Pindaré (PSB) estava irritado, brigando com outros deputados.

Será que vai brigar com o prefeito de Timon, seus vereadores, ou permanecer caladinho?

Abaixo, imagem retirada do facebook:

 

Saúde precária da gestão atual, desvios de dinheiro público, tudo é culpa do modelo passado, segundo governador comunista.

Em resposta à reportagem da Rede Record, governo comunista declara que desvios de dinheiro público na gestão atual é culpa de Roseana Sarney. Confira no link abaixo:

Saúde precária da gestão atual é culpa do modelo passado, segundo governador comunista.

Clic aqui e veja  reportagem completa:

O deputado estadual Júnior Verde (PRB) solicitou nesta terça-feira, 22, a pavimentação da MA-006, que corta Alto Parnaíba e Balsas, e a conclusão das obras do Anel da Soja. A solicitação foi feita por meio de Indicação, e foi destaque no pronunciamento do parlamentar.

Pela MA-006, passa mais da metade da produção agrícola do Sul do Maranhão e uma parte da safra do Piauí. Atualmente a estrada está em péssimas condições, causando prejuízo, sobretudo para o transporte da safra de grãos.

A precariedade, agravada pelo período chuvoso, provoca o aumento do preço do frete e atrasa as viagens.

“Segundo relato que ouvi de caminhoneiros que por lá passam, para percorrer um trecho de 240 km é gasto até 10 horas. Um absurdo. A falta de manutenção da via compromete o escoamento da produção. Por isso estamos empenhados para que a pavimentação da MA-006 se concretize. Um sonho para a região”, justificou Júnior Verde.

O deputado pediu ainda a conclusão do Anel da Soja, também imprescindível para o escoamento da produção e consequente desenvolvimento da agricultura no Maranhão.

“Precisamos de infraestrutura, uma das lutas desde o início do nosso mandato. Apoio e logística para o desenvolvimento da produção maranhense, que precisa de mais atenção e investimentos”, concluiu.

Crime eleitoral?

Secretário de Estado da Comunicação do Maranhão dissemina fakenews em horário de trabalho nas redes sociais.

As imagens com montagens grosseiras, foram jogadas em grupo de whstsapp, tendo como vitima a ex-governadora Roseana Sarney, que estaria ao lado do “golpista” Michel Temer (MDB), quando na verdade era outro político, o deputado federal Hildon Rocha.

Michel Temer, que é presidente do Brasil, continua sendo impedido pelo governador comunista Flávio Dino, de ser colocado seu quadro no Palácio dos Leões.

Abaixo, imagem da fakenews jogada nas redes sociais pelo secretário Ednaldo Neves:

 

E mudança?

Quem esperou que a Primeira Dama do Maranhão, Daniela Lima, fosse atendida num hospital da rede pública igual aos outros maranhenses pode esquecer. Segundo a imprensa que cobre a cena politica do Maranhão, ela está internada num hospital particular ( o mais caro do Maranhão) e passará por uma cirurgia.

Comitê azarado?

Por incrível que possa parecer a imprensa local calou sobre o assunto. Poucos jornalista noticiaram sobre o acidente que aconteceu num comitê politico-eleitoral.

Nota do blog:

Embora encaminhe a critica ao governo que demostra que nada mudou, desejamos boa recuperação à nossa Primeira Dama. Fiquem abaixo, com a notícia do blog do Diego Emir:

Saúde publica continua desacreditada…

 

Primeiramente uma palavra sobre um político que marcou época no Maranhão. Falo sobre CAFETEIRA, político de personalidade marcante, ferino, inteligente, observador que não deixava passar nada, construía bordões que caiam no gosto popular e marcavam adversários políticos nas eleições. Era um enorme e temido líder popular que culminou sua carreira governando o estado. Personalidades como a dele marcam uma época e sua ausência, sentida por todos. Não tem substitutos. Fique com Deus, grande Cafeteira.

Voltando ao tema do título, todos sabem o temor que permeia a todas as classes sociais e que atinge a todos com a mesma intensidade. A segurança, ou melhor a falta dela, seja nas cidades ou no campo, em todos os lugares, ninguém está a salvo. O caso nunca teve a gravidade atual. Assim virou o tema principal de campanhas presidenciais neste ano, pois todos querem saber o que farão os candidatos. Ninguém pode se omitir do tema, pois se o fizer, não será escutado.

Mas, na verdade o Congresso, tem se mexido nesse setor, aprovando propostas do governo, fundamentais para a construção de uma sólida base para modernizar todo o sistema de segurança do país, dando-lhe uma eficiência que nunca teve, aproximando-os do que mais moderno se faz no mundo hoje, substituindo a babel burocrática do que é hoje praticado, pela eficiência que os sistemas modernos e tecnologicamente integrados, tem hoje no mundo.

Finalmente a política de segurança, hoje caótica e inexistente, com grandes prejuízos para toda a população, vai merecendo a atenção do país. Hoje não existe organização e sim muita improvisação. Cada estado se organiza como achar melhor, cada um atua independente dos outros, não há uma atuação coordenada e aí o crime aproveita e domina.

Isso começa a ficar no passado. O primeiro passo, foi criação do Ministério da Segurança Pública, muito bem entregue ao competente ministro Raul Jungmann, homem experiente que tem em seu currículo cargos como o Incra e o Ministério da Defesa, político brilhante. Agora o Senado aprovou, na semana passada, o Sistema Único de Segurança Pública (SUSP), já aprovado em abril pela Câmara dos Deputados. Como o projeto aprovado na Câmara não foi modificado pelo Senado não precisa voltar à Câmara para nova votação e assim vai direto à sanção do presidente. Esse projeto está sendo chamado de SUS da segurança.

O objetivo da proposta é integrar dados e a atuação dos órgãos de segurança pública e defesa social das 27 unidades da federação. O SUSP será integrado pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Ferroviária Federal, policiais civis, policias militares, Corpo de Bombeiros, agentes penitenciários e pelas guardas civis municipais.

Um formidável contingente, desorganizado e sem rumo que acabava sem se falar no dia a dia, sem informação e sem prioridades, ineficiente.
O Ministério da Segurança Pública será a pasta responsável pela gestão do sistema integrado.
O SUSP deverá criar estratégicas comuns para atuação na prevenção e no controle de crimes. Os registros de ocorrências policiais, por exemplo, precisarão ser unificadas e compatíveis em todo o sistema.

O projeto prevê que a integração dos órgãos deverá permitir operações ostensivas, investigativas e de inteligência, que contarão com o planejamento e a participação de diferentes instituições da rede.

A proposta aprovada também cria a Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social (PNSPDS). Ela tem a finalidade de promover a integração em ações estratégicas e operacionais na área de segurança, ampliar as ações de prevenção de crimes e integrar os dados de todo o país.
Serão estabelecidas metas para o desenvolvimento do programa, que terá a duração de dez anos, com avaliação anual do cumprimento das diretrizes.
A PNSPDS terá entre os objetivos capacitar os profissionais de segurança pública, a padronização de estruturas e tecnologia, e a integração os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário para aprimorar a legislação penal.

É na verdade um passo gigantesco no sentido de dar ao país os meios para o combate ao crime, organizado ou não. Em todo o território nacional, com todos os meios ao seu alcance. Esse é o primeiro e fundamental passo. Virão outros como o controle de nossas extensas fronteiras por onde passam drogas e armas, motores do crime.

É um gigantesco passo que vai facilitar o trabalho dos novos governantes que serão eleitos na imperiosa missão dada pelos eleitores de combater o crime que anda solto como nunca.

Em Carolina, criança cai e carro passa por cima de seu pescoço quando ia para escola.

Longe da propaganda enganosa de Flávio Dino crianças continuam sendo carregadas como bois em paus de arara nas cidades do interior do Maranhão. No vídeo, o relato de um pai aflito que já tinha alertado sobre os riscos do transporte escolar impróprio.  (Informações e vídeo do blog do Flávio Aires).

 

 

 

1 2 3 10